25 de agosto de 2017

Divulgação: Delphine


Sinopse:
Dois meses. Esse é o intervalo entre o aniversário de dezoito anos de Delphine Adamatti, e o seu casamento. O ano é 2.243, exatos cem anos depois do início da guerra, e 75 anos depois do lançamento do vírus que reduziu drasticamente a população mundial. Os sobreviventes foram obrigados a lidar com outro desafio: seus filhos, que herdavam o vírus. A solução encontrada? Casamentos arranjados, a cada geração, pais compatíveis geravam crianças mais saudáveis.       
Como todos que conhece, Delphine é fruto de um desses casamentos arranjados, mas, ao contrário da maioria, ela não herdou o vírus. Geneticamente pura, uma luz em meios as trevas, esperança de dias melhores. Mas, em meio a alta sociedade, e com a proximidade de seu compromisso, nada acontece como deveria. Delphine se vê cada vez mais cercada de segredos e conspirações.  Dois meses, é tudo o que tem, além de certezas cada vez mais incertas.  Compatibilidade é segurança, segurança é privilégio... Privilégio é felicidade. Mas algo não parece se encaixar, e ela tem cada vez menos tempo para tomar uma decisão. "Nem tudo que reluz é ouro." diz o ditado, e ele nunca pareceu tão verdadeiro.

Categorias: distopia, ficção, romance, história original
Autora: Ana Mar

__________________________________


Prólogo

 O meu vestido era azul. Talvez seja uma forma estranha de começar este relato. Mas, em algum momento, você irá concordar comigo: não há forma mais adequada de fazê-lo. Passei as mãos pelo tecido liso do vestido. No espelho, podia ver como se ajustava a meu corpo. Me dava algumas curvas que eu não tinha e destacava meus pontos fortes… não sou perfeita, mas fui ensinada que eles são muitos. Meu corpo é lindo, e por que eu pensaria o contrário? A ciência, e o meu título estão ai para lembrar a todos disso. Eu tenho algo raro, e isso me torna tão bela quanto importante.

 Muitas mulheres matariam para estar no meu lugar. Minhas irmãs esfaqueariam umas às outras para ter o que eu tenho. Sorrio para o rosto no espelho, os traços que são um perfeito equilíbrio entre a força e a delicadeza me tornam  imponente como uma imperatriz, o tipo de rosto que nasceu para se destacar, o tipo de rosto que nasceu para ser adorado.

  Há dois séculos, as pessoas diriam que fui abençoada com um belo rosto. Atualmente, porém, todos são conhecedores da verdade: não há força sobrenatural por trás disso. Não uma divindade, tudo é ciência. Minha genética é resultado de muito estudo, um código minuciosamente escrito. A maioria das pessoas não tem essa mesma sorte.

  Mas eu tenho, e não há motivo para modéstia. Eu sou especial, e estou plenamente consciente disto.

  Meu nome é Delphine Adamatti, você já deve tê-lo ouvido antes. Por que não teria ouvido? Ser quem sou, é um fardo tanto quanto uma honra. Minha existência, ao contrário da de todas as outras pessoas, tem um significado. É por isso que hoje, estou usando esse vestido azul. Azul, para lembrar a todos de que sou capaz de algo que a maioria deles não pode sequer sonhar em ter: Eu posso gerar uma vida.

  Uma vida. Não as formas defeituosas e inúteis que as outras mulheres geram.

 Por causa de pessoas como eu, a raça humana prevalece. Eu nasci para evitar a extinção. 
___________________________________

Deixe a sua opinião nos comentários!

12 comentários:

  1. Parece otimo! ansiosa por ele :D

    ResponderExcluir
  2. Amei... parece que vai ser uma leitura incrivel

    ResponderExcluir
  3. amei gostaria de baixar em meu celular

    ResponderExcluir
  4. ameiiiiiiiiiiiiiiiiii

    ResponderExcluir
  5. Quando vai ser postado????

    ResponderExcluir
  6. Eu já li no Wattpad. Muito boa

    ResponderExcluir
  7. Parece mto legal.Obrigada por postar! 😊😀

    ResponderExcluir
  8. Respostas
    1. Aqui eu divulgo só o primeiro capítulo... Tem que ver com a autora. Se comentar lá no Wattpad, ela deve responder

      Excluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)