9 de dezembro de 2016

Capítulo 18

— Aqui é o centro Siem Reap chamando o avião particular P-JW em rota de Gander, Terra Nova... Você não está liberado para pousar. Repito: não está liberado. Por favor, reconheça.
Na torre, o controlador de tráfego aéreo repousava em sua tela de radar assistindo o ponto piscante que era o Gulfstream G6 pertencente à estrela internacional Jonah Wizard. A atenção do homem estava dividida entre o monitor a sua frente e o adolescente que estava diretamente atrás dele – Galt Pierce.
— Negativo — estalou a resposta do piloto de Jonah. — Meu plano de voo aprovado é de Gander para Siem Reap.
— Não! — A voz de Galt estalou com eletricidade.
Seu pai estava contando com ele para impedir o avião de pousar. Esta era a grande chance de Galt para recuperar seu lugar de direito como favorito de seu pai.
— Diga a ele para ir a outro lugar!
Obediente, o controlador falou pelo rádio:
— Por favor, desvie para Phnom Penh ou Bangkok. Você não está liberado para aproximação.
— Estou voando sem parar de Terra Nova — o piloto respondeu — com pouco combustível. Devo pousar para abastecer. Câmbio.
Em resposta, Galt empurrou seu celular no ouvido do controlador.
— Ouça, seu estúpido guarda de trânsito meia-boca! — rugiu a voz com raiva do outro lado da linha. — Aqui é J. Rutherford Pierce falando! Você reconhece esse nome, ou tenho que falá-lo em código batendo dois cocos?
— Senhor! — o homem exclamou num sussurro assustado. — Eu não posso mandar embora uma aeronave que precisa de combustível! É contra todos os acordos internacionais!
— A única nação com qual precisa concordar é a boa e velha EU da A! Você vai entender isso melhor quando eu for presidente. Agora mande esse avião embora!
Tremendo agora, o controlador falou em seu microfone.
— Você não está liberado, PJW. Por favor, desvie como instruído.
— Não posso, Torre de Siem Reap — o piloto retornou. — Estou chegando. Solicitando assistência na pista.
— Sem assistência na pista! — berrou Pierce pelo celular.
— Pai, eu cuido disso! — exclamou Galt, determinado a aproveitar ao máximo esta oportunidade para melhorar aos olhos de seu pai. Ele se virou para o controlador. — Sem assistência na pista!
— Eu sinto muito, P-JW — o homem começou, assombrado. — Lamento informá-lo que o Aeroporto de Siem Reap não irá acomodá-lo...
Então aconteceu. As luzes se apagaram na torre de controle. Todos os computadores e telas de radar ficaram escuras. Os interfones ficaram em silêncio.
— O que está acontecendo? — exigiu Galt.
— Nós perdemos energia! — o controlador exclamou em alarme. — Isso nunca aconteceu antes!
— Conserte!  gritou Pierce através do celular.
O homem correu para um painel elétrico e começou a mexer nos interruptores, mas sem sucesso. 
— Eu não entendo. As luzes da pista estão acesas. O terminal está bem. A energia está em toda parte, exceto aqui na torre!
— Bem, eu entendo! — veio um rugido pelo celular. — Você foi hackeado, seu palhaço!
Galt sentiu um pânico frio. Nada disso era culpa sua, mas se a missão falhasse, ele seria culpado de qualquer maneira.
— Ligue para a April May! — Galt gaguejou. — Ela consegue desfazer isso!
Lá fora, o jato de Jonah voou baixo no horizonte e se posicionou na Pista Dois.
— O avião! — resmungou Galt. — Faça algo! Impeça-o!
O controlador deu de ombros, impotente. 
— Eu não tenho autoridade.
— Os Cahill! — Mesmo através do celular, a raiva de Pierce era palpável. — Vá lá, Galt! Detenha-os, mesmo que tenha que enfrentar o piloto e sentar no lugar dele!
— Entendido, pai! — Galt correu para a saída e bateu a cabeça com força no vidro. A porta de vaivém não se mexia. Atordoado, ele se virou para o controlador. — Por que não abre?
— Meu painel de acesso não está funcionando. Nós devemos estar em modo quarentena.
— Por quê?
— Penso que talvez seu pai esteja certo — o homem o informou solenemente. — Nós fomos hackeados.

* * *

Sob a cobertura da selva ao lado da pista de decolagem, Cara se inclinou sobre seu teclado, seus dedos voando. 
— É melhor vocês se moverem — ela disse aos Cahill. — Eu não posso manter a torre escura para sempre.
Eles observaram quando o jato taxiou na direção deles e parou em uma posição próxima, como se tivesse sido chamado como um cão de estimação. A porta se abriu e o copiloto apareceu. 
O grupo Cahill se aventurou fora das árvores.
— Está todo mundo bem, chefe? — o homem perguntou a Jonah.
— Está tudo bem — Jonah respondeu — contanto que nós nos mandemos antes que a energia da torre volte.
— Nós precisamos de combustível se vamos voltar para os Estados Unidos — o copiloto o informou, sério.
— Sem chance — Jonah respondeu. — Siem Reap tá fervendo, mano, e eu não estou falando sobre o clima!
Cara desviou o olhar de teclar no seu laptop 
— Reservei uma parada para abastecer em Bangkok, Tailândia.
— Nós conseguimos voar até lá? — Dan perguntou ansiosamente, segurando o cabo do aquário portátil com sua preciosa carga.
— Por pouco — o homem reconheceu.
— Ei, se não for perigoso, o Wiz não quer fazer parte disso. Todos a bordo, galera!
Eles subiram a pequena escada – Amy, Dan, Jake, Atticus, Hamilton, Jonah e Ian. Cara ficou para trás. Era importante para ela voltar para Galt e sua família. Seu novo trabalho seria servir como agente dos Cahill em Pierce Land.
Ian permaneceu no último degrau, relutante em despedir-se dela. 
— Lamento por duvidarmos de você. Eu de todas as pessoas deveria ter entendido que ter um pai ruim não necessariamente faz você ruim também.
— Eu teria duvidado de mim também — ela falou. — Não é fácil superar sobrenomes como os nossos.
Ian ficou maravilhado com o comentário. Kabra e Pierce, dois sobrenomes tão carregados quanto granadas. Essa garota Ekat era mais inteligente do que o inventor da bolsa para iPhone.
— Você realmente trocou de lado por nós, Cara. Se eu não vê-la novamente, isso é, se eu não sobreviver a seja lá o que está por vir, quero que você saiba que — sua mente normalmente ágil o desapontou, e ele anunciou — se alguma vez eu for submetido a tortura, é em você que pensarei enquanto tento aguentar.
— Que romântico — ela disse com um sorriso estranho.
— O que eu quero dizer, na verdade — ele desabafou. Agora ele estava soando como Atticus Rosenbloom. Tudo o que ele precisava era dos dreadlocks. Isso não deveria ser tão difícil para um Lucian — é, bem, você é a melhor.
— Segunda melhor — ela emendou. — Pony era o melhor. Eu sou apenas uma adversária digna.
— Sim, mas o que eu realmente quis dizer é...
Hamilton desceu do avião, agarrou o Ian pelo colarinho, e o arrastou a bordo.
— Vamos, Romeu. Você está atrasando o trabalho.
A porta se fechou, e o avião deu a volta. Ian estava na janela para pegar um último vislumbre de Cara enquanto o jato começava a voltar para a pista. Ela estava acenando para eles, mas Ian tinha certeza de que sua despedida era dirigida especialmente a ele.
Jonah bateu o seu passaporte na parte de trás da cabeça de Ian.
— Cinto de segurança, bróder!
E quando ele colocou o cinto e pôde olhar de novo, Cara tinha recuado para a selva. Logo em seguida, Ian soube com certeza absoluta que nunca conheceria alguém que o compreendia tão completamente – que compreendia o que significava ser um Kabra ou um Pierce.
Nesse instante, a torre se acendeu como uma árvore de Natal e estava operando mais uma vez.
Três SUVs da políciai dirigiram sobre o campo e chegaram no asfalto da pisa de pouso. Com as sirenes gritando, eles aceleraram rapidamente, tentando alcançar o Gulfstream.
Mas eles não podiam alcançar o poder e impulso de motores a jato. O G6 explodiu para frente e decolou em direção ao céu, guardando o trem de pouso abaixo dele.
Ao longe, os pináculos de lótus de Angkor Wat silenciosamente os assistiu partir.

4 comentários:

  1. Já shippei esses dois. Até parecem perfeitos um para o outro.
    $Heyna

    ResponderExcluir
  2. Acho a Cara e o Ian muito legal, mas AMYAN é muito melhor!!! (na minha opinião)

    ResponderExcluir
  3. Eu shippo Cariam e Jamy, então pra mim, tá tudo certo 😊

    ResponderExcluir
  4. LUAMARA Cahill Madrigal infiltrada Ekhaterina28 de fevereiro de 2017 13:01

    olha eles são MUITO FOFOS,mas eu não chego a shippar....parecem mais irmãos,tipo,Percy e Hazel.
    E digo isso sendo do mesmo clã dela(não é preferência)

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)