7 de dezembro de 2017

Capítulo 27

— Creio que tiveram uma refeição agradável — disse Zarniwoop a Zaphod e Trillian quando se rematerializaram na ponte de comando da nave Coração de Ouro e ficaram estirados no chão.
Zaphod abriu alguns olhos e olhou-o ameaçadoramente.
— Você — disse, asperamente. Levantou-se com dificuldade e cambaleou à busca de uma cadeira em que mergulhar. Achou uma e mergulhou.
— Programei o computador com as Coordenadas de Improbabilidade pertinentes a nossa viagem — disse Zarniwoop. — Chegaremos lá muito em breve. Por enquanto, por que vocês não descansam e se preparam para o encontro?
Zaphod não disse nada. Levantou-se de novo e caminhou até um pequeno armário de onde tirou uma garrafa da velha aguardente Janx. Tomou um demorado gole.
— E quando tudo isso terminar — disse Zaphod como um selvagem — estará terminado, certo? Estarei livre para ir fazer o que eu quiser e ficar deitado nas praias e tudo o mais?
— Depende do que decorrer do encontro — disse Zarniwoop.
— Zaphod, quem é esse homem? — perguntou Trillian, levantando-se, trêmula. — O que ele está fazendo aqui? O que está fazendo na nossa nave?
— É um homem muito estúpido — esclareceu Zaphod — que quer conhecer o homem que rege o Universo.
— Ah — disse Trillian, pegando a garrafa de Zaphod e servindo-se —, um cara atrás de ascensão social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)