2 de fevereiro de 2018

Capítulo 30

O ASSASSINO

Eu os senti bem antes de vê-los.
Era o arranjo, ou pelo menos era assim que minha mãe chamava: o equilíbrio de pensamento e intenção forçando seu caminho para novos lugares, encontrando um onde se assentar, deslocando o ar. Isso fazia com que os nossos dedos formigassem, alcançava nosso coração e acrescentava a ele uma batida, e, caso tivéssemos prática, o arranjo lhe transmitia algo. Ele era mais forte quando aqueles pensamentos e aquelas intenções eram estranhos, deslocados ou urgentes, e não havia ninguém mais deslocado ou urgente em Terravin do que Griz, Malich, Eben e Finch.
Dei uma olhada nas cabeças da multidão e a cabeça de Griz facilmente se agigantava acima das outras. Ele estava com o gorro puxado para baixo para proteger o rosto. As cicatrizes dele com certeza fariam crianças pequenas soltarem gritos agudos e deixariam homem crescidos pálidos. Quando tive certeza de que ele também tinha me visto, fui serpenteando em meio à multidão e desci sorrateiramente por uma passagem quieta, sabendo que eles me seguiriam.
Quando estávamos a uma distância segura, dei meia-volta.
— Vocês estão malucos? O que estão fazendo aqui?
— Quanto tempo demora para separar uma menina da cabeça dela? — resmungou Finch.
— Vocês chegaram cedo. E eu tive complicações.
— Maldição! — disse Griz. — Arranque a cabeça dela hoje e vamos embora.
— Deixa que eu faço! — disse Eben.
Desferi a Eben um olhar cheio de ódio e ameaças e voltei a encarar Griz.
— Ainda estou coletando informações, que podem ser úteis para o Komizar.
Griz apertou os olhos e ergueu as sobrancelhas, a suspeita juntando-se às cicatrizes em seu rosto.
— Que tipo de informações?
— Deem-me mais uma semana. O trabalho será feito, e vamos nos encontrar em um local e uma data que ainda vou falar a vocês. Não apareçam aqui de novo.
— Uma semana — gemeu Finch.
Malich olhou ao redor com ares de drama.
— Deve ser bem agradável dormir em uma cama, comer comida quente de uma panela de verdade, e desfrutar sabe-se lá de que prazeres. Eu poderia gostar de partilhar de um pouco de...
— Uma semana — repeti. — Mas sempre posso dizer ao Komizar que vocês ficaram impacientes e tive que abrir mão de informações que beneficiariam Venda.
Malich olhou com ódio para mim.
— Eu acho que você está obtendo mais do que apenas informações.
— E daí? — falei, provocando-o.
Malich nunca havia escondido seu desprezo por mim. O sentimento era mútuo. Ele tinha ciúmes da minha condição favorecida junto ao Komizar e de meus aposentos na torre da fortaleza em vez de na ala do conselho, onde ele morava. Eu não gostava de seus métodos ardentes demais. Mas ele cumpria bem seus deveres. Mortal, astuto e leal. Ele protegeu minha retaguarda mais de uma vez, pelo bem de Venda, se não pelo meu próprio bem.
Griz saiu batendo o pé sem me dizer mais nada e deu um tapa na nuca de Eben enquanto ia embora.
— Vamos.
Finch soltou um murmúrio, descontente. Era o único de nós que tinha uma esposa em casa. Ele tinha motivos para ressentir-se de qualquer espera extra. Todos estávamos longe havia quase um ano. Malich esfregou os pelos da barba bem-feita em seu maxilar, perscrutando-me antes de se virar e seguir os outros. Uma semana.
Eu tinha tirado isso do nada. Uma semana não faria diferença alguma. Não havia nenhuma informação. Nenhum motivo para o atraso. Dentro de sete dias, eu teria de cortar a garganta de Lia, porque Venda significava mais para mim do que ela. Porque o Komizar havia me salvado quando ninguém mais o fez. Eu não podia deixar de fazer o trabalho. Ela era um deles e um dia haveria de voltar a eles.
No entanto, por ora, eu tinha mais sete dias...

7 comentários:

  1. Quem é esse cara?! é a 1° vez q tenho tanta dificuldade de descobrir qq coisa de um livro!! é irritante mas tbm é incrível! Adorei a escrita dessa autora, assim como a história.
    Obg Karina ^^

    ResponderExcluir
  2. HAHA INFORMAÇOES HEN SEI BEM QUE TIPO DE IMFORMAÇOES

    ResponderExcluir
  3. Achava que esse livro seria incrível tipo Trono de vidro, mas ja estou no cap. 30 e para mim não aconteceu nada interessante, nada que chame muito a atenção e me prenda no livro :(
    decepcionada, esperava mais. Espero que melhore pois tá muito parado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não posso negar que é uma escrita bem lenta mas não sabermos quem é quem dá uma apimentada na história

      Excluir
  4. Cara esse livro ta tao lento que pulo umas partes do capítulo ate chegar em algo interessante.E isso ja ta ficando irritante

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no Google e quiser comentar, utilize a opção Nome/URL e preencha seu nome/apelido/nick; o URL pode deixar em branco.

Boa leitura, E SEM SPOILER!