9 de outubro de 2017

Quarenta e oito - O Espaço Chase ganha vida

OS ADVOGADOS DE Odin eram bons.
Em duas semanas, toda a papelada foi resolvida. Odin precisou batalhar com inúmeras comissões distritais de Boston, com a prefeitura e com várias associações de bairro, mas resolveu essas questões em tempo recorde, como só um deus com dinheiro infinito e histórico de palestras motivacionais conseguiria. O testamento do tio Randolph foi totalmente executado. Annabeth abriu mão da herança com alegria.
— Achei a ideia incrível, Magnus — disse ela ao telefone, da Califórnia. — Você é incrível. Eu… eu estava precisando de boas notícias.
Isso me deixou alerta. Por que Annabeth estava com voz de choro?
— Você está bem, prima?
Ela fez uma pausa longa.
— Vou ficar. Nós… nós recebemos uma notícia ruim quando chegamos aqui.
Eu esperei. Ela não contou mais nada. Decidi não forçar. Ela me contaria se e quando quisesse. Ainda assim, eu queria poder puxá-la pelo telefone e dar um abraço nela. Agora que Annabeth estava do outro lado do país, eu me perguntei quando a veria de novo. Os einherjar em algum momento iam para a Costa Oeste? Eu teria que perguntar a Samirah.
— Percy está bem? — perguntei.
— Está bem, sim — disse ela. — Bom… tão bem quanto se pode esperar.
Ouvi a voz abafada dele ao fundo.
— Percy quer saber se algum conselho dele ajudou você na viagem pelo mar — repetiu Annabeth.
— Claro — respondi. — Diga a ele que fiquei com a bunda contraída a viagem inteira, como ele sugeriu.
Isso a fez dar uma breve gargalhada.
— Pode deixar.
— Se cuida.
Ela respirou, trêmula.
— Vou me cuidar. Você também. Vamos conversar mais quando nos encontrarmos novamente.
Isso me deu esperanças. Haveria uma próxima vez. O que quer que estivesse acontecendo na vida da minha prima, qualquer que fosse a notícia ruim que ela teve que enfrentar, pelo menos meus amigos e eu conquistamos para ela e para Percy um adiamento do Ragnarök. Eu esperava que eles tivessem oportunidade de serem felizes.
Eu me despedi e voltei ao trabalho.

* * *

Passadas duas semanas, a mansão Chase estava em funcionamento.
Nossos primeiros hóspedes se mudaram no Quatro de Julho, o Dia da Independência. Alex e eu levamos vários dias para convencê-los de que nossa proposta era séria e não algum tipo de golpe.
“Nós conhecemos a situação de vocês”, dissera Alex para aquelas crianças. “Nós também já fomos sem-teto. Vocês podem ficar pelo tempo que quiserem. Sem críticas. Sem expectativas. Só respeito mútuo, certo?”
Elas entraram com os olhos arregalados, tremendo de fome, e ficaram. Nós não anunciamos nossa presença no bairro. Não fizemos estardalhaço. E não esfregamos na cara dos vizinhos. Mas, nos documentos, a mansão se chamava Espaço Chase, residência para jovens sem-teto.
Blitzen e Hearthstone se mudaram para lá. Eles trabalhavam como cozinheiros, alfaiates e conselheiros. Hearth ensinou linguagem de sinais. Blitz deixou os jovens trabalharem na loja dele, O Melhor de Blitzen, localizada na mesma rua e que tinha reaberto bem a tempo para pegar a alta temporada de compras.
Alex e eu dividíamos nosso tempo entre Valhala e a mansão, ajudando, recrutando novos jovens. Alguns ficavam muito tempo. Outros não. Alguns só queriam um sanduíche ou uns trocados ou uma cama para passar a noite. Eles desapareciam na manhã seguinte. Tudo bem. Sem críticas.
Às vezes eu passava por algum quarto e via Alex com o braço em volta de alguma criança nova chorando pra caramba pela primeira vez em anos; ela só ficava ali ouvindo, entendendo.
Ela erguia os olhos e fazia sinal com a cabeça para eu ir em frente, como quem diz: Me dá espaço, Chase.
No dia da inauguração, o Quatro de Julho, fizemos uma festa para nossos hóspedes no terraço. Blitzen e Hearthstone grelharam hambúrgueres e cachorros-quentes. As crianças ficaram lá com a gente, vendo os fogos explodirem acima do Hatch Shell no Esplanade, as luzes estalando pelas nuvens baixas e tingindo as casas marrons de Back Bay de vermelho e azul.
Alex e eu nos deitamos nas espreguiçadeiras, as mesmas em que ficamos depois de matar o lobo na biblioteca de Randolph, semanas antes. Ela esticou a mão e segurou a minha. Ela não fazia isso desde que andamos invisíveis na direção do navio dos mortos. Eu não questionei o gesto. Não encarei como algo trivial. Decidi só apreciar o momento. Era preciso fazer isso com Alex. Ela estava sempre mudando. Os momentos não duravam. Eu tinha que curtir cada um pelo que era.
— Isso é bom — disse ela.
Eu não sabia se ela estava falando do que realizamos com o Espaço Chase ou dos fogos de artifício ou das nossas mãos dadas, mas concordei.
— É, sim.
Pensei no que o futuro nos reservava. Nossos trabalhos como einherjar nunca acabavam. Até o Ragnarök, nós sempre teríamos mais missões a cumprir, mais batalhas para lutar. E eu ainda tinha que encontrar o deus Bragi e convencê-lo a escrever o épico de Jacques.
Além do mais, eu aprendera o suficiente sobre othala para saber que a nossa herança nunca nos abandonava. Assim como Hearthstone precisou voltar a Álfaheim, eu ainda tinha coisas difíceis para enfrentar. A maior de todas: a estrada escura para Helheim, as vozes dos meus parentes mortos, minha mãe me chamando. Hel prometera que eu veria minha mãe de novo um dia. Loki disse que os espíritos da minha família sofreriam pelo que eu fiz a ele. Em algum momento, eu teria que procurar a terra gelada dos mortos desonrados e verificar com meus próprios olhos.
Mas, agora, nós tínhamos os fogos de artifício. Tínhamos nossos amigos, novos e velhos. Eu tinha Alex Fierro ao meu lado, segurando minha mão. Tudo isso poderia acabar a qualquer momento. Nós einherjar sabíamos que estávamos destinados a morrer. Que o mundo vai acabar. O fim já está predestinado. Mas, até lá, como Loki disse certa vez, nossas escolhas podiam alterar os detalhes. É assim que nos rebelamos contra nosso destino.
Às vezes até Loki podia estar certo.


26 comentários:

  1. Espero que nada de ruim tenha acontecido com os acampamentos :(

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que aconteceu algo com a Irma do Percy talvez um monstro ou alguma coisa atacou ela enquanto o Percy e a annabeth estavam fora porque eles falaram muito nela alguns capítulos atras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será? Acho que não, espero que não

      Excluir
    2. Acho que não, pelo que deu a entender os monstros atacam os semideuses, e a irmã do percy não e semideusa, provavelmente.

      Excluir
  3. Com esse final parece que vai ter continuação...

    ResponderExcluir
  4. Acho que tem alguma coisa relacionada com o final de a Profecia das Sombras

    ResponderExcluir
  5. É agora o que eu faço? O livro tinha que acabar aqui? Acho que vou para as provações de Apolo. Ainda não li o segundo livro.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, pretendo postar ambos, mas sem previsão pra isso

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  7. Cadê o grupo de apois pós fim de livro?

    ResponderExcluir
  8. a esse ponto eu deveria estar acostumada a esperar, mas me sinto tão impaciente quanto quando eu ainda esperava por a casa de hades ser lançado

    ResponderExcluir
  9. eu tenho q levantar duas questoes no momento:
    1-se os semideuses estao sem comunicaçao como a annabeth ligou p magnus(ou vice-versa)??
    2-se os semideuses nao podem mandar M.I.(mensagem de iris) deve ser pq algo aconteceu com Iris,certo?Pq ca#@!*4s nimguem foi atras dela ainda?????


    ~filha de Hermes~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1-Deve ter ficado mais fácil com a derrota de Comodo, sei lá
      2-Não aconteceu nada com Iris, é só a magia dos imperadores

      Excluir
    2. Foi o magnus que mandou um corvo e tasl deauhdeua

      Excluir
  10. Q q aconteceu
    ODEIO QUANDO YIO RICK FAZ ISSO
    Ai meu santo Deus me ajuda a nao ter um infarto com o q aconteceu 😡😨😢

    ResponderExcluir
  11. Se esse filho de uma Juno matar o Leo eu juro por Roma e todo o resto que mato o Rick

    ResponderExcluir
  12. Já terminou ;/ ownn, amando Magnus e Alex *-*

    ResponderExcluir
  13. Ah meu Hades. Por que tio Rick faz essas coisas com a gente. Agora vou esperar até o próximo ano curiosa para saber o que aconteceu. 😞
    Fora isso, final ótimo.

    ResponderExcluir
  14. Vai ter continuação Karina?

    ResponderExcluir
  15. AHHHH!!! Pq tio rick sempre deixa nóis no suspense?

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)