6 de janeiro de 2017

57

Meu traje está pronto.
Warner garantiu que Alia e Winston tivessem tudo de que precisavam para criá-lo e, embora eu os tenha visto tocar o projeto um pouco mais a cada dia, nunca pensei que todos aqueles materiais diferentes poderiam se transformar nisto.
Parece pele de cobra.
O material é tanto preto quanto cinza igual a bronze, mas parece quase dourado sob determinados raios de luz. A estampa se mexe quando eu me mexo e é de deixar tonta a maneira como os fios parecem convergir e divergir, parecendo que nadam juntos e se separam.
Ele serve em mim de uma forma que é ao mesmo tempo desconfortável e tranquilizadora; é justo ao corpo e um pouco duro no início, mas, assim que eu passo a movimentar as pernas e os braços, começo a entender o quanto de flexibilidade escondida ele tem. Tudo isso parece estranhamente contrário às expectativas. Este traje é ainda mais leve do que aquele que eu tinha antes — quase nem parece que estou vestindo algo — e, ainda assim, parece muito mais durável, muito mais forte. Sinto que poderia parar uma faca com este traje. Como se eu pudesse ser arrastada por 1,5 quilômetro de asfalto usando este traje.
Também tenho botas novas.
Elas são parecidas com as minhas anteriores, mas chegam até a panturrilha, não até o tornozelo. Não têm salto, são flexíveis e não fazem barulho quando ando com elas.
Eu não pedi nenhuma luva.
Estou abrindo e fechando as mãos, andando até o final da sala e de volta, dobrando os joelhos e me familiarizando com a sensação de vestir um novo tipo de roupa. Ela tem uma finalidade diferente.
Não estou mais tentando esconder minha pele do mundo. Só estou tentando aumentar o poder que já tenho.
A sensação é ótima.
— Isto é para você também — Alia diz, sorrindo enquanto seu rosto fica corado. — Achei que gostaria de um conjunto novo.
Ela estende réplicas exatas dos socos ingleses que já fez para mim uma vez.
Aqueles que eu perdi. Em uma batalha que nós perdemos.
Eles, mais do que qualquer outra coisa, representam muito para mim. São uma segunda chance.
Uma oportunidade de fazer as coisas do jeito certo.
— Obrigada — digo a ela, esperando que saiba o quanto estou sendo sincera.
Eu coloco os socos ingleses sobre os nós de meus dedos descobertos, dobrando os dedos ao fazê-lo.
Levanto o olhar. Olho ao redor.
Todos estão me encarando.
— O que vocês acham? — pergunto.
— Seu traje é igual ao meu.
Kenji franze as sobrancelhas.
— Eu que devo ficar com o traje preto. Por que você não pode ter um traje cor-de-rosa? Ou um traje amarelo...
— Porque nós não somos os malditos Power Rangers — Winston diz, revirando os olhos.
— Que diabos é um Power Ranger? — Kenji dispara de volta.
— Eu acho que está incrível — James diz, sorrindo bastante. — Você parece muito mais legal do que antes.
— É, isso é incrível mesmo — Lily diz. — Eu adorei.
— É o melhor trabalho de vocês, pessoal — Brendan diz para Winston e Alia. — De verdade. E essas coisas... nos dedos — ele fala, fazendo um gesto para as minhas mãos. — Elas são simplesmente... Elas dão unidade para a coisa toda, eu acho. É brilhante.
— Você está muito impressionante, senhorita Ferrars — Castle diz para mim. — Acho que está muito bem trajada — afirma.
Eu dou um sorriso.
A mão de Warner está nas minhas costas. Ele se inclina, sussurra “é fácil tirar essa coisa?” e eu me forço a não olhar para ele e para o sorriso que ele com certeza abriu à custa de brincar comigo.
Eu odeio o fato de ele ainda me fazer corar.
Meus olhos tentam encontrar um novo foco pela sala.
Adam.
Ele está me encarando, seus traços inesperadamente relaxados. Calmos. E, por um momento, um momento breve, tenho um vislumbre do menino que eu conhecia. O primeiro por quem me apaixonei.
Ele se vira.
Não posso deixar de esperar que ele fique bem, e ele tem apenas 12 horas para se recompor.
Porque, esta noite, repassaremos o plano, uma última vez.
E, amanhã, tudo começa.

4 comentários:

  1. N comece d novo ele n e pra vc.
    Daqui a poco ta mais rodada q alguem q podia ser tocado por 17 anos.

    ResponderExcluir
  2. Ela ta tirando o atraso
    Deixa ela gente
    Bia

    ResponderExcluir
  3. "Kenji franze as
    sobrancelhas.
    — Eu que devo ficar com o
    traje preto. Por que você não
    pode ter um traje cor-de-rosa?
    Ou um traje amarelo...
    — Porque nós não somos
    os malditos Power Rangers —
    Winston diz, revirando os olhos."

    MORRENDO AQUI KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK como eu amo a equipe/família dela *-*

    ResponderExcluir
  4. " — O que vocês acham? — pergunto.
    — Seu traje é igual ao meu.
    Kenji franze as sobrancelhas.
    — Eu que devo ficar com o traje preto. Por que você não pode ter um traje cor-de-rosa? Ou um traje amarelo...
    — Porque nós não somos os malditos Power Rangers — Winston diz, revirando os olhos."
    RINDO ATÉ O FUTURO UTÓPICO DELES KKKK
    TAMBÉM AMO ESSA TURMA/FAMÍLIA/EQUIPE/PIADAS QUE ELES FAZEM
    FINALMENTE ESTOU ORGULHOSA DE SER UMA WARNETTE.
    #DesencalhaAdam
    ~polly~

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)