20 de fevereiro de 2018

Capítulo 46

PAULINE

Eu havia dito a Berdi e a Gwineth que iria ao cemitério para ver se Andrés estava por lá. Embora não tivesse tido acesso a muitas informações, também não fazia mal nenhum fazer visitas a ele. Tudo que eu ficara sabendo era que ele estava tão surpreso com a morte do soldado que trouxera a notícia da traição de Lia quanto Bryn e Regan ficaram. O soldado era um companheiro próximo, e Andrés também estava de luto pela morte dele. Quando perguntei se os comentários apressados do soldado sobre Lia antes da morte dele poderiam ter sido mal interpretados, ele disse que não sabia, mas que o seu pai, o Vice-Regente, estava aflito com a notícia e achava difícil acreditar nisso. Eu mesma queria ir falar com o Vice-Regente, mas me lembrei das palavras de Bryn. Fiquem longe da cidadela.
Eu faria isso por mais algum tempo, mas tinha algumas coisas que eu não podia adiar. Não vinha ao caso se isso era ou não prudente.
A cada dia que passava, aquilo me queimava por dentro. De uma forma ou de outra, eu precisava saber.
— Olá Mikael.
Ele parou em meio às suas passadas na estreita viela atrás do bar, com uma moça com belos cachos ruivos ainda pendurada no seu braço. Ele a soltou e pediu para a mulher seguir andando, que ele se encontraria com ela depois.
Ele me encarou, e o meu rosto ainda estava escondido nas sombras do meu capuz, mas ele conhecia a minha voz.
— Pauline.
Ouvir meu nome nos lábios dele fez com que espirais de arrepios descessem pela minha coluna, e todos os timbres de voz dele eram tão doces, macios e amanteigados quanto eu me lembrava.
— Você não veio — falei, mal conseguindo formar as palavras.
Ele deu um passo na minha direção, e segurei com mais força a cesta que tinha na frente da barriga. Havia remorso e preocupação na expressão dele.
— Eu tive que me alistar de novo, Pauline. Eu precisava de dinheiro. Minha família…
— Você me falou que não tinha família.
Ele fez uma pausa, olhando para baixo, mas apenas por um breve instante, como se estivesse envergonhado.
— Eu não gosto de falar sobre eles.
Senti um puxão no coração.
— Você poderia ter me contado.
Ele mudou o assunto da família dele para nós.
— Senti terrivelmente a sua falta — disse ele e deu mais um passo em minha direção, esticando a mão, como se já tivesse se esquecido da moça ruiva. Coloquei a cesta no chão e empurrei para trás o manto dos meus ombros.
— Também senti a sua falta.
Ele parou e ficou com o olhar fixo na minha barriga redonda, com o choque sendo registrado na expressão dele, o momento estirando-se tão longo quanto um último suspiro, e então uma curta e desajeitada bufada de ar escapou da sua boca. Ele cruzou impecavelmente sobre seus peitos os braços que havia acabado de esticar para mim.
— Parabéns — disse ele, e então falou, com um tom mais cauteloso: — Quem é o pai?
Naquelas poucas palavras, por um breve instante, eu não estava vendo Mikael, mas, sim, Lia, com os longos cabelos desgrenhados em volta dos seus ombros, com os olhos brilhantes, a respiração vindo em ofegos assustados, a voz tão frágil quanto gelo de primavera. Ele está morto, Pauline. Eu sinto muito, ele está morto.
Mikael ficou me observando, esperando por uma resposta. Quando ele me conheceu, eu era virgem. Ele sabia muito bem que fora o único. Mikael pressionou bem os lábios, e suas pupilas se encolheram, parecendo continhas pungentes. Eu podia ver os pensamentos dele girando, aveludados, sedosos, já negociando o que quer que fosse que eu diria.
— Ninguém que você conheça — respondi.
Ele ergueu o peito, respirando aliviado.
E eu me virei e saí andando.

9 comentários:

  1. coitado da Pauline, parece que ninguém tem sorte no amor nesse livro mds.

    ResponderExcluir
  2. Mikael safado se eu fosse a Pauline dava um chute nas b**** dele

    ResponderExcluir
  3. KD o kaden p degolar ele quando a gnt precisa?

    ResponderExcluir
  4. Ele merecia pelo menos uns tapas na cara..Essa Pauline é mto pacífica.. se fosse eu tinha enfiado a mão na cara dele.

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!