15 de novembro de 2016

Nota do editor

Foi em 1981 que, pelas mãos da Europa-América, o leitor português travou conhecimento com o fantástico universo de Tolkien. Nesse ano era publicado o primeiro volume da trilogia de O Senhor dos Anéis. Em 1985 foi à vez de O Hobbit e seguiram-se Silmarillion, As 6 Aventuras de Tom Bombadil, Contos Inacabados de Númenor e da Terra Média e, em 2006, Cartas do Pai Natal. Um projeto editorial ambicioso, que tem já vinte e seis anos de existência no nosso país e que teve desde o início a adesão dos portugueses.
E por isso com especial orgulho que publicamos agora Os Filhos de Húrin, o inédito de J. R. R. Tolkien, editado por seu filho Christopher Tolkien, num rigoroso lançamento mundial em simultâneo com o editor original inglês. Também a tradução nos mereceu especial cuidado e, por essa razão, o trabalho foi feito por Fernanda Pinto Rodrigues — desde sempre a tradutora especialista de Tolkien em Portugal. Tolkien foi considerado o maior escritor do século XX e um dos maiores de todos os tempos. Com Os Filhos de Húrin, entra no século XXI e perpetua-se na memória de novas gerações.

O Editor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!