6 de janeiro de 2017

23

Kenji está esperando do outro lado.
— O quê vocês acham que estão fazendo? — ele pergunta. — Deem o fora daqui, agora.
Eu sigo direto para a sala de estar, ansiosa para dar distância entre mim e o que quer que esteja acontecendo em minha mente quando Warner se aproxima demais. Preciso de ar. Preciso de um cérebro novo. Preciso pular de uma janela e pegar carona em um dragão para um mundo longe daqui.
Porém, no momento em que eu levanto o olhar e tento me recompor, encontro Adam me encarando.
Piscando os dois olhos na minha direção como se estivesse começando a ver algo que ele desejaria poder esquecer, e sinto meu rosto queimar tão rápido que, por um momento, fico surpresa por eu não estar de pé em cima de uma brasa.
— Adam — eu me ouço dizer. — Não... Não é...
— Não posso nem falar com você agora.
Ele está fazendo que não com a cabeça, a voz abafada.
— Não posso nem ficar perto de você agora...
— Por favor — tento dizer. — Estávamos apenas conversando...
— Vocês estavam apenas conversando? Sozinhos? No quarto do meu irmão?
Ele está segurando o casaco. Joga-o no sofá. Ri como se pudesse estar enlouquecendo. Passa uma mão pelo cabelo e olha para o teto. Encara-me de novo.
— Que diabos está acontecendo, Juliette? — ele pergunta, o queixo ficando tenso. — O que está acontecendo exatamente agora?
— Podemos conversar sobre isso em particular...?
— Não.
Seu peito está arfando.
— Quero conversar sobre isso agora. Não me importa quem ouça.
Meus olhos vão para Warner imediatamente. Ele está se apoiando contra a parede logo do lado de fora do quarto de James, os braços cruzados e frouxos em frente ao peito. Ele está observando Adam com um interesse calmo e focado.
Warner fica imóvel de repente, como se pudesse sentir meus olhos nele.
Ele olha para cima, olha para mim por exatamente dois segundos antes de se virar para o outro lado. Parece estar rindo.
— Por que você continua olhando para ele? — Adam pergunta, os olhos faiscando. — Por que está olhando para ele, para início de conversa? Por que você está interessada em um psicopata insano...
Estou tão cansada disto.
Estou cansada de todos os segredos e todo o meu tormento interno e da culpa e da confusão que senti por causa destes dois irmãos. Mais do que qualquer outra coisa, não gosto deste Adam furioso em frente a mim.
Tento conversar com ele e ele não me escuta. Tento argumentar com ele e ele me ataca. Tento ser honesta com ele e ele não acredita em mim. Não faço ideia do que mais fazer.
— O que está acontecendo de verdade entre vocês? — Adam ainda está me perguntando. — O que está acontecendo de verdade, Juliette? Preciso que você pare de mentir para mim...
— Adam — eu o interrompo.
Estou surpresa com quão calma minha voz parece.
— Há tantas coisas que precisamos discutir agora — digo a ele —, e esta não é uma delas. Nossos problemas pessoais não precisam ser compartilhados com todos.
— Então você admite? — ele diz, de alguma forma mais bravo. — Que algo está errado...
— Algo está errado há algum tempo — eu falo. — Eu nem consigo conversar com vo...
— É, desde que fomos arrastados por este babaca para o Ponto Ômega — Adam diz.
Ele se vira para olhar para Kenji.
— Foi ideia sua...
— Ei, não me arraste para as suas bobagens, ok? — Kenji retruca. — Não me culpe pelos seus problemas.
— Nós estávamos bem até ela começar a passar tanto tempo com ele, maldição... — Adam começa a dizer.
— Ela passou a mesma quantidade de tempo com ele enquanto ainda estávamos na base, gênio...
— Pare. Por favor, entenda, Warner está aqui para nos ajudar. Ele quer derrubar O Restabelecimento e matar o Supremo assim como nós... Ele não é mais nosso inimigo...
— Ele vai nos ajudar? — Adam pergunta, os olhos arregalados, fingindo surpresa. — Ah, você quer dizer assim como ele nos ajudou da última vez em que disse que iria lutar ao nosso lado? Bem antes de ele escapar do Ponto Ômega e fugir?
Adam ri alto, descrente.
— Não acredito que você está caindo nesse monte de bobagem dele...
— Não é um truque, Adam... Eu não sou idiota...
— Tem certeza?
— O quê?
Não acredito que ele acabou de me ofender.
— Perguntei se você tem certeza — ele dispara. — Porque está agindo de um jeito bem idiota agora, por isso não sei se ainda posso confiar no seu julgamento...
— Qual é o seu problema...
— Qual é o seu problema? — ele grita de volta, os olhos flamejando. — Você não faz isso. Você não age assim — ele diz. — Você parece uma pessoa completamente diferente...
— Eu? — pergunto, minha voz ficando mais alta.
Tenho me esforçado muito para controlar meu temperamento, mas simplesmente não acho que consigo continuar. Ele diz que quer ter essa conversa na frente de todo mundo?
Tudo bem.
Vamos ter essa conversa diante de todo mundo.
— Se eu mudei — digo a ele —, então você mudou também. Porque o Adam de quem me lembro era bom e gentil e ele nunca me insultaria assim. Eu sei que as coisas têm sido difíceis para você ultimamente e estou tentando entender, ser paciente, dar espaço... Mas estas últimas semanas têm sido difíceis para todos nós. Todos nós estamos passando por um momento duro, só que não chateamos uns aos outros. Não machucamos uns aos outros. E você não consegue nem ser legal com o Kenji — digo a ele. — Você costumava ser amigo do Kenji, lembra? Agora, toda vez que ele faz uma piada, você olha para ele como se quisesse matá-lo, e eu não sei por quê...
— Você vai defender todo mundo nesta sala, menos eu, não vai? — Adam diz. — Você ama tanto o Kenji, passa todo o seu tempo com o Kenji, maldição...
— Ele é meu amigo!
— Eu sou seu namorado!
— Não — falo para ele. — Não é.
Adam está tremendo, os punhos cerrados.
— Nem acredito em você agora.
— Nós terminamos, Adam. — Minha voz está estável. — Nós terminamos há um mês.
— Certo — Adam diz. — Nós terminamos porque você disse que me amava. Porque você disse que não queria me machucar.
— Não quero — digo a ele. — Não quero machucá-lo. Eu nunca quis machucá-lo.
— Que diabos você acha que está fazendo neste momento? — ele grita.
— Não sei como falar com você — respondo a ele, fazendo que não com a cabeça. — Não entendo...
— Não... Você não entende nada — ele dispara. — Você não me entende, você não se entende e você não entende que está agindo como uma criança idiota que se deixou ganhar uma lavagem cerebral de um psicopata.
O tempo parece parar.
Tudo o que quero dizer e tudo o que eu tinha desejado dizer começa a tomar forma, caindo no chão e se erguendo sem jeito. Parágrafos e parágrafos começam a construir paredes à minha volta, formando blocos e alinhando-se conforme encontram maneiras de se encaixar, unindo-se e costurando-se e não deixando espaço para fuga. E cada espacinho entre cada palavra não dita escala e entra em minha boca, desce por minha garganta e entra em meu peito, enchendo-me de tanto vazio que acho que posso simplesmente sair flutuando.
Estou respirando.
Bem depressa.
Um pigarro é ouvido.
— Sim, certo, sinto muito por interromper — Warner diz, dando um passo para a frente. — Mas, Juliette, eu preciso ir. Tem certeza de que quer ficar aqui?
Eu congelo.
— SAIA — Adam grita. — Dê o fora da minha casa, seu merda. E não volte aqui.
— Bem — Warner fala, tombando a cabeça para mim. — Deixe para lá. Parece que você não tem escolha, na verdade.
Ele estende a mão.
— Vamos?
— Você não vai levá-la para lugar nenhum.
Adam se vira para ele.
— Ela não vai embora com você e ela não vai fazer parceria com você. Agora, suma.
— Adam. PARE.
Minha voz está mais brava do que eu queria, mas não consigo mais evitar.
— Não preciso da sua permissão. Não vou viver assim. Não vou me esconder mais. Você não precisa vir comigo... Você nem precisa entender — declaro. — E, se me amasse, você não ficaria no meu caminho.
Warner está sorrindo.
Adam repara.
— Tem algo que você queira dizer?
Adam se vira para ele.
— Por Deus, não — Warner responde. — Juliette não precisa da minha ajuda. E você pode não ter percebido ainda, mas é óbvio para todo mundo que você perdeu essa briga, Kent.
Adam estoura.
Ele avança, o punho recuado e pronto para ser lançado, e tudo acontece tão depressa que só tenho tempo de segurar um grito antes de ouvir o barulho nítido de algo sendo quebrado.
O punho de Adam está congelado a apenas alguns centímetros do rosto de Adam. Está preso na mão de Warner.
Adam fica em silêncio, chocado, todo o seu corpo chacoalhando com a energia não gasta. Warner inclina-se para o rosto do irmão, sussurra “você não quer brigar comigo, seu idiota” e lança o punho de Adam de volta com tanta força que Adam voa para trás, conseguindo se equilibrar um pouco antes de atingir o chão.
Adam está em pé. Disparando para o outro lado da sala. Mais bravo.
Kenji o ataca.
Adam está gritado para Kenji soltá-lo, para deixar de se envolver, e Kenji está puxando Adam pela sala contra a sua vontade. De alguma forma, ele consegue abrir a porta da frente com violência e arrastar Adam e a si mesmo para fora.
A porta é batida atrás deles.

13 comentários:

  1. No começo eu gostava muito do Adam, mas agora... ele se tornou muito possessivo! Pelos deuses ;-;
    Espero que a Juliette fique com o Warner s2

    ~ filha de Zeus

    ResponderExcluir
  2. kkkkkk a galera ta lavando roupa suja na frente do povo! Warner meu super-hero!

    ResponderExcluir
  3. Mas gnt! Adam ta descompensado, juliette caia fora enqto é tempo, esse cara ta surtado

    ResponderExcluir
  4. Que barraco minha gente kkkkkk Warner tem muita classe adooooooro <3

    ResponderExcluir
  5. Tô adorando esse barraco kkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos juntas então kkkkkkkkkkk To adorando a forma do Warner brigar (Puta classe) kkkkkkkk

      Excluir
  6. "— Por que você continua
    olhando para ele? — Adam
    pergunta, os olhos faiscando. —
    Por que está olhando para ele,
    para início de conversa? Por que
    você está interessada em
    um psicopata insano...
    "
    pq ela ta louca pelo Warner, pq ela está completamente apaixonada por ele. Adoooorei esse barraco, acho q o único com classe é o mozão *-* Adam se tornou um completo babaca, antes eu gostava dele, mas agora tudo oq eu sinto é raiva.
    #TeamJuliner

    ResponderExcluir
  7. MOOOORTA COM O WARNER ... SOU AMIGA DELE AGORA .....

    ESSE ADAM TA MUITO BABAQUINHA ... AFF ... PARECE MINHAS NAMORADAS .... EU HEIM ... POSSESSIVO DEMAIS !

    #WARNERTEAM# AMOOOOOOO !

    ResponderExcluir
  8. Adam é mulher e ta com t.p.m(tendecia para matar) e ngm me avisou


    #Adamdetpmmata

    ResponderExcluir
  9. Isso aí Juju mostra pro Addie que vc não é qualquer mulher não, por tanto, não é qualquer um que pode estar ao seu lado. Qnd o Warner vai descobrir que é irmão do Adam e do James hein?

    ResponderExcluir
  10. " Adam ri alto, descrente.
    — Não acredito que você está caindo nesse monte de bobagem dele...
    — Não é um truque, Adam... Eu não sou idiota...
    — Tem certeza?
    — O quê?
    Não acredito que ele acabou de me ofender.
    — Perguntei se você tem certeza — ele dispara. — Porque está agindo de um jeito bem idiota agora, por isso não sei se ainda posso confiar no seu julgamento...
    — Qual é o seu problema...
    — Qual é o seu problema? — ele grita de volta, os olhos flamejando. — Você não faz isso. Você não age assim — ele diz. — Você parece uma pessoa completamente diferente..."
    ADAM, COMO PÔDE...ESSE NÃO É VOCÊ.

    #CoraçãoPartido:(</3 #AdamDeTPMmata kkkk
    #BrigaDeCasais ~POLLY~

    ResponderExcluir
  11. Já li essa DR deles 3 vezes só pra ficar rindo kkkkkkkkk

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)