26 de janeiro de 2017

Capítulo 1

Avante!
O comando ecoou desfilando sobre a terra ensolarada e os homens saíram juntos em filas de três em três. Em cada passo, as botas de ferro atingiam o chão em perfeita harmonia, criando uma batida rítmica, que foi contraposta pelo gingado irregular de armas e equipamento, já que, ocasionalmente, esfregavam ou batiam umas nas outras. Os pés marchando estavam levantando uma tênue nuvem de poeira em seu rastro.
Você certamente os vê chegando há uma distância considerável Halt murmurou.
Will olhou de soslaio para ele e sorriu.
Talvez essa seja a ideia.
O general Sapristi, que tinha organizado esta demonstração das técnicas militares de Toscana para eles, assentiu com a cabeça em aprovação.
O jovem cavalheiro está correto disse ele.
Halt levantou uma sobrancelha.
Ele pode estar correto e ele é, sem dúvida, jovem. Mas não é um cavalheiro.
Sapristi hesitou. Mesmo após dez dias em sua companhia, ainda não estava completamente acostumado ao fluxo constante de insultos alegres que fluía entre estes dois araluenses estranhos. Era difícil saber quando eles estavam falando sério e quando estavam brincando. Algumas das coisas que disseram um para o outro seria motivo de confusão e derramamento de sangue entre os cidadãos de Toscana, cujo orgulho era notoriamente mais forte do que seu senso de humor.
Ele olhou para o arqueiro mais jovem e percebeu que ele parecia não ter tomado nenhuma ofensa.
Ah, signor Halt disse ele hesitante Você está fazendo uma piada, não é?
Ele não está fazendo uma piada Will disse. Mas gosta de pensar que está fazendo uma, sim.
Sapristi decidiu que poderia ser menos confuso voltar ao ponto que os dois arqueiros já haviam levantado.
Em todo caso ele disse Nós achamos que a poeira levantada pelos nossos soldados muitas vezes pode causar pânico nos inimigos e forçá-los a se dispersar. Poucos inimigos estão dispostos a enfrentar as nossas legiões em combate aberto.
Eles certamente podem caminhar muito bem Halt disse suavemente.
Sapristi olhou para ele, percebendo que a manifestação que fizera até o momento, pouco tinha impressionado o araluense de barba grisalha. Ele sorriu interiormente. Isso mudaria em poucos minutos, pensou.
Aqui está Selethen Will disse e como os outros dois olharam para baixo, podiam ver a forma distinta de altura do líder arridi subindo os degraus da plataforma para se juntar a eles.
Selethen, representando o emrikir arridi, estava na Toscana para negociar um pacto de comércio e militar com o Senado Toscano. Ao longo dos anos, os toscanos e arridis se enfrentaram de forma intermitente, seus países separados apenas pelas águas relativamente estreitas do Mar Constante. No entanto, cada país tinha os itens que o outro necessitava. Arrida tinha reservas de ouro vermelho e ferro em seus desertos que os toscanos necessitavam para financiar e equipar seus grandes exércitos. Ainda mais importante, os toscanos tinham se tornado excessivamente apaixonado por kafay, o rico café cultivado pelos arridi.
Os habitantes do deserto, por seu lado, olharam para Toscana afim de seus tecidos – de linho e algodão, tão necessários no calor do deserto feroz e para a qualidade excelente de azeite que os toscanos produziam que era muito superior aos seus produtos cultivados localmente.
Além disso, havia uma necessidade constante para repor e trazer novos reprodutores para os seus rebanhos de ovinos e caprinos. Os animais morriam facilmente no deserto.
No passado, as duas nações lutaram por esses itens. Mas agora, as cabeças mais sábias prevaleceram e eles decidiram que uma aliança poderia ser mutuamente benéfica para o comércio e para a segurança.
As águas do Mar Constante eram infestadas rapidamente por corsários, com seus pequenos navios. Eles revistavam o local no qual os navios mercantes viajavam entre os dois países, roubando e afundando-os.
Algumas pessoas na região ainda pensavam nos tempos em que os navios escandinavos costumavam visitar estas águas. Os escandinavos invadiram bastante, mas nunca nos números que foram vistos nestes dias. E a presença dos navios escandinavos mantinha a incidência dos piratas locais para baixo.
Atualmente, os escandinavos respeitavam mais as suas leis. Seu oberjarl, Erak, tinha descoberto que era muito mais rentável alugar o serviço de seus navios para outros países que precisavam para garantir que suas mercadorias chegassem a águas nacionais. Como resultado, os escandinavos haviam se tornado a polícia naval em muitas partes do mundo. Os toscanos e arridis, sem forças navais significativas próprias, decidiram, como parte de seu acordo, alugar um esquadrão de navios para patrulhar as águas entre os dois litorais.
Essas foram as razões pelas quais Halt e Will passaram os últimos dez dias em Toscana. A inimizade de longa data entre os dois países, acompanhada pela inevitável suspeita de outras intenções, levou ambos os lados a concordarem em pedir a uma nação de terceiros para atuar como árbitro no tratado que estava sendo posto em prática.
Araluen era considerado um país confiável por ambos. Além disso, os araluenses tinham laços estreitos com o oberjarl escandinavo e sentiram que a sua intervenção seria muito útil na formação de uma relação com os marinheiros selvagens do norte.
Era lógico para Selethen sugerir a inclusão de Halt e Will na delegação araluense. Ele tinha incluído Horace no pedido, mas o dever de Horace estava em outro lugar.
O próprio texto e as condições do tratado não foram as preocupações dos dois arqueiros. Eles estavam aqui apenas para escoltar diplomata de Araluen, Alyss, namorada de infância de Will e um dos membros mais brilhantes do novo Serviço Diplomático de Araluen.
Ela estava atualmente trancada com os advogados arridis e toscanos, colocando em questão os detalhes do acordo.
Selethen caiu agradecido em um assento ao lado de Will. As três companhias de legionários toscanos – trinta e três para cada uma, com um comandante geral que compõem a tradicional centuria Toscan de cem homens – articuladas por meio de uma curva à direita inteligente abaixo deles, passando de uma formação de três para uma de onze estendidos lado a lado. Apesar da formação mais ampla as suas linhas foram alinhadas perfeitamente – em uma linha reta perfeita como uma lâmina de espada, Will pensou. Ele estava a ponto de dar voz ao pensamento, então sorriu. Esta comparação não seria precisa tanto quanto a do sabre curvo de Selethen.
Como está o avanço das negociações? Halt perguntou.
Selethen franziu os lábios.
Como o progresso de sempre. Meu mordomo está pedindo uma redução de três quartos de um por cento sobre o imposto a ser cobrado pelo kafay.
Seus defensores disse ele, incluindo Sapristi na conversa estão estendendo por mais de cinco oitavos de um por cento. Eu tinha que ter uma pausa de tudo. Às vezes acho que eles fazem isso porque simplesmente gostam de discutir.
Sapristi assentiu.
É sempre assim. Nós soldados arriscamos a nossa vida lutando, enquanto os advogados discutem sobre frações de um ponto percentual. E ainda olham para nós como seres inferiores.
Como Alyss está se saindo? Will perguntou.
Selethen virou um olhar de aprovação sobre ele.
Sua senhora Alyss está provando ser uma ilha de calma e sentido comum em um mar de controvérsia. Ela é muito, muito paciente. Apesar de perceber que ela tem sido tentada a bater na cabeça de meu mordomo com a sua pilha de papéis em diversas ocasiões Selethen olhou para as três companhias toscanas, agora voltando à formação de três fileiras.
A destra! Doppio di corsa!
A ordem foi dada pelo comandante central, que ficava no centro do terreno de desfile. Instantaneamente, as companhias viraram à direita, reformadas em três fileiras, então dobraram a velocidade, o baque de suas sandálias, o gingado de equipamentos emitindo um som mais alto e mais urgente com o aumento do ritmo. A poeira subia também.
General Sapristi Selethen perguntou, indicando as formações apertadas esta demonstração de precisão faz bem para um espetáculo. Mas há algum benefício real para ganhar com isso?
Na verdade, existe, wakir. Os nossos métodos de luta dependem da disciplina e coesão. Os homens em cada grupo lutam como uma unidade.
Uma vez que uma batalha começa, os meus homens lutam em grande parte como indivíduos disse Selethen.
Sua voz indicou que ele via pouco valor neste estilo de coordenadas de manobra, quase maquinal.
É claro que o trabalho do comandante é levar suas tropas para a posição mais vantajosa no campo. Mas depois disso, eu acho que é quase impossível controlá-los como indivíduos. Melhor deixá-los lutar com suas próprias habilidades.
É por isso que toda essa sondagem é necessário Sapristi respondeu. Nossos homens estão acostumados a reagir às ordens. Ele se torna instintivo. Nós ensinamos-lhes alguns treinos pouco vitais, e insistimos nesse treinamento mais e mais. Leva anos para treinar um guerreiro bom. A sondagem constante significa que podemos ter uma legião pronta para lutar de forma eficaz em menos de um ano.
Mas eles podem aprender a ser bons espadachins em tão pouco tempo? Will perguntou.
Sapristi balançou a cabeça.
Eles não precisam disso. Assista e aprenda, arqueiro.
Parar! O comandante gritou e as três companhias fizeram uma parada como um todo.
“Uma nuvem de pó e uma linha de estátuas”, Will meditou.
Do outro lado da parada, um trompete soou e os guerreiros começaram a aparecer por trás dos prédios de lá. Mudaram-se rapidamente para formar uma linha estendida de batalha – não com a disciplina rígida e como a linha de formação do comandante central.
Eles estavam armados com espadas de madeira de treinamento – espadas de lâmina longa, Will percebeu, e escudos redondos. Cerca de um quarto deles carregavam arcos recurvo, além de suas espadas.
Em um comando, o “inimigo” começou a avançar pelo pátio de desfile. A linha ondulada demonstrava que alguns setores avançavam mais depressa do que outros.
— Righe Tre! gritou o comandante central.
Halt fez uma pergunta silenciosa para Sapristi.
— Ordem para três fileiras tradução geral. Nós não usamos a língua comum para os comandos de campo. Não há sentido em deixar o inimigo saber o que você tem em mente.
Não mesmo Halt concordou suavemente
Movendo suavemente e sem pressa nenhuma, as três companhias trotaram para a posição, três fileiras de largura e trinta e três de comprimento. As fileiras foram separadas umas das outras por cerca de um metro e meio. A força inimiga parou o seu avanço, a alguns metros das sessenta linhas rígidas de legionários.
Os homens da tribo inimiga olhavam selvagemente, brandindo suas armas enquanto seus comandantes gritavam. Aqueles com arcos se adiantaram, flechas prontas sobre a corda. Os observadores ouviram o som fraco de cinquenta flechas raspando contra os arcos quando eles foram puxados para trás em toda sua extensão. Ao mesmo tempo, o comandante chamou sua ordem.
Tartarughe! Pronti!
Noventa e nove homens altos, com escudos curvos deram a volta para frente, com um chocalho de equipamentos.
Tartarughe significa “tartaruga” Sapristi explicou. Pronti significa “pronto”.
O comandante inimigo gritou uma ordem e os arqueiros lançaram uma saraivada irregular. Quando a primeira flecha foi lançada, o centurião toscano berrou:
Azione!
Ação traduziu Sapristi.
Imediatamente, os soldados reagiram. A linha de frente agachada ligeiramente, de modo que seus escudos os cobriam completamente. O segundo e terceiro grupo se aproximaram.
A segunda posição levantava seus escudos para a altura da cabeça, bloqueando-os como os da linha de frente. A terceira posição fez o mesmo. Os cem homens do centurião estavam agora protegidos por uma barreira de escudos para frente e um teto de gastos escudos.
Segundos depois, a saraivada de flechas batia contra eles, ricocheteando inofensiva.
Assim como uma tartaruga Will observou. Quem é o inimigo?
São todos os guerreiros de países vizinhos e províncias que foram eleitos para se juntar ao nosso império Sapristi respondeu suavemente.
Halt considerou por um momento.
Será que eles elegem para se juntar? Perguntou ele ou foi a decisão tomada por eles?
Talvez tenhamos ajudado um pouco no processo de tomar a decisão admitiu o general toscano. Em todo o caso, todos os guerreiros hábeis e experientes podem e vão ser usados como auxiliares e olheiros. Eles são extremamente úteis para as manifestações deste tipo. Assista agora.
A força de ataque tinha parado no ponto onde a saraivada de flechas sido tinha lançada. O general apontou para onde um grupo de atendentes estava correndo para o campo, cada um com um esboço de um homem de corte de madeira clara. Havia pelo menos cem deles, Will estimou.
Ele observava com curiosidade, enquanto os homens colocavam os bonecos verticalmente no lugar, a trinta metros da linha de frente dos legionários.
Para efeitos da demonstração Sapristi disse vamos supor que o inimigo tenha chegado a esta posição em seu avanço. Nós não usamos guerreiros verdadeiros para esta parte do exercício. É muito caro, e precisamos de nossos auxiliares.
Os atendentes, muitos deles olhando nervosamente para as fileiras de legionários, saíram correndo do campo uma vez que seus alvos estavam na sua posição.
Will inclinou-se ansiosamente.
O que acontece agora, general?
Sapristi se permitiu um pequeno sorriso.
Assista e veja disse ele.

9 comentários:

  1. Erak estar fazendo um ótimo trabalho com os escandinavos , de piratas para a policia naval \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, só menino lendo aqui 😂😂😂😂

      Excluir
    2. Acho que não, Júlia. kkkkkk Agora tem você :D

      Excluir
  2. Espero que esse livro seja tão bom quanto os outros, mas 54 capítulos...

    ResponderExcluir
  3. eu tbm to lendo Julia, é que meus comentários não aparecem.

    ResponderExcluir
  4. Eu tb estou lendo. Confesso que não compreendi muito bem esse capítulo, mas até onde entendi estou amando.
    Ass: Lua

    ResponderExcluir
  5. Lua,
    Os primeiros cápitulos de Rangers sempre são confusos. Mas eu acho que eles vão usar essas estratégias para treinar as pessoas, como diz na sinopse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho, will tem talento para criar se meter em problemas e criar exércitos ( ex. Livro 4, livro 6)
      Ass. Uma leitora

      Excluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)