4 de maio de 2016

Capítulo 8

— NO JORNAL OFICIAL desta noite, o foco será você — Lady Brice andava na frente da minha mesa.
Era reconfortante assistir seus passos elegantes enquanto ela pensava em tudo. Papai era assim às vezes. Ele me fazia acompanhá-lo em suas caminhadas no jardim enquanto tentava resolver alguma confusão.
— Eu sei que não tenho muita experiência fazendo isso sozinha, mas Gavril estará lá para ajudar. E tenho uma ideia de como lidar com o meu progresso com a Seleção.
— Boa. Já era hora de você trazer algo novo para a tabela — ela brincou. — Falando da Seleção, há algo mais. Estou tentando decidir se vale a pena abordar.
Apertei os olhos.
— O que está acontecendo?
— Bem — ela começou. — Marid Illéa esteve em outro programa de rádio ontem. Temos uma gravação se você quiser ouvir, mas, basicamente, ele disse que visitou o palácio e que lhe enviou flores.
— E então?
— Então lhe perguntaram se isso significava alguma coisa.
Olhei para ela.
— Mas eu estou no meio de uma Seleção. Como...?
— Ele disse a mesma coisa, mas também disse que lamenta ter perdido o contato com você e como a senhorita cresceu e ficou bonita e inteligente — ela levantou uma sobrancelha quando senti minhas entranhas vibrarem um pouco.
— Ele disse isso?
Ela assentiu com a cabeça.
— Por que estamos falando disso? — Eu tentava equilibrar minhas respirações.
— Você precisa estar ciente de que vocês dois têm sido associados na imprensa. E isso poderia acabar em uma de duas coisas: minar a sua seleção ao ponto de parecer que você não se preocupa com ela, ou...
— Como isso poderia acontecer?
— Bem, se parecer que você está abandonando seus pretendentes por ele...
— Entendi. Qual é a segunda coisa?
— Poderia oferecer outro pretendente, se você não se opor.
Eu ri.
— Estou confiante de que as regras da Seleção sejam bastante vinculativas. Não acho que eu poderia simplesmente terminá-la por outra pessoa, poderia?
Ela encolheu os ombros.
— Ele é bastante popular.
— Você está me aconselhando a considerá-lo?
— Não. Estou aconselhando-a a estar ciente de que isso se tornou público, e que você precisa estar consciente de como interage com ele. E com a Elite.
— Eu posso fazer isso. Especialmente a partir do fato de que quase não interagi com ele. Não quero fazer nada que possa prejudicar esse processo. Já fiz isso acidentalmente tantas vezes, e quero que as pessoas saibam que importa para mim. Eu não fiz nada para incentivar Marid, e não acho que valha a pena abordar no Jornal Oficial.
— Concordo.
— Ótimo.
Somente comigo um ato generoso de bondade era distorcido em algo escandaloso.
— E agora, não me leve a mal, mas o que está vestindo hoje?
Olhei para mim mesma.
— Eu não faço ideia. Quase não fui capaz de me vestir.
Ela estudou as minhas roupas.
— Isso vai parecer mais como um insulto, mas confie em mim quando digo que essa não é a intenção. Acho que você precisa se incrementar um pouco. Enquanto as roupas que você escolheu ou projetou no passado podem ter sido bonitas, é hora de seguir em frente e parar de brincar com a sua moda, usando-a como um meio de reforçar de suas palavras.
Parecia uma facada no estômago, pensar em desfazer esta imagem que eu tinha feito apenas para mim e transformá-la em algo para outras pessoas.
— Entendi. Em que está pensando?
Ela cruzou os braços, avaliando.
— Você poderia pegar um dos vestidos da sua mãe?
Olhei para o relógio.
— Se eu for agora, posso arranjar alguma coisa. Mas Neena é a única que pode ajustá-lo rápido o suficiente, e ela precisa terminar a minha agenda para a próxima semana. E eu tenho um encontro no almoço.
Ela juntou as mãos.
— Ohhhhh.
— Ah, sério? Como se não fosse ruim o suficiente ter a minha avó dizendo a Fox o quanto ele é bonito.
Lady Brice colocou os braços em torno de si mesma e riu.
— Ela realmente fez isso?
— Não há como parar aquela mulher.
— Deve ser de família. Depressa. Vá pegar um vestido.
— OK. Mandarei para Hale. Tenho certeza de que ele é tão habilidoso quanto Neena, e acho que descobriremos quão rápido ele é. E faça uma lista a ponto de bala para mim esta noite. Estou apavorada com o fato de ir sem nada.
— Eu cuido disso.
Disparei para o corredor, esperando que a mamãe não tivesse sido liberada ainda da enfermaria porque eu me sentiria totalmente horrível se a incomodasse, procurando por um vestido em seu quarto. Não dei mais do que dois passos para fora da porta, quando vi Gunner esperando por mim.
Ele saltou do banco imediatamente e fez uma reverência.
— Oi. Está tudo bem? — perguntei, aproximando-me.
— Sim,— disse ele. — Bem, exceto pelo fato de que eu estou provavelmente prestes a fazer algo tão incrivelmente estúpido que posso sentir meu coração batendo por todo o meu corpo.
— Oh, por favor, não. Já tive o bastante de estupidez por toda uma vida.
Ele riu.
— Não, não dessa forma. Eu só... Eu queria perguntar-lhe uma coisa.
Eu levantei minhas sobrancelhas, procedendo com cautela.
— Ok. Você tem dois minutos.
Ele engoliu ruidosamente.
— Ok, uau. Então, estou realmente lisonjeado por a senhorita ter me mantido entre os seis finais. Isso me fez sentir como se eu tivesse feito a coisa certa, embora eu ainda não saiba o quê.
Dei de ombros.
— Seu poema me fez rir. O riso é importante.
Ele sorriu.
— Eu concordo, mas isso meio que prova meu ponto — ele balançou as mãos. — É só que, aqui dentro, com você tão ocupada e eu nunca tendo um tempo a sós com a senhorita, eu estava pensando sobre quão boas as minhas chances são.
— É uma pergunta justa. Mas eu realmente não posso responder isso agora. Tenho tanta coisa para entender.
— Exatamente — respondeu ele com entusiasmo. — Então, pedirei algo ridículo. Eu poderia beijar você?
Dei um passo para trás.
— Perdão?
— Nós não temos que fazer isso se você não quiser. Mas acho que um beijo pode dizer muito. Acho que um beijo seria suficiente para você para saber se vale a pena eu ir atrás de você ou você vir atrás de mim.
Havia algo de doce em seu pedido, pois mesmo que uma imagem de mim beijando Kile tivesse sido espalhada por todo o país, ele ainda não achava que eu simplesmente chegaria e beijaria qualquer um. E ele aprendera o suficiente com a expulsão de Jack para agir com cuidado. Mas isso só me fez querer dar o que ele estava pedindo. No entanto, para que fazer isso? Para perder potencialmente um pretendente da Elite sem sequer tentar conhecê-lo melhor? Era uma tolice.
— Você poderia ser um príncipe. Poderia ter tanto dinheiro que nem saberia o que fazer com ele, seria tão famoso que não haveriam televisões que não exibissem seu rosto. Está disposto a apostar tudo isso em um beijo?
— Estou disposto a apostar a sua felicidade e minha nisso.
Eu inspirei, pensando.
— Ok.
— Sim?
— Sim.
Uma vez que a surpresa passou, Gunner colocou a mão na minha cintura. Ele baixou o rosto para o meu, parando momentaneamente para rir.
— Isto é um pouco surreal.
— Estou esperando.
Ele sorriu um pouco antes de os nossos lábios se tocaram. Havia uma abundância de coisas boas no beijo.
Sua boca não estava rígida, e ele não tentou enfiar a língua na minha garganta. Ele também cheirava muito bem, embora não como canela ou flores ou qualquer coisa reconhecível. No geral, eu diria que não foi ruim.
Mas então, o fato de que eu poderia fazer essa avaliação enquanto aquilo estava acontecendo...
Gunner se afastou, apertou os lábios, considerando.
— Não, né?
— Eu acho que não. Não que tenha sido ruim! — ele balançou sua cabeça.
— Só não foi tão bom.
— Exatamente — sua postura se aliviou. — Muito obrigado por esta experiência, mas acho que é hora de eu ir para casa.
Eu sorri.
— Tem certeza disso? Você é bem-vindo para ficar para o Jornal Oficial, e ir para casa pela manhã.
— Não — ele sorriu timidamente. — Acho que se eu ficasse, eu tentaria convencer-me de voltar atrás. A senhorita pode ser a garota mais bonita que já conheci, mas... não acho que seja a garota para mim. Eu odiaria encontrar uma razão pela qual a senhorita poderia ser quando tenho tentado dizer a mim mesmo que isso era improvável.
Eu estendi minha mão.
— Eu respeito isso. Boa sorte para você, senhor.
Gunner apertou a minha mão.
— E para você, Alteza.
Quando Gunner caminhou para a escada, vi um mordomo escoltando Hale para o quarto da mamãe. Eu acenei para ele, embora seus olhos estivessem no meu pretendente rejeitado enquanto eles passavam.
— O que Gunner estava fazendo aqui? — perguntou.
— Fazendo uma escolha. Venha comigo. Preciso das suas mãos.

20 comentários:

  1. Mds... infartando aki ❤ muita emoção pra um livro só. .scrr😍😍

    ResponderExcluir
  2. Pelo anjo! O que foi isso?
    Ass: Bina.

    ResponderExcluir
  3. Owwwwn nunca gostei dele msmkkkkjjjj

    ResponderExcluir
  4. "— O que Gunner estava fazendo aqui? — perguntou.

    — Fazendo uma escolha. Venha comigo. Preciso das suas mãos."

    Nossa, isso saiu tão estranho kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. que estranho isso! tipo posso te dar um beijo/ não gostei/ to indo embora, tchau, tenha uma boa vida!

    como assim???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KklkkkkklTipo isso Kkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. considerando juntar 35 pessoas através de um sorteio, para escolher um cônjuge, isso me parece até normal! kkkk

      Excluir
  6. Já imaginava que Gunner fosse sair mesmo, mas nem passou pela minha cabeça que ele ia fazer um pedido desses!

    ResponderExcluir
  7. não torcia pelo Gunner nem achava que ele teria alguma chance de acabar com Eady mas não esperava por isso!
    que fofo <3

    ResponderExcluir
  8. "Preciso das suas mãos"? Que frase...kkkkkkkkk. Gostei da atitude desse cara, melhor do que ser só figurante, nem sei escrever o nome dele. Como assim Marid na Seleção?! Não! Esse cara aparece do Hades pra atrapalhar os outros! Só não invetem de colocá-lo como o sexto da Elite.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yah, enquanto os outros atravessaram as portas da morte para se juntarem a Gaia, ele atravessou para se inscrever na seleção. #sorry #EuEAsReferências

      Excluir
  9. Aparece do hades? Meio sangue localizada hsuahauahauaa

    ResponderExcluir
  10. Pelo anjo oq foi esse capítulo?é muita emoção pra um só livro e um só coração santo Zeus

    ResponderExcluir
  11. Aparece do hades? Meio sangue localizada hsuahauahauaa

    ResponderExcluir
  12. unicornia com gliter24 de outubro de 2016 16:44

    pelo anjo! Meu$ Deu$e$ o que foi i$$o???
    Po$$o te beijar? não go$tei! fui! Boa $orte alteza
    kkkkkkkkkkk tive um mini infarto de tanto rir
    E e$$e Merid pen$a que é quem? Aparece do nada e começa a chama a Eady de bonita?
    o que ele quer? pq não apareceu ante$, agora $ó pq $oube que ela ta procurando um marido ele aparece!
    Nem vem que não me engana não moço! ninguem te quer na hi$tória, $ai dai
    -_-

    ResponderExcluir
  13. owwwwww que fofis vou sentir sAUDADESSSSSS BJJSSSSSS

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!