11 de setembro de 2018

Alegria e tristeza


Khalil Gibran

A alegria é a tristeza sem máscara.
E o mesmo poço do qual se ergue o riso
muitas vezes esteve cheio de lágrimas.

E de que outra forma seria?

Quanto mais fundo essa tristeza escavar seu ser,
mais alegria você poderá conter.

Não é a caneca que encerra o vinho
a mesma que foi queimada no forno do oleiro?

E não é o alaúde que acalma seu espírito
a mesma madeira que foi esculpida a faca?

Quando estiver alegre,
olhe bem no fundo de seu coração
e descobrirá que é somente aquilo
que lhe deu a dor que lhe dá a alegria.

Quando estiver triste,
torne a examinar seu coração
e verá que agora
você chora pelo que já foi seu deleite.

Alguns dizem: “A alegria é maior que a dor”,
enquanto outros dizem: “Não, a dor é maior.”
Mas eu lhes digo que elas são inseparáveis.

Juntas, elas se acercam,
e quando uma se sentar a sós com você à mesa,
lembre-se de que a outra está dormindo debaixo de sua cama.
Em verdade, como pratos de uma balança, você pende entre a
[tristeza e a alegria.

Somente quando se encontra vazio
você fica imóvel e equilibrado.
Quando o guardião do tesouro o ergue para pesar o ouro e a prata,
sua alegria ou sua tristeza deve subir ou descer.


(Do livro O profeta)

6 comentários:

  1. UHUUUUUUU, FINALMENTEEEEEEEE

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Velho livro sem Kelsey, aquela filha de uma mula, a nãooooo

      Excluir
  3. Se eu estou com medo de ler e chorar? Ah claro que sim, mais vamos começar

    ResponderExcluir
  4. Vamo acaba com essa série

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!