26 de junho de 2018

Capítulo 53

Por vinte e uma horas, Adam Parrish e o Homem Cinzento dormiram. Enquanto eles dormiam sem sonhar, Henrietta se preparava para o Quatro de Julho.
Bandeiras escalavam mastros nas revendedoras de carros. Sinais do desfile avisavam potenciais estacionadores em paralelo para repensar suas escolhas. Nos subúrbios, fogos de artifício eram comprados e sonhados. Portas eram trancadas e, mais tarde, arrombadas. Na Rua Fox, 300, Adam fez dezoitos anos silenciosamente. Calla foi chamada em seu escritório para verificar se nada de importante havia sido roubado durante um arrombamento. Na Indústria Monmouth, um Mitsubishi branco com um molho de chaves na ignição e o desenho de uma faca na lateral apareceu no estacionamento durante a noite. Ele trazia um bilhete: “Esse é para você. Do jeito que você gosta: rápido e anônimo”.
Gansey franziu o cenho diante da caligrafia desordenada:
— Acho que ele precisa aceitar a própria sexualidade.
Mastigando seus braceletes de couro, Ronan os largou dos dentes e disse:
— Não tem como aceitar o fato de ter três bolas.
Era o tipo de piada que ele normalmente fazia com Noah. Mas Noah não estava ali.
De volta na casa das médiuns, Adam acordou. Segundo Maura, ele lançou as pernas para fora do sofá, caminhou até a cozinha, onde bebeu quatro copos de suco de romã e três xícaras de um dos chás saudáveis mais terríveis, agradeceu a Maura pelo uso do sofá, então entrou em seu carro tricolor e foi embora, tudo num intervalo de dez minutos.
Quinze minutos depois disso, Maura relatou, Persephone desceu com uma bolsa de mão em forma de borboleta e um prático par de botas com saltos de sete centímetros e cadarços até as coxas. Um táxi chegou e ela entrou nele. Ele partiu na mesma direção que o carro tricolor.
Doze minutos depois, Kavinsky mandou uma mensagem para Ronan: bundão.
Ronan respondeu: cagão. Kavinsky: vem para o 4 de julho? Ronan: você pararia se soubesse que estava destruindo o mundo? Kavinsky: deus isso seria incrível.
— E então? — perguntou Gansey.
— Eu não apostaria nas negociações — disse Ronan.
Sete minutos depois disso, Maura, Calla e Blue entraram no Ford cansado, dirigiram para buscar Ronan e Gansey e partiram para o dia escaldante.
Gansey parecia um rei, mesmo compartilhando o banco de trás desgastado do veículo da Rua Fox. Talvez especialmente quando sentado no banco de trás de um veículo desgastado. Ele perguntou:
— O que é que vamos fazer?
— Ação — respondeu Maura.

2 comentários:

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!