15 de junho de 2018

Juliette

Por que você não se mata de uma vez? alguém certa vez me perguntou na escola.
Acho que era uma dessas perguntas que têm como objetivo ser cruel, mas foi a primeira vez que contemplei a possibilidade. Fiquei sem saber o que dizer. Talvez eu fosse louca por considerar a ideia, mas sempre tive a esperança de que se fosse uma menina boa o bastante — se fizesse tudo certo, se dissesse as coisas certas ou simplesmente não dissesse nada —, talvez meus pais mudassem de ideia. Pensei que pudessem finalmente me ouvir quando eu tentasse conversar. Pensei que pudessem me dar uma chance. Pensei que pudessem finalmente me amar.
Sempre tive essa esperança ridícula.
— EXCERTO DOS DIÁRIOS DE JULIETTE NO HOSPÍCIO

Quando abro os olhos, vejo estrelas.
Dezenas delas. Estrelinhas de plástico grudadas no teto. Brilham fraquinhas com a leve luminosidade, então me sento, cabeça latejando, e tento me orientar.
Há uma janela à minha direita, uma cortina transparente filtrando os tons alaranjados e azuis do pôr do sol, forçando a luz a entrar em ângulos estranhos no quarto. Estou sentada em uma cama pequena. Ergo o rosto, olho em volta.
Tudo é rosa.
Cobertor rosa, travesseiros rosa. Tapete rosa no chão.
Confusa, tento me levantar e me viro, e então descubro que existe outra cama idêntica aqui, mas com os lençóis roxos. E travesseiros roxos.
O quarto é dividido por uma linha imaginária, cada metade igual à outra. Duas escrivaninhas: uma rosa, uma roxa. Duas cadeiras: uma rosa, uma roxa. Duas cômodas, dois espelhos. Rosa, roxo. Flores pintadas nas paredes. Uma mesinha e cadeiras de um lado. Uma arara com vestidos felpudos. Uma caixa de tiaras no chão. Um cavalete com lousa no canto. Um cesto debaixo da janela, cheio até a borda com bichos de pelúcia.
Isso é um quarto de criança.
Sinto meu coração acelerar. Minha pele esquenta e esfria.
Ainda sinto uma perda dentro de mim — uma percepção inerente de que meus poderes não estão funcionando — e só então me dou conta de que há algemas elétricas, brilhando, presas em meus punhos e tornozelos. Tento puxá-las, uso todas as minhas forças para abri-las, mas elas não saem do lugar. Sinto o pânico crescer a cada instante.
Corro na direção da janela, desesperada por conseguir me localizar — por alguma explicação de onde estou, por alguma prova de que isso tudo não passa de uma alucinação —, mas me decepciono. A visão que tenho da janela só me deixa ainda mais confusa. É uma vista impressionante. Colinas infinitas, montanhas ao longe. Um lago enorme e reluzente, refletindo as cores do pôr do sol. É lindo.
Dou um passo para trás, sentindo-me subitamente mais aterrorizada. Meus olhos apontam para a mesa e para a cadeira rosa, analisam a superfície em busca de alguma pista. Só vejo pilhas de cadernos coloridos. Uma caneca de porcelana repleta de canetinhas glitter e hidrocor. Várias páginas de adesivos fluorescentes.
Minhas mãos tremem ao abrir a gaveta.
Ali dentro, encontro pilhas de cartas e fotos antigas.
Num primeiro momento, só consigo ficar olhando para elas. Meus batimentos cardíacos ecoam na cabeça, tão fortes que quase os sinto na garganta. Minha respiração é rápida e curta. Sinto a cabeça girar e pisco uma vez, duas vezes, forçando-me a me manter firme. A ser corajosa.
Lentamente, muito lentamente, pego a pilha de cartas.
Só preciso olhar para os endereços para saber que elas são de antes do Restabelecimento. Todas foram enviadas aos cuidados de Evie e Maximillian Sommers. A uma rua em Glenorchy, Nova Zelândia.
Nova Zelândia.
Então me recordo, arfando bruscamente, do rosto do homem e da mulher que me carregaram para fora do simpósio.
Sou a comandante suprema da Oceania, ela disse. Seu pai e eu viemos aqui para levá-la para casa.
Fecho os olhos e estrelas explodem na escuridão por trás de minhas pálpebras, deixando-me fraca. Sem ar. Abro os olhos. Meus dedos parecem frouxos, desajeitados enquanto abrem a carta no topo da pilha.
É uma nota breve, datada de doze anos atrás.

M & E,
Tudo está bem. Encontramos para ela uma família adequada. Ainda nenhum sinal de poderes, mas ficaremos de olho nela. Todavia, devo adverti-los para que a esqueçam. Ela e Emmaline tiveram suas memórias apagadas. Não perguntam mais de vocês. Esta será minha última atualização.
P. Anderson

P. Anderson.
Paris Anderson. O pai de Warner.
Analiso o quarto com novos olhos, sentindo um frio terrível se arrastar por minha espinha conforme as informações absurdas sobre essa loucura recém-descoberta se reúnem em minha mente.
O vômito ameaça subir. Engulo-o outra vez.
Agora estou olhando para a pilha de fotos intocadas dentro da gaveta aberta. Acho que perdi as sensações em algumas partes do rosto. Mesmo assim, forço-me a segurar as fotografias.
A primeira é uma imagem de duas garotinhas com vestidos amarelos iguais. As duas têm cabelos castanhos e são um pouco magras; estão de mãos dadas na trilha de um jardim. Uma olha para a câmera; a outra, para os pés.
Viro a fotografia.
Primeiro dia de Ella na escola.
A pilha de fotos cai de minhas mãos trêmulas, espalhando-se por toda parte.
Todos os meus instintos gritam comigo, soam seus alarmes, imploram-me para correr.
Saia, tento gritar para mim mesma. Saia já daqui.
Mas minha curiosidade não me permite.
Algumas das fotografias caíram viradas para cima sobre a mesa. Não consigo parar de olhá-las, o coração batendo forte nos ouvidos. Com cuidado, recolho-as.
Três garotinhas de cabelos castanhos estão paradas ao lado de bicicletas um pouco grandes demais para elas. Olham umas para as outras, rindo de alguma coisa.
Viro a fotografia.
Ella, Emmaline e Nazeera. Sem rodinhas para ajudar.
Arfo e o barulho me sufoca ao escapar do peito. Sinto meus pulmões se comprimirem e estendo a mão, agarrando a mesa para me equilibrar. Sinto-me flutuando, transtornada.
Presa em um pesadelo.
Passo as fotografias, agora desesperada, minha mente trabalhando mais rápido que as mãos conforme as manuseio, tentando e fracassando em minha tentativa de interpretar o que estou vendo.
A imagem seguinte mostra uma menininha de mãos dadas com um homem mais velho.
Emmaline e Papa, diz no verso.
Outra foto, essa das meninas subindo em uma árvore.
O dia em que Ella torceu o tornozelo
E outra, com rostos embaçados, bolo e velas…
Aniversário de 5 anos de Emmaline
E mais uma, dessa vez a imagem de um belo casal…
Paris e Leila, vindo para o Natal
E congelo
chocada
sinto o ar deixando meu corpo.
Agora seguro apenas uma foto e sinto a necessidade de me forçar, de implorar a mim mesma para olhar para a foto em minha mão trêmula.
É a imagem de um menininho ao lado de uma menininha. Ela está sentada em uma escada. Ele a observa enquanto ela come um pedaço de belo.
Viro a foto.

Aaron e Ella

é tudo o que diz.
Tropeço para trás, cambaleando, e caio no chão. Todo o meu corpo está sofrendo um ataque, tremendo de terror, de confusão, de impossibilidade.

De repente, como se fosse uma deixa, alguém bate à porta. Uma mulher — a mulher de antes, uma versão mais velha da mulher nas fotografias — enfia a cabeça pela entrada do quarto, sorri para mim e diz:
— Ella, querida, não quer sair um pouco? Seu jantar já está esfriando.
E tenho certeza de que vou vomitar.

O quarto pende ao meu redor.
Vejo borrões
sinto-me cambaleando
e então…
de repente
O mundo é tomado pela escuridão.

40 comentários:

  1. Esse final... Os acontecimentos do livro T____T

    O título devia ser "Destrua-me" e.e

    Agora é esperar o próximo i.i

    ResponderExcluir
  2. Beleza, não sei quem está comandando a América do Norte agora que a Juliette está na Oceania. Não sei aonde está o Aaron e o Kenji e por que a Nazeera parecia tão de boa quando os pais da Juliette sequestraram ela. Não sei como a Emmaline pode estar ajudando O Restabelecimento e isso está me preocupando. Não sei como a Juliette vai lidar com o fato de ter matado 600 pessoas. Sabemos que ela vai ficar ainda mais lokona com isso... E isso é assustador.
    Fiquei chocada porque eu pensei que o livro seria uma continuação nada haver pra dar dinheiro pra autora, mas impressionantemente fez muito sentido; o fato do Aaron ter torturado a Emmaline o Anderson já tinha comentado na saga anterior e tudo mais...
    Sinceramente, achei um ótimo livro, mas é muito, muito dramático KJASHAJKSHAKJHS ADORO
    Sei que a autora prometeu mais da infância da Juliette, ou seja, Baby Aaron e Ella <3 TÃO LEGAL QUE ELES SE CONHECERAM NA INFÂNCIA AAAAAAAAAAAA
    agora estou triste por ter de esperar um ano pra saber o que acontece.

    ResponderExcluir
  3. MANOCOMOASSIMNÃOMEDIZQUEISSOTAACONTECENDOPORFAVOR MANO EU VOU MORRER AÍ MDDS EU TO SURTANDO MORRENDO MANO

    ResponderExcluir
  4. AaaaaaaaaAaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Jesus Cristo . Senhor . Como assim?

    ResponderExcluir
  5. Como assim acabou??!
    E praticamente um pecado acabar um livro assim

    ResponderExcluir
  6. Agora terei de esperar o próximo livre para saber o que aconteceu com todo mundo .Que LIVRÃO foi esse .O Aaron e a Juliette agora Ella já se conheciam ,meu Deus como fui lerda sem falar da Nazeera que eu já estava criando teorias de outro mundo .Fui impactada ,é isso ,impactada

    ResponderExcluir
  7. Peraaaaaa mundo por favor para que eu quero descer!! Li toda a serie em menos de uma semana e achei q esse fosse o ultimo livro da serie mas agora to confusa pra cacete(desculpe pelo palavriado).
    Descobri o site ressentemente e não sei como ele fuciona muito bem entao se alguem puder me esclarecer pff.
    Destrua-me acaba aki ou vai ter mais postagens?

    -alê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acaba assim mesmo, alê! Pra saber do restante, só esperando o outro livro mesmo
      Aqui no blog eu posto o livro de uma vez, inteiro. E, bem, se você chegou até aqui, entendeu o esquema dos capítulos, né?
      Espero que goste do espaço e continue por aqui :)

      Excluir
    2. Aff...., pq eles nunca escrevem tudo de uma vez??
      Achei lindo a menção de q o Aaron e a Juliette se conheciam. Muito fofo.
      Mas acabar assim!!? Isso não é justo cm o meu coração e minha curiosidade. 😠

      Excluir
  8. QUEQUEQUEQUEQUEQUEQUEQUEQUEQUE (cade o bb Warner?) Por que não terminam o livro devidamenteee???????

    ResponderExcluir
  9. Como vou sobreviver até o próximo livro?
    Juliete se chama Ella na verdade.
    Ela e o Warner já se conheciam desde criança.
    Será que a Nazeera é irmã da Ju?
    O que aconteceu aos outros?
    Estão mortos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Nazeera n pode ser irmã da Ju pq:
      "Ella, Emmaline e Nazeera. Sem rodinhas para ajudar."

      Micaelly

      Excluir
  10. Eu simplesmente não to sabendo lidar. Como assim o livro acabou??? Esperar agora um ano pra saber de tudo porque esse não revelou nada. #toputa

    ResponderExcluir
  11. Não pode acabar assim cara ... Agr tenho de esperar um ano 😭😭😭 como vou viver agr ?!

    ResponderExcluir
  12. PQP! Com um fim desses... Não se tem muito o que dizer.

    ResponderExcluir
  13. Eu li o livro em menos de poucas horas '-'Tô arrependida
    QUERO DESLER PRA LER DE NOVO

    ResponderExcluir
  14. Serio isso? A mulher sorriu quando foi chamar a juliette pro jantar?e eu escrevo juloette porque tecnicamente esta é ela porque a tal Ella a garotinha jovem e indefesa esta aprisionada dentro da juliette

    ResponderExcluir
  15. Muito legal a história, Muito envolvente!!

    Só tem uma coisa q tá ficando meio chato, e essa "evolução" nós poderes da Juliette todo livro..

    ResponderExcluir
  16. Muito legal a história, Muito envolvente!!

    Só tem uma coisa q tá ficando meio chato, e essa "evolução" nós poderes da Juliette todo livro..

    ResponderExcluir
  17. Eu acho que tudo foi esquematizado, porque a Nazeera queria conversar sobre alguma coisa com o Castle e o Warne, mas eu não acho que ela seja uma vilã

    ResponderExcluir
  18. Meu coração saiu pela garganta! Mds, q final foi esse

    ResponderExcluir
  19. Q livro ótimo meu Deus!!!!! To louca esperando o próximo livro, cm ctz vou ler esse mais uma vez...rs
    Tahere mafi ta de parabéns mano sério! Karina,vc tbm!!!!agradeço pelo seu trabalho, foi através deste blog q adquiri o gosto por leitura!Grata por tudo

    ResponderExcluir
  20. Eu não acredito que ela fez mais livros apenas pra acabar com meu psicológico kkkkkkkk ansiosaaaaa não pode terminar assim, vou morrer até a continuação aaaaa

    ResponderExcluir
  21. Poxa. Se ela tá na Oceania Aaron deve estar ainda na América ou preso. Socorro. E se descobrirem que ele tem um dom?

    ResponderExcluir
  22. TO NO CHÃOOOOOOOOO
    AI MDS
    NÃO TO SABENDO LIDAR
    .............
    SURTEI

    ResponderExcluir
  23. Ka tem outro livro além desse??? 🤔🤔Morri agora😲😲... não sabia que tinha outro livro... mas vamos esperar o próximo né!?😥😣

    ResponderExcluir
  24. Estou com um terrivel prescentimento de q warner de alguma forma engano a juliete e talvez até mesmo o propio pai,fazendo parece q ele só queria a ju por causa da mae dele.Mas e se não for só por causa disso?! E se de alguma forma ele planejo tudo isso com esse pessoal q acabo de aparece...

    ResponderExcluir
  25. Terminei de ler e não paro de pensar nas possilidades do livro. E cadê Warner? Um ano de espera pela continuação vai ser de sofrimento.

    ResponderExcluir
  26. Eu tô chocada em como tanta gente gostou desse final. Achei super forçado. Os amigos dela mal apareceram o livro inteiro pra no final simplesmente morrer. Ah, me poupe né. E outra, cada vez esse poder evolui mais, mano, quer transformar a Julliete em alto muito forçado, de verdade. Fiquei muito feliz quando vi que o livro tinha mesmo um conteúdo bom, mas o final foi decepcionante. Espero que autora saiba fazer desenrolar desse desastre algo que realmente valha a pena, porque eu já estou muito triste. Desde do 2 livro ela vem trazendo erros horríveis, espero que ela faça desse erro algo útil, como ela fez com os outros.

    Ass: J.P.

    ResponderExcluir
  27. Acabei de ler o livro todo pela segunda vez...só de ansiedade esperando o próximo... kkkk
    Maldade ter q esperar tanto tempo:(
    Karina,vc é top!
    ~Rafa

    ResponderExcluir
  28. Apenas; Mortificada!.. Não estou sabendo lidar com essa situação.

    ResponderExcluir
  29. Que final é esse!!

    Flavia

    ResponderExcluir
  30. Por favor,tem data do próximo livro?

    ResponderExcluir
  31. Gente. Eu to aqui sem palavras.... que final foi esse ?? Alguém pode me explicar
    Cade mozao

    Alguém sabe quando vai ser lançado o próximo...??
    To sem acreditar

    ResponderExcluir
  32. Caramba eu PRECISO, NECESSITO do próximo!

    ResponderExcluir
  33. VOOOOOU MORRER ATÉ LANÇAR O ÚLTIMO LIVRO

    ResponderExcluir
  34. A Tahereh e a Cassie deviam dar a mão.....destruídoras de corações

    ResponderExcluir
  35. MEU DEUS, se a autora acabar com o Wanner no ultimo livro, igual foi com o Peeta eu vou surtar !!

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!