30 de dezembro de 2017

Divulgação: Squad


Sinopse
Helena Rachel é uma menina de dezoito anos de idade, treinada e educada para ser doce e gentil com todos, exatamente como uma futura Senadora deve ser... Ou, pelo menos, deveria ser.
Após enfrentar um casamento de negócios que acabou tornando-se abusivo, Helena decide largar a antiga vida e seguir em frente, virando membro de um grupo de mercenários que, futuramente, são convocados à se aliarem ao Esquadrão: um time de soldados que trabalham para o governo de N'Ider, seu país natal, às ordens do Presidente.
Seguir as regras novamente não era o que Helena havia planejado, mas as coisas ficam complicadas quando ela se vê presa no Esquadrão, reencontra um inimigo do passado e seu ex-marido, tendo, assim, que deixar o orgulho de lado e pensar com calma no quê exatamente deve fazer.

Categorias: ficção, romance, policial, história original
Autora: Samantha Alves
_________________________________


Capítulo 01

Helena abriu os olhos depois de um longo suspiro. Os vidros espelhados a frente faziam-na perceber o quanto estava brava por ter sido ordenada a ir para aquele lugar. Seus olhos verdes estavam cerrados nervosamente, e os lábios franzidos a deixava ainda mais nervosa.
Ela não queria entrar em um Esquadrão! Isso era o que mais tinha certeza na vida.
Não foi fácil levantar aquela manhã e descobrir que Adam havia aceitado a proposta do Presidente; agora ela pertencia a ele, servia a ele e trabalhava para ele. Seus dias de liberdade, retoricamente falando, estavam acabados. O Esquadrão não passava de um grupo de soldados que trabalhavam para o governo, lutando pelos direitos do povo, solucionando tudo aquilo que o próprio povo não tinha capacidade de solucionar... Pelo menos era isso o que eles diziam.
O processo de conhecer toda a Base do Esquadrão estava deixando-a cansada. Não fisicamente... mas cansada. Aquele lugar se assemelhava muito a um hospital, porém com soldados ao invés de médicos. As paredes eram quase todas de azulejo branco, apenas algumas estruturas eram sustentadas por um vidro que transmitia um ar sério para o ambiente. O piso variava bastante, Helena pôde perceber, mas até aquele momento só havia conhecido o andar de cima.
Após falar e falar, enquanto Helena apenas fingia ouvir, o Presidente dispensou todos os soldados e acenou gentilmente para cada um deles que passaram ao seu lado. Fazia algum tempo que Benício Miller era presidente: nove anos, para ser exata, e ainda faltavam seis. Desde a fundação de N'Ider, seu país, o sistema de governo era bem peculiar, porém necessário. Apenas as famílias fundadoras do país -Rachel, Miller, Edmee e Russel- Podiam ficar no poder, e a cada quinze anos de presidência o mandato passava para a família seguinte.
Amélie, mãe de Helena, havia sido presidente antes de Benício, e agora era apenas uma Senadora, assim como todos os membros das outras famílias.
A verdade é que eles não tinham escolha. Ninguém, principalmente Helena, pediu para nascer em uma das quatro famílias. Algum dia ela se tornaria senadora também, logo ao lado de cada um dos filhos do Presidente. O que quer que fizessem naquele meio tempo não influenciaria em nada no seu futuro. Simples assim.
Quando Benício se aproximou para saudar Helena, ela conseguiu dar um meio sorriso e aceitou seu aperto de mão gentilmente.
- Sr. Miller.
Os olhos claros e o cabelo loiro do Presidente o faziam parecer absurdamente bonito para a idade que tinha.
- Srta. Rachel. - Ele acenou com a cabeça - Fico satisfeito em vê-la aqui. Espero que se sinta em casa. - Ele disse com carisma, quase como se realmente esperasse aquilo dela.
Helena, é claro, não tinha do que reclamar. Benício era um bom presidente... e o povo o adorava. Mas sentir-se em casa estava longe de acontecer.
- Não acho que ficarei por muito tempo, mas agradeço a hospitalidade.
- Bem... todos são livres para sair quando quiser. Só espero que não faça isso muito brevemente. - Ele riu - Se me der licença...
- Claro. - Ela deu um passo para o lado, deixando-o passar.
- Até mais tarde, Srta. Rachel. - E com um aceno de despedida, o Presidente se afastou gentilmente.
Helena não esperava ter uma longa conversa com ele, pois sabia que o Sr. Miller era um homem muito ocupado, então, o observou ir embora e decidiu ir também. Estava quase chegando as escadas que levavam até o andar de baixo quando viu Adam caminhando em sua direção apressadamente.
Adam era o parceiro de trabalho de Helena: um cara seco, irritante e as vezes grosseiro além da conta. Eles deveriam respeitar um ao outro e tomar decisões juntos, mesmo que na prática as coisas funcionassem de uma maneira bem diferente.
Helena respirou fundo... e já esperando a próxima novidade nada boa, o aguardou com postura.
- Vi que falava com o Presidente. - Adam comentou.
- Só estava o cumprimentando - Ela soltou o ar que segurava - é um homem muito bom, aposto que já instalou todos os seus soldados.
- Claro que sim, agradeço pela preocupação - Ele retrucou, esperando que ela explicasse o que realmente quis dizer.
- Não é preocupação. - Helena segurou-se no corrimão de vidro enquanto descia as escadas com pressa, sentindo Adam na sua cola - é um comentário irônico sobre como vocês já tinham tudo planejado antes de me consultar.
Helena evitava ao máximo deixá-lo irritado, mas o confrontava sempre que sentia-se rebaixada. Ela sabia que Adam não era do tipo que se descontrolava em público, mas naquele momento ele já estava parado no meio da escada, segurando-a pelo braço e se aproximando ameaçadoramente, fazendo-a recuar até bater as costas na parede gelada.
- Eu resolvo os meus problemas sozinho. - Ele disse em um tom de voz baixo. - Não preciso te consultar antes de nada.
Helena cerrou os olhos, irritada.
- O problema deixou de ser apenas seu quando me tornei sua assessora, lembra? - Ela rebateu, o desafiando.
- Trabalhar para o Presidente e ser reconhecido por ele foi o mais próximo que já cheguei da superioridade. Não estrague isso.
- Está enganado, Adam. Ninguém aqui se importa com nós dois... principalmente com você.
Adam endureceu a expressão, avaliando-a de cima a baixo.
- Precisam de nós...
- Precisam dos nossos soldados. - Helena o interrompeu fervorosamente - é só por isso que estamos aqui.
Após alguns segundos de silêncio Adam respondeu.
- São meus soldados, Helena, não seus.
Helena abriu a boca e apertou os olhos mais ainda, surpreendendo-se. Estava com as bochechas vermelhas de raiva.
- Fico me perguntando o que seria dos seus soldados sem mim, Adam. - Ela puxou o braço do aperto dele e o respondeu rangendo os dentes. - Não tente me insultar. Sou boa o bastante para te derrubar sozinha.
- é uma ameaça?
- é um aviso. - Ela cuspiu - E nunca mais tome decisões sem mim, ou pode encontrar outra pessoa... que esteja disposta a baixar a cabeça para você.
Adam não estava feliz com o tom de voz que ela havia usado, mas ao invés de criar mais problemas desnecessários, apenas a encarou com fúria e logo em seguida continuou a conversa, como se nada daquilo tivesse importância.
- O Presidente não fica sempre aqui - Ele retomou o assunto - Ryan é o líder. O Sr. Miller veio nos receber, mas a presença dele é importante no Senado.
Helena respirou fundo e continuou andando.
- Então ele nunca sai da Capital? - Murmurou para si mesma, franzindo as sobrancelhas - Isso é bom, de certa forma.
Ainda incomodada com a atitude de Adam, apressava-se para chegar a sala de reunião antes que pudesse encontrar a pessoa que menos desejava ver em seus dias ali. Passava pelos corredores que ainda não tinha visitado, e a cada curva que fazia, ficava mais difícil saber para onde exatamente estava indo. Seria impossível encontrar o caminho de volta. Por sorte, ou nem tanto, estava com Adam ao seu lado, que já conhecia o lugar um pouco melhor.
Sendo o primeiro dia na Base com todos juntos, os times, até agora conhecidos como 'Time 1 e 2', se tornariam um só e ganhariam suas devidas tarefas.

Helena só esperava que seu trabalho ali não fosse como segunda opção, caso Adam não pudesse assumir em algum momento.
______________________________________

Deixe a sua opinião nos comentários!

5 comentários:

  1. quando postará a continuação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta é uma divulgação, só teremos o primeiro capítulo aqui mesmo :/

      Excluir
  2. Respostas
    1. Não, divulgo apenas o primeiro capítulo :/ mas dá uma olhadinha no link, tá baratinho na Amazon. E quando tem promoção, às vezes dá até pra fazer o download de graça

      Excluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)