16 de fevereiro de 2018

Capítulo 61

Os guardas estavam me escoltando pelo corredor abaixo até o Saguão do Sanctum quando ouvimos passadas na nossa direção. Passadas apresadas. Kaden deu a volta na esquina do nosso corredor e parou.
— Esperem por ela nas escadas — disse ele, dispensando os guardas. — Preciso falar com a princesa.
Eles fizeram como ele lhes ordenou, e ele me puxou para uma estreita e escura passagem. Então passou os olhos pela minha bochecha.
— Foi apenas uma queda desajeitada, Kaden. Não faça disso mais do que é.
Ele levou a mão para cima, passando o polegar com gentileza sob a maçã do meu rosto.
— Por quanto tempo vamos prosseguir com as coisas, Lia? Quando você vai ser honesta comigo?
Eu vi a sinceridade nos olhos dele, e fiquei surpresa com o fato de que meu peito doía com a vontade de contar tudo, mas agora eu e Rafe estávamos próximos demais da liberdade para que eu me desse ao luxo da honestidade. Eu ainda não sabia o que Kaden poderia fazer. Sua devoção por mim era óbvia, mas sua lealdade a Venda e ao Komizar estavam comprovadas.
— Eu não estou escondendo nada de você.
— E quanto ao emissário? Quem ele é?
Era mais uma acusação do que uma pergunta. Ergui meu lábio em repulsa.
— Um mentiroso e manipulador. Isso é tudo que sei sobre ele. Juro.
— Você me dá sua palavra?
Assenti.
Ele ficou satisfeito. Vi isso nos olhos dele e pelo erguer aliviado em seu peito. Ele acreditava, por ora, que eu não estava conspirando com o emissário. Mas essa confiança dele em mim era temporária. Kaden foi adiante, para outras suspeitas.
— Eu sei que você não ama o Komizar.
— Algo que já admiti a você. Vamos repassar isso de novo?
— Se você acha que se casar com ele lhe trará poder, está enganada. Ele não dividirá o poder com você.
— Veremos.
— Droga, Lia! Você está tecendo uma mentira! Eu sei que está. Você me disse que faria isso, e acredito em você. O que está tramando?
Permaneci em silêncio.
Ele soltou um suspiro.
— Não faça isso. Não vai dar certo. Acredite em mim. Você vai ficar aqui.
Eu tentei não mostrar resposta, mas a forma como ele disse aquilo fez com que meu sangue parasse abruptamente no meu peito. Não havia qualquer raiva no tom dele, nem provocação. Apenas fato.
Ele afastou-se, passando os dedos pelos cabelos, e então se reclinou na parede oposta.
— Ouvi seu nome — ele explicou. — Ele flutuava ao vento, sussurrava para mim antes mesmo de eu chegar a Terravin. E então, naquele dia, no pórtico da caverna, quando você colocou uma bandagem no meu ombro, eu vi nós dois, Lia. Juntos. Aqui.
Minha boca ficou seca. Ele não precisava dizer mais nada. Com aquelas poucas palavras, fez sentido... o tempo em que passamos juntos ao cruzarmos o Cam Lanteux, quando parecia que ele estava sentindo as coisas antes que acontecessem, as palavras da minha própria mãe voltando rapidamente a mim quando eu lhe perguntei sobre filhos homens com o dom. Já aconteceu, mas não é esperado.
Kaden tinha o dom. Pelo menos um pequeno grau dele.
— Você sempre soube que tinha o dom?
— Isso é parte do motivo pelo qual meu pai abriu mão de mim. Eu usei o dom contra a esposa dele quando estava com raiva. Desde então, venho negando esse dom, mas há vezes... — ele balançou a cabeça. — Como quando eu estava indo buscar você. Eu sabia que se tratava do dom, até mesmo que eu não quisesse admitir isso. E então vi a nós dois. Aqui.
Minha cabeça deu um pulo quando pensei nos meus próprios sonhos em que Rafe me deixava para trás. Eles pareciam confirmar o que Kaden tinha visto.
Nós tínhamos que estar errados. Não era isso o que eu sentia no meu coração.
— E estamos aqui — falei, sem fôlego. — Por ora. Ver a nós dois juntos não é uma grande revelação.
— Não agora. Eu vi a nós dois um bom tempo à frente de agora. Eu estava com um bebê nos braços.
— E eu tive um sonho na noite passada em que era capaz de voar. Isso não quer dizer que vão nascer asas em mim.
— Sonhos e saber são duas coisas diferentes.
— Mas, às vezes, é difícil perceber a diferença. Especialmente quando não se nutriu o dom. Você é tão inexperiente nisso quanto eu, Kaden.
— É verdade — disse ele, e aproximou-se mais de mim. — Mas eu sei de uma coisa com certeza. Eu amo você, Lia. Sempre a amarei. Lembre-se disso amanhã, quando você atar a sua vida para sempre com a do Komizar... que eu amo você, e sei que você gosta de mim.
Ele se virou e foi embora, e cerrei os olhos. Minha cabeça era golpeada pelos meus engodos e por minhas mentiras, porque, que os deuses me ajudem, eu sabia que não deveria, mas também gostava de Kaden... apenas não do jeito que ele tão desesperadamente queria que eu gostasse. Nada, nem mesmo o tempo ou um dom, poderia mudar isso.
Eu vi a nós dois, Lia. Juntos. Talvez ele apenas quisesse nos ver juntos e tivesse conjurado uma imagem em sua própria mente, da forma como eu havia sonhado acordada com um menino ou com outro incontáveis vezes quando estava em Civica. Abri os olhos, fitando a parede à minha frente. Eu desejava que o amor pudesse ser simples, que sempre fosse dado e retribuído na mesma medida, igualmente e ao mesmo tempo, que todos os planetas se alinhassem de uma forma perfeita para dispersar as dúvidas, que fosse fácil de entender e nunca doloroso.
Pensei em todos os meninos atrás dos quais eu tinha ido no vilarejo, ansiando por um pouquinho que fosse do afeto deles, nos beijos roubados, nos garotos pelos quais eu tinha certeza de que estava apaixonada, em Charles, que me tentava, mas que, no fim das contas, não tinha qualquer sentimento por mim. E então Rafe apareceu.
Ele mudou tudo. Ele me consumia de um jeito diferente... na forma como seus olhos faziam com que tudo pulasse dentro de mim quando eu olhava dentro deles, em sua risada, seu temperamento, no modo como ele às vezes ficava com raiva, no jeito pensativo como ele me ouvia, em sua incrível contenção e determinação em face a possibilidades negativas sobrepujantes. Quando eu olhava para ele, eu via o fazendeiro tranquilo que ele poderia ter sido, mas também via o soldado e príncipe que era.
Nós tivemos um começo terrível... isso não quer dizer que não podemos ter um final melhor.
Na forma como ele me enchia de esperança.
Mas eu também não podia ignorar a trilha rochosa do amor. Eu pensava nos meus pais, em Pauline, em Walther e Greta, até mesmo em Calantha, e me perguntava se algum dia o amor terminaria bem. Eu tinha apenas uma certeza: não poderia terminar da forma como Kaden esperava que fosse.

14 comentários:

  1. Agora eu tô com medo, quero a Lia com o Rafe. Gosto muito do Kaden, porém não ao ponto dele ficar com ela.Espero que ele encontre outra pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc. Gosto do Kaden, mas prefiro o Rafe!

      Excluir
  2. Estou com um mal pressentimento sobrr esse livro. Já sei que vai ser frustante o final.. 😭

    ResponderExcluir
  3. O Rafa não faria isso com ela né?? Deixar ela pra trás??😓😓


    ~mirelle

    ResponderExcluir
  4. To torcendo pra Lia não sair de Venda, não consigo me livrar da impressão que ela tem algo grandioso para fazer ali

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM! Mas tá me dando uma agonia eles não virarem esse jogo...

      Excluir
  5. Acho que talvez ela fique pra trás. Por causa dos homens de Rafe.. O Rei não quer ela lá, a família dela não a quer lá.. Pauline está com raiva dela...

    Por fim, só Venda a acolheu.

    Acho que Kaden vai ser o novo Komizar, e Lia ficará com ele.

    Se for assim o final será muito, muito bom..

    ResponderExcluir
  6. #TeamKaden
    Mais um crush para a lista interminável de crushes literários

    ResponderExcluir
  7. Mano, o Rafe é fofo mais eu C A G U E I pra ele, tenho uma paixão incorrigível pelos que tem o coraçãozinho meio defeituoso (Kaden) <3

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Sabe o que esse triângulo amoroso me lembra? Kishan, kelsey e Ren...
    Exatamente como em A Maldição do Tigre, shippo ela com o Ren, mas adoro o Kishan e quero que ele tenha algo melhor pela frente...
    #TeamRafe

    ResponderExcluir
  10. Gente ela é muito fria c kaden
    Lia ainda vai precisar dele. E eu acho que ele vai ser único Leal a ela .

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!