9 de dezembro de 2016

Capítulo 29

Tudo o que Jonah podia fazer era cobrir seu rosto famoso e se preparar para o ataque de fúria de Galt. A grande figura desceu do estrado acima, caindo sobre um feixe de cabos elétricos. Hamilton Holt tirou Galt do caminho com um chute duplo aéreo, derrubando-o do outro lado da plataforma e sobre a bandeira. Galt caiu na primeira fileira de assentos, atordoado. Jonah viu isso com admiração.
— Mano, isso foi muito gângsta!
— Cara! — Ian caminhou para o estande de Pierce, onde Cara segurava os braços de sua cadeira, tentando não escorregar para o chão. — Você está bem?
Ela assentiu com bravura, mas sua expressão era de dor.
— Não achei que seria tão ruim — ela falou fracamente. — Eu não tomava os shakes de proteína fazia uma semana.
Ele a ajudou a sair do estrado para onde Dan havia se juntado a Hamilton e Jonah. Pierce observou espetáculo que era sua filha forte e brilhante se juntar aos Cahill odiados. Sua mente não estava tão rápida como era antes do antídoto, mas não foi difícil juntar as peças.
— Traidora! — ele gritou, e ela se encolheu, apesar do fato de que sabia que estava a salvo.
Dan esfregou seu estômago, sorrindo docemente.
— Esses moluscos ainda não estão prontos? Estou morrendo de fome.
— Cahill fedelho! — Pierce cuspiu. — Você acha que ganhou? Tudo o que fez foi estragar uma festa na praia!
— Você não pode nos tocar agora — retrucou Dan. — Não com o mundo inteiro assistindo!
— Não se iluda — Pierce ferveu. — Você e seus primos são como formigas – eu posso derrotá-los no meu território. O tipo de caos que posso desencadear está além de qualquer coisa que sua mente insignificante possa imaginar. E então o povo americano verá o quanto precisa de J. Rutherford Pierce!
Cara compreendia ainda melhor que os outros que seu pai não blefava.
— O que isso significa?
A linha de investigação nunca se desenvolveu. Os capangas que tinham atacado Jonah se recuperaram, e um deles deu uma chave de braço em Hamilton. Mas estes não eram os capangas reforçados pelo soro que estavam tomando os “shakes de proteína”. Eram guarda-costas comuns agora, e nem mesmo isso, enquanto os seus sistemas ficavam chocados e enfraquecidos pelo antídoto. Hamilton deu de ombros enquanto se livrava do primeiro homem e batia no queixo de um segundo com a mão aberta. O terceiro foi atingido por Dan, que dançou habilmente para fora de seu alcance e então pisou tão forte no pé do homem que ele se dobrou de surpresa e dor. O último correu na direção de Cara. Ian, que considerava o futebol americano incivilizado, atacou as pernas do homem com uma fúria que poderia ter estrelado um filme de treinamento da Liga Nacional de Futebol.
— Onde está Pierce? — Dan perguntou, procurando-o na confusão que em torno deles.
— Ali! — Hamilton apontou.
O antigo candidato a presidente corria para longe das ruínas do palanque na direção da mansão.
— Sigam-no! — exclamou Cara. — Ontem à noite ele estava falando sobre grandes coisas virem em pacotes pequenos. Tenho realmente um mau pressentimento do que isso possa significar.

* * *

Sem Amy para instruí-lo, as habilidades de piloto de Jake eram zero. A única coisa que ele sabia, por instinto, era tentar manter o nariz do bimotor para cima. Se eles entrassem em um mergulho vertical, seriam mortos com o impacto.
Mas se eles pudessem descer em paralelo – roçar as ondas e então descer com a barriga do avião – poderiam ter uma chance.
Seus músculos gritaram de dor com o esforço de puxar o manche. Ele fez uma piada para a inconsciente Amy.
— Está ficando difícil aqui, por isso, se está pensando em acordar, agora seria um ótimo momento!
Por que ela não tinha respondido ao antídoto? O nó crescendo em sua garganta lhe disse que só havia uma explicação razoável – que ele lhe dera a injeção tarde demais, e estava conversando com uma garota morta.
A água não estava mais de seis metros abaixo dele. Ele perdera a noção de onde a ilha estava e não podia quebrar sua concentração procurando-a. Esperava que a missão tivesse sido bem sucedida, mas agora a única missão era manter-se vivo.
Um súbito vento descendente empurrou-os a três metros da água. Ou menos! Esse som – era o trem de pouco encostando nas ondas?
O impacto, quando veio, foi monumental. Parecia mais como saltar no concreto do que um pouso suave na água. No recuo, a cabeça de Jake bateu contra o painel de instrumentos. Sua visão começou a escurecer. Não!, ele pensou, e mordeu a língua até sangrar apenas para manter-se acordado. Se ele se permitisse parar por um momento, ambos certamente se afogariam.
O biplano caiu na água como um gigante pulando feito bala de canhão na piscina. A hélice parou de girar e quebrou. As asas se soltaram da fuselagem, uma das portas laterais foi arrancada e o oceano se derramou sobre eles. Num momento eles estavam boiando precariamente; no próximo, afundavam rapidamente.
A água estava fria como gelo. A pulsação de Jake aumentou, o que tornou a respiração impossível. Mas ele sabia que tinha que tirar Amy do avião de agrícola que afundava. Ele agarrou-a do outro assento e os dois saíram da cabine.
Em espanto horrorizado, Jake sentiu o corpo de Amy escorregar de seu aperto. Ele mergulhou atrás dela, buscando freneticamente. Seus dedos roçaram algo sólido. Madeira do mar? Um peixe?
Não – pele humana!
Ele segurou o pulso de Amy e nadou para a superfície, chutando com um esforço que era nada menos que maníaco. Eles quebraram a superfície e foram banhados pela luz do sol, tomando grandes goles de ar. Amy engasgou e tossiu água, mas não recuperou a consciência.
Virando-se entre as ondas, Jake examinou o horizonte. A esperança sumiu quando ele localizou Pierce Landing. Devia estar a um quilômetro e meio, provavelmente mais longe. Ele não tinha certeza de que poderia nadar tão longe, muito menos rebocando uma garota inconsciente.
Ele estava batendo os pés água, segurando Amy no estilo Cruz Vermelha, quando algo grande acertou-o por trás. Sua mente encheu-se com imagens de Tubarão – poderia um tubarão ser adicionado ao desastre que já tinha acontecido eles? Mas quando ele confrontou seu atacante com nada mais do que um punho para lutar, ele se viu diante do grande tanque de carga do avião agrícola.
Deve ter quebrado quando a fuselagem se partiu, Jake pensou, maravilhado. O avião afundou, mas o tanque vazio flutuou para a superfície!
Não importava como tinha acontecido, ele estava grato. Ele colocou Amy em cima do tanque vazio. Balançou um pouco e estabilizou.
Ele segurou uma parte do metal, tirou de seus sapatos, e começou a bater os pés na direção da costa.

5 comentários:

  1. LUAMARA Cahill Madrigal infiltrada Ekhaterina28 de fevereiro de 2017 14:20

    eu não se eu relaxo ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LUAMARA Cahill Madrigal infiltrada Ekhaterina10 de março de 2017 09:05

      não sei se relaxo ou não,escrevi errrado

      Excluir
  2. LUAMARA Cahill Madrigal infiltrada Ekhaterina30 de março de 2017 08:29

    ei, missão titanic é o próximo livro!

    ResponderExcluir
  3. "A esperança sumiu quando ele localizado Pierce Landing."
    Não seria "localizou"?

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)