14 de outubro de 2016

Capítulo 44

A caminho de Shadow Falls, Kylie levou na mão o celular, à espera de uma mensagem ou ligação de Lucas. Será que ele tinha convencido o Conselho? Será que não? Se não tinha, será que ele já ia começar a guardar rancor dela? Ah, ela sabia que ele tinha dito que isso não iria acontecer, mas ela também sabia como isso era importante para ele.
Era por volta das três da tarde quando elas estacionaram em frente à placa “Colégio Shadow Falls”. Holiday e Burnett receberam Kylie e a mãe no portão. Trocaram abraços, e a mãe dela até pareceu receptiva a eles. No entanto, quando ela começou a atravessar o portão, começou a andar mais devagar.
— Algo errado? — perguntou Burnett.
— Só estou um pouco nervosa — a mãe respondeu. — Quero dizer, não sei se estou pronta para encontrar vampiros ou lobisomens.
Burnett olhou para Kylie, que encolheu os ombros como que dizendo que ela não tinha contado à mãe quem era o quê. Ele olhou para a mãe dela e sorriu.
— Não se preocupe, eles não são tão intimidantes quanto imagina.
— Havia algum nas reuniões dos pais? — ela perguntou, parecendo hesitante.
— Alguns — disse Burnett.
Kylie revirou os olhos, sabendo que a mãe surtaria quando soubesse que Burnett era um vampiro.
— Então o que devemos começar a fazer? — a mãe perguntou, olhando para Holiday como se quisesse esquecer toda a questão sobrenatural. — Quero dizer, viemos mais cedo para ajudar nos preparativos.
Holiday levou-as até o lugar onde seria a cerimônia. Vários alunos já estavam ajudando a arrumar as cadeiras.
Na primeira oportunidade que teve para sair de perto da mãe, ela perguntou a Holiday:
— Você já teve notícias de Lucas?
— Não, ele ligou mais cedo e disse que a reunião com o Conselho ia atrasar um pouco. Ele estará aqui em cerca de uma hora. Mas não pode se atrasar — disse ela. — Ele é um dos padrinhos de Burnett. — Pela primeira vez, os olhos de Holiday se estreitaram de preocupação. Ela estendeu a mão por cima do ombro e torceu o cabelo. Em seguida, deu um soluço. Holiday olhou para a mãe de Kylie. — Como é que ela está se saindo?
Kylie viu a mãe conversando com Chris, sem noção de que estava conversando com outro vampiro.
— Melhor do que eu pensava. Naturalmente, quando descobrir que já conversou com dois vampiros, vai ter um ataque.
Holiday sorriu e depois ficou séria.
— Como você está se saindo?
— Melhor do que eu pensava, também. — Kylie sorriu. — Mas vou ficar melhor quando Lucas chegar.
— Vou me sentir melhor, também — disse Holiday.
— Onde estão Della e Miranda? — perguntou Kylie, esperando vê-las por ali.
— Elas foram de carro até a cidade para pegar o bolo e as flores para a recepção. Se começarem uma discussão e derrubarem o bolo ou coisa assim, eu vou fazer uma cena. Juro, nunca vi duas meninas gostarem tanto de uma briga quanto elas.
Kylie sorriu.
— É, mas elas se adoram. Mas chega de falar dos outros. Você não deveria estar imersa numa banheira, relaxando para o grande momento?
Holiday sorriu.
— Acredite ou não, essa coisa toda com a sua mãe tem sido uma bênção. Fiquei mais preocupada com vocês duas do que com o casamento.
A próxima hora passou voando enquanto Kylie e a mãe acabavam de ajudar a colocar as cadeiras no lugar e a decorar o refeitório para a recepção.
Kylie tinha feito uma pausa e enviado uma mensagem a Lucas, mas ele não tinha respondido. Ela também não tinha visto Della e Miranda, e estava preocupada.
De repente ouviu gritos. Os gritinhos muito familiares de Della e Miranda. Kylie colocou os braços ao redor das suas duas melhores amigas e isso se transformou num abraço coletivo.
— Eu já disse o quanto amo vocês? — ela perguntou.
— Sim — disse Della. — E só vou deixar você ficar toda sentimental agora porque ouvi dizer que você arrasou ontem à noite.
Kylie deu um passo para trás e sorriu.
— Eu arrasei mesmo!
Kylie, Della, Miranda e a mãe tinha ido à cabana para se arrumarem para a cerimônia. Kylie estava animada por poder compartilhar a companhia de Della e Miranda com a mãe. Ou teria ficado se ainda não estivesse preocupada com Lucas. Onde ele estaria? O medo de que ele não tivesse conseguido e não quisesse enfrentá-la oprimiu seu coração. Kylie deixou o banheiro, onde todas estavam se maquiando, para verificar se havia alguma chamada perdida no celular.
— Você sabe que o telefone nunca toca quando a gente está olhando pra ele — Della comentou, enquanto seguia Kylie.
Kylie ergueu o olhar.
— Eu só estou...
— ... preocupada. Eu sei. Mas minha intuição diz que ele está bem.
Kylie olhou para a amiga vampira.
— Desde quando você é tão positiva?
— Desde que fui obrigada a dividir minha cabana com uma garota pra lá de otimista. — Ela sorriu.
Kylie riu e a abraçou. Poucos minutos depois, ela, a mãe e suas duas melhores amigas foram para o local da cerimônia. Elas tinham dito a Holiday que chegariam trinta minutos antes para ajudar a receber os convidados.
Kylie quase mandou uma mensagem para Holiday para perguntar se ela tinha recebido notícias de Lucas, mas decidiu não preocupar mais a noiva no dia do casamento.
As quatro tinham acabado de fazer a última curva quando Kylie o viu.
Ele caminhava lentamente em direção a elas. Seus olhos azuis, escuros e ardentes, estavam fixos nela. Obviamente vestido para o casamento, ele usava um paletó azul-marinho, calça da mesma cor e uma camisa branca. Não havia nada nele que não estivesse perfeito.
Kylie não tinha percebido que parara de andar até a mãe se inclinar e sussurrar:
— Respire, Kylie. — Havia um tom de provocação na voz dela. — Esse é o seu Lucas, não é? — ela perguntou.
Eu com certeza espero que ele seja meu! Lucas parou em frente a ela.
— Mãe, você se lembra de Lucas, não é? — perguntou Kylie, sem conseguir tirar os olhos dele.
— Por que não damos a estes dois um minutinho? — sugeriu Miranda.
A mãe de Kylie parecia nervosa.
— Claro, contanto que... não haja vampiros ou lobisomens por perto.
Della tossiu para encobrir a risada.
— Não se preocupe — Lucas disse. — Eu vou protegê-la.
E ele protegeria mesmo, Kylie pensou. Ele a tinha protegido. Salvara a vida dela.
— Ah, mas eu só estava preocupada comigo — a mãe esclareceu. — Kylie é amiga deles. E tenho certeza de que vou acabar me acostumando com eles também, mas o pensamento ainda me assusta.
— Eu entendo — disse Lucas, desviando os olhos para Kylie.
Quando sua mãe, Della e Miranda se afastaram, Kylie ouviu a mãe dizer:
— Será que eles só saem à noite?
Kylie revirou os olhos para Lucas e se aproximou dele:
— Eu não sei como ela acha que eles são.
— Não se preocupe — disse ele. — Ela vai se acostumar com a gente. A filha se acostumou.
Kylie sorriu.
— Por que você não respondeu a nenhuma das minhas mensagens? Eu estava morta de preocupação.
— Tive que desligar o celular e, quando saí de lá, já era tarde e... eu queria contar pessoalmente.
— Você entrou para o Conselho?
Os olhos azuis dele brilharam com um sorriso.
— Sim. — Ele olhou por cima do ombro, como se estivesse se certificando de que a mãe dela não estava olhando. Então a puxou contra si e a beijou. Um beijo suave. — Eu tenho uma coisa pra você — ele sussurrou, seus lábios respirando as palavras contra os dela.
Ele enfiou a mão no bolso do casaco e tirou dali um anel. Um anel de ouro com um grande diamante. Um belo diamante em forma de lágrima, que mais parecia um anel de noivado. Kylie perdeu o fôlego.
— Este anel era da minha avó. Na carta, ela escreveu que você devia ficar com ele. E antes de você começar a entrar em pânico, deixe-me dizer que eu sei que talvez sejamos jovens demais para assumir um compromisso. É por isso que eu trouxe isso também. — Ele tirou do bolso uma corrente de ouro. — Eu quero que você o use nessa corrente. Vamos chamar isso de promessa, uma promessa de que, quando você colocar um anel nesse dedo... — ele passou a mão pela mão esquerda dela — esse anel vai ser o meu.
A emoção provocou um nó na garganta de Kylie.
— Você não tem que me dar nada para que eu faça essa promessa.
— Talvez — ele disse enquanto colocava o anel na corrente e se aproximava dela para colocá-la em volta do seu pescoço. — Mas esse é apenas um pequeno lembrete para todos os Dereks do mundo de que você está comprometida.
Ela se ergueu na ponta dos pés e o beijou novamente. Desta vez, ele a puxou para a orla das árvores e aprofundou o beijo. Um beijo cheio de promessas. Promessas de mais beijos... e de um pouco mais.
Ela deslizou a mão por dentro do paletó e envolveu a cintura quente do namorado. O zumbido vibrava através do corpo dele e ela ansiava por se entregar à tentação que esse som representava.
Ela chegou perto de puxar a bainha da camisa de Lucas para fora e tocar suas costas nuas.
Ele se afastou, um pouco sem fôlego.
— É melhor eu levá-la agora para o casamento. Ou nós não vamos mais.
— Se eu não fosse a dama de honra, eu apoiaria essa ideia. — Ela arqueou uma sobrancelha em provocação.
Ele sorriu.
— Na próxima semana, vou fazer uma viagem a Dallas para começar a pôr em ordem os papéis da herança da minha avó. Você acha... Talvez você pudesse vir comigo... Podíamos ficar num belo hotel.
O coração de Kylie acelerou, sabendo o que ele estava pedindo, mas ela não hesitou.
— Parece perfeito.
Enquanto iam para a cerimônia, Burnett veio ao encontro deles. Ele parecia preocupado.
— Os Brightens estão aqui — disse ele.
— Para o casamento? — perguntou Kylie.
— Não, eles não sabiam do casamento; só vieram na esperança de vê-la. — Ele franziu a testa. — E só para tornar as coisas mais difíceis, seu avô e sua tia também estão aqui. Eu posso simplesmente mandar todos embora ou convidá-los para o casamento. A decisão é sua.
Kylie olhou para a mãe conversando com os outros convidados, enquanto se acomodavam.
— Não, eu acho que já é hora.
Trinta minutos depois, Kylie estava em pé na frente de todos, à espera que Holiday caminhasse até o altar. Lucas estava do outro lado da fila, observando-a, acariciando-a com o olhar. Ela sabia que ele estava pensando na semana seguinte. Que Deus a ajudasse, mas ia ser difícil pensar em outra coisa.
Ao lado de Lucas, Burnett demonstrava agitação. Ela nunca tinha visto o vampiro daquele jeito. Ele parecia mais um garoto que precisava ir ao banheiro.
Quando Kylie lhe havia dito, um pouco antes, que ele parecia nervoso, ele respondeu:
— Claro! Estou morrendo de medo que ela perceba que pode se sair muito melhor do que eu.
A música teve início. Kylie olhou para a multidão. A mãe estava sentada ao lado dos Brightens. Ela tinha ficado nervosa diante da ideia de conhecê-los, mas Kylie assegurou-lhe de que eles iam gostar dela. Do lado oposto, estavam sentados o avô de Kylie e sua tia-avó, Francyne. Kylie tinha apresentado a mãe a eles, também. E poucos minutos depois, apresentou os Brightens a Malcolm Summers e à tia-avó.
Como ela não poderia dizer a eles que aqueles eram o verdadeiro pai de Daniel e sua tia, ela disse que eram amigos da família. O clima ficou estranho por apenas um segundo, mas então o avô apertou a mão do senhor Brighten e depois abraçou a senhora Brighten e lhes disse com sinceridade que era um prazer conhecê-los. Kylie tinha certeza de que seu avô verdadeiro era grato aos Brightens pelo amor que tinham dedicado ao filho.
Todos, naquela fileira, olhavam para Kylie e sorriam. Por mais estranho que fosse, eles pareciam uma grande família feliz. E eles eram a sua família. Kylie nunca tinha se sentido tão orgulhosa! E lá no fundo ela ouviu a voz do pai dizer, Perfeito!
Na fila atrás deles, Kylie viu Perry sentado ao lado de Miranda.
Kylie apostaria seu melhor sutiã que os dois já estavam planejando o seu próprio casamento. E ao lado de Miranda estava Della, que olhava para a fileira de cadeiras à esquerda. Olhava para Steve. Será que Della nunca iria aceitá-lo? Sim, por alguns diasDella tinha cedido um pouco, mas depois tinha voltado a rejeitar Steve novamente.
Hayden, sentado ao lado de Jenny, sorriu para Kylie. À direita de Jenny estava Derek. Kylie não deixou de reparar no ombro dele pressionado contra o dela.
Aqueles dois tinham algo especial e mereciam isso.
O olhar de Kylie deslocou-se para a fileira dos fundos, onde estavam Fredericka e o novo professor. Kylie não tinha ouvido Holiday falar nada sobre a loba ter pedido para namorá-lo. Mas Kylie tinha a sensação de que algo de bom tinha acontecido a Fredericka.
Respirando fundo, Kylie sentiu o amor no ar. De repente, Holiday chegou e começou a percorrer o caminho entre as cadeiras. A “Marcha Nupcial” começara a tocar. Burnett olhou para ela, hipnotizado. Kylie não o culpava. Holiday, em toda sua glória fae, estava linda! Seus olhos verdes cintilavam. Sua pele praticamente brilhava.
Por alguma razão, Kylie se lembrou do dia em que seu padrasto saiu de casa, quando ela achou que aquele era o pior dia de sua vida e que tudo em seu mundo estava mudando, e nada mais seria igual.
Em parte ela tinha razão. Tudo havia mudado.
Tudo.
Algumas coisas tinham sido mais difíceis, mas a maior parte delas... Uau! Ela estendeu a mão e tocou o anel pendurado no pescoço e olhou para Lucas, que sorriu para ela. Depois articulou as palavras: “Eu te amo”.
Kylie sussurrou as mesmas palavras para ele e não conseguiu deixar de pensar que aquele podia ser simplesmente o melhor dia de sua vida.

20 comentários:

  1. Era pra ser só mais um capitulo e acabei lendo o livro inteiro😂
    Uma das melhores sagas que já li
    Eu simplesmente amo esse blog

    ResponderExcluir
  2. Pelo Anjo, que final perfeitoooo ♡♡
    Pena que acabou :(

    ResponderExcluir
  3. Nao poderia ser mais perfeito nossa chegou a doer o peito.
    Karina sei que vc deve ler muitos comentarios lhe agradecendo , mas mesmo assim quero lhe agradecer por vc nos proporcionar leituras incriveis ja li varias sagas aqui no blog e sempre gostei de ler esse tipo de historia fictícia mas é muito dificil encontrar sagas como essa com todos os livros na bibliotecas escolares entao aqui no blog tive a oportunidade de ler sagas maravilhosas e completas de uma maneira facil e simples obrigada!!!
    Gostaria de saber quais sagas vc pretende postar agora que ja terminou de postar essa?
    NOVAMENTE OBRIGADA!!

    ResponderExcluir
  4. nao, nao foi perfeito. CADÊ A PARTE DO RALE ROLA, caramba nem uma previazinha, tava esperando pelo menos uns amassos de kylie e Lucas.. ass:RAI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. anônimo concordo contigo cara tmb tava esperando uns rala e rola entre o lucas gostosão e a kylie mais esses livros as vezes decepciona 🙁👊
      ass: mary caçadora de sombras

      Excluir
    2. Eu sei, é triste, eles nunca nos dão detalhes ....

      Excluir
  5. Amei , mas eu esperava mais , esperava ler ainda sobre ela se entregando a Lucas o filho da Holiday nascendo ... nossa vou sentir fata desse livros . Melhor saga que eu ja li

    ResponderExcluir
  6. Sem comentários vou ali chorar por uns dias

    ResponderExcluir
  7. Obrigada Karina por nos proporcionar ótimas leituras ,adorei essa saga

    ResponderExcluir
  8. Ameeeeiiiii!!!����������������������

    ResponderExcluir
  9. Cabo?? Ai meu core.....
    Pelo anjo nao acredito....AMEI que livro d+😍

    ResponderExcluir
  10. Não acredito que acabou !Vou sentir saudade!!!!!

    ResponderExcluir
  11. JÁ! mas...
    isso n e justo a autora n podia ter deixado o bebe de fora ou como a vida do povo ia ficar!

    ResponderExcluir
  12. AHHHHHHHHHHHHHHHHHHH que que eu vou fazer agora que acabou?

    ResponderExcluir
  13. Amei essa saga, pena que acabou, fiquei muito triste por não ter acontecido o "Rala Coxa" de Lucas e Kylie, hehehe... . Te amo Karina, melhor saga de todos os tempos!!!

    ResponderExcluir
  14. Karina sua diva! Obrigada por postar essa saga MARAVILHOSA, mas eu queria saber se você vai postar outros livros da C.C. Hunter, como "As crônicas de Della Tsang", "Os sobrenaturais" e "Acampamento Shadow Falls ao Anoitecer". Eu me apaixonei por Shadow Falls, e agr to em depreção com o final da saga kkk. Eu amo esse site, ja li um montão de livros e pretendo ler mais, obrigada Kah, um bj <3

    ResponderExcluir
  15. Eu... por curtir mais Derek, fiquei impressionada por ter amado com todo o meu coração o final! A melhor série que eu li esse ano! E estou pedindo a Deus do fundo do coração recursos, para comprar o box!
    Partiu ressaca literária!

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!