2 de fevereiro de 2018

Capítulo 44

RAFE

— Parece que ela fez isso de novo. Sua pombinha saiu voando sem você.
— Não. — Permaneci olhando a estrada, com o suor escorrendo pelas minhas costas. — Ela me prometeu que viria. Ela estará aqui.
— Ela já fez promessas que achou bem fáceis de quebrar.
Olhei com ódio para Sven.
— Cale a boca. Simplesmente... cale a boca.
Já estávamos esperando há mais de uma hora. O sol estava alto acima de nossas cabeças. Nossos planos haviam sido formados às pressas, mas eu cheguei lá antes das onze, de modo que não deixaria de encontrá-la. Não era possível que Lia já tivesse passado por mim na estrada, a menos que tivesse partido mais cedo do que planejara. Ou talvez ela ainda estivesse em Terravin? Será que algo a havia atrasado? A estrada estava cheia de viajantes, até mesmo de esquadrões de soldados. Era seguro viajar. Nenhum bandido se atreveria a fazer seus afazeres ali. Toda vez que alguém surgia pela colina, eu me sentava mais alto na minha sela, mas não vi Lia.
— Cale a boca? Dizer isso é o melhor que você pode fazer? — Virei-me para encarar Sven, que estava sentado todo arrogante e calmo em sua sela.
— O que eu gostaria de fazer é rachar seu maxilar, mas não bato em pessoas mais velhas ou em enfermos.
Sven pigarreou.
— Ora, isso é golpe baixo. Até mesmo para você. Você deve gostar mesmo dessa menina.
Desviei o olhar, fitando o ponto em que a estrada desaparecia sobre a colina.
Voltei a fitá-lo em um movimento rápido como uma chicotada.
— Onde estão os outros? — exigi saber. — Por que não estão aqui ainda? — Eu sabia que estava sendo um pentelho arrogante, mas a espera estava me exaurindo.
— Os cavalos deles não têm asas, meu Príncipe. Eles vão nos encontrar mais adiante na estrada, se e quando chegarmos lá. As mensagens não viajam tão rápido assim, nem mesmo aquelas enviadas com urgência.
Achei que fosse ter mais tempo. Mais tempo para dar as notícias a ela, para convencê-la, mais tempo para que uma escolta chegasse. Eu queria levá-la até Dalbreck, onde estaria em segurança, livre de caçadores de recompensa e de seu pai assassino. Eu sabia que não seria fácil persuadi-la a sair de Terravin. Sabia que mais provavelmente seria impossível. Para mim, seria difícil partir...
Mas então, na noite passada, todo aquele planejamento esvaíra-se como fumaça. Ela estava determinada a voltar para Civica — o último lugar para onde deveria ir. Eu tentaria conversar com ela para que mudasse de ideia no caminho até lá, mas, se não conseguisse, queria um séquito substancial o bastante a ponto de protegê-la quando passássemos cavalgando pelos portões de Civica.
É claro que eu precisaria de proteção contra ela, assim que lhe contasse quem eu era. Estava com medo de revelar a verdade. Eu a havia manipulado. Havia mentido. Todas as coisas que ela dissera foram imperdoáveis. Se ela estava voltando para completar a aliança, eu sabia que não era para se casar comigo, ela estava indo embora para se casar com um homem por quem nunca teria um pingo de respeito. Eu ainda era aquele homem. Era impossível desfazer o que já havia feito. Eu permitira que meu pai arranjasse um casamento para mim. Papai. O pleno e amargo desdém na voz dela permanecia fresco na minha mente. Azedava meu estômago.
— Eu estraguei tudo, Sven.
Ele balançou a cabeça em negativa.
— Não, não foi você, menino. Dois reinos fizeram isso. O amor é sempre uma coisa bagunçada, que é melhor quando deixado para corações jovens. Não há regras básicas a serem seguidas. É por isso que prefiro servir como soldado, que é algo que consigo entender melhor.
Mas havia regras. Pelo menos Lia achava que havia, e eu quebrara a mais importante delas com meu engodo.
Se a gente não pode confiar em uma pessoa no amor, não se pode confiar nela para nada. Algumas coisas não podem ser perdoadas.
Eu poderia argumentar que ela também estava vivendo uma mentira, mas eu sabia que não era a mesma coisa. Ela era uma empregada em uma taverna agora. Isso era tudo que queria ser. Estava tentando construir uma vida nova. Eu só estava usando minha falsa identidade para conseguir aquilo de que precisava. Eu só não sabia, não antes de chegar aqui, que aquilo de que eu precisava era Lia.
Um outro cavaleiro apareceu em cima da colina. Mais uma vez, não era ela.
— Talvez esteja na hora de irmos embora, não? — sugeriu Sven. — Ela provavelmente está a meio caminho de Civica a essa altura e, ao que parece, é mais do que capaz de cuidar de si mesma.
Balancei a cabeça em negativa. Havia algo errado. Ela estaria aqui. Arrastei meu cavalo para a esquerda.
— Vou até Terravin encontrá-la. Se eu não estiver de volta ao cair da noite, venha me procurar junto com os outros. — Afundei os calcanhares e me dirigi até a estrada.

27 comentários:

  1. Acho que estou lendo tão rápido que devo ter me confundido, achei o Rafe era o assassino e o Kaden o príncipe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Potterhead-selecionada18 de fevereiro de 2018 02:15

      Mas eram...Eu tenho certeza que eram

      Excluir
    2. Eu tinha certeza que o Rafe era o príncipe!!! 😍😍😍😍

      Excluir
  2. ué,os nomes deles eram esses ou eu q entendi errado? eu achava q o Rafe era o assassino e o Kaden o príncipe,mas agora os nomes mudaram

    ResponderExcluir
  3. Quem é o príncipe?
    Quem é o assassino?
    N to entendendo nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kaden era o assassino, Rafe, o príncipe. A autora enganou muita gente!

      Excluir
    2. Gente pelo amor de Deus , nao tem nada errado e isso mesmo, parem de se iludir KAden o Loiro de olhos castanhos e o assasino , e Rafe o moreno de olhos azuis o Principe e isso e ponto kkk estou amando eu sempre soube que ele era o principe hahahaha

      Excluir
  4. Gente eu também! Que confusão!
    Não to entendendo mais nada..
    Até essa frase que ela disse que não se pode confiar em alguém no amor e tals, não foi dita pro Rafe depois que ela contou pra Pauline do Mikael? Buguei total. Meu Deus. Help Karina?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, foi pro Rafe! E é ele quem está narrando agora

      Excluir
  5. AAAAAAAAAAAAA Eu estava morrendo de medo do Rafe ser o assassino! Estou apaixonada por ela e o príncipe juntos! *---------------*

    ResponderExcluir
  6. Potterhead-selecionada18 de fevereiro de 2018 02:15

    Pera!então esse tempo todo ela estava saindo era com o príncipe e não com o assassino??????Como assim????trocaram os nomes deles sim,mas não foi agora(eu acho).Talvez foi quando eles se apresentaram...Mas não faz sentido.será que alguém com o livro físico poderia conferir pra gente?

    ResponderExcluir
  7. Potterhead-selecionada18 de fevereiro de 2018 02:25

    Katina eu olhei na Internet e o nome do príncipe é Rafe e o nome do assassino que é Kaden. Então agora os nomes estão certos,mas no começo eles foram trocados.O que levou todo mundo a achar que ela estava em uma relação com o assassino e não com o príncipe. Revisa aí por favor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro não está errado. A autora nunca disse quem era quem, como diz na sinopse, Lia não sabem quem são, nem a gente. A autora apenas deu pistas sobre quem eles poderiam ser, e vocês acharam que o moreno com cicatrizes era o assassino e o loiro de fala macia, o príncipe, e carregaram essa certeza ao longo do livro. Se você reler, verá como todas as pistas eram dúbias, podendo levar às duas conclusões

      Excluir
    2. Não achei tão dúbias assim Karina sua anja!! (Alias maravilhoso seu trabalho!!! Se já fosse casado!!) Mas bem, o assassino tem que ser alguém com conhecimento do lugar para onde vai, pois logo seria reconhecido como estrangeiro; ficou claro que Rafe era o príncipe quando Lia percebeu que ele não conhecia nada sobre a religião de Morrighan. E isso faz todo sentido já que sendo ele um príncipe de um país estrangeiro e criado como um soldado como sabera qualquer coisa acerca das liturgias de Morrighan? Atentem também que o Kaden fala do tal Komizar, fica claro que é um home com poder que treina assassino s.

      Excluir
  8. http://bookwormscientist.com/kiss-of-deception-dois-homens-que

    gente! Lê isso, vocês vão entender pq ficou confuso.

    ResponderExcluir
  9. Eu sabia que Rafe era o príncipe! Desde o começo! Quando mais o povo achava que ele era o assassino, mas eu tinha certeza que ele era o príncipe! Tô muito feliz! Mas tbm tô preocupada porque a Lia tá lá com o bando de assassinos de Venda

    ResponderExcluir
  10. Eu axo e graça do povo falando q o kaden q era o principr... A autora escreveu o livro p NINGUÉM saber quem era quem até a revelação... Em momento nenhum ela flou q fulano é isso e siclano aquilo... Povo tá lendo de qualquer jeito e sem perceber a mágica q esse livro tá sendo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, ai ficam ai agora falando que os nomes estao trocados, e so voltarem e lerem de novo que vao ver que ela em momento nenhum diz quem e quem so da pistas, agora superem o Rafe e o nosso principe <3

      Excluir
  11. A autora deu a dica crucial quando kaden falou em um idioma q a princesa não entendeu quando foi mordido pelo cavalo

    ResponderExcluir
  12. Mas gente. Se vcs perceberem la no incio do livro, o príncipe tem um nome diferente. E quando chega em Terravin, ele muda. Acho que foi aí que todo mundo deu pani.

    ResponderExcluir
  13. Como assim????? O Rafe não é o loiro de olhos castanhos?
    Alguém me helpaa

    ResponderExcluir
  14. Gente não é difícil entender não kaden sempre foi o assassino e Rafe o príncipe .

    ResponderExcluir
  15. Gente não é difícil entender não kaden sempre foi o assassino e Rafe o príncipe .

    ResponderExcluir
  16. Rindo muito das pessoas inconformadas achando que por algum motivo a Karina trocou todos os nomes nesses dois capítulos kkkkkkkkk. Tenho uma explicação mais simples gente: vocês erraram

    ResponderExcluir
  17. Tadinha da Karina, tentando explicar. Quando o livro finalmente descomplica o povo se complica kkkkkkkk

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!