16 de abril de 2018

Capítulo 34

— VOCÊ ACHA QUE, se um garoto e uma garota estão namorando há muito tempo, isso automaticamente quer dizer que eles fizeram sexo? — pergunto a Peter.
Estamos sentados no chão da biblioteca, com as costas apoiadas na parede da seção de referências, à qual ninguém nunca vai. As aulas acabaram, a biblioteca está vazia, e estamos fazendo o dever de casa. Peter só tira C e D em química, então resolvi ajudá-lo a estudar.
Peter desvia o olhar do livro de química, com um interesse repentino.
— Preciso de mais informações. Há quanto tempo eles estão namorando?
— Bastante tempo. Uns dois anos, mais ou menos.
— Quantos anos eles têm? Nossa idade?
— Mais ou menos.
— Então é bem provável, mas não quer dizer que aconteceu. Depende da garota e do cara. Mas, se eu tivesse que apostar dinheiro, diria que sim.
— Mas a garota não é desse tipo. Nem o garoto.
— De quem estamos falando?
— Isso é segredo. — Hesito. — Chris acha impossível eles não terem feito. Diz que não acredita.
Peter ri com deboche.
— Por que você foi perguntar logo para ela? Essa garota é um desastre.
— Ela não é um desastre!
Ele me olha de um jeito estranho.
— No primeiro ano, ela bebeu Four Loko demais, subiu no telhado de Tyler Boylan e fez um striptease.
— Você estava lá? — pergunto. — Viu com os próprios olhos?
— Vi. E pesquei as roupas dela na piscina, porque sou um cavalheiro.
Eu estufo as bochechas.
— Bom, a Chris nunca me contou essa história, então não posso falar sobre isso. Além do mais, o tal Four Loko, ou sei lá qual é o nome, não foi proibido?
— Ainda fabricam, mas é uma versão aguada horrorosa. Você pode misturar com energético e ter o mesmo efeito. — Estremeço, o que faz Peter sorrir. — Sobre o que você e a Chris conversam? Vocês não têm nada em comum.
— Sobre o que nós conversamos? — pergunto.
Peter ri.
— Faz sentido.
Ele se afasta da parede e coloca a cabeça no meu colo, e eu fico completamente imóvel.
— Você está se comportando de um jeito muito estranho hoje — digo, tentando fazer minha voz soar normal.
Ele ergue uma sobrancelha para mim.
— Ah, é? Tipo como?
Peter adora quando falam sobre ele. Normalmente, não me importo, mas hoje não estou a fim de fazer a vontade dele. Já tem gente demais dizendo o quanto ele é incrível.
— Está sendo desagradável — respondo, e ele ri.
— Estou com sono. — Peter fecha os olhos e se aconchega em meu colo. — Me conte uma história de ninar, Covey.
— Pare de flertar comigo.
Ele abre os olhos.
— Eu não estava flertando!
— Estava, sim. Você dá em cima de todo mundo. Parece que não consegue se controlar.
— Bem, eu nunca dou em cima de você.
Peter se senta de novo e olha o celular, e de repente desejo não ter dito nada.

4 comentários:

  1. Poxa Lara Jean, estragando o momento

    ResponderExcluir
  2. nossa essa nina estraga todos os momentos

    ResponderExcluir
  3. Quero que ela fique com o Peter eles são muito fofos

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!