3 de junho de 2018

Capítulo 47

Nosso cardápio inclui
Lágrimas de deus
Não devolvemos seu dinheiro

PIPER DESMORONOU. AOS prantos, contou o que havia acontecido.
Perplexo e com os olhos cheios de lágrimas, o filho de Hefesto abraçou a amiga com força e chorou sem parar.
Os funcionários do aeroporto se afastaram. Os Hedge voltaram para o Chevette, e o treinador abraçou a esposa e o filho, buscando conforto na família, como sempre fazemos diante de tragédias que sabemos que podem afetar qualquer um, a qualquer momento.
Meg e eu ficamos mais ao lado, a maquete de Jason ainda nas minhas mãos.
Perto do Cessna, Festus ergueu a cabeça e soltou um lamento baixo e sofrido, cuspindo fogo no céu. Os funcionários do aeroporto que lavavam suas asas pareceram um pouco tensos, talvez porque jatinhos particulares normalmente não choravam nem expeliam fogo pelas narinas, muito menos... tinham narinas.
Era como se o ar à nossa volta tivesse se cristalizado, formando cacos de tristeza que nos cortariam se nos movêssemos.
Leo parecia ter sido espancado. (E, se tinha uma coisa que aquele menino fazia, era apanhar.) Ele enxugou as lágrimas, observando o compartimento de carga e a maquete que eu segurava.
— Eu não… Eu não pude nem me despedir — murmurou ele.
Piper balançou a cabeça.
— Nem eu. Aconteceu muito rápido. Ele só…
— Ele fez o que sempre fazia — disse Leo. — Salvou o dia.
Piper respirou fundo, ainda tremendo.
— E você? O que me conta?
— O que eu conto? — Leo segurou o choro. — Depois disso, quem liga para o que eu tenho para contar?
— Ei. — Piper deu um soco no braço dele. — Apolo me explicou o que você foi fazer lá. O que aconteceu no Acampamento Júpiter?
Leo bateu com os dedos nas coxas, como se tivesse duas conversas simultâneas em código Morse.
— Nós… nós impedimos o ataque. Mais ou menos. O estrago foi grande. Essa é a parte ruim. Muita gente boa… — Ele olhou para o compartimento de carga. — Bom, Frank, Reyna e Hazel estão bem. Essa é a boa notícia… — Ele estremeceu. — Deuses. Até pensar é difícil. É normal? Esquecer como se pensa?
Eu podia garantir que sim, ao menos na minha experiência.
O comandante desceu a escada do avião.
— Lamento, srta. McLean, mas já estamos na fila de decolagem. Se não quisermos perder nossa janela…
— Certo — disse Piper. — Claro. Apolo e Meg, vocês têm que ir agora. Vou ficar bem com o treinador e Mellie. Leo…
— Ah, não, a senhorita não vai se livrar de mim — disse Leo. — Você acabou de ganhar uma carona no dragão de bronze até Oklahoma.
— Leo…
— Você vai com a gente. Ponto final — insistiu ele. — Além do mais, Oklahoma fica mais ou menos no caminho para Indianápolis.
Piper abriu um sorriso triste e fraco.
— Você vai se estabelecer em Indianápolis. Eu, em Tahlequah. Estamos mesmo nos aventurando por aí, não é?
Leo se virou para nós.
— Vão, pessoal. Levem… Levem Jason pra casa. Façam o melhor para ele. Vocês vão encontrar o Acampamento Júpiter, está no mesmo lugar de sempre.
Na última vez que vi meus amigos, da janela do avião, eles estavam reunidos perto da pista, combinando a viagem para o leste a bordo do dragão de bronze e do Chevette amarelo.
Eu e Meg seguimos nosso caminho, deslizando pelo céu a caminho do Acampamento Júpiter, onde encontraríamos Reyna, a filha de Belona.
Eu não fazia ideia de como achar a tumba de Tarquínio, nem de quem era o tal deus silencioso. Não fazia ideia de como impedir Calígula de atacar o acampamento romano destruído. Mas nada disso me incomodava tanto quanto o que já tinha acontecido: tantas vidas destruídas, o caixão de um herói no compartimento de carga, três imperadores ainda vivos, prontos para arruinar pessoas de quem eu gostava.
Eu me vi chorando.
Era ridículo. Deuses não choram. Mas, quando olhei para a maquete de Jason no assento ao meu lado, só consegui pensar que ele nunca veria seus planos concluídos. Quando segurava o ukulele, só conseguia visualizar Clave tocando seu último acorde com os dedos quebrados.
— Ei. — Meg se virou no assento à minha frente. Apesar dos óculos de gatinha de sempre e das roupas que pareciam ter sido escolhidas por uma criança de três anos (de alguma forma remendadas novamente pela magia das sempre pacientes dríades), Meg parecia mais adulta naquele momento. — Nós vamos dar um jeito.
Eu balancei a cabeça, desolado.
— Como, Meg? Calígula está indo para o norte. Nero ainda está por aí. Nós enfrentamos três imperadores, mas não derrotamos nenhum. E Píton…
Ela deu um peteleco no meu nariz, com muito mais força do que tinha feito no bebê Chuck.
— Ai!
— Dá para ficar quieto um pouquinho?
— Eu… Tá bom.
— Cara, presta atenção: ao Tibre vivo chegar, só então Apolo começa a dançar. Era o que a profecia dizia em Indiana, não era? Vai fazer sentido quando chegarmos lá. Você vai vencer o Triunvirato.
— Isso é uma ordem? — perguntei.
— É uma promessa.
Eu queria que ela não tivesse usado aquela palavra. Eu quase ouvia as gargalhadas da deusa Estige ecoando do compartimento de carga, onde o filho de Júpiter agora descansava no caixão.
Aquele pensamento me encheu de raiva. Meg estava certa. Eu derrotaria os imperadores. Libertaria Delfos de Píton. Eu não permitiria que o sacrifício dos meus amigos fosse em vão.
Talvez aquela missão tivesse terminado em um amargo fá suspenso. Nós ainda tínhamos muito a fazer.
Mas, daquele momento em diante, eu seria mais do que Lester. Seria mais do que um observador.
Eu seria Apolo.
Eu lembraria.

48 comentários:

  1. Cara não acredito q acabou asim!
    Oq aconteceu no acampamento Júpiter?
    Sério não gostei do final😡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com um dos protagonistas de outra saga morto, eu não gostei do LIVRO!

      Excluir
  2. Eu to possessa da vida! Não entendi porque matar o Jason até agora. To surtando!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei que o jason morreu,não que eu não goste do persanagem, mais isso mostra uma evolução na escrita do tio rick, de sair da zona de conforto e nao ficar na mesmice.

      Excluir
  3. Bom acho que fui o primeiro a termina, to beje, Riordan superou as minhas espectativas, embora eu ainda ache que o jason vai voltar, mais fiquei feliz por ele ter saido da zona de conforto e dar uma carga mais dramatica pra serie. Ele percebeu que o publico que começou lendo Percy Jackson não e mais criança e ja não teria mais tanta emoção lendo um drama pré-adolecente muito bobinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas matar um dos personagens principais de outra saga não foi exagero?

      Excluir
    2. Mas essa é a questão,heróis morrem cedo,todos sabem disso,os próprios deuses não se importam por que pra eles é natural,tio Rick só seguiu a linha de história dele

      Excluir
  4. Cadê o quarto livro????? Vou chorar a semana inteira pelo Jason

    ResponderExcluir
  5. Um dos fatores que mais me chamou atenção nesse livro foi a evolução dos personagens. O tio Rick conseguiu nesse livro o que elenão conseguiu fazer nos 5 livros da saga herois do olimpo, me fazer simpatizar com o Jason e a Piper que antes eram apenas uma versão alternativa do Percy Annabeth so que sem a metade do carisma, e nesse livro os personagens garanham personalidade propria. A Piper deixou de ser apenas um rostinho bonito e apaixonada que so pensava no jason e se tornou mais independe e madura chegando a te mesmo a termina o namoro, ja o Jason antes inesprecivel e com um sensso de humor torto se tornou um personagem um pouco ingênuo, reservado e que leva as coisas muito a serio, mais que ainda sim demostra confiança quando precisa, diferente do Percy que e bem malicioso e estrovertido nao levando quase nada a serio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Damon Herondale, filho de Zeus7 de junho de 2018 12:23

      "Jason e a Piper que antes eram apenas uma versão alternativa do Percy Annabeth"

      Nunca foi isso

      Excluir
    2. Mano,esse livro me surpreendeu em vário níveis. Matar personagem que carrega protagonismo exige coragem,exige maturidade de quem lê. O publico de pjo cresceu,os enredos ficaram mais maduros. Preparem-se que mais gente importante pode morrer.

      Excluir
    3. Só ta errado nessa parte de "Jason e Piper que eram uma versão alternativa de Percabeth" NADA A VER. O que? Só porque o Jason era filho de Jupiter ai automaticamente virou "cópia de Percabeth"?
      E pra mim, sinceramente o Jason e a Piper JÁ TINHAM personalidade, vcs que não sabiam apreciar ela. A Piper de agora é só mais uma tipica "garota badass" igualzinha a diversas outras por ai. O Jason só era mais nervoso. O fato de vc não gostar das personalidades dos personagens, não significa que eles NÃO tem personalidade.

      Excluir
    4. O tbm Jason não era inexpressivo
      Ele só não tinha recuperado todas as memórias dele. O Jackson trapaceeu nisso, bebendo sangue de górgona

      Excluir
    5. Ainda bem que Jason morreu assim Piper pode ficar com zetes fica zeper e perfeito

      Excluir
  6. Quero jason de volta não passei herois do olimpo inteiro chuipando esse casal pra tudo acabar assim😒

    ResponderExcluir
  7. Parte de mim se sente enganada (e quanto aquela visão de final feliz q o Jason teve, acho que em Sangue do Olimpo), mas a putra parte concorda com cada palavra do henrique gustavo ali em cima. O desenvolvimento dos personagens, de todos elea, é inacreditável se tão impressionante. Eles parecem reais agora, têm enoçôes complexas... Mas sem perder o jeitinho característico do Rock escrever, de forma irreverente e criativa.
    Eu amei demais esse livro. Cada aspecto dele.

    ResponderExcluir
  8. Gente eu não me matem mas não gostei desse livro eu amo os livro do Rick mas esse eu acho que ele exagerou muito o pai da piper perde tudo eu não gritei disso porque ele nem sabe que é pai de uma semideusa e o jason lutou tanto contra os titãs e contra Gaia para acabar assim eu acho que que no mínimo ele merecia viver porque essa missão é do Apolo e da Meg não dos outros

    ResponderExcluir
  9. Filha de Hécate8 de junho de 2018 15:17

    Eu tô mt triste c a morte do Jason, sérião mesmo. Ainda acho q ele vai voltar.
    Foi bom ver o Leo, lembrar da época em que eu pensava que as coisas não podiam ficar piores do que no segundo livro.
    Eu acho que esse livro foi o que o Apolo mais evoluiu, até ele percebeu isso.
    Não sei pq, mas eu shippei Apolo e Herófila.

    ResponderExcluir
  10. ... Muito triste... mas me pergunto como o Tio Rick vai relacionar Magnus Chase na história. Lembram do final da série do Magnus? Provavelmente tem a ver com a morte de Jason, quando Annabeth...

    E não foi exatamente concluído, tenho a impressão de que ele vai juntar todo mundo de todas as séries para um confronto final...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele ja falou q fazer algo assim seria bem complicado então acho q se for para o Magnus aparecer seria bem rápido e ele ñ se envolveria muito. Mas o Rick riordan vai lançar um livro extra de Magnus Chase ainda esse ano em Outubro mas ñ ha previsão para o Brasil.

      Excluir
    2. Ainda bem que o Jason assim pode dar lugar ao zetes aposto que no próximo livro a Piper vai entrar em depressão mas depois zetes renasce e conforta a e eles acabam namorando; tão lindo não é ?OU a Piper vai ficar com o Leo porque o Leo não gosta da calipso que eu sei.

      Zetes(zetes e Piper)
      OU
      Leper(Leo e Piper)

      Excluir
  11. Karina quando vai sair o 4°livro?

    ResponderExcluir
  12. Jason nesse livro se mostrou ser mesmo o oposto do Percy. Gostei disso, ambos são heróis incríveis mas pessoas totalmente diferentes. Não gostei que ele morreu, mas costumo detestar mortes em geral. A Piper ganhou leve simpatia, mas ainda não amo ela... quem sabe?
    Estou gostando de acompanhar a jornada do Apolo e da Meg, e aproveitar para ver o desenvolvimento e o crescimento dos personagens que me acompanharam por tanto tempo...
    É estranho mas vê-los crescer me faz notar o quanto eu também cresci.
    Pela primeira vez desde O Filho de Netuno vejo heróis bem desenvolvidos, uma história bem desenvolvida, fiquei surpresa principalmente porque vim sem esperanças de achar um livro que eu amasse, e me peguei amando essa história. Bem satisfeita, apesar de meio triste porque um dos personagens que eu mais admirava não vai mais aparecer. ~Eu realmente gostei de O herói perdido e de alguns momento do Jason em HDO, ele sempre me pareceu um personagem incrível subutilizado~.
    É brava. O RIORDAN. VAMOS CONVERSAR.
    O CARA ERA UM DOS ÚNICOS QUE RIVALIZAVA COM PERCY EM PODER. SÉRIO. AHHH. MAS TEM O NICO, O LEO E O FRANK AINDA. REALMENTE. MAS PUTZ. NÃO TEM MUITA GENTE RIVALIZANDO. É AMO O LEO MAS SABEMOS QUE ELE NÃO CHEGAVA NO NÍVEL JASON, PERCY, FRANK. NICO TÁ QUASE LÁ MAS ELE TEM TEMPO. VAI FAZER O QUE?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nico, Jason, Thalia, Reyna*?* sejam alguns dos únicos semideuses que estão no nível Percy.

      Excluir
  13. Nossa e serio acabou 🤔😢assim

    ResponderExcluir
  14. Motherfucking Princess14 de junho de 2018 12:42

    😯😳😣😦😧😟😫😖😭

    ResponderExcluir
  15. Caro Riordan, PQ VC MATOU O JAISON! MAS DA METADE DE TODOS OS PERSONAGENS VÃO SER AFETADOS DE AUGUMA MANEIRA E ISSO É MALDADE. Por favor não repita isso já não basta a tia Cassi ter matado o Aaron duas veses chega vc e mata o Jaison

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laíres de Deus câmara campos10 de outubro de 2018 10:43

      Tô com pena do Rick. kkkkkkk Coitado. Tem um monte de leitores querendo transforma-lo em picadinho de escritor...
      kkkkkkkkkkkk

      Excluir
  16. Chorei pela morte do Clave e do Jason. Mas achei importante que isso tenha acontecido, da mais realismo para a história, afinal toda guerra tem mortes.
    E lamentei muito por ler mais um livro sem meu personagem preferido que é o Nico.
    Agora é esperar ansiosamente pela continuação.

    ResponderExcluir
  17. Bem, apesar de não gostar nenhum pouco de alguns comentários que vi por aqui, eu concordo com uma coisa: O Rick realmente desenvolveu sua escrita.
    Eu também achei que ela pegava muito leve com os personagens, pelo fato de ser um livro pra crianças, e por causa disso o povo achava que o Riordanverso é um mundo onde tudo acaba bem, só tem diversão e ninguém morre, que a vida de semideus é de boa.
    Nesse livro, o Rick mostrou que não é bem assim não. Vida de semideus é perigosa, vc pode morrer a qualquer momento: por monstros, mortais, ou simplesmente porque um deus ou deusa ficou com raiva da sua cara e resolveu te matar. Pra essa gente que fica "Ain eu queria ser um semideus(a)" imagina VOCÊ como um deles, ai vc recebe uma profécia dizendo que daqui a uma semana, você vai morrer. Ou que alguém que vc ama muito vai morrer. Ou que vc vai ter que fazer um grande sacrifício? Como vc se sentiria?
    Pois é, vida de semideuses, ou magos no caso, não é nenhum "conto de fadas" em que tudo acaba bem não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E pq "pegar leve" seria algo ruim? É melhor q toda a tristeza q esse livro levantou

      Excluir
  18. Sim, toda guerra tem mortes mas quem acompanha desde o início já perdeu, Charlie, Michael Yew, Luke, Castor, e qualquer perda a mais vai cobrando seu preço. Não sei se estou ansiosa pela entrada do Magnus Chase na festa. Não fui muito com a história dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do jeito q as coisas vão, eu quero o Chase e os Kane longe dessa saga
      Se o Riordan matou o Jason Grace, um dos três protagonistas principais de Heróis do Olimpo, de modo frio, não quero arriscar perder o Magnus, a Sadie e o Carter!

      Os autores de hoje são os verdadeiros vilões!

      Excluir
  19. Cara... Alguem sabe quando sai a continuação pelo amor de Zeus??

    ResponderExcluir
  20. A morte de Jason impacto? Sim, é muito mas não fez sentido algum ele morrer assim! Ele é Piper terminaremos eu concordo plenamente, era um relacionamento baseado em memórias falsas e adrenalina pelo risco constante de morte. Mas o Jason morrer,ele não completou sua promessa, o final feliz dele foi ludibriagem! Falaram que o Jason já tá na história a muito tempo, por isso que ele morreu mas e o Percy? Se era pra matar um personagem antigo pra causar impacto matasse o Percy, a Annabeth, até a Thalia! Tem tanto personagem que tem mas tempo na história do que o Jason. Sinceramente não acho que isso foi corajoso da parte do Tio Rick, isso foi só uma forma de passar essa impressão. A morte do Jason causaria impacto mas não seria tudo isso, não correria o risco dos fãs ficarem realmente muito abalados. Agora se ele tivesse matado alguém da primeira série, aí sim seria corajoso. Matar Percy, Annabeth, Nico, Thalia, isso sim seria corajoso, isso sim seria mostrar que quem leu a primeira serie cresceu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Rick poderia ter matado qualquer personagem clássico e teria o mesmo impacto - ou talvez um até maior - que a morte do Jason.

      No entanto, existe dois motivos pelos quais ele não faria isso. O primeiro e mais obvio é que se os fãs já estão se revoltando e até desistindo da série pelo Jason quem dirá pelo Percy, Annabeth e por aí vai. Já o segundo é mais elaborado, é uma questão de narrativa.

      Deixe-me explicar: esse é o livro do Apolo.
      Tudo o que aconteceu até agora serve para trazer um impacto no Lester e consequentemente no mundo dos deuses, posso até dizer que se o Rick for inteligente essa saga será o ponto de virada de todo o mundo grego.

      Diferente de todos os heróis até agora, Apolo é um deus, ele não está acostumado a ser o cara que entra em missões, perde seus companheiros ou tem a vida estragada por interferências divinas que ele nunca desejou. Muito pelo contrário ele está acostumado a ser essas interferências a acreditar que é tão melhor que as mortes são justificadas.

      Até esse momento, uma parte dele ainda pensava assim, tudo bem ele já tinha visto que as missões eram terríveis, mas ninguém realmente importante tinha morrido até agora. E pior até esse momento ele não sentia que era culpa dele ou de qualquer deus, eram apenas os vilões, os inimigos. Até Jason.

      A escolha de Jason é inclusive perfeita:
      Ele era um personagem que traria o nível certo de impacto a ambos: Apolo e o leitor. Para começar ele era o com mais conexões, ou seja, Lester já conhecia pessoas próximas ao Jason e teve que ver como todas essas pessoas ficaram destruídas porque o Grace morreu. Outro ponto importante foi o momento de conexão, talvez Jason não tivesse passado tanto tempo com o Apolo como Leo, Grover ou Calipso, mas ele era o único de todos esses acompanhantes que não agia como se a culpa de tudo fosse do Apolo, ele também foi o primeiro irmão do Apolo, nas palavras dele próprio, que se importou o bastante para pedir por ele e eles nem se conheciam. Isso na situação que estavam impactou nosso protagonista. Então vê-lo morrer e ainda ter que lidar com Piper em luto e jogando a culpa nele foi o passo que fez o Apolo finalmente colocar aquela morte no saldo dele, no saldo de todos os deuses, pela primeira vez ele percebeu que sim, heróis morrem e, sim isso é terrível, mas principalmente: sim, isso é culpa dos deuses e seu egoísmo. Se isso permanecer quando ele voltar a ser um deus, imagine o quanto isso pode alterar o sistema grego? Pela primeira vez, em vez de pedir coisas mesquinhas ao semideuses, um deus, e dos mais egoístas, agora se importa com eles, agora está lá tentando proteger eles... Isso em um grau menor em que não analisamos todo o Olimpo!

      Apenas outros quatro personagens poderiam se encaixar tão bem nisso: Piper, Thalia, Grover e Meg.

      Piper está fora porque se ela morresse, ninguém iria realmente culpar o Apolo. O pai dela não sabe nada sobre deuses e o Jason é auto-indulgente demais, de forma que ele acabaria se culpando. E isso põe um fim na narrativa.

      Grover culpava Apolo, isso era algo que dava para ver nitidamente, e embora a morte dele ainda fosse ter impacto para Lester nunca que seria no mesmo nível que de Jason. Mesmo dentre os outros deuses, Jason foi o primeiro que se importou logo de cara com o Apolo, sem conhecimentos prévios ou um ganho envolvido.


      Meg era uma personagem recente, e uma com muito potencial, matá-la poderia começar como um grande crescimento de enredo, mas assim como Rachel, seria apenas um desperdício.

      Thalia, foi a única que posso identificar algum medo do Rick, ela demonstra se importar - da forma dela com o Apolo - e meso rápido eles tem uma conexão. Além do efeito que isso causaria na Artemis. Em função de enredo, fora a não presença da Thalia na história, talvez isso não tenha acontecido pela própria Artémis, ou talvez porque ela não tinha a mesma rede de conexões que o Jason

      Excluir
    2. Concordo com o que cara de cima falou e tem mais um acrescimo a morte do Jason e a unica que afeta os 2 acampamentos ( imagina como vai Ser os primeiros capitulos do proximo livro com a chegada do Apollo com o corpo do Jason)

      Excluir
  21. filho de Apolo que não está muito orgulhoso do pai17 de julho de 2018 02:30

    Oh Meg carai, não precisava fazer mais promessas aaaaaaaa

    ResponderExcluir
  22. Abalada com essa morte, agora faz sentido o final de Magnus Chase quando ele liga pra Annabeth e fala que ela ta com um jeito estranho ela e o Percy não sei por que mais aquilo ficou me integrando e agora que sei preferia ficar sem saber kkkkkkkk que venha o quarto livro aí pra mais sofrencia.

    ResponderExcluir
  23. Eu estou chorando até agora

    ResponderExcluir
  24. 😢😢😢aaah acabou.
    Apolo evolui tánto
    jason se foi.
    É Um h a c a i ficou BOM? Apredi com apApolo.😉

    ResponderExcluir
  25. Eu seria Apolo.
    Eu lembraria.

    😟😢 sempre.
    Buaaaaaaa só no em 2019😔😔😔
    Pq deuses ñ vou aguentar

    ResponderExcluir
  26. Nos arquivos do Semideus é dito que as chaves de Hades podem aprisionar ou libertar alguém do Mundo Inferior, isso não poderia ser uma forma de trazer o Jason de volta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O proprio apolo deixo bem claro que e errado trazer ele de volta ( e que ele não concordaria ) s fala que se todo heroi que morre Volta a estoria perde a carga tramatica

      Excluir

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!