22 de outubro de 2018

Capítulo 11

De: Alex
Para: Rosie
Assunto: Namorado secreto
Já voltei da lua de mel. Você, sua danadinha, nunca me contou sobre esse seu novo namorado! Sally não aguentou e teve de me contar, o que achei muito meigo da parte dela. Não percebi que Katie e Sally estão trocando mensagens, você percebeu?
Bom, enfim, por que você não me contou nada sobre esse cara no casamento? Você costuma me contar tudo. Então, corta essa! Como ele é? Como se chama? Onde você o conheceu? Qual é o tipo físico dele? O que ele faz? Espero que ganhe bem e que esteja te tratando muito bem, do contrário terei de ir até aí estrangulá-lo.
Preciso voltar pra Dublin pra conhecer esse cara; garantir que ele está aprovado pelo seu melhor amigo aqui. Seja como for, me conte os detalhes (talvez não todos).

OI, STEPHANIE,
Só estou escrevendo pra saber como você está, querida, e pra te contar uma notícia boa. Tenho certeza de que a Rosie não te contou ainda, porque não quer alardear as coisas, mas ela conheceu uma pessoa! Todos estamos muito felizes. Parece que ela está feliz, aqueles olhos grandes e azuis não andam mais tristes e acho que voltou a caminhar sobre as nuvens. Está mais parecida com a Rosie que conhecíamos.
Bom, ela o trouxe para jantar ontem aqui em casa e devo dizer que ele é de fato um homem muito encantador. Ele se chama Greg Collins e é gerente do banco AIB em Fairview. É um pouco mais alto que a Rosie e tem um rostinho encantador. Tem trinta e poucos anos, eu chutaria, e tem sido absolutamente maravilhoso com a Katie. Os dois passaram a noite toda brincando, o que foi muito engraçado. Como você sabe, tem sido difícil para a Rosie encontrar alguém de quem ela goste, ainda mais levando em conta também que essa pessoa precisa se relacionar bem com a Katie. Mas não deve haver concessões, é o que digo sempre a ela. Muitas vezes, Rosie acaba arranjando encontros com certos caras só porque a Katie se deu bem com eles. Bem, seja como for, como eu já disse, Katie adorou Greg. Fico muito contente de ver que, até que enfim, parece que a Rosie encontrou um cara legal.
Mas, e aí, como está o trabalho? Agitado como sempre? Não se mate naquele restaurante, meu amor; você precisa aproveitar a vida também. Seu pai e eu andamos pensando em visitá-la, tirar alguns dias de férias. Tudo bem para você? Avise quando vai estar livre que vamos nos organizar por aqui. Mande um oi para o Pierre. Estou ansiosa para revê-la.
Com carinho,
Mamãe

De: Rosie
Para: Alex
Assunto: Re: Namorado secreto!
Ooops, meu segredinho foi revelado agora, graças à Katie e àquela boca grande dela! Bem, não contei nada sobre o Greg (é o nome dele) no seu casamento porque naquela época eu ainda nem tinha saído com ele! Nós nos conhecemos naquela danceteria Dancing Cow (é uma longa história!) um pouco antes de eu viajar pra Boston, aí ele pediu o meu telefone e me chamou pra sair, mas eu respondi que não! Então eu devo ter ficado muito sentimental depois do seu casamento, porque assim que voltei liguei para ele e o convidei pra sair!
Ah, Alex, tenho bebido vinho tinto e saído para jantar como nunca! Ele me leva àqueles restaurantes que eu só conhecia pelas revistas e é um cara pra lá de romântico, mas, como você disse pra eu não te dar todos os detalhes, então não vou te contar sobre o nosso fim de semana no campo... Tá legal, você queria saber tudo a respeito dele, então aí vai: ele tem 36 anos, trabalha num banco em Fairview. Ele não é muito alto (tem a minha estatura mais ou menos), o que não quer dizer também que seja muito baixo, mas... Bem, se vocês dois ficarem lado a lado, você teria uma vista panorâmica do couro cabeludo dele. Mas ele tem cabelo cor de areia e um maravilhoso par de olhos azuis cintilantes.
Quando vem, ele sempre traz presentinhos pra Katie, o que sei que não deveria fazer, mas adoro vê-la sendo paparicada, em especial porque eu mesma não fui capaz de fazer isso ao longo desses anos. Não consigo acreditar que afinal encontrei um homem que não se incomoda com o fato de eu ter uma filha; todos os outros me olhavam como se eu tivesse alguma doença quando eu contava que sou mãe e, de repente, arranjavam uma bela desculpa pra sair da mesa do restaurante e ir embora. Também não consigo acreditar que Katie e eu enfim concordamos em escolher o mesmo homem. Ela parecia gostar apenas dos mais jovens e bonitos, provavelmente aqueles pelos quais ela se sentiria atraída se estivesse no meu lugar. No entanto, precisamos ser realistas. Não posso me dar ao luxo de bancar a exigente!! Além disso, a ideia que ela faz de um bom companheiro pra mim é de alguém que brinque com ela o tempo todo, que faça caretas, imite vozes e use roupas brilhantes e coloridas que só poderiam ser usadas naqueles programas infantis das manhãs de sábado que passam na TV. De qualquer maneira, parece que encontrei esse cara. Ele é um homem muito generoso, afetuoso, gentil e preocupado, e acho que sou uma mulher de sorte por tê-lo encontrado. Pode ser que não seja pra sempre, Alex, mas estou curtindo bastante. Sei que tenho andado muito reclamona nos últimos tempos, ah, sei lá... De uns dez anos pra cá (mais ou menos) (!), mas agora percebi que Katie e eu formamos um time e que, se eles não puderem amar nós duas, então terão de sumir.
Acho que posso te encontrado esse homem. Estou cruzando os dedos.
PS: Percebi que você parou de se referir à Irlanda como a sua casa. Seu coração agora deve estar em Boston, finalmente.

De: Alex
Para: Rosie
Assunto: Aaah, Rosie está apaixonada!
Aaaaah, Rosie parece estar apaixonada!
Por um gerente de banco que sai à noite pra frequentar um lugar chamado Vaca Dançante? Que tipo de gerente de banco (ou de homem, nesse caso) vai para o Dancing Cow? Nada mais justo, já que você e a sua amiga Ruby parecem ter despirocado de vez, então não esperaria nada de muito diferente. Mas não cei, não... Ainda não estou muito convencido de que este homem seja o cara certo pra você...
E tenho de dizer que me senti ligeiramente insultado com a sua última carta. O que você quis dizer com “Afinal encontrei um homem que não se incomoda com o fato de eu ter uma filha”? Acho que sempre apoiei você e a Katie — na verdade não acho, eu cei que fiz isso. Sempre que posso, visito vocês e as levo aos seus restaurantes favoritos, além de dar presentes para a minha afilhada.
Bem, acho que vou indo. Acabei de sair de dois turnos seguidos aqui no hospital, então estou exausto.

De: Rosie
Para: Alex
Assunto: Obrigada, sr. Compreensivo
Bem, obrigada, sr. Compreensivo por estar tão feliz por mim. Caso não tenha percebido, você e eu não temos um relacionamento amoroso. Sim, você é um amigo maravilhoso (compreensivo e generoso), mas não está aqui todo dia comigo. Tenho certeza de que você entende quando digo que ter um amigo e um parceiro são duas coisas completamente diferentes. Você me aceita do jeito que eu sou, com as minhas verrugas e tudo, e alguns homens não fazem isso. Mas você não está aqui.
Bem, é isso. Espero que a vida de casado esteja correndo às mil maravilhas!

VOCÊ RECEBEU UMA MENSAGEM DE: RUBY.
Ruby: Katie contou o que pra Sally?
Rosie: É insano, não é? E Katie escreveu aquela carta depois do meu primeiro encontro com o Greg!
Ruby: Nossa, ela deve ter gostado mesmo dele, pra falar pra outras pessoas tão cedo... Bom, agora, talvez, a Sally não se sinta como se você estivesse tentando colocar as suas “mãozinhas nojentas” no marido dela.
Rosie: Ah, quem liga pra isso? Tenho o meu Greg!
Ruby: Urgh! Assim, você me deixa enjoada. Vocês se transformaram num daqueles casais grudentos que a gente detesta. Os dois estão agindo como se fossem um casal de adolescentes apaixonado; acho que vou ter que arranjar uma nova amiga solteira pra não me sentir uma vela da próxima vez que sairmos.
Rosie: Mas que mentirosa! Toda vez que eu olhava pra você via que estava curtindo muito com todos aqueles caras. Era o centro das atenções!
Ruby: Aaaah, uma garota faz o que tem de ser feito. Seja como for, você deve ter batido o olho em mim nas raras vezes em que desgrudou os lábios dos de Greg. Ah, por falar nisso, aquele cara me ligou ontem à noite, então estou pensando em...

VOCÊ RECEBEU UMA MENSAGEM DE: GREG.
Greg: Oi, linda. Como está o seu dia?
Rosie: Ah, oi! Ah, o mesmo de sempre... Mas muito melhor agora.

Ruby: Oi?!! Você tá aí ainda ou o Randy Andy te atacou?

Rosie: Desculpe, Greg, só um minutinho. Estou conversando com a Ruby também.
Greg: Vocês duas trabalham em alguma hora do dia?
Rosie: O suficiente para evitar a demissão.
Greg: Mais tarde falo com você.
Rosie: Não, não! Não seja bobo! Posso perfeitamente conversar com vocês dois ao mesmo tempo. Além disso, quero continuar falando com você e, se eu disser isso pra Ruby, ela vai ficar ainda mais furiosa comigo por estar me transformando num daqueles...
Greg: Quem são “aqueles”?
Rosie: Num daqueles casaizinhos de elite...
Greg: Ah, sim, claro. Que tolo da minha parte...

Rosie: Desculpe, Ruby, estou falando com Greg também, portanto aguente um pouco aqui.
Ruby: Será que vocês dois não conseguem viver um sem o outro por algumas horas?
Rosie: Não!
Ruby: Ah, como sinto saudade da minha amiga Rosie. Quem é você e o que fez com a minha amiga que detesta os homens?
Rosie: Não se preocupe, ela continua aqui, só tirou um descanso bastante merecido. Mas, então, o que você estava dizendo sobre aquele cara que conheceu numa noite dessas?
Ruby: Ah, é. Ele se chama Ted (e é um verdadeiro ursinho mesmo), está acima do peso, mas eu também estou, então, quem se importa? Um lado compensa o outro. Ele é motorista de caminhão e parece ser um cara legal porque não parou de me pagar bebidas, o que o elevou de modo considerável na minha escala de Homens Decentes. Além disso, ele foi a única pessoa que não me ignorou no pub aquela noite.
Rosie: Ah, sinto muito, mas você sabe muito bem como funcionam as coisas quando conhecemos alguém: queremos saber tudo sobre ele.
Ruby: Não, de jeito nenhum. Não quero saber tudo sobre Ted... Só não quero afastá-lo de mim.

Rosie: Então, Greg, o que vai fazer hoje à noite?
Greg: Rosie, minha querida, sou todo seu! Por que não compramos uma garrafa de vinho, alguma coisa pra comer e ficamos em casa? Podemos pegar um DVD pra Katie ou alguma coisa do tipo...
Rosie: Sim, parece uma ideia excelente! E a Katie vai ficar muito empolgada em te ver.

Ruby: E aí, devo ligar pra ele?
Rosie: Ligar pra quem?
Ruby: TED!
Rosie: Ah, sim, claro! Chama ele pra sair. Posso pedir pro Kevin ficar de babá e aí nós quatro podemos sair. Eu sempre quis fazer isso!
Ruby: Ah, Senhor, esses jovens inocentes e inexperientes... Ted e Greg não têm absolutamente nada em comum. São como água e azeite: um gerente de banco e um potencial ladrão de banco. Eles vão se odiar, o clima vai ficar muito estranho, ninguém vai falar nada, e tudo que vamos ouvir é o ruído das nossas bocas mastigando em meio a um silêncio mortal, como se fosse algum tipo de tortura chinesa. E aí, não vamos pedir a sobremesa, vamos pular o café, pagar a conta, atravessar a porta e nos sentir aliviados, cada um prometendo a si mesmo que nunca mais vamos nos encontrar de novo.
Rosie: Que tal na próxima sexta?
Ruby: Sexta tá legal.

Greg: Espero que a Ruby não esteja zangada com a gente depois daquela noite; estávamos meio que num mundo só nosso...
Rosie: Não seja bobo, ela não se incomodou nem um pouco. Ela conheceu um cara chamado Teddy Ursinho de Pelúcia. Ah, e por falar nisso, você está livre pra sairmos na sexta à noite, nós quatro? Isso se eu conseguir alguém pra ficar com a Katie...
Greg: Um jantar com a Ruby e com um cara chamado Teddy Ursinho de Pelúcia. Parece interessante.

Rosie: Greg disse que está livre pra jantar na sexta.
Ruby: Bom, até aqui tudo bem, mas não perguntei pro Ted ainda. O que o Alex disse a respeito de você e o Greg estarem apaixonados?
Rosie: Bem, eu não disse que estava apaixonada, Ruby! Greg e eu nem sequer dissemos isso um para o outro ainda! Mas Alex andou me enviando umas cartas estranhas dizendo que tem a impressão de que o Greg parece algum tipo de aberração pra mim e que se sentiu ofendido por eu não reconhecer o apoio que ele dá pra mim e pra Katie. Pra falar a verdade, ele começou a dizer umas besteiras, mas não vou levar nada a sério porque ele disse que tinha trabalhado a noite inteira no hospital e que estava muito cansado.
Ruby: A-ham.
Rosie: O que isso significa?
Ruby: Só o que eu já suspeitava. Ele está com ciúmes.
Rosie: Alex não está com ciúmes!
Ruby: Alex está com ciúmes de você e do Greg; ele se sentiu ameaçado.
Greg: E então, a que horas devo te buscar hoje à noite? Às sete ou às oito?
Rosie: Não, o Alex não está com ciúmes de mim com o Greg! E por que estaria? Está casado com a linda e perfeita Sallyzinha — feliz, devo acrescentar (pelo menos de acordo com a própria Sally) — e eu tenho uma linda fotografia dos dois juntos, deitados na areia da praia, parecendo muito apaixonados, tanto que tiveram de provar isso tirando uma foto. Dei a ele uma oportunidade de fazer parte da minha vida e da vida da Katie, e ele escolheu continuar sendo meu amigo, então tive de aceitar isso. Tudo bem. Agora tenho um relacionamento com o Greg, ele é um homem maravilhoso e eu não me importo mais com o Alex, de nenhuma forma! Então isso é tudo que tenho a dizer a respeito desse assunto, muito obrigada! Chega de Alex, ele não está interessado em mim e agora estou apaixonada pelo Greg! É isso!
Greg: Bem... Obrigado por compartilhar isso comigo, Rosie. Não consigo mensurar o quanto me sinto emocionado em saber que você não está mais apaixonada “de nenhuma forma” por um tal de Alex, como você deixou bem claro.
Rosie: Ai, meu Deus, Ruby!! Acabei de mandar pro Greg a mensagem que tinha escrito pra você!!!! Merda merda MERDA! DISSE PRA ELE QUE ESTOU APAIXONADA POR ELE!!!!!
Greg: Er... Isso... er... Veio pra mim também, Rosie. Sinto muito...

Rosie: Ai...
Ruby: Ai o quê?

2 comentários:

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!