22 de outubro de 2018

Capítulo 4

CARO SR. STEWART,
Temos o prazer de informar que o senhor foi aceito para preencher o cargo de vice-presidente da Charles & Charles Co. Ficamos entusiasmados ao saber que se juntará à nossa equipe e estamos ansiosos para recebê-lo, com sua família, em Boston.
Espero que o pacote de transferência que lhe oferecemos seja do seu agrado. Caso haja algo a mais que a Charles & Charles Co. possa fazer pelo senhor, não hesite em nos pedir. Maria Agnesi, nossa Diretora de Recursos Humanos, entrará em contato para verificar qual é a melhor data para o seu início.
Reiteramos que estamos ávidos por tê-lo aqui conosco, trabalhando em nosso escritório. Seja bem-vindo à equipe!
Atenciosamente,
Robert Brasco
Presidente da Charles and Charles Co.

De: Alex
Para: Rosie
Assunto: Re: DESASTRE!
Vou te ligar quando chegar em casa. É verdade. Meu pai recebeu um convite para trabalhar com algo que parece incrivelmente chato... Não sei muito bem do que se trata, não prestei atenção quando ele me contou. Não consigo entender por que é que ele precisa despencar até Boston para assumir um cargo entediante. Aqui já tem um monte de emprego assim. Ele pode até mesmo ficar com o meu.
Estou P da vida, não quero ir. Falta só um ano pra terminar a escola. Agora é o pior momento para sair daqui. Não quero ir pra nenhum daqueles colégios americanos estúpidos. Não quero deixar você.
Podemos conversar sobre isso mais tarde. Precisamos pensar num jeito de eu ficar. Essa foi uma notícia muito ruim mesmo, Rosie.

De: Rosie
Para: Alex
Assunto: Fica comigo!
Não vá! Minha mãe e meu pai disseram que você pode ficar aqui com a gente este ano! Termina os seus estudos aqui em Dublin e nós dois decidimos o que fazer depois! Por favor, fique! Vai ser tão legal nós dois aqui, morando juntos. Vai ser igual àquela época em que a gente era criança e ficava um acordando o outro a noite inteira com aqueles walkie-talkies! A gente ouvia muito mais a estática do que as nossas próprias vozes, mas a gente achava aquilo tão legal! Lembra daquela vez, na véspera do Natal, muuuuuitos anos atrás, quando fizemos uma vigília para esperar o Papai Noel? Passamos semanas planejando aquilo, traçando as rotas das estradas e os mapas das nossas casas, tudo para cobrir cada ângulo e não perder a chance de vê-lo. Você ficava no turno das 7 às 10 da noite e eu, das 10 da noite à uma da madrugada. Você deveria acordar e assumir o meu posto, mas — adivinhe, adivinhe! — você não fez isso. Fiquei acordada a noite toda, berrando naquele walkie-talkie, tentando acordá-lo.
Ah, mas o azar foi seu. Eu vi o Papai Noel e você, não...
Se você ficar com a gente, Alex, vamos poder conversar a noite inteira! Vai ser divertido. A gente sempre quis morar junto quando era criança. É a nossa chance.
Converse com os seus pais sobre isso. Convença eles a dizer sim. Afinal, você já tem 18 anos, então pode fazer o que quiser!

Rosie,
Não quis acordar você, então a sua mãe disse que te passaria o recado. Você sabi que odeio despedidas, mas em todo caso isso não é uma despedida porque você vai me visitar sempre. Prometa. Minha mãe e meu pai não me deixaram ficar nem com Phil, muito menos com você. Não consegui convencê-los. Querem ficar no meu pé neste último ano do colégio.
Preciso ir agora... Vou sentir saudades. Te ligo quando chegar lá.
Com carinho,
Alex
PS: Eu te falei que estava acordado naquela véspera do Natal. Foi a bateria do meu walkie-talkie que acabou... (e eu vi sim o Papai Noel, fique a senhorita sabendo).

Alex,
Boa sorte, meu irmãozinho. Não se preocupe, você vai curtir quando chegar lá e mal posso esperar para ir visitá-lo. Mesmo com a companhia da Margaret e das crianças, ainda sinto como se uma parte de mim estivesse se mudando com vocês. Vou sentir muita saudade de todos. As coisas não vão ser as mesmas sem você. Pare de se preocupar com a Rosie. A vida dela não vai acabar só porque vocês dois estão em países diferentes. Mas vou tomar conta dela pra você, se isso te faz se sentir um pouco melhor — e até que ela parece mesmo minha irmã mais nova. A propósito, se Sandy não aprender a controlar a própria bexiga aqui nesta casa, terei que despachá-la para você, de avião.
Todos nós sentiremos sua falta.
Phil (+ Margaret, William e Fiona)

De: Rosie
Para: Stephanie
Assunto: Precisa-se de conselho de irmã com urgência
Não consigo acreditar que ele foi embora, Steph. Não consigo acreditar que você se foi. Por que é que todos estão me abandonando? Você não poderia “ter se encontrado” um pouco mais perto de casa? Mas na França? Faz apenas algumas semanas que Alex foi embora, mas eu sinto quase como se ele tivesse morrido...
Por que ele tinha que terminar com a Bethany Piranha justamente duas semanas antes de ir? Se não fosse isso, eu não teria ficado tão acostumada com a presença dele de novo... As coisas tinham mesmo voltado a ser como antes, Steph. Foi incrível. Passamos cada segundo juntos e nos divertimos pra caramba!
Brian Chorão organizou um bota-fora para o Alex bem na semana passada; pra falar a verdade, acho que foi só uma desculpa que ele arranjou pra conseguir permissão dos pais para dar uma festa, porque Brian Chorão e Alex nunca se bicaram muito. Pelo menos não depois daquele incidente de pizza no cabelo do James. Bom, enfim, Chorão deu uma festa na casa dele e convidou todos os amigos dele, e Alex e eu mal conhecíamos o pessoal! E, da galera que conhecíamos, não suportávamos ninguém, então saímos e viemos para a cidade. Sabe o O’Brien’s, onde fizemos aquela sua festa-surpresa de 21 anos? Bom, fomos para lá e Alex teve a brilhante ideia de ficar parado do lado de fora do pub fingindo ser o segurança. (Não tinha nenhum segurança lá naquela noite porque era uma segunda-feira.) Bem, de qualquer forma ele conseguiu se sair bem porque é alto e musculoso — você conhece o Alex! Ficamos lá parados mandando as pessoas irem embora; acho que ele não deixou nem uma pessoa sequer entrar.
Por fim, começamos a ficar entediados e decidimos entrar no pub, que estava vazio. Claro que, quanto mais bebíamos, mais e mais Alex e eu ficávamos choramingando sobre a mudança dele... Apesar disso, a noite foi maravilhosa. Sinto saudades dos nossos momentos assim, só eu e ele.
Você não faz ideia do quanto estou me sentindo sozinha na escola nestes dias. Estou prestes a me ajoelhar e implorar a amizade de alguém. Que ridículo. Ninguém tá nem aí. Passei os últimos anos ignorando eles, então eles não se sentem obrigados a conversar comigo. Acho que alguns estão até curtindo essa situação. Os professores estão amando. O sr. Simpson me chamou depois da aula para me parabenizar por eu estar me saindo tão bem ultimamente. É vergonhoso; Alex ficaria chocado se descobrisse que estou me empenhando na escola. Estou horrorizada por ver que as coisas estão tão ruins que cheguei a ponto de prestar atenção nos professores. Eles são as únicas pessoas que conversam comigo. Que deprimente...
Acordo de manhã e sinto como se estivesse faltando algo. Sei que tem alguma coisa errada e demoro um tempo para me lembrar do que se trata... E aí eu lembro. Meu melhor amigo se foi. Meu único amigo. Como fui estúpida por confiar tanto em uma única pessoa. Agora tudo está se voltando contra mim.
Enfim, desculpe por ficar choramingando o tempo todo. Tenho certeza de que você já tem problemas demais para se preocupar. Conta pra mim como é que a minha irmã mais velha toda chique está se saindo na França. É estranho que você esteja aí — você sempre odiou as aulas de francês. Pelo menos é só por alguns meses, certo? E aí você volta? O papai continua triste com o fato de você ter trancado a faculdade. Por que você teve de ir embora para encontrar a si mesma está além da minha compreensão. Basta se olhar no espelho. Como vai o restaurante? Já derrubou algum prato? Vai trabalhar aí por muito tempo? Algum cara legal? Deve ter, sim; os franceses são uns gatos! Se tiver algum gatinho aí sobrando e que você não queira, pode mandar para cá.
Com carinho,
Rosie
PS: O papai quer saber se você tem dinheiro suficiente e se já se encontrou. A mamãe quer saber se você está se alimentando direito. O Kevinzinho (ele está tão crescido agora que você não vai acreditar!) quer saber se você vai mandar algum video game para ele. Não sei do que ele está falando, então ignore.

De: Stephanie
Para: Rosie
Assunto: Re: Precisa-se de conselho de irmã com urgência
Olá, minha querida irmãzinha.
Não se preocupe com Alex. Fiquei pensando um bom tempo sobre isso e cheguei à conclusão de que é bom ele não estar cursando o último ano do ensino médio com você porque pelo menos, pelo primeiro ano EM TODA A SUA VIDA, você não vai levar suspensão. Pense no quanto a mamãe e o papai vão ficar orgulhosos com isso. (Ah, por falar nisso, diga a eles que estou quebrada, morrendo de fome e que, no momento, estou tentando me encontrar aqui numa cafeteria de Paris que tem acesso à internet.)
Sei exatamente como você está se sentindo agora. Também estou sozinha aqui, mas aguente firme este ano e, quando terminar, talvez Alex volte para a Irlanda ou talvez você possa cursar a faculdade em Boston!
Trace uma meta para você, Rosie. Sei que você não gosta de ouvir isso, mas vai te ajudar. Defina o que você quer e todo o período deste ano fará sentido para você. Vá para Boston, se é isso que vai te fazer feliz. Vá estudar hotelaria, se é isso que você sempre quis. Você é jovem, Rosie, e eu sei que você odeia com todas as forças ouvir isso, mas é a verdade. O que parece trágico agora não terá a menor importância daqui a alguns anos. Você só tem 17 anos. Você e Alex têm o resto de suas vidas para passar o tempo juntos. Além do mais, irmãos de alma sempre acabam juntos. A imbecil da Bethany nem vai ser lembrada até lá. Ex-namoradas são facilmente esquecidas. Melhores amigos ficam para sempre.
Cuide-se. Diga para a mamãe e para o papai que eu mandei um oi e que continuo procurando por mim mesma, mas pode ser que eu tenha encontrado alguém mais no meio do caminho. Alto, moreno e lindo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!