5 de janeiro de 2017

16

Kenji volta depois de apenas umas duas horas. O rosto muito pálido, as mãos tremendo. Ele está com a respiração pesada, seus olhos estão sem foco e ele se senta no sofá sem dizer uma palavra, e eu já estou em pânico.
— O que aconteceu? — pergunto.
— O que está acontecendo? — Lily diz.
— Você está bem, cara? — isso vem de Ian.
Nós o bombardeamos com perguntas e ele não responde. Olha fixamente, sem piscar, uma réplica de Castle, que está sentado em uma poltrona à sua frente.
Por fim, depois de um longo momento de silêncio, ele fala.
Três palavras.
— A Juliette morreu.
Caos. As perguntas estão voando e gritos são abafados e todos estão chocados, horrorizados, enlouquecendo.
Estou pasmo.
Meu cérebro parece paralisado, sem querer processar ou digerir essa informação. Por quê?, eu quero perguntar. Como? Como isso é possível?
Porém, não consigo falar. Estou congelado de horror. Sofrimento.
— Não foi o Warner que foi atrás dela — Kenji está dizendo, lágrimas caindo depressa pelo seu rosto. — Foi o Anderson. Eram homens do Anderson. Eles fizeram o anúncio há apenas algumas horas — ele explica, engasgando com as palavras. — Disseram que bombardearam o Ponto Ômega, capturaram Juliette e a mataram nesta manhã mesmo. O supremo já voltou para a capital.
— Não — eu ofego.
— Devíamos ter ido atrás dela — Kenji está dizendo. — Eu devia ter ficado para trás... Eu devia ter tentado encontrá-la… É minha culpa — ele fala, as mãos no cabelo, tentando conter as lágrimas. — É culpa minha ela estar morta. Eu devia ter ido atrás dela...
— Não é culpa sua — Ian diz para ele, aproximando-se depressa e agarrando seus braços. — Não ouse colocar essa responsabilidade em si mesmo.
— Perdemos muitas pessoas — Lily diz. — Pessoas queridas para nós que não pudemos salvar. Isso não é culpa sua. Eu juro. Fizemos o melhor que podíamos.
Todos estão consolando Kenji agora, tentando assegurar para ele que nenhuma culpa é necessária. Não existe ninguém a culpar por isso tudo.
Mas eu não posso concordar.
Eu tropeço para trás até bater na parede, inclinando-me contra ela em busca de apoio. Eu sei a quem culpar. Sei onde está a culpa.
Juliette está morta por minha causa.

15 comentários:

  1. Que situação...

    ~polly~

    ResponderExcluir
  2. Agora até descobrirem que uns aos outros estão vivos......

    ResponderExcluir
  3. Fiquei com pena do Kenji e do Adam agora...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do Adam? Vc leu o mesmo que eu? Ele já tinha largado ela de mão. O que ele achou que ia acontecer? Qual seria seu futuro?

      Excluir
  4. com certeza se isso tivesse mesmo acontecido era culpa sua Adam, e não venha dar um de sentimental agora.... Kenji me cortou o coração te ver assim até escorreu uma lagrima aqui...

    ResponderExcluir
  5. Gente vocês são sem noção! Adam não tem culpa ,ele tinha que pensar no irmão/filho . Como podem culpar Adam por isso? Ela que dispensou ele ,ela que largou ele é por tudo que ele vez por ela ,ela simplesmente acaba com tudo! E ainda fica nesse triângulo nada a ver! Ele não tem que se culpar. A culpa não é do Adam ��

    ResponderExcluir
  6. Oh Kenji....vontade de entrar no livro e te dar um abraço @.@

    ResponderExcluir
  7. Kenji sempre fofo! So cute! Eu acho que Adam não merece a Juju mesmo, vacilou demais. Me poupe de seus arrependimentos Adam...

    Elen

    ResponderExcluir
  8. Pelo amor de Deus, gente. Adam estava corretíssimo em ir atrás do irmão e Kenji o apoiou. Chegou até a dizer que ele ficaria para trás e que Adam poderia ir com os outros seis.
    O que um homem a mais poderia fazer para ajudar contra um bombardeamento? Nada. Mas um homem poderia ajudar a salvar e resgastar a Juliette.
    Ninguém culpa Adam por ter ido atrás do irmão, afinal ele é só uma criança. Mas ele poderia ter pensado na Juliette e ter deixado que Kenji fosse atrás dela.
    E, mesmo depois de ter salvo James, Adam não queria ir atrás de Juliette. Que amor é esse que ele diz sentir por ela? Ele a vê como indefesa, inútil e fraca... E mesmo assim, não pensou nem por um segundo em ir salvá-la.
    Que espécie de homem é esse?
    Ele não queria a Juliette. Ele queria alguém que precisasse dele e o obedecesse (como o James).
    Kenji, apesar de não ter nenhum sentimento romântico por ela, é o que mais se preocupou. O que mais ficou abalado e o único que pode realmente se sentir culpado pela "morte" dela (apesar de não ser culpa dele). Adam não pode se sentir culpado por uma coisa que ele já sabia que aconteceria (ou ele achou que a manteriam viva?) e que ele deixou acontecer sem nem piscar. Kenji pode se sentir culpado porque ele, mesmo querendo ir atrás, acatou as ordens do imbecil do Adam.
    Veja bem: Kenji não tem culpa. Mas é normal do ser humano atribuir a si a culpa de algo que estava fora de seu domínio. Por isso, digo que, ele é o único que tem direito para ter tal sentimento. E o único que não merece, pois foi o único que se importou com o sequestro e com a "morte" dela.

    ResponderExcluir
  9. So tem VACILAO nesse livro aff ... Amo D+ <3

    ResponderExcluir
  10. Fala sério!!! Esse livro me fez odiar o Adam! Ele é mto chato. Se a Julie tivesse morrido, não seria culpa dele, mas mesmo assim não deixa de ser um vacilão.
    O Warner ainda não ganhou meu coração, mas está no processo...
    Ainda sou unicamente TEAMKENJI <3 Melhor personagem ever <333

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)