4 de maio de 2016

Capítulo 32

ANTES QUE O SUPOSTO DIA MAIS importante da minha vida pudesse começar, fui convocada para o Salão das Mulheres. Minha mãe poderia ter fixado a corte em qualquer lugar, e eu ainda não entendia o que fez algum salão enorme ser seu lugar favorito. Contudo, ela tinha chamado, e eu ia ao seu encontro.
Madame Lucy estava lá, e tia May também. Eu não sabia como ela soube da notícia, mas eu estava tão emocionada que atravessei o salão até ela. Só então vi que minha amada tia não era a razão pela qual eu fora chamada. Madame Marlee chorava no ombro de mamãe.
Ela olhou para cima e se concentrou em mim.
— Se não queria se casar com ele, tudo bem, mas por que – por que – o baniu? Como vou viver sem meus filhos?
— Josie ainda estará aqui — lembrei-a suavemente.
Ela levantou um dedo para mim.
— Não banque a espertinha. Você pode ser rainha, mas ainda é apenas uma criança.
Os olhos de mamãe correram entre nós duas, sem saber o que fazer: defender uma filha que tinha idade suficiente para se defender, mas que era sua filha, no entanto, ou confortar uma amiga cujo filho estava deixando-a sem muito aviso – uma dor que ela entendia intimamente.
— Madame Marlee, você tem que me deixar explicar — atravessei a sala, observando-a em uma cadeira. — Eu amo Kile. Ele se tornou mais precioso para mim do que eu jamais poderia ter esperado. E a verdade é que ele teria ficado por mim. Poderia até mesmo teria ficado pela senhora. Mas você realmente quer isso?
— Sim! — ela insistiu, encarando-me com os olhos vermelhos.
— O coração da minha mãe quase literalmente quebrou quando Ahren nos deixou. Ele quebrou o meu. Isso significa que ele devia ter ficado aqui para sempre?
Ela não respondeu. Vi que os olhos da mamãe estavam baixos, e ela apertou os lábios, como se talvez só estivesse entendendo isso sozinha agora.
— Sei que não deveria falar sobre as coisas que nos deixam desconfortáveis. Como a forma como suas mãos acabaram cobertas de cicatrizes — falei, olhando Madame Marlee. — Mas precisamos falar sobre isso. É impressionante o que você fez por amor, e eu a invejo e admiro por isso.
Seu rosto se repuxou, lágrimas derramando de novo, e lutei para me manter firme. Eu tinha muitas pessoas contando comigo hoje.
— Todos nós sabemos o que a senhora fez, e todos nós sabemos como foi restaurada, e entendo que pense que de alguma forma permanentemente está em dívida com a nossa família, mas não está. Madame Marlee, o que mais acha que podemos desejar de você?
Ela ainda não disse nada.
— Pergunte À minha mãe. Ela não quer que você fique presa aqui. Você pode ir com o seu filho, se quiser. Poderia viajar o mundo como os dignitários, se quiser. Pensar que só porque sua vida foi poupada a senhora não pode fazer isso, é uma mentira. E passar esse fardo para seus filhos? Fazer com que um jovem dotado, talentoso e apaixonado passe os melhores anos de sua vida enfiado por trás dessas paredes? Isso é cruel.
A cabeça de Madame Marlee caiu em suas mãos.
— Você poderia ter ido — mamãe sussurrou para ela. — Pensei que soubesse.
— Não é assim, não para mim. Carter e eu teríamos morrido anos atrás, se não fosse por você e Maxon. Não sinto como se eu pudesse nem começar a agradecê-los.
— Você fez amizade comigo quando eu era uma estranha. Me falou quando estava saindo da Seleção. Segurou meu cabelo quando eu me senti mal. Lembra-se, porque sempre acontecia no período da tarde?
As duas riram.
— Quando eu estava com medo deste trabalho, você me disse que eu poderia fazê-lo. Você ajudou a costurar uma ferida de bala, pelo amor de Deus.
Eu estava prestes a perguntar sobre isso, mas optei por deixar passar.
Madame Lucy se aproximou e se ajoelhou ao lado de Madame Marlee, pegando sua mão.
— Temos um passado muito enrolado, não é? — perguntou ela. Mamãe e Madame Marlee sorriram. — Cometemos erros e mantivemos segredos e fizemos muitas coisas tolas, juntamente com as boas. Mas olhem para nós. Nós somos mulheres adultas. E olhem para Eadlyn.
As três fizeram exatamente isso.
— Ela deverá se ver daqui a vinte anos e estar presa a cada pequeno lapso de julgamento? Sentindo-se acorrentada por eles?
Engoli em seco.
— Nós devemos? — Madame Lucy concluiu.
Os ombros de Madame Marlee caíram, e ela puxou a mamãe e Madame Lucy para perto.
Assisti isso, sentindo um nó na garganta.
Chegaria o dia em que minha mãe já não estaria aqui, em que minha tia não poderia mais nos visitar, e em que estas senhoras se afastariam. Mas então haveria eu e Josie e Neena, com os filhos, primos e amigos. Viveríamos juntas e teceríamos nossas vidas uma na outra, mantendo uma irmandade sagrada que apenas um punhado de mulheres já vi experimentarem.
E eu estava feliz que a minha mãe tivesse escolhido vir para cá, de todos os lugares do país, para a casa de um estranho, e confiado em uma menina em um avião e feito amizade com a garota que preparava seus banhos, e não importasse quanto elas se separassem, nunca estariam afastadas.
Não de verdade.

18 comentários:

  1. Gente, chorei mais nesse capítulo, por causa dessas três, do em qualquer outro! Que saudade da Meri!!!

    ResponderExcluir
  2. amei oo 2 ultimos paragrafos!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. O vontade de ler tudo de novo , essas 3 acabam comigo gente , eu amo esses momentos fofurinhas e amigas para sempre 😓

    ResponderExcluir
  4. Chorando oceanos de saudades😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭😭

    ResponderExcluir
  5. To chorando que LINDASSSSS *---* <33333

    ResponderExcluir
  6. Eu sou o unico que ta morrendo de dó do Henri? Cara...ele é um amor. vai se magoar

    ResponderExcluir
  7. Como faz pra para de chorar em? 😭😭😭😭😭😭América marlee Lucy Anne vcs sempre estarão no meu coração 😭😭😭😭

    ResponderExcluir
  8. Tem outro livro chamado felizes para sempre

    ResponderExcluir
  9. Nem acabei o livro e ja estou com saudade da Meri e suas damas. tadinha da marlee...

    ResponderExcluir
  10. NÃAAAAAAO ESTÁ QUASE A ACABAR NÃAAAAO

    Ass: Joana

    ResponderExcluir
  11. Ah, cara, veio uma nostalgia total agora!

    ResponderExcluir
  12. Nossa... Estou sem palavras pra descrever esse capítulo. Pra mim foi o melhor do livro inteiro.

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!