15 de dezembro de 2016

Fanfic: Antes do fim


Sinopse:
Um circulo vicioso e traçado na vida, de três adolescentes unindo seus caminhos para sempre em uma serie de desventuras serie ameaçados por um grupo misterioso eles precisam descobrir que ameaçam contam seus segredos e desvendar seus mistérios para isso eles vão tem que entrar nesse jogo perigoso mas será que todos estão dispostos a seguir as regras.


Categorias: mistério, suspense, história original
Classificação: +18
Autora: Del Rey

____________________________________


Capitulo 01. Como cordeiro indo para o abate


A luz, do sol invade meu quarto me obrigando acordar coloco o travesseiro sobre minha cabeça é, afundo debaixo dos lençóis         desejando desaparecer as primeiras horas, do dia nem sempre são tão agradáveis para mim.
   -A-N-N-E!- ouço os gritos da minha mãe. –    Seu primeiro dia de aula querida não se atrase!.
Reviro os olhos, e me arrasto para o banheiro.
 - Pra falar verdade eu não estou muito animada com tudo isso sabe...
- Logo, logo vai estar – Disse mamãe, enquanto digitava algo em seu notebook.
Eu tentei entender, a minha mãe ela estava toda animada pregando seu discurso de otimismo, ela estava tentando seguir em frente, logo depois que o papai, a largou para viver com uma menina dez anos mais nova que ela. Eu pensei que nunca mais veria ela em pé, nas primeiras semanas ela apenas chorava, as semanas se transformarão em meses e a minha mãe continuou na mesma por bom tempo, eu pensei que ela nunca mais discaria números no seu Black Berry velho para fazer suas demoradas ligações, o que não faria nunca mais aquelas chamadas no skype com chefe do seu gabinete. Mas lá estava ela mais forte do que nunca (ou fingindo esta) me pedindo a manteiga, me pedindo para ser forte.
  Eu consigo, eu estou feliz no meu jogo de fingir aonde a diversão nunca tem fim.
Dou um tchauzinho, e um sorriso amarelo para minha mãe em poucos instantes estava na rua caminhando em direção ao ponto de ônibus, a minha rotina era sempre tão monótona ela estava prestes a começar novamente eu me sentia tão vazia, e motorizada eu tenho grandes esperanças para esse ano isso soa tão clichê.
    Mas não importa quantos barquinhos você leve a Iemanjá, e seja lá qual for cor da sua roupa na virada do ano (isso incluir, peça intimas!) ou ate mesmo quantas ondas você pulem na praia. O seu ano e você que faz nos determinamos o que vai acontecer eu detesto a idéia de que eu não possa controlar a minha vida, mas nós seres humanos somos assim mesmo nos agarramos a essas idéias, superstições com esperança de dias melhores.
O meu colégio ficava no centro da cidade, era um daqueles antigos estilo colonial fundado por padres na época que ainda existia monarquia no Brasil, criado com objetivo de promover através de uma educação cristã, o desenvolvimento integral dos alunos criando cidadãos de bem (bleh) . O então como deu para perceber o meu colégio e de direita para caralho, eu meio que ando na contra mão de tudo que vem sendo me ensinado desde do começo talvez você esteja pensando que a ideologia que eles estão tentando me pregar seja ótima e estou exagerando que tudo depende da forma que eu encaro as coisas.É talvez mas ter um professor de geografia babaca que ensina aos seus alunos que mulheres nunca vão ocupar um papel de verdade no mercado de trabalho pelo simples fato que quase todas funções foram feitas para serem ocupadas por homens,o tenha me enganado quando a coordenadora descobrir que uma aluna do segundo ano era lésbica e a levou a força para sua sala e onde as duas ficaram quase uma hora trancadas com ela fazendo intermináveis orações sobre a cabeça dela e ao fim lhe deu um óleo dizendo que se ela o bebessem toda noite Deus curaria dessa terrível enfermidade,como se ela fosse alguma leprosa , o quando o meu diretor disse e um tom sarcástico  para Diego ventura que ele se arrumasse como um homem quando viesse para escola apontando para sua bolsa .
 Mas o verdadeiro e único exagero que todos nos compactuamos que empregada na nossa cultura em julgar as pessoas seja pela as roupas que elas vestem, pelo lugar que frequenta ou ate mesmo pela maneira de ser, que vem sendo enraizada em nossas cabeças desde do início alimentada de pai para filho .Por isso que as vezes julgamos sem perceber incentivamos sem ver porque somos criados assim dentro dos nossos próprios padrões onde qualquer um que por desafie as regras estabelecidas e hostilizado por não se encaixar no nosso perfeito mundinho.
  Eu tinha chegado cedo o pátio estava bem vazio a não ser por alguns estudantes espalhados em pequenos grupos rindo e conversando ou ate mesmo vidrados nas telas dos seus smartphones, sentei num banco e joguei a minha bolsa ao meu lado nada tinha mudado a não ser pela grama que tinha sido cortada e o muro que tinha sido escovado coisa que eles não fazem desde que eu estava na quinta serie o bom de estar e uma escola há muito tempo e que você sabe onde e o seu lugar, sabe onde andar e onde não andar, sabe quem se odeia ou ate mesmo quem te odeia, quais são os grupinhos e difícil sair da sua zona de conforto e entra num ambiente totalmente estranho e por isso que admiro ,os novatos que conseguem se adaptar facilmente ao sistema o pátio começar encher logo varias figuras dão as caras.
  Amira a ‘’gostosinha’’ do segundo ano líder da elite exibe sua mochila nova da Gucci e os seus sapatos caros e lustrosos enquanto rir se apoiando no seu namorado gato Juan Carmo que não exibe nenhum atrativo especial no momento,deixar eu ver Bia Artiagas comprou óculos novos ,Brenda Alves melhor amiga de Amira (seu braço direto) pintou seu cabelo o e impressão minha ?  deixar pra lá eu me enganei não tem nada diferente no ar tudo estar como sempre foi os populares rirem programando suas férias para Mônaco os geeks conversam sobre seu RPG online bobo e sobre os filmes da Marvel  as fofoqueiras ainda conversam sobre Zayn malik esta namorando Gigi hadid e a Taylor Swift namorando o Calvin Harris,as alternativas estão com olhos inchados e seus cabelos coloridos presos em coques de ressaca pós férias ouvindo Melanie Martinez no ultimo volume enquanto as outras estão falando como a Mallu Magalhães e perfeita,ouço algumas conversas de pessoas chorando sobre como a season finale de suas series foi uma porcaria e vejo as gordas olhando desanimadas o feed do instagram de alguma blogueira, uma garota emo conversando sobre uma tal de halsey com garoto gay que sentavam atrás de mim ano passado a sineta tocar e todos se levantar e se encaminham para dentro do prédio desanimados e paro fico observando a lixeira me perguntando como eu sou uma vadia fofoqueira e hipócrita .
  A primeira aula de historia foi um saco, a professora fez todos se levantarem e falar o que fizeram nas férias Jennifer Marques foi para o sul, Letícia Abreu visitou o peru com os tios e Lucas Santos foi para Miami com os pais péssima temporada por sinal, todos tinha sua historia desde das mais legal a  mais chata mas pelo menos eram historias ,quando chegou a minha vez eu levantei e disse e alto bom som EU FIQUE EM CASA FIM todos riram.A segunda aula foi mais maciça que a primeira a professora de português passou uma redação com tema como foram suas férias? para variar né  .A terceira aula conseguir passar na frente da primeira e atropelou a segunda me fazendo dormir na carteira quando professor passou um longo documentário sobre a matança de golfinhos em tajii no Japão realmente não fui feita pra ver aquilo ,o sinal tocou me despertando do sono em cima do meu cabelo estava um papel com grande letras vermelhas escritas DETENÇAO!! Encarei isso como um bem vinda de volta Anne.
 Eu comi um croissant falei com um pessoal da minha sala que insistia falar ainda sobre os golfinhos mortos e o perigo de extinção de vários animais ouvir tudo e concordei com cara de paisagem o intervalo passou tão rápido que já estavam na sala ouvindo a minha professora de inglês falando sobre bebe dela recém nascido o Eduardinho (gente) que nasceu no mês passado, tentei não ser grossa e fiz varias perguntas aleatórias e idiotas enquanto ela me mostrava varias fotos dele no seu celular , fiz cálculos em matemática Blá blá  blá não me importo mesmo, e ouvir uma palestra chata sobre as olimpíadas na aula de educação física.  O sinal bateu pela terceira vez eu arrumei minhas coisas e sair da sala me encaminhado na direção oposta de todos para terceiro andar para sala onde as detenções são aplicadas antigamente as detenções eram aplicadas no andar debaixo mais todo mundo sempre foge e a coordenadora nunca ver então houve a mudança pra sala de cima onde era impossível descer pelas escadas sem a coordenadora ouviu os passos da sala dela mais todo mundo sabe que isso uma grande mentira porque todo mundo continuar fugindo das detenções e a coordenadora continuar ainda sem ver,ouvir e saber eu bati na porta e ouviu um entre e abrir a porta pedindo licença  a sala estava vazia a não ser as carteiras da frente que estavam ocupadas por Amira e Pedro Vicente ambos fixavam sua atenção na secretaria Carla uma mulher de meia idade divorciada que cheirava a banheiro de bar e sempre andava com cigarros no bolso explicava as regras da detenções ela me mandou sentar e depois saiu da sala nos advertindo para ficarmos calados.
   Amira se virou e me cumprimentou junto com Pedro eu não sabia, mas naquele momento tudo estava prestes a mudar querendo eu ou não 
____________________________________

Deixe sua opinião nos comentários!

Saiba mais: https://spiritfanfics.com/historia/fanfiction-originais-antes-do-fim-5935774

2 comentários:

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!