6 de janeiro de 2017

30

Warner ainda não disse uma palavra para mim.
Estamos no quarto dele agora, cortesia de Delalieu, que Warner dispensou rapidamente. Parece estranho e familiar estar de volta aqui, neste quarto onde eu encontrei tanto medo como conforto.
Agora, parece certo para mim.
Este é o quarto de Warner. E Warner, para mim, não é mais algo a temer.
Estes últimos meses o transformaram aos meus olhos, e estes últimos dias foram cheios de revelações das quais ainda estou me recuperando. Não posso negar que ele parece diferente para mim agora.
Sinto que o entendo de uma maneira como nunca o entendi antes.
Ele é como um animal apavorado, torturado. Uma criatura que passou a vida toda apanhando, sendo maltratada e trancafiada. Ele foi forçado para uma vida que nunca pediu e nunca teve uma oportunidade de escolher nenhuma outra coisa. E, embora tenha recebido todas as ferramentas para matar uma pessoa, ele é muito emocionalmente torturado para conseguir usar essas habilidades contra o próprio pai; a pessoa exata que o ensinou a ser um assassino. Porque, de alguma forma, de alguma maneira estranha e inexplicável, ele ainda quer que o pai o ame.
E eu entendo isso.
Entendo de verdade, mesmo.

— O que aconteceu? — Warner enfim me pergunta.
Estou sentada na cama dele; ele está parado ao lado da porta, olhando para a parede.
— O que você quer dizer?
— Com o Kent — ele fala. — Mais cedo. O que ele falou para você?
— Ah.
Eu fico corada. Constrangida.
— Ele me expulsou da casa dele.
— Mas por quê?
— Ele ficou bravo — explico. — Por eu o estar defendendo. Por eu tê-lo convidado para voltar, para início de conversa.
— Ah.
Eu quase consigo ouvir nossos corações baterem no silêncio entre nós.
— Você estava me defendendo — Warner diz enfim.
— Sim.
Ele não fala nada.
Eu não falo nada.
— Então, ele lhe disse para sair — Warner começa — porque você estava me defendendo.
— Sim.
— Isso é tudo?
Meu coração está disparado. De repente, estou nervosa.
— Não.
— Havia outras coisas?
— Sim.
Warner pisca para a parede. Sem emoção.
— É mesmo?
Faço que sim com a cabeça.
Ele não fala nada.
— Ele estava chateado — eu sussurro — porque eu não concordei que você é louco. E ele estava me acusando — eu hesito — de estar apaixonada por você.
Warner solta um suspiro cortante. Toca com uma mão a moldura da porta.
Meu coração está batendo com muita força.
Os olhos de Warner estão colados na parede.
— E você disse a ele que ele é um idiota.
Eu suspiro.
— Não.
Warner se vira, só meia-volta. Vejo o perfil dele, o subir e descer irregular de seu peito. Ele está olhando diretamente para a porta agora, e está claro que está lhe custando muito esforço para falar.
— Então você lhe disse que ele é louco. Você lhe disse que ele tinha de estar fora de si para dizer algo assim.
— Não.
— Não — ele ecoa.
Eu tento não me mexer.
Warner toma um fôlego difícil e trêmulo.
— Então, o que você disse para ele?
Sete segundos morrem entre nós.
— Nada — eu murmuro.
Warner fica imóvel.
Eu não respiro.
Ninguém fala pelo que parece uma eternidade.
— É claro — Warner diz enfim.
Ele parece pálido, desequilibrado.
— Você não disse nada. É claro.
— Aaron...
Eu fico em pé.
— Eu tenho muitas coisas a fazer antes de amanhã — ele fala. — Em especial se seus amigos vierem ficar com a gente na base.
Suas mãos tremem durante o segundo que ele leva para alcançar a porta.
— Desculpe — ele fala —, mas eu tenho que ir.

10 comentários:

  1. Não entendi ele... cade a confiança de sempre???? kkkkk

    ResponderExcluir
  2. Acho que ele está se autopreservando contra as patadas dela agora. Só que pelo visto isso nunca dá certo. Sempre que ela deixa ele se aproximar acontece alguma coisa e é ele quem sai machucado.

    ResponderExcluir
  3. Ela tamabem n se divide,pocha!

    ResponderExcluir
  4. Acho que ele ta com medo dela dar ora traz de novo e fazer ele sofre :/

    ResponderExcluir
  5. Krl Juju, diz logo q ama o Warner -_-'

    ResponderExcluir
  6. eu estou ha varios capitulos prendendo um grito
    E. EU. NÃO. AGUENTO. MAIS
    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    BY:EMY

    ResponderExcluir
  7. tambem ficaria na defensiva , a ultima vez ele ganhou foi um tiro , depois ela disse coisas que machucaram e ainda ele teve que ver ela quase morrendo , coitado tbm nao aguenta o coração sendo destroçado assim neh

    ResponderExcluir
  8. Muié põe logo pra fora esse amor pelo Warner 😍😍

    ResponderExcluir
  9. Ele já sofreu muito, seu coração partido por ela. Ele quer certezas e não talvez. Tadinho😢

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)