16 de abril de 2018

Capítulo 57

TENHO A IDEIA durante os anúncios da manhã, quando divulgam que nossa escola vai sediar um evento do Projeto das Nações Unidas no fim de semana. John Ambrose McClaren era o presidente das Nações Unidas do fundamental. Eu me pergunto se ele está na equipe da escola dele.
Comento sobre isso com Peter no almoço, antes de qualquer dos amigos dele se sentar.
— Você sabe se o John McClaren ainda participa do projeto das Nações Unidas?
Ele me olha de um jeito engraçado.
— Como eu poderia saber?
— Sei lá. Eu só queria saber.
— Por quê?
— Talvez eu vá para o evento no fim de semana. Tenho a sensação de que ele vai estar lá.
— Sério? — Peter ri. — Se ele estiver, o que você vai fazer?
— Ainda não decidi. Talvez eu vá falar com ele, talvez não. Só quero ver como ele está.
— Podemos pesquisar on-line agora e eu mostro para você.
Eu balanço a cabeça.
— Não, isso seria trapacear. Quero ver com meus próprios olhos. Quero ser surpreendida.
— Nem me peça para acompanhar você. Não vou desperdiçar um sábado inteiro com o Projeto das Nações Unidas.
— Eu não planejava pedir para você ir.
Peter me olha com mágoa.
— O quê? Por que não?
— É algo que quero fazer sozinha.
Peter solta um assobio baixo.
— Uau. O corpo nem esfriou ainda.
— Hã?
— Você é uma conquistadora, Covey. Ainda nem terminamos e você já está a fim de outros caras. Eu ficaria magoado se não estivesse impressionado.
Isso me faz sorrir.
No oitavo ano, beijei John McClaren em uma festa. Não foi um beijo romântico. Na verdade, mal foi um beijo. Estávamos brincando de “girar a garrafa” e, quando chegou a vez dele, prendi a respiração e rezei para que a garrafa apontasse para mim.
E apontou! Quase ficou virada para Angie Powell, mas a sorte estava do meu lado e ele foi meu por um centímetro. Tentei ficar com o rosto o mais imóvel possível para não sorrir. John e eu fomos até o meio da roda e demos um beijinho meio xoxo.
Todo mundo resmungou, e o rosto dele ficou muito vermelho. Fiquei decepcionada; acho que talvez eu esperasse mais, um beijo com mais intensidade. Com mais tchan. Mas foi só aquilo. Talvez eu tenha uma segunda chance. Talvez isso me faça esquecer Peter.

6 comentários:

  1. 🎶Quando rola o Tchan não dá pra esconde-er, por que se é o Tchan é pra vale-e-er...!🎶
    Só eu lembrei de Hotel Transilvania quando viu a palavra Tchan? Se foi só eu é por que eu realmente sou bem infantil...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa cara veio na minha mente na hora ksksksks Fica tranquila Lara seu TCHAN vai vir com o Peter😄

      Excluir
  2. Eu também lembrei de Hotel Transilvânia kkkk então somos duas infantis.

    ResponderExcluir
  3. Eu vivo cantando músicas infantis,então se vcs se acham infantis eu sou oq🤔🤔🤔

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!