17 de outubro de 2016

Fanfic: Limiar dos sonhos


Sinopse:
Meses após uma cidade ser atingida por uma doença que transformou os humanos em verdadeiras máquinas de matar, cegas por um ódio sem precedentes, um grupo de sobreviventes mergulhará em uma jornada sem esperanças em busca de respostas. Mas o que eles estão prestes a descobrir irá pôr à prova tudo o que eles sabiam sobre a realidade do mundo. A religião não forneceu conforto. A ciência falhou. Em um mundo onde todas as esperanças foram abandonadas, antigos laços de amizade devem ser deixados para trás por aqueles que desejam sobreviver. Sem ter para onde fugir, sobreviventes e infectados irão lutar contra um mal que assombra a todos: o medo. O mundo acabou. Mas o inferno está apenas começando.

Categorias: ficção, aventura, distopia, história original
Autor:Thiago Fernandes

________________________________________

Prólogo

O meu nome não importa.
Há exatamente um ano eu me formei na Escola de Direito de Nova Aliança.
Meus pais ficaram radiantes de felicidade e vieram do outro lado do continente apenas para me ver e participar do cerimonial de formatura. A emoção em seus olhos quando recebi o diploma só não foi maior que as lágrimas de alegria quando contei que iria me casar no próximo verão. Um diploma, um amor e uma casa nova em um dos bairros mais ricos da cidade. A vida não poderia ser melhor.
Exceto, é claro, que nada disso aconteceu.
O meu nome ainda não importa.
No lugar de um escritório com computadores e pastas, tenho livros antigos em línguas já esquecidas. Não há diplomas, nem terno e gravata, apenas documentos falsos, uma jaqueta velha, jeans e tênis surrados.
Eu não tenho identidade. Eu não tenho nome. Eu não tenho um rosto.
Não existem amores, amigos ou rotina. As velhas casinhas brancas estão manchadas de sangue, chamuscadas pelo fogo e com cicatrizes deixadas pela munição pesada de uma luta há muito já esquecida, habitadas apenas por cadáveres em decomposição daqueles que um dia ali habitaram. As pacíficas ruas já não são bonitas, a natureza está morta, as lojas foram saqueadas e o cheiro podre de carne humana é tão forte que torna impossível caminhar um quarteirão sem parar para vomitar.
Mas ninguém se importa, porque não há mais ninguém para se importar.
O meu nome é John Cutler.
Há exatamente um ano o mundo acabou.
Essa é a minha história.


Parte 1 – Umbra

Eu não achava que era possível, mas o mundo fica cada vez mais cinza ao meu redor.
Ainda lembro como era larga a linha entre a luz e a escuridão, quando havia vida em Nova Aliança. As pessoas viviam cheias de certezas e seguranças, felizes em fazer parte da rotina diária da pequena cidade. Por todo o país, militares, quando enviados para outros continentes a fim de cumprir suas obrigações, caminhavam com um orgulho inabalável mesmo quando suas vidas pendiam na balança. Todos podiam dizer “isso é certo e aquilo é errado”, porque havia um certo e havia um errado.
O mundo sempre esteve em guerra. Pessoas morriam todos os dias, rostos anônimos nas periferias da cidade, manchas de sangue no jornal e assassinos fardados em território estrangeiro. A poluição atingia níveis alarmantes e líderes mundiais enchiam os bolsos gordos de dinheiro, enquanto idosos e crianças definhavam nas ruas.
Nada parecia tão real, porque nada realmente nos afetava. Nem a guerra, nem a falta de segurança, nem o planeta tossindo sangue. Tudo o que acontecia poderia ser absorvido ou ignorado, digerido facilmente com uma cerveja e um pedaço de carne no almoço.
Mas a linha entre a luz e a escuridão não é mais que uma sombra. O que um dia foi uma estrada clara, agora é uma neblina obscura, na qual eu vago mais por instinto do que por noção. Ainda assim, não foi o mundo que mudou, mas meramente o nosso entendimento sobre ele.
Aqueles que criavam suas próprias regras na sociedade viviam como marginais, mas a balança da moral não pesa mais para o lado daqueles cujas leis e criações colocam homens com nada a perder em uma posição de extrema insegurança?
Mas quando esses mesmos homens matam e roubam, não estarão eles atacando apenas outras marionetes do sistema, igualmente desesperados para encontrar a sua sobrevivência, nada mais que frágeis peças que movimentam as estruturas de uma sociedade condenada?
Dilemas morais nunca foram o meu forte.
Eu sempre fui um andarilho solitário em um mundo singular, cuidando das minhas necessidades da maneira que me convinha, com base naquilo em que sempre acreditei. Um ermitão, vivendo nas entrelinhas de uma realidade na qual há muito eu já perdi a fé.
Esse sempre foi o caminho mais fácil, mas seria o suficiente para agradar a minha consciência?
Serei um grande peixe em uma poça, na qual meus movimentos enviam ondas de choque para as margens que me cercam, alterando a realidade ao meu redor? Deveria me mudar para um lago, onde as minhas ações seriam nada menos que abalos na superfície; ou quem sabe ainda me mergulhar de cabeça no oceano do mundo esquecido, onde as minhas ações se tornariam quase imperceptíveis nas marés dos acontecimentos?
Em que ponto o meu orgulho termina e a segurança começa?
Eu nunca fui como eles. Como caçador, busquei a sabedoria de espíritos que nunca retornarão para a nossa terra, persegui seres inomináveis nas profundezas da minha mente e caminhei por estradas esquecidas pelos deuses, guardando segredos que fariam o cidadão comum nunca mais fechar os seus olhos durante a noite. Eu escolhi a escuridão, para que eles possam viver na luz.
O meu mundo sempre foi um mar de ilusões.
O que eu nunca soube, era que esse mundo podia acabar.
– John Cutler
________________________________________

Deixe sua opinião nos comentários!

Saiba mais: https://www.wattpad.com/story/72677393-limiar-dos-sonhos

9 comentários:

  1. Não vou dormir por uma semana.
    :'(

    ResponderExcluir
  2. Me lembrou os livros do Stephen King.

    ResponderExcluir
  3. Karina, tem uma fanfic que vc postou há um bom tempo atrás, o nome dela era Haven, eu acho, sobre a saga dos corvos, Eu estou louca procurando essa fic e nn sei nem se o nome dela era esse mesmo. Eu lembro que a capa era 4 garotas, e tinha uma menina chamada lucy. Onde ela está, vc pode me ajudar, por favor ?? Obrigada, beijos amo seu blog <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Não lembrava mais, mas procurei ehauehaueh
      Aqui está: http://www.bloglivroson-line.com/2015/10/fanfic-raven.html

      Excluir
  4. amei esse livro q pena q ele esta infompleto

    ResponderExcluir
  5. é possível passar o e-mail dele? estou interessada em entrar em contato com o autor, desde já agradesço.

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!