22 de outubro de 2018

Capítulo 23

De: Rosie
Para: Alex
Assunto: Adultos
Em comparação com o passado, como você e eu estamos hoje? Como ficamos? Estava prestes a perguntar: “quem diria que nós enfrentaríamos as coisas da vida adulta?”, mas não considero o fato de você estar num processo de divórcio e o fato de eu estar tentando recolher os cacos do meu casamento algo necessariamente de adultos. Acho que tanto eu quanto você já tínhamos sacado isso quando brincávamos de polícia e ladrão no quintal. Então, o pior já passou!
Nas últimas semanas, o tempo está lindo por aqui. Adoro o mês de junho em Dublin. Os prédios cinzentos ficam menos cinza, os rostos tristes parecem mais brilhantes. Mas aqui no trabalho está muito quente. A fachada inteira do hotel é envidraçada e em dias como hoje parece que estamos trabalhando dentro de uma estufa. Um completo contraste em comparação com os meses de inverno aqui, quando o som das gotas de chuva espessas que pingam sobre o vidro ecoa pelo vestíbulo silencioso. O som é muito agradável, mas às vezes o granizo bate com muita força contra o vidro, quase chega a quebrá-lo, fazendo um ruído muito alto. Agora mesmo estou olhando pra um céu azulado, pontilhado por uma pastagem de ovelhas branquinhas que se parecem com bolas de algodão-doce. É lindo.
Os carros conversíveis passam com as capotas abaixadas e com música bem alta, executivos caminham de jeito despretensioso pelas ruas ao redor do hotel, com os paletós pendurados sobre os ombros e as mangas da camisa arregaçadas, sem querer voltar para os seus escritórios. Ao que parece, os universitários decidiram cancelar os planos de assistir às palestras pra ficar de pernas pro ar, deitados em círculos na grama do parque. Os patos se reuniram na beira do lago, felizes porque hoje não vão ter de procurar o próprio alimento. Uma porção de restos de pão encharcados flutua sobre o lago, só esperando pra serem bicados.
Um casal persegue um ao outro ao redor da fonte extensa, se aproveitando do jato fresco que ela asperge pra refrescar os braços e as pernas nus. Casais apaixonados estão deitados sobre a grama, olhando bem fundo nos olhos um do outro. As crianças brincam no playground enquanto seus pais relaxam ao sol, mantendo um olho fechado e o outro ligeiramente concentrado na cria entusiasmada que berra de tanta alegria.
Os proprietários das lojas ficam parados em frente à porta de entrada de seus estabelecimentos vazios, observando o mundo passar. Funcionários de escritórios olham pela janela, como se estivessem fantasiando algo em suas salas abafadas e sufocantes, observando com inveja a cidade que parece pulsar de tanto entusiasmo.
O som do riso está no ar, todos sorriem e caminham com certa leveza. O terraço do hotel está cheio de hóspedes tomando seus drinques em plena luz do sol: chá gelado, gim-tônica, suco de laranja batido com gelo, batidas de limão, coquetéis de fruta e tigelas de sorvete. As roupas vão sendo arrancadas e penduradas no encosto das cadeiras.
As senhoras da limpeza cantarolam baixinho e sorriem enquanto lustram os metais, sentindo os raios de sol se espalharem pelos seus rostos. Não é sempre que se tem dias como esses, mas podemos dizer que todos desejariam que fosse sempre assim.
E aqui estou eu, sentada, pensando em você.
Com todo o carinho.

De: Alex
Para: Rosie
Assunto: Feliz!
Você me parece feliz e poética! Acabo de voltar de um fim de semana com o Josh. Agora ele virou uma criaturinha indomável, Rosie. Sai correndo pra todo lado e tenta agarrar tudo que vê à direita, à esquerda e no centro. Quase evito até piscar, com medo de que ao abrir os olhos a sala estivesse desabando na minha cabeça. Mas ele está muito bem e me sinto feliz e com as energias renovadas depois do fim de semana. Ver o Josh sempre me anima, como se acendesse algum interruptor dentro do meu corpo. Poderia ficar observando-o pra sempre. Observar como ele aprende as coisas, como as ensina para si mesmo e, por último, como ele encontra um jeito de fazer as coisas sem precisar mais da ajuda de ninguém. Josh se arrisca; é mais corajoso que eu. Ele sempre dá um passo a mais quando sabe que não deveria. Faz isso seja como for e aprende. Acho que nós, adultos, temos muito o que aprender com eles. Para que assim, talvez, não sejamos tão medrosos nem sensatos demais em se tratando de alcançar os nossos objetivos.
Portanto, vou seguir o conselho de Josh. Um cirurgião importante vai ministrar uma palestra esta semana. Vão ser alguns dias de seminário sobre um novo procedimento cardíaco que ele desenvolveu. Vou tentar conhecê-lo — eu e outros milhares de cirurgiões ou aspirantes que estarão por lá. Corre à boca miúda que ele é da Irlanda e que mudou pra cá pra aprofundar os seus estudos — e que precisa de certa ajuda.
Cruze os dedos e reze por um milagre.

De: Rosie
Para: Alex
Assunto: Reunião misteriosa
Tenho uma reunião misteriosa com o Bill, meu chefe, semana que vem. Não faço a menor ideia do que se trata, mas estou bastante nervosa. Ele chegou de viagem ontem, não estava com o humor nada bom e passou o dia inteiro em reuniões sigilosas. Um monte de gente com ar suspeito e vestindo roupas escuras está chegando a cada hora pra conversar com ele. Estou com uma sensação horrível na boca no estômago.
O que torna as coisas ainda piores é o fato de que o irmão dele, Bob, está chegando de avião amanhã. Os dois só se reúnem quando o assunto é contratar ou demitir. Acho que isso são as únicas coisas que o Bob faz, sério. Bill é quem faz todo o trabalho nos hotéis que eles têm espalhados pelo mundo, e o Bob só gasta a parte dele com casas, carros, viagens e mulheres. Pelo menos é isso que ouço. Por que é que as pessoas sempre põem as mulheres na mesma categoria dos carros e das viagens, como se fôssemos alguma espécie de recompensa de algum programa de televisão? Se eu fosse alguma milionária, dificilmente você ouviria as pessoas dizendo: “Meu Deus, olhe a Rosie Dunne. Tudo o que ela faz é gastar com sapatos, roupas e homens.” Isso não parece muito certo, não é?
Espero que não me demitam. Não sei o que faria. Acho que dormiria com ele pra poder continuar trabalhando aqui. Pra você ver o quanto gosto desse hotel ou o quanto tenho medo de ter de começar a procurar trabalho. Ou o quanto estou desesperada para dormir com outro homem que não seja o Greg, para variar um pouco. Eu o amo, mas, pelo amor de Deus, ele é aficionado por rotina!
Melhor eu ir agora e tratar de fingir que estou muito ocupada, assim eles não terão o menor motivo pra pensar em me demitir. Cruze os dedos aí por mim, que cruzo aqui por você.

De: Alex
Para: Rosie
Assunto: Re: Reunião misteriosa
Não se preocupe, vai ficar tudo bem! Eles não têm motivos pra te demitir (têm?). Você não fez nada de errado desde o dia em que começou a trabalhar aí. Na verdade, você quase nem ligou pra avisar que estava doente e que teria de faltar. Vai ficar tudo bem. Estou saindo de casa agora para ir pro seminário. Boa sorte pra nós dois!

De: Rosie
Para: Alex
Assunto: Re: Re: Reunião misteriosa
Você tem razão. Não podem me demitir. Que idiota estou sendo. Sou uma ótima funcionária. Não têm motivo para me mandar embora. Pelo menos não têm nenhum motivo que seja do seu conhecimento. Quero dizer que eles jamais descobririam sobre aquela vez em que trouxe a Ruby aqui pra mostrar a ela a suíte da cobertura. E, mesmo que saibam disso, não saberiam que pedimos serviço de quarto e que passamos a noite lá... Não tem como. Saberiam?
Talvez tenham sentido falta dos roupões de banho. Mas eram tão confortáveis que eu tinha de trazer um pra casa...
Ou talvez tenham percebido que o minibar estava vazio. Mas me lembro muito bem de ter pedido pro Peter repor o refrigerador e ele já estava me devendo uma mesmo depois que dei um desconto de Dia dos Namorados pros pais dele, bem no meio de maio.. Ai, meu Deus, isso está me matando. Não quero mesmo ter de voltar a trabalhar pro Randy Andy e não acho que tenho forças pra sair espalhando o meu currículo por aí de novo. Nem pra enfrentar a tensão de outra entrevista de emprego.
Eles só querem conversar comigo. Mas o Bill não sorriu quando me disse isso e seus olhos não estavam tão radiantes como de costume. O que acha que isso significa? Ah, meu Deus, a nova funcionária magricela também tem uma reunião agendada na semana que vem. É a pior funcionária de todas. Mais faltou alegando que estava doente do que veio trabalhar. Deve ser porque nunca come. O horário do almoço é um desperdício no caso dela. Do outro lado da mesa, ela só fica olhando pro seu prato com uma cara horrível, como se a comida fosse o diabo em pessoa, e beberica uma garrafa d’água. Então, na metade da garrafa ela fica satisfeita, tampa e a deixa de lado.
Acho que é melhor eu começar a procurar emprego.

De: Alex
Para: Rosie
Assunto: Relaxa!
Pelo amor de Deus, Rosie Dunne, te amo com todo o meu coração, você precisa se acalmar!

VOCÊ RECEBEU UMA MENSAGEM DE: RUBY.
Ruby: Aaaaaahhh! Então ele te ama com todo o coração, é?
Rosie: Ah, pare de ler os meus e-mails, Ruby.
Ruby: Bem, então trate de criar uma senha menos óbvia, “Docinho”. Vocês dois andam flertando muito nos últimos tempos.
Rosie: Não estamos, não! De onde você tirou isso?
Ruby: Você sabe muito bem.
Rosie: Ah, fala sério. Pensei que pelo menos uma vez você fosse dizer alguma coisa importante.
Ruby: Tenho as minhas razões, e você sabe disso.
Rosie: Só estamos nos entendendo como era antes, só isso. Alex está recuperando o ânimo. Acho que está se sentindo feliz de novo.
Ruby: Porque está “apeixonado”.
Rosie: Não, não está. Não por mim, pelo menos.
Ruby: Ah, desculpe, é que me enganei quando ele disse no e-mail que te mandou que “ama você com todo o coração”.
Rosie: Como um amigo ama outro amigo, Ruby.
Ruby: Você é minha amiga e eu não te amo com todo o meu coração. Droga, eu não amo nem o Teddy com todo o meu coração.
Rosie: Tá legal, então. O Alex e eu estamos perdidamente apaixonados e vamos fugir pra viver uma intensa paixão.
Ruby: Tá vendo? Não doeu tanto assim admitir, não é?
Rosie: Aguenta aí, Ruby.
[Rosie está ausente].
Rosie: Ah meu Pai! A perna de saracura acabou de voltar da reunião com o Bill e o Bob e está se debulhando em lágrimas. Mandaram ela embora. Sou a próxima. Merda. Tenho de ir agora. Merda. Merda. Merda.
Rosie fez logoff.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!