18 de dezembro de 2016

Capítulo 45

Ninguém o tinha visto ir. Conforme Sean tinha dito, todos os olhos estavam fixos sobre o drama que estava se desenrolando na arena de combate.
As possibilidades são de que ele saiu antes mesmo do duelo acontecer disse Halt. Ele não é o tipo de arriscar. Se seu homem tivesse ganhado, teria sido mais fácil voltar e vencer. Então ele enviou um dos assassinos matar Ferris, em seguida, fugiu sem ser visto. Agora ele tem uma vantagem sobre nós. E nós não temos nenhuma maneira de saber qual caminho ele seguiu.
Eles tinham montado imediatamente para o acampamento dos forasteiros, mas não havia nenhum sinal de Tennyson ou seu grupo. Havia alguns acólitos mal-humorados permanecendo lá, mas a grande maioria estava no mercado. Aqueles que permaneceram no acampamento negaram ver o seu líder afastar.
Halt estava dilacerado pela frustração. Havia tanta coisa para fazer aqui. Os seguidores remanescentes de Tennyson tinham que ser agrupados e segurados. Ele estabeleceu Sean e a guarnição do castelo para essa tarefa. A grande maioria seria libertada, ele sabia. Eles eram ingênuos e simples ao comportamento de Tennyson que tinha alienado a maioria deles, revelando sua verdadeira face à eles. Mas havia, talvez, oitenta vestes brancas que tinham sido parte de seu círculo íntimo e cúmplices de seus crimes. Eles teriam que ser detidos, julgados e presos.
Ao mesmo tempo, todos os seus instintos lhe disseram que ele deveria estar fora caçando Tennyson e o seu pequeno grupo, encontrando o caminho que eles tinham ido. Mas ele era necessário em Dun Kilty. A morte de Ferris tinha deixado um vácuo de poder. Alguém tinha que assumir o controle e, como o legítimo herdeiro, ele era a escolha lógica. Seria apenas temporário. Como ele havia dito a Ferris, ele não queria ser rei, mas cada momento que ele atrasasse significava que Tennyson estaria escorregando para mais longe.
Finalmente, ele veio para a lógica, a única, solução.
Vá atrás deles para mim, Will disse ele. Descubra para onde eles estão indo e nos envie a palavra. Não tente impedi-los sozinho. Há muitos deles e os genoveses serão duplamente perigosos agora que viram você matar seu companheiro. Fique fora da vista e espere por nós para atacar.
Will assentiu com a cabeça e foi para o estábulo onde eles haviam deixado seus cavalos naquela manhã. Então, ele hesitou e voltou.
E sobre Horace? Seus olhos... ele fez uma pausa incerta, não querendo continuar.
Halt bateu o ombro de modo confortador.
Sean deixou o curandeiro real lhe examinando melhor. Ele tem certeza que sabe qual droga era e é uma condição temporária. Sua visão parece estar melhorando já. Em um ou dois dias, ele estará de volta ao normal.
Will deixou escapar um pequeno suspiro de alívio.
Pelo menos essa é uma boa notícia.
Halt assentiu em acordo.
Acho que nós merecemos alguma.
Então ele pensou sobre isso e percebeu que tinha gostado mais do apenas isso no dia anterior.
Eu não tive a chance de dizer isso, mas você fez bem ele disse ao arqueiro jovem. Muito bem. O blefe com a água foi inspirador. Nós precisávamos revelar a traição de Tennyson, e aquilo fez pender a balança. Uma derrota simples em combate poderia não ter convencido todos os seus seguidores que ele era um charlatão.
Will deu de ombros desajeitadamente. Ele estava embaraçado com o elogio. No entanto, ao mesmo tempo, significava muito para ele. Havia apenas uma pessoa no mundo cuja aprovação ele procurava e era a de seu ex-professor de cabelos grisalhos.
Uma questão disse Halt. Como você sabia que o genovês iria desviar?
Ele tinha visto o voo da flecha de Will, tinha visto o assassino dar um passo em seu caminho. E ele conhecia a precisão padrão de Will com o arco. A flecha tinha ido para onde ele queria que fosse.
Will coçou a cabeça.
Eu não sei. Eu só... sabia de alguma forma. Pareceu-me muito em sintonia com tudo o que tinham feito até agora. E ele era destro, então pensei que as chances eram de que ele iria descer o pé direito, o lado principal. Então eu apontei para compensar. Chame isso de instinto, eu suponho. Ou pura sorte.
Eu prefiro pensar que foi instinto Halt disse a ele. Às vezes sinto que nós devemos prestar mais atenção a ele. Seja como for, bom trabalho. Agora vá e encontre Tennyson para mim.
Will sorriu e se virou, correndo pela multidão que ainda estava lotando a praça do mercado, falando animadamente sobre os acontecimentos do dia. Depois de dez minutos, ele estava andando para fora dos portões da cidade, procurando alguém que possa ter visto que direção Tennyson e o seu grupo tinham tomado.
Em Dun Kilty, onde centenas de cascos e os pés tinham pisado a estrada principal durante todo o dia, havia pouca chance de que ele iria encontrar pistas para seguir. Mas uma vez que ele estivesse fora da cidade, sabia que iria encontrar pessoas do país – o tipo de gente que percebia estranhos cavalgando correndo. Era apenas uma questão de tempo. Ele chegou a um entroncamento da estrada e parou. “Qual o caminho? Norte ou Sul?”
Você escolhe ele disse a Puxão e soltou as rédeas.
O pequeno cavalo sacudiu a cabeça impacientemente e virou a direita – para o norte. Era uma boa maneira de decidir como qualquer outra, Will pensou. Ele tocou os lados com seus calcanhares e definiu Puxão a um lento e fácil galope para o norte.


Três dias depois, Halt havia sido chamado por Sean para uma assembleia de nobres de alto nível em Dun Kilty. Eles seriam as pessoas que teriam que ratificar a sucessão do novo rei, seja ele quem fosse.
Eles se reuniram na sala do trono, olhando um para o outro incerto. Por agora todos sabiam da identidade de Halt e sabiam que ele era o rei legítimo. Eles se perguntavam como ele iria lidar com as pessoas que aceitaram Ferris, um usurpador, todos esses anos.
Com demasiada frequência, pessoas que tinham sido enganadas tinham uma tendência a perseguir aqueles que os tinham enganado– e aqueles que tinham aceitado a situação, mesmo inconscientemente.
Vários deles estavam discutindo isso em voz baixa à espera da chegada de Halt – até que perceberam que ele já estava entre eles. Eles não estavam acostumados com isso. Reis deveriam entrar majestosamente pela sala, não aparecer de repente sem ninguém notar sua chegada. Eles se deslocaram incertos, esperando que o estranho com capa verde-e-cinza camuflada fosse expor os seus termos – e determinar os seus destinos.
Sean Carrick ficou ao lado de Halt. Halt apontou para os nobres para eles se sentarem. Um círculo de metade dos bancos tinha sido colocado na frente do trono. Eles foram surpreendidos quando Halt se sentou com eles. Eles esperavam que ele tomasse uma posição dominante, assumindo o trono de seu estrado levantado.
Meus senhores, eu vou ser breve disse Halt. Vocês sabem quem sou. Vocês sabem que meu irmão me enganou. Sabem que eu tenho uma reclamação inegável ao trono de Clonmel.
Ele fez uma pausa e deixou os olhos vaguearem em torno do semicírculo. Ele viu as cabeças balançando e olhares caindo do seu. Ele entendeu o nervosismo deles e resolveu não prolongar a incerteza ainda mais.
O que vocês não sabem é que eu não tenho nenhuma intenção de reivindicá-lo.
Isso pegou a atenção deles, ele pensou. As cabeças levantaram em torno do semicírculo, a curiosidade misturada com descrença em seus olhares. Ninguém no seu perfeito juízo rejeitaria o trono, eles todos pensavam. Ele se permitiu um sorriso.
Eu sei o que vocês estão pensando. Bem, deixe-me dizer-lhes, não tenho nenhum desejo de ser um rei, aqui ou em qualquer outro lugar. Eu estive longe por muito tempo para considerar aqui minha casa. Eu tenho uma casa em Araluen. E tenho um rei que respeito. Eu acho que vocês deveriam ter o mesmo. Sean, quem é o próximo na linha de sucessão ao trono?
Ele disparou a pergunta ao homem mais jovem, sem aviso prévio. Sean ergueu-se, um pouco surpreso.
Um... ah ... Bem, na verdade, esse seria... eu disse ele.
Halt assentiu. Ele sabia disso.
Então, você parece ser o candidato mais adequado para a posição disse ele.
Ele olhou ao redor da sala.
Alguém discorda?
Na verdade, havia tido mais de um que tinha ouvido o repúdio de Halt ao trono e sentido um impulso rápido de ambição – uma esperança de que eles poderiam ser capazes de assumir a coroa para si. Mas na velocidade dos acontecimentos, o brilho nos olhos de Halt, disse-lhes que poderia ser uma má ideia continuar a alimentar tais ambições. Houve um murmúrio de aprovação apressada do círculo de nobres.
Halt assentiu.
Eu não achei que vocês fariam.
Só um momento! Eu certamente discordo! Sean disse.
O arqueiro se virou para ele.
Você tem uma reivindicação clara e incontestável para o trono. Você não quer isso?
Ele viu Sean hesitar e sabia que ele era um homem jovem e inteligente. Havia muitos bons motivos para não tomar a coroa, Halt sabia. Ser um rei no trono neste país poderia ser tênue. Sean deveria ser um governante forte e alerta em todos os momentos. E ele estaria cercado por um grupo de nobres mercenários egoístas que tomariam todas as oportunidades para miná-lo a seus próprios interesses. Todas boas razões para recusar a coroa.
Mas antes de Sean pudesse responder, ele reformulou a sua pergunta.
Deixe-me colocar isso de outra forma. Há alguém aqui que você gostaria de ver no trono?
Ele indicou o semicírculo de nobres, que estavam assistindo a mímica entre Sean e Halt com crescente fascínio. E esse era o ponto crucial disso. As mesmas razões por que Sean poderia recusar a coroa, eram também as que tornavam imperativo que ele aceitasse.
Para o homem, o grupo aqui reunido era egoísta e egocêntrico. Se um deles pegasse a coroa, não demoraria muito antes de outros contestarem a escolha e o reino seria lançado em desordem. Sean era o único entre eles com um pedido legítimo ao trono e com força de caráter e propósito para comandar a sua lealdade. E no coração, Sean sabia. Relutantemente, ele deu um passo adiante, em direção à Halt.
Muito bem. Eu aceito disse ele.
Poderia não ser o que ele queria, mas era o que o país precisava e ele era um patriota o suficiente para reconhecer esse fato. Halt esperou alguns segundos e, em seguida virou-se para os outros.
Qualquer um contesta? perguntou ele.
Pode ter sido uma coincidência que a sua mão esquerda caiu casualmente para o punho de sua faca de caça quando ele o fez. Os nobres apressadamente decidiram que não, ninguém iria se opor, boa escolha e parabéns ao rei Sean.
Halt voltou para o seu sobrinho.
Agora, Sean, tenho uma condição antes que eu formalmente renuncie a qualquer alegação de que eu poderia ter para o trono. Nós impedimos a volta do movimento dos forasteiros em Clonmel. Mas eles ainda estão impregnados nos outros cinco reinos. Eu os quero arregaçados, dissolvidos e seus líderes presos. Com Tennyson fora do caminho e desacreditado, não deve ser um problema demasiado. Um pouco de ação firme e eles vão desmoronar como um castelo de cartas. E tenho certeza que os outros cinco reis não serão opostos a isso.
Mas Sean estava sacudindo a cabeça.
Isso vai precisar de uma forte força militar disse ele. Eu não tenho homens para isso, a menos que eu deixe Clonmel desprotegido. E não estou preparado para fazer isso.
Halt assentiu com aprovação. A resposta do jovem disse que ele tinha razão em selecioná-lo como o novo rei.
É por isso que estou disposto a escrever ao rei Duncan em Araluen e solicitar que ele envie uma força armada de, digamos, cento e cinquenta homens para servir à você: cavaleiros, soldados e uma companhia de arqueiros. Se você concordar.
Sean considerou a oferta.
E quando nos livramos dos forasteiros, esta força poderia retornar a Araluen? Nenhum governante estaria ansioso para ver uma poderosa força estrangeira em sua própria terra, sem tal garantia.
Você tem a minha palavra sobre isso disse Halt.
Concordo disse Sean e eles apertaram as mãos.
Ele olhou para o grupo de nobres e apressou-se a balbuciar o seu acordo.
Vou precisar das tropas de todas as suas propriedades também disse ele, e mais uma vez as cabeças balançaram ao redor do semicírculo.
Podemos passar os detalhes mais tarde disse Halt. Agora, Horace está esperando por mim e, a menos que eu erre o meu palpite, ele vai estar com fome. Senhores, vou deixar vocês para discutirem questões como a coroação.
Ele sorriu para Sean, um de seus raros sorrisos genuínos.
Com sua permissão, Vossa Majestade?
Por um momento, Sean não reagiu. Então ele percebeu que estava sendo abordado.
Ein? Ah, sim. Evidentemente, Halt... Tio. Continue... por favor.
Halt pisou um pouco mais perto para que apenas Sean pudesse ouvi-lo.
É melhor trabalhar em suas maneiras reais disse.


Horace estava esperando por ele na antecâmara. A visão do jovem guerreiro estava quase totalmente recuperada quando droga estava saindo da sua corrente sanguínea. Ao conselho do curandeiro, ele estava molhando os olhos várias vezes ao dia em água salgada quente. Eles estavam um pouco avermelhados, mas ele estava se movendo mais certamente agora.
Ele levantou-se quando Halt saiu da sala do trono e o arqueiro o estudou brevemente, feliz por ver que ele estava quase de volta ao normal.
Então, como foi? Horace perguntou alegremente. Devo-lhe uma reverência, bom rei Halt?
— Faça isso e eu te darei um corte sobre a orelha Halt rosnou, suprimindo um sorriso. Sean é o rei.
Horace assentiu.
Boa escolha disse ele. A propósito, um cavaleiro chegou um pouco atrás, com uma mensagem de Will.
A cabeça de Halt martelava em cima disso. Foi a primeira palavra que tiveram de Will desde ele que tinha montado para fora em busca de Tennyson.
Ele disse: “Baía Fingle” Horace continuou.
O arqueiro franziu os lábios, pensativo.
É no norte do país. Um porto de pesca e uma pequena enseada. Vamos recolher os nossos equipamentos e pegar a estrada.
Horace deu-lhe um olhar pesaroso.
Que tal o almoço? ele perguntou.
Suas esperanças de uma refeição afundaram-se quando ele viu o levantar de sobrancelhas familiar de Halt.
Que tal o almoço? Halt respondeu.
Horace sacudiu a cabeça tristemente.
Eu sabia que eu deveria ter lhe dito depois que nós tivéssemos comido disse ele.

4 comentários:

  1. Não é possível que isso vai se desenrolar no próximo livro!

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus, como vai terminar a saga toda?!
    Ass: Bina.

    ResponderExcluir
  3. Só eu que ri como uma hiena na segunda parte do capítulo? kkkkkkkkkk
    Adorei :3 <3

    ResponderExcluir
  4. Nada acaba com o apetite desse menino. Misericórdia! Se ligaram que foi o Puxão que encontrou o Tennyson? O Wiil deixou ele escolher o caminho. Cara, se eu não puder ter um pégaso, preciso de um cavalo assim.

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)