29 de maio de 2018

Capítulo 30

CARA LARA JEAN,
Vou lhe dar a sua carta com uma condição. Você tem que fazer um voto solene inquebrável de que me devolverá depois que terminar de lê-la. Eu preciso de uma prova física de que uma menina gostava de mim no ensino médio, caso contrário, quem iria acreditar?
E por que é importante, o bolo de chocolate de manteiga de amendoim que você fez foi o melhor que já comi. Nunca tive outro bolo como aquele, com o meu nome escrito em confeitos. Ainda penso nele às vezes. Um cara não esquece um bolo assim.
Eu tenho uma pergunta para você. Quantas cartas que escreveu? Só para saber quão especial eu deveria me sentir.
John

Caro John,
Eu, Lara Jean, faço um juramento solene – ou melhor, um voto inquebrável – de retornar a minha carta para você, intacta e inalterada. Agora me devolve a minha carta!
Além disso, você é um mentiroso. Sabe muito bem que muitas meninas gostaram de você no ensino médio. Nas festas dos pijamas, as meninas ficavam tipo você é time Peter ou time John? Não finja que você não sabia isso, Johnny!
E para responder a sua pergunta, havia cinco cartas. Cinco meninos significativos em toda a minha história de vida. Embora, agora que estou escrevendo, cinco soe muito, considerando o fato de que tenho apenas dezesseis anos. Pergunto-me quantos terão sido quando eu tiver vinte! Há uma senhora na casa de repouso em que sou voluntária, e ela teve tantos maridos e viveu tantas vidas. Olho para ela e penso que ela não deve mesmo se lamentar, porque ela fez e viu tudo.
Eu te contei que minha irmã mais velha Margot foi para Escócia, em St. Andrews? Foi onde o príncipe William e Kate Middleton se conheceram. Talvez ela encontre um príncipe, também, haha!
Para qual faculdade você quer ir? Sabe o que quer estudar? Eu acho que quero ficar no estado. Virginia tem excelentes faculdades públicas e que serão muito mais baratas, mas acho que a razão principal é que estarei muito perto da minha família e não quero estar muito longe. Pensei que eu poderia querer ir para a Universidade da Virgínia e morar em casa, mas agora estou pensando que dormitórios são o caminho a percorrer para uma verdadeira experiência da faculdade.
Não se esqueça de enviar de volta a minha carta, Lara Jean

Papai está no hospital, mas ele fez um grande pote de mingau de aveia, uma vasilha que você costuma ver com caldo de frango. A essa altura está pegajoso e eu tenho que colocar uma garrafa de xarope de bordo e cerejas secas na minha para torná-la aceitável, e até então eu não tenho certeza se gosto de aveia. Faço uma tigela para mim com algumas nozes picadas no topo, e uma bacia com apenas mel no topo para Kitty.
— Coma um pouco de mingau — eu chamo.
Ela está na frente da TV, é claro. Nós nos sentamos em banquetas no balcão de café da manhã e comemos o nosso mingau. Devo dizer que há algo satisfatório nele, na maneira como adere a suas entranhas como cola. Enquanto como, mantenho meus olhos na janela. Kitty estala os dedos na minha cara.
— Olá! Eu lhe fiz uma pergunta.
— Será que o correio já veio? — pergunto.
— O carteiro não vem até depois do meio-dia aos sábados — diz Kitty, lambendo mel da colher. Me olhando, ela pergunta: — Por que você está tão animada com o correio durante toda a semana?
— Eu estou esperando por uma carta — eu digo.
— De quem?
— Apenas... de ninguém importante — Um erro de principiante. Eu deveria ter inventado um nome, porque os olhos de Kitty estreitam, e agora ela está realmente interessada.
— Se não fosse alguém importante, você não estaria tão boba olhando pela janela. De quem é?
— Se você quer saber, é na verdade uma carta minha. Uma dessas minhas cartas de amor que você enviou. — Eu chego do outro lado da mesa e aperto o braço dela. — Ela está voltando para mim.
— Do menino com o nome engraçado. Ambrose. Que tipo de nome é Ambrose?
— Você se lembra dele? Ele costumava morar na nossa rua.
— Ele tinha cabelo loiro — diz Kitty. — Tinha um skate. Ele me deixou brincar com ele uma vez.
— Isso parece com ele — eu digo, lembrando-me.
De todos os meninos, ele tinha a mais paciência com Kitty, mesmo que ela fosse um sofrimento.
— Pare de sorrir — ordena Kitty. — Você já tem um namorado. Não precisa de dois.
Meu sorriso esmorece.
— Nós estamos apenas escrevendo cartas, Kitty. Também não se encaixa para mim.
Eu me inclino para lhe dar outro beliscão, mas ela desvia antes que eu consiga.
— O que você vai fazer hoje?
— A sra. Rothschild disse que vai levar eu e Jamie para o parque de cães — diz Kitty, colocando a tigela suja na pia. — Eu vou passar lá e lembrá-la.
— Você tem saído bastante com ela ultimamente.
Kitty dá de ombros e suavemente.
— Só não se torne um incômodo, certo? Quero dizer, ela tem tipo, quarenta anos; pode ter outras coisas que ela queira fazer com o seu sábado. Como ir para uma adega ou um spa. Ela não precisa que você assedie ela sobre namorar nosso pai.
— A sra. Rothschild adora sair comigo, de modo que você pode manter suas opiniões um pouco para si mesma.
Eu franzo a testa para ela.
— Sério, você está tão mal-educada, Kitty.
— A culpa das minhas maneiras é sua, de Margot e de papai, então. Vocês quem me criaram desta maneira.
— Então acho que nada na vida vai ser sua culpa, sempre será por causa da má criação que teve.
— Acho que não.
Deixo escapar um grito de frustração, e Kitty sai da cozinha, cantarolando para si mesma, feliz da vida por ter me incomodado.

Cara Lara Jean,
Para registro, a única razão por que as meninas sempre me davam atenção era porque eu era o melhor amigo de Peter. Foi por isso que Sabrina Fox me pediu para ser seu par no baile da oitava série! Ela até tentou se sentar ao lado de Peter no salão vermelho antes do baile.
Sobre a faculdade, meu pai foi para a UNC, então ele está realmente me empurrando para lá. Diz que está no meu sangue. Minha mãe quer que eu fique no estado. Eu não contei a ninguém, mas eu realmente quero ir para Georgetown. Bata na madeira. Estudando para o vestibular enquanto falamos.
Enfim... aqui está a sua carta. Não se esqueça da sua promessa. Eu estou gostando muito de escrever cartas, mas posso ter também o seu número de telefone? Você é muito difícil de encontrar online.

Meu primeiro pensamento é: Ele não viu o vídeo. Ele não pode ter visto! Não se está dizendo que eu sou difícil de encontrar online. Acho que no fundo eu devo ter estado preocupada com isso, porque me sinto tão aliviada de saber com certeza. Que conforto saber que ele ainda pode ter uma ideia boa de mim em sua cabeça, a mesma que tenho dele. E, na verdade, John Ambrose McClaren não é o tipo de rapaz que acompanha MeninaVeneno. Não o John Ambrose McClaren de que me lembro.
Olho para o resto da carta, e lá, embaixo, está o seu número de telefone.
Eu pisco. Cartas eram bastante inofensivas, mas se John e eu começarmos a falar ao telefone, seria uma espécie de traição? Existe ainda uma diferença entre mensagens de texto e escrever cartas? Uma é mais imediata. Mas o ato de escrever uma carta, pegar papel e caneta, colar o envelope, encontrar um selo, e colocar a caneta no papel... é muito mais deliberado. Minhas bochechas aquecem. É mais... romântico. A carta é algo para se manter.
Falando nisso... desdobro o segundo papel no envelope. Está vincado, um papel que reconheço bem. Papel cremoso com LJSC gravado de azul marinho na parte superior. Um presente de aniversário do meu pai por causa do meu prazer em coisas monogramadas.

Caro John Ambrose McClaren,
Eu sei o dia exato em que tudo começou. Chuva, oitava série. Nós ficamos presos na chuva quando tivemos que recolher todas as bolas após a aula de educação física. Começamos a correr de volta para o prédio, e eu não conseguia correr tão rápido quanto você, então você parou e pegou a minha bolsa também. E foi ainda melhor do que se tivesse agarrado a minha mão. Ainda me lembro do jeito como a camiseta parecia presa em seu corpo, seu cabelo molhado como se tivesse acabado de sair do chuveiro. Quando começou a chover forte, você gritou e gritou como uma criança. Houve um momento, você olhou para mim, e seu sorriso era tão largo quanto o seu rosto. Você disse: “Vamos lá, LJ!”
Foi logo em seguida. Foi quando eu soube, todo o caminho com meus tênis encharcados. Eu te amo, John Ambrose McClaren. Eu te amo muito. Eu poderia ter amado você por todo o ensino médio. Acho que você poderia ter me amado de volta. Se apenas você não tivesse se mudado, John! É tão injusto quando as pessoas se mudam. É como se seus pais simplesmente decidissem alguma coisa e ninguém mais tem uma palavra a dizer. Não que eu mesma tivesse uma palavra a dizer, não sou sua namorada ou qualquer coisa.
Mas você, pelo menos, merecia uma palavra.
Eu estava realmente esperando que um dia eu começaria a chamá-lo de Johnny. Sua mãe veio buscá-lo depois da aula uma vez, e um pessoal estava sentado nos degraus da frente. E você não viu o carro dela, então ela buzinou e gritou: “Johnny!” Eu adorei o som disso. Johnny. Um dia, eu aposto que sua namorada vai chamá-lo de Johnny. Ela realmente terá sorte. Talvez você já tenha uma namorada agora. Se tiver, saiba disto – era uma vez na Virgínia, uma garota que amou você.
Eu vou dizer isso apenas uma vez, já que você nunca vai ouvi-lo de qualquer maneira. Adeus,
Johnny.
Com amor,
Lara Jean

Deixo escapar um grito, tão alto e tão penetrante que Jamie late em alarme.
— Desculpe — eu sussurro, caindo para trás contra meus travesseiros.
Não posso acreditar que John Ambrose McClaren leu esta carta. Eu não me lembrava de que ela era assim.. Nua. Com tanto... desejo. Deus, por que eu tenho que ser uma pessoa que deseja tanto? Que horrível. Perfeitamente horrível. Eu nunca estive nua na frente de um menino antes, mas agora sinto que estive. Eu não posso suportar olhar para ele de novo, sequer pensar nisso. Me desencosto e guardo a carta dentro do envelope e a empurro debaixo da minha cama para que ele não exista mais. Longe dos olhos, longe do coração.
Obviamente John não terá esta carta de volta. Na verdade eu não sei se deveria escrever de volta. As coisas parecem... alteradas, de alguma forma.
Eu tinha esquecido daquela carta, o quanto eu ansiava ardentemente por ele. Quão absolutamente certa eu estava, o quanto eu acreditava que estávamos destinados a ser, se apenas... A lembrança dessa crença me sacode; ela me deixa inquieta e até mesmo incerta. Sem rumo. O que havia sobre ele, eu me pergunto, que me fez tanta certeza?
Estranhamente, não há nenhuma menção de Peter em minha carta. Na carta em que digo que comecei a gostar dele no outono da oitava série. Eu gostei do Peter na oitava série também, então foi uma passagem definitiva. Quando uma começou e a outra terminou?
A única pessoa que saberia é a única pessoa a quem eu nunca perguntaria.
A única que predisse que eu gostaria do John.
Genevieve dormiu na minha casa na maioria das noites naquele verão. Allie só foi autorizada a dormir em ocasiões especiais, portanto, era geralmente apenas nós duas. Nós falávamos sobre o que aconteceu naquele dia com os meninos, todos os detalhes.
— Este será do nosso grupo — disse ela para mim uma noite, seus lábios mal se movendo.
Nós estávamos fazendo máscaras coreanas que a minha avó tinha enviado, do tipo que se parecem com máscaras de esqui, e gotejando com “essências” e vitaminas e coisas de spa.
— Assim que o ensino médio será. Seremos eu e Peter, você e McClaren, e Chrissy e Allie podem compartilhar o Trevor. Nós vamos ser os casais poderosos.
— Mas John e eu não gostamos um do outro desse modo — eu falei, os dentes cerrados para manter a minha máscara de tratamento.
— Você vai gostar — disse ela.
Ela falou como se fosse um fato predeterminado, e eu acreditei nela. Eu sempre acreditei. Mas nada disso aconteceu, com exceção da parte Gen e Peter.

35 comentários:

  1. nao tenho nada a dizer
    porém eu fico agoniada quando nao tem comentário entao ta ae

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. P.s:ameiii essa parte😂😁😁

      Excluir
    2. Somos duas, eu também n tenho nada a dizer, n sei nem o que pensar na vdd kkkkk

      Excluir
    3. gentee alguem me explica o que significa P.S? ksks

      Excluir
    4. É uma sigla, do latim "post scriptum" (acho que é assim que se escreve). É algo que você acrescenta ao final da carta, por ter lembrado depois, sei lá. Um pós-escrito. Hoje não faz muito sentido pq a gente pode apenas mover o cursor e digitar o texto no meio, mas é bonitinho :P

      Excluir
  2. Eu estou amando os comentarios. 💖

    ResponderExcluir
  3. Sem palavras pra esse capítulo!! Sinto que muito drama está por vir..

    ResponderExcluir
  4. eu sou o unico garoto q lê livro de romance

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E isso é incrível cara! 👆😆

      Excluir
    2. Isso é realmente maravilhosamente incrível cara!

      Excluir
    3. Ponto pra você garoto que ler livros de romance 😘

      Excluir
    4. Eu espero, realmente que não rs
      Compartilhe mais suas reações sobre os capítulos u.u

      Excluir
    5. Você não está sozinho bro!

      Excluir
    6. Gente é maravilhoso ver meninos aqui kkkkkkkk
      Mary cruz s2 kkkkk adorava essa novela!!!

      Excluir
  5. Omg *-* sinto que esse McClaren vai chegar causando...

    ResponderExcluir
  6. Mano, isso vai dar muita merda, to prevendo isso...

    ResponderExcluir
  7. Será q o Peter vai sentir ciúmes do John?

    ResponderExcluir
  8. Cara, vejo claramente que em breve, eu estarei divida: John, ou Peter?

    Atualmente Peter, mas tenho medo que isso mude ksksksksk eu realmente gosto dele. Ainda mais pq já assisti O filme, e o ator é fofo, alto e Lindoooo.( Noah, te amo, aonde quer que vc esteja )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ator q faz o Jhon que aperece no final do filme tambem e muito fofo

      Excluir
    2. Amei um filme será q vai sai um dois tanto um Peter es lara Jean são lindos anbos comecei ler um livro pro causa d filme tou amado

      Excluir
  9. Me desculpem, mas eu estou apaixonada por esse McClaren sem antes mesmo de conhece-lo

    ResponderExcluir
  10. Ai meu Deus, é linda a história, muito intrigante, mas pitter é meu favorito, e vai ser sempre.

    ResponderExcluir
  11. Ai meu Deus, é linda a história, muito intrigante, mas pitter é meu favorito, e vai ser sempre.

    ResponderExcluir
  12. Ahhhr, não quero que Lara Jean se confunda e fique afim desse Jhon; Ela tem que continuar com o Peter.

    ResponderExcluir
  13. Parece que por escrever as cartas eles estão se " abrinado" mais um com o outro.

    ResponderExcluir
  14. definitivamente ela amou mais john

    ResponderExcluir
  15. Me desculpem garotos, but i love this latter..
    Shippando esse casal em 3..... 2....... 1.

    ResponderExcluir
  16. Porra! A carta que a Lara Jean escreveu pro John, foi a melhor.
    "Eu tenho uma pergunta para você. Quantas cartas que escreveu? Só para saber quão especial eu deveria me sentir.
    John" Garotos sendo garotos. Peter perguntou a mesma coisa. rsrsrs

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!