20 de fevereiro de 2018

Capítulo 86

RAFE

O restante de nós foi saindo da tenda também.
Todos eles ficaram observando Lia abraçar primeiro Griz e depois Eben. Eu via a alegria na face dela. Ela falava vendano com eles, voltando-se com naturalidade para o idioma, como se fosse a própria língua materna.
Fiquei feliz ao vê-los também, mas não do mesmo jeito que Lia. Griz era um inimigo formidável. A cada dia que se passava sem sinal das tropas que solicitei, eu me lembrava de que precisávamos de todos os soldados que pudéssemos conseguir.
— Por que ele a chamou de rainha? — perguntou Howland.
Olhei para Lia. Ela estava trajando um casaco no estilo dos Meurasi, com os retalhos vermelhos do vestido de casamento por cima do ombro e cruzando a frente do casaco. O kavah estava exposto. Ossos gingavam dos seus quadris.
Todo mundo precisa de esperança, Rafe. Tenho que dar isso a eles.
— É apenas um costume vendano — disse Tavish ao general. Ele olhou para mim e deu de ombros.
— Sim, só um costume — concordei.
Se Lia queria explicar mais coisas, cabia a ela decidir.
Eu me virei para voltar à tenda, e então, no meio de uma passada, parei ao avistar Jeb caminhando na minha direção. E depois Orrin. Os dois estavam com largos sorrisos nos rostos, e depois eu vi o general.
— Draeger — falei.
— Isso mesmo, Vossa Majestade. As tropas estão aqui, como ordenou.
Fiquei estudando-o, ainda com suspeitas.
— Todas as tropas?
Ele assentiu.
— Todas. Com um monte de atiradeiras e tudo o mais que pediu.

* * *

O acampamento estava em silencio. Escuro, exceto por umas poucas tochas acesas entre tendas. Seria difícil dormir esta noite. As tensões estavam nas alturas, mas o descanso foi ordenado. Era necessário. Fui andando até a entrada do vale, onde a luz das tochas não chegava. Apenas a lua entrelaçando-se nos dedos de nuvens iluminava a grama da campina. Lia se reclinou junto à parede de pedra, fitando o vale adentro.
— Quer companhia? — perguntei.
Ela assentiu.
Ficamos ali, parados, olhando para a quietude. Já tínhamos dito tudo o que havia para ser dito. Feito tudo o que podíamos fazer. As tropas de Dalbreck estavam posicionadas. Nossas chances estavam melhores. Venda tinha uma proporção de apenas dois para um dos nossos agora. No entanto, as armas vendanas ainda eram melhores. Alguma coisa a fundo dentro de mim queria arrastar Lia para longe, mantê-la a salvo, mas eu sabia que não podia fazer isso.
— Estamos tão preparados quanto possível — falei.
Ela assentiu mais uma vez.
— Eu sei.
O olhar contemplativo dela viajava ao longo da silhueta da ruína nos penhascos, com as bordas fantasmagóricas delineadas pelo luar prateado.
— Eles foram grandes uma vez — disse ela. — Eles voavam em meio às estrelas. Suas vozes retumbavam sobre as montanhas. E isso foi tudo o que restou. Será que algum dia saberemos de fato quem eles foram, Rafe? — ela se virou na minha direção. — Depois de amanhã, será que alguém saberá quem nós fomos?
Olhei para ela, não me importando com quem eram os Antigos. Tudo em que eu conseguia pensar era: não importa quantos universos vão e vêm, sempre me lembrarei de quem éramos juntos.
Eu me inclinei para baixo. Beijei-a. devagar. Com gentileza. Uma última vez.
Ela olhou para mim. E nada disse. E nada precisava dizer.

* * *

A grama da campina ondeava a brisa. No dia seguinte, estaria marcada por pisadas. Queimada. Cheia de sangue. Nossos batedores tinham entrado em cavalgada ali essa noite. O exército do Komizar chegaria na entrada do vale pela manhã.

8 comentários:

  1. Eu estou quase tendo um troço !!!

    ResponderExcluir
  2. Que enrolacao chataaa

    ResponderExcluir
  3. Esta criando expectativa, mas espero que comece logo

    ResponderExcluir
  4. sei naum...to com medo desse general virar as tropas do Rafe contra ele no meio da batalha.pq ainda acho q o pai e a mãe dele tmb foram envenenados...
    so acho.
    Jessica

    ResponderExcluir
  5. A Lia e o Rafe não morrendo...

    ResponderExcluir
  6. poucos capítulos pro final e o suspense nunca foi meu amigo. Esse livro é incrível, um dos poucos que me fizeram quase pular da cama e jogar o computador pro alto nas partes mais esperadas e tambem, quase alguns segndos depois, querer "matar" algum deles kkkk

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!