6 de janeiro de 2017

25

Eu me arrasto para a porta e Kenji agarra meu braço para me levar para fora. Ele se vira e grita “vão jantar, vocês” para todos os outros, logo antes de sair.
Estamos parados no patamar da escada logo do lado de fora da casa de Adam e eu percebo, pela primeira vez, que há mais degraus levando para cima. Para algum lugar.
— Venha, princesa — Kenji diz. — Siga-me.
E subimos.
Quatro, cinco lances de escada. Talvez oito. Ou cinquenta. Não faço ideia. Tudo o que sei é que, quando chegamos ao topo, estou sem fôlego e também envergonhada por estar sem fôlego.
Quando enfim consigo inspirar o ar como um ser humano, arrisco-me a olhar em volta.
Incrível.
Estamos no telhado, do lado de fora, onde o mundo está preto como breu a não ser pelas estrelas e a fatia de lua que alguém pendurou no céu. Às vezes, pergunto-me se os planetas ainda estão lá em cima, ainda alinhados, ainda conseguindo se dar bem depois de todo esse tempo. Talvez pudéssemos aprender uma coisa ou outra com eles.
O vento se enrosca em volta de nós e eu tremo conforme meu corpo se acostuma com a temperatura.
— Venha aqui — Kenji diz para mim.
Ele faz um gesto para a borda do telhado e se senta bem na ponta, as pernas se balançando acima do que poderia ser seu caminho mais rápido para a morte.
— Não se preocupe — ele diz, quando vê minha expressão. — Vou ficar bem. Eu me sento aqui muitas vezes.
Quando enfim estou sentada ao lado dele, ouso olhar para baixo. Meus pés estão dependurados no topo do mundo.
Kenji desce um braço ao redor de meu corpo. Esfrega meu ombro para me manter aquecida.
— Então — ele diz. — Quando é o grande dia? Você já marcou uma data?
— O quê?
Eu me assusto.
— Para o quê?
— Para o dia em que você vai parar de ser tão imbecil — ele diz, lançando-me um olhar cortante.
— Ah.
Eu me retraio. Chuto o ar.
— É, isso provavelmente nunca vai acontecer.
— É, provavelmente você está certa.
— Cale a boca.
— Sabe — ele diz —, não tenho ideia de onde o Adam está.
Eu fico dura. Sento-me ereta.
— Ele está bem?
— Ele vai ficar bem — Kenji diz com um suspiro resignado. — Ele só está superfurioso. E ferido. E toda essa merda emocional.
Eu baixo os olhos de novo. O braço de Kenji está pendurado frouxamente em volta de meu pescoço e ele me puxa mais para perto, apertando-me contra a lateral de seu corpo. Descanso a cabeça no peito dele.
Momentos e minutos e memórias crescem e quebram-se entre nós.
— Eu realmente pensei que o relacionamento de vocês fosse firme — Kenji enfim me diz.
— É — sussurro. — Eu também.
Alguns segundos pulam do telhado.
— Sou uma pessoa tão horrível — digo, em voz muito baixa.
— É, bem.
Kenji suspira.
Eu resmungo. Baixo a cabeça para as mãos.
Kenji suspira de novo.
— Não se preocupe, Kent está sendo um babaca também.
Ele respira fundo.
— Mas, droga, princesa.
Kenji olha para mim, balança a cabeça um centímetro para um lado e para o outro, olha de volta para a noite.
— Sério? Warner?
Olho para cima.
— Do que você está falando?
Kenji levanta uma sobrancelha para mim.
— Sei com certeza que você não é idiota, então, por favor, não aja como se fosse.
Eu reviro os olhos.
— Eu realmente não quero ter essa conversa de novo...
— Não me importa se você não quer ter essa conversa de novo. Você precisa conversar sobre isso. Não pode simplesmente se apaixonar por um cara como Warner sem me dizer por quê. Preciso garantir que ele não enfiou um chip na sua cabeça ou outra merda do tipo.
Fico em silêncio por quase um minuto inteiro.
— Não estou apaixonada pelo Warner — digo em voz baixa.
— É claro que não.
— Não estou — eu insisto. — Eu só... Não sei.
Suspiro.
— Não sei o que está acontecendo comigo.
— Chamam-se hormônios.
Lanço um olhar feio para ele.
— Estou falando sério.
— Eu também.
Ele tomba a cabeça para mim.
— É tipo, biológico e tal. Científico. Talvez suas partes de mulher estejam cientificamente confusas.
— Minhas partes de mulher?
— Ah, desculpe — Kenji finge estar ofendido —, prefere que eu use a terminologia anatômica adequada? Porque suas partes de mulher não me assustam...
— É, não, obrigada.
Eu consigo rir um pouco, minha tentativa triste dissolvendo-se em um suspiro.
Meu Deus, tudo está mudando.
— Ele simplesmente está... tão diferente — eu me ouço dizer. — Warner. Ele não é o que vocês pensam. Ele é doce. E gentil. E o pai dele é muito, muito horrível com ele. Você nem imagina. — Minha voz some, pensando nas cicatrizes que vi nas costas de Warner. — E, mais do que tudo... Não sei — digo, olhando para a escuridão. — Ele realmente... acredita em mim?
Levanto o olhar para Kenji.
— Isso parece idiota?
Kenji me lança um olhar de dúvida.
— Adam acredita em você também.
— É — eu falo, olhando para a escuridão. — Acho que sim.
— O que quer dizer com acha? O cara acha que você inventou o ar.
Eu quase abro um sorriso.
— Não sei de qual versão minha o Adam gosta. Não sou agora a mesma pessoa que era quando estávamos na escola. Não sou mais aquela menina. Acho que ele quer isso — afirmo, levantando o olhar para Kenji. — Acho que ele quer fingir que sou a menina que não fala de verdade e passa a maior parte do tempo tendo medo. O tipo de menina que ele precisa proteger e de quem precisa cuidar o tempo todo. Não sei se ele gosta de quem eu sou agora. Não sei se ele consegue lidar com isso.
— Então, no minuto em que você abriu a boca, destruiu os sonhos dele, hã?
— Vou empurrá-lo do telhado.
— É, eu definitivamente consigo ver por que o Adam gosta de você.
Eu reviro os olhos.
Kenji ri. Inclina-se para trás e me puxa para baixo com ele. O concreto está sob nossas cabeças agora, o céu derramado a nosso redor. É como se eu tivesse sido jogada em um barril de tinta.
— Sabe, na verdade, faz muito sentido — Kenji diz finalmente.
— O quê?
— Não sei, digo... você ficou trancada basicamente sempre, certo? Não é como se você tivesse tocado em um monte de caras a sua vida toda.
— O quê?
— Tipo... Adam foi o primeiro cara que foi... legal com você. Droga, ele provavelmente foi a primeira pessoa no mundo a ser legal com você. E ele consegue tocar em você. E ele não é, sabe, horrível de se olhar.
Uma pausa.
— Não posso culpá-la, para ser sincero. É difícil ficar sozinha. Todos nós ficamos um pouco desesperados às vezes.
— Certo — digo, devagar.
— Só estou dizendo — Kenji começa — que eu acho que faz sentido você se apaixonar por ele. Tipo, como padrão. Porque, se não fosse ele, quem mais? Suas opções eram superlimitadas.
— Ah — falo baixinho. — Certo. Por padrão.
Tento rir e não consigo, engolindo a seco, com dificuldade, a emoção presa na minha garganta.
— Às vezes nem tenho certeza se eu ao menos ainda sei o que é real.
— O que você quer dizer?
Faço que não com a cabeça.
— Não sei — sussurro, principalmente para mim mesma.
Uma pausa pesada.
— Você o amou de verdade...?
Hesito antes de responder.
— Acho que sim?
Suspiro.
— É possível amar alguém e, depois, parar de amar? Nem acho que sei o que é amor.
Kenji expira. Passa uma mão pelo cabelo.
— Puta que pariu — ele balbucia.
— Você já se apaixonou? — pergunto, virando-me de lado para olhá-lo.
Ele olha para o céu. Pisca algumas vezes.
— Não.
Eu me viro de novo, decepcionada.
— Ah.
— Isso é tão deprimente — Kenji diz.
— É.
— Nós somos péssimos.
— É.
— Então, conte de novo por que você gosta tanto do Warner. Ele, tipo, tirou toda a roupa ou algo assim?
— O quê? — Eu ofego, muito feliz por estar escuro demais para ele me ver corar. — Não — digo depressa. — Não, ele...
— Caramba, princesa.
Kenji ri, muito.
— Eu não fazia ideia.
Eu dou um soco no braço dele.
— Ei... Seja delicada comigo! — ele protesta, esfregando o ponto dolorido. — Sou mais fraco do que você!
— Sabe, eu meio que consigo controlar agora — conto a ele, sorrindo para o céu. — Posso moderar meus níveis de força.
— Que bom para você. Vou comprar uma bexiga para você no minuto em que o mundo parar de borrar a calça.
— Obrigada — digo, feliz. — Você é um bom professor.
— Sou bom em tudo — ele observa.
— Humilde também.
— E muito bonito.
Eu seguro uma risada.
— Você ainda não respondeu a minha pergunta — Kenji diz.
Ele se vira, dobra a mão atrás da cabeça.
— Por que você gosta tanto do riquinho?
Eu puxo um fôlego tenso. Concentro-me na estrela mais brilhante do céu.
— Eu gosto da maneira como me sinto em relação a mim mesma quando estou com ele — respondo em voz baixa. — Warner acha que sou forte e esperta e capaz e ele realmente valoriza minha opinião. Ele faz com que eu me sinta igual... Como se eu pudesse realizar tantas coisas quanto ele, e mais. E, se faço alguma coisa incrível, ele nem fica surpreso. Ele espera por isso. Ele não me trata como se eu fosse uma menininha frágil que precisa ser protegida o tempo todo.
Kenji solta um rosnado.
— Isso é porque você não é frágil — afirma. — Na verdade, todo mundo precisa se proteger de você. Você é como uma besta, droga — ele diz.
Depois, acrescenta:
— Digo, você sabe... Tipo, uma besta fofa. Uma pequena besta que rasga as coisas e quebra a terra e suga a vida das pessoas.
— Legal.
— Estou aqui para ajudá-la.
— Estou vendo.
— Então, é isso? — Kenji diz. — Você simplesmente gosta dele por causa da personalidade dele, hein?
— O quê?
— Tudo isso — Kenji diz, balançando uma mão no ar — não tem nada a ver com ele ser sexy e essa merda toda e com ele poder tocar em você o tempo todo?
— Você acha o Warner sexy?
— Não foi isso que eu disse.
Eu rio.
— Eu gosto do rosto dele, sim.
— E do toque?
— Que toque?
Kenji olha para mim, os olhos arregalados, as sobrancelhas levantadas.
— Eu não sou o Adam, certo? Não pode me enganar com seu teatro de inocente. Você me diz que esse cara consegue tocar em você e que ele gosta de você, e você claramente gosta dele, e passou a noite anterior na cama dele e, então, eu pego vocês dois em um maldito armário... Não, espere, desculpe, não um armário... Um quarto de criança... E está me dizendo que não houve nada de toque?
Ele me encara.
— É isso que está me dizendo?
— Não — eu sussurro, o rosto pegando fogo.
— Olhe, tudo o que estou tentando dizer é que você simplesmente está crescendo muito rápido. Você está ficando toda animada por poder tocar em coisas pela primeira vez, e eu só quero que você tenha certeza de que está cumprindo as regulamentações sanitárias...
— Pare de ser tão nojento.
— Ei... Só estou cuidando de v...
— Kenji?
— Sim?
Eu respiro fundo. Tento contar as estrelas.
— O que eu vou fazer?
— A respeito do quê?
Eu hesito.
— A respeito de tudo.
Kenji solta um som estranho.
— Que merda, eu é que não sei.
— Não quero fazer isso sem você — sussurro.
Ele se inclina para trás.
— Quem disse que você vai fazer qualquer coisa sem mim?
Eu levo um susto. Olho para ele.
— O quê? — ele pergunta.
Levanta as sobrancelhas.
— Você está surpresa?
— Você vai lutar comigo? — pergunto a ele, quase sem respirar. — Revidar comigo? Mesmo que seja com o Warner?
Kenji sorri. Olha para o céu.
— Pode apostar — diz.
— Mesmo?
— Estou ao seu lado, menina. É para isso que servem os amigos.

31 comentários:

  1. Esse foi, com certeza, um dos momentos mais fofos dessa série *-*

    ~ filha de Zeus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você *-*

      -Rapha~

      Excluir
    2. Coloca fofo nisso <3

      Excluir
  2. Ai MEU DEUS!!!!

    eu quase shippo os dois,mas acho q eles ficam tããão bem como amigos que não consigo shipar, pq se eles ficassem juntos "romanticamente" eles teriam um monte de probleminhas que sempre vem acompanhando os relacionamentos e ia sair dessa perfeição que já é os dois juntos...




    p.s: Mas se os dois der jeito de ficar juntos no final, não vou me opor xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho que eles vão ficar juntos. Eles são amigos demais pra isso e não acho que eles tenham química

      Excluir
  3. Divia ter a opção own

    ResponderExcluir
  4. SériO esse capítulo foi incrível!

    ResponderExcluir
  5. Concordo. Concordo....super fofo. Tenho q dormi e nao consigo para d ler. Super viciada

    ResponderExcluir
  6. Chamem kenji pra ir no casos d familia ou flr sobre a puberdade no altas horas kkkkkk, melhor pessoa!

    ResponderExcluir
  7. Eu AMO o kenji.Vem pra minha casa querido!
    Bia

    ResponderExcluir
  8. Kenji no altas horas
    Kkkkkkk
    Eles são mt fofos

    ResponderExcluir
  9. E eu aqui pensando q a Juju ia levar bronca, mas aí brota um Kenji super fofo, esse capítulo foi perfeito, fofo demais, mano o Kenji é uma pessoa maravilhosa, ele é perfeito como amigo, imagina como namorado. Quero um Kenji pra mim, quero um amigo assim, se bem q eu tive um amigo assim...

    ResponderExcluir
  10. Kenji, melhor amigo do mundo <3

    ResponderExcluir
  11. Tinha que ter uma série exclusiva so para o Kenji as crônicas de Kenji ele é o melhor 😍 <3


    By: Lais

    ResponderExcluir
  12. Lindos, lindos, lindos... Eu shippo a amizade desses dois. O Kenji de um lado sendo o amigo, parceiro, irmão que a Juju precisa e merece e o Warner do outro sendo o companheiro (amor) que ela merece... Top!

    ResponderExcluir
  13. "Eu baixo os olhos de novo. O braço de Kenji está pendurado frouxamente em volta de meu pescoço e ele me puxa mais para perto, apertando-me contra a lateral de seu corpo. Descanso a cabeça no peito dele." QUERO UM AMIGO COMO O KENJI <3

    " Ele tomba a cabeça para mim.
    — É tipo, biológico e tal. Científico. Talvez suas partes de mulher estejam cientificamente confusas.
    — Minhas partes de mulher?
    — Ah, desculpe — Kenji finge estar ofendido —, prefere que eu use a terminologia anatômica adequada? Porque suas partes de mulher não me assustam...
    — É, não, obrigada." KKK QUE FIGURA...

    " — Que bom para você. Vou comprar uma bexiga para você no minuto em que o mundo parar de borrar a calça.
    — Obrigada — digo, feliz. — Você é um bom professor.
    — Sou bom em tudo — ele observa.
    — Humilde também.
    — E muito bonito." AI AI...

    "— Isso é porque você não é frágil — afirma. — Na verdade, todo mundo precisa se proteger de você. Você é como uma besta, droga — ele diz.
    Depois, acrescenta:
    — Digo, você sabe... Tipo, uma besta fofa. Uma pequena besta que rasga as coisas e quebra a terra e suga a vida das pessoas."

    " — Tudo isso — Kenji diz, balançando uma mão no ar — não tem nada a ver com ele ser sexy e essa merda toda e com ele poder tocar em você o tempo todo?
    — Você acha o Warner sexy?" MORRI HAHAHAHA

    #KenjiTeAmoMUUUUUUUUITO! ~polly~

    ResponderExcluir
  14. " — Você vai lutar comigo? — pergunto a ele, quase sem respirar. — Revidar comigo? Mesmo que seja com o Warner?
    Kenji sorri. Olha para o céu.
    — Pode apostar — diz.
    — Mesmo?
    — Estou ao seu lado, menina. É para isso que servem os amigos."
    QUE PENA QUE É DIFÍCIL ACHAR UM AMIGO TÃO FIEL E VERDADEIRO COMO ELE...
    #TeAmoMUUUUUUUUUUUUITOKenji!!!! #MELHOR-CAPÍTULO!!!
    ~POLLY~

    ResponderExcluir
  15. Ahhhhh que lindooooooss

    To aqui achando que o Kenji é gay, ou bi

    ResponderExcluir
  16. Por Deus, eu amo TANTO o Kenji que nao sei lidar!

    ResponderExcluir
  17. Olhe, tudo o que estou tentando dizer é que você simplesmente está crescendo muito rápido. Você está ficando toda animada por poder tocar em coisas pela primeira vez, e eu só quero que você tenha certeza de que está cumprindo as regulamentações sanitárias...
    — Pare de ser tão nojento.
    — Ei... Só estou cuidando de v...
    Kkkkk kenji love, love kkkkk

    ResponderExcluir
  18. Nem adam nem Warner kenji❤❤❤❤😍😍

    ResponderExcluir
  19. "Kenji solta um rosnado.
    — Isso é porque você não é frágil — afirma. — Na verdade, todo mundo precisa se proteger de você. Você é como uma besta, droga — ele diz.
    Depois, acrescenta:
    — Digo, você sabe... Tipo, uma besta fofa. Uma pequena besta que rasga as coisas e quebra a terra e suga a vida das pessoas."

    KKKKKKKKK Só Kenji para me manter acordada!

    Elen

    ResponderExcluir
  20. melhor capitulo da saga inteira ;-; se kenji morrer vou chorar a minha alma pq sério, mlr personagem❤ amo a amizade desses dois

    ResponderExcluir
  21. O Kenji é a melhor pessoa. E esse capítulo foi o melhor. Incrívelmente fofo

    ResponderExcluir
  22. Necessito ter um amigo como Kenji.Os capítulos mais lindos foram os protagonizados por esses dois.A relação deles me lembrou a Mare e o Shade.

    ResponderExcluir
  23. agora o kenji subiu em meu conceito. Nao gosto de pessoas que escondem seus sentimentos e pensamentos e warner é uma exceção.
    foi mau povo pelo erro to tentando nao fazer barulho com os teclados e esta escuro.

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)