4 de maio de 2016

Capítulo 26

CHEGUEI AO ESCRITÓRIO um pouco mais tarde do que eu pretendia na manhã seguinte. Eu tinha puxado meu cabelo para trás e me vestido em uma correria, mas não importa quanto tempo passei me maquiando, eu não conseguia apagar o meu sorriso.
Era uma sensação deliciosa estar apaixonada. Já tive momentos de luxúria em minha vida, e pensei que eu tivesse gostado disso antes, mas percebi agora era apenas uma imitação barata de algo que, em primeiro lugar, não deveria ser imitado.
Lembrei-me de que acabaria, e que eu já tinha acertado tudo com ele. Eu sabia que escolheria Kile; falei isso a Eikko. Kile me faria feliz, e eu esperava poder fazer o mesmo por ele.
Imaginei que, em algum momento, uma vez que Kile soubesse que eu o escolheria, eu seria honesta com ele sobre algumas dessas coisas. E eu conhecia Kile bem o suficiente para saber que ele entenderia se eu confessasse me sentir confusa sobre o processo e que beijar Eikko não foi algo que planejei, sendo que tudo era verdade. Eu não queria esse assunto pairando sobre nós.
Qualquer um de nós.
E uma vida ao lado de Kile não seria exatamente uma sentença de prisão. Ele era inteligente, apaixonado, engraçado, charmoso – uma dúzia de coisas que um marido deveria ser. Ele seria amado pelo povo – nosso povo – e ficaria ao meu lado contra Marid. Ele era tão carismático, podia até mesmo eclipsar Marid. E, do fundo do meu coração, eu esperava que houvesse uma chance de aprender a amá-lo, agora que eu sabia o que realmente sentia.
Por enquanto, eu tinha alguns dias preciosos com Eikko, e estava pronta para aproveitar cada um.
Neena bateu na minha mesa, trazendo minha atenção de volta para o presente.
— A senhorita está bem? Em que está pensando?
— Hmm...
Para ser honesta, eu estava pensando sobre como Vossa Majestade Eadlyn Helena Margarete Schreave de Koskinen soava, e como de repente todos esses nomes juntos parecia um verso de poesia. Mas então olhei em seus olhos e vi que eles estavam tingidos de vermelho.
— Em você — respondi. — Está tudo bem?
— Eu estou bem — ela respondeu em um tom que não convenceu realmente. — É apenas Mark. Ele está trabalhando muito, e agora tenho que trabalhar mais, está ficando mais difícil de manter o contato. Você sabe. Distância não é algo grande até que se impõe na sua vida.
Tomei suas mãos.
— Neena, a última coisa que quero fazer é afastá-la da pessoa que ama. Você é uma garota brilhante; pode trabalhar em qualquer lugar...
— Você está me demitindo? — ela sussurrou, me olhando como se estivesse prestes a chorar.
— Claro que não! O pensamento de você me deixar parte meu coração. Se existirem amigas de alma, você é a minha, e não quero que você vá a lugar algum. — Ela riu através de seus olhos úmidos. — Eu simplesmente não posso suportar vê-la perder algo que lhe é tão importante.
— Entendi. Você tem alguma ideia de como é difícil para mim sentar e olhar a sua vida agora?
Suspirei.
— Minha vida é algo completamente diferente. E, como você disse, eu poderia estar pior.
— Eadlyn, por favor, repense. Deve haver uma maneira melhor de parar Marid.
— Se houver, não tenho tempo para pensar. Se eu não garantir meu lugar agora, terei um reinado cheio de pessoas tentando me usurpar e falhando, ou pessoas tentando e conseguindo. Essas opções não são aceitáveis. Isso é importante para mim. Eu não posso me comprometer.
Ela assentiu com a cabeça.
— Bem, nem pode, nem vai. E eu não poderia deixá-la assim.
Peguei a mão dela, grata, como sempre, pela sua presença em minha vida.
— Diga-me se mudar de ideia — insisti. — Se precisa ir embora, eu poderia...
Fiquei espantada e em silêncio pela visão de Josie entrando no escritório equilibrando uma bandeja nas mãos. Ela colocou uma xícara de café na frente de Neena e outra na minha frente antes de falar.
— Todo mundo falou que você toma seu café com duas colheres de açúcar, mas se estiver errado, posso buscar outro.
— Não, não — respondi, ainda um pouco confusa. — Está certo.
— Ok. E eu estava passando pela sala de correspondência e vi isso, então percebi que eu poderia trazê-las para você. — Ela colocou um punhado de cartas na caixa de madeira da minha mesa.
— Obrigada.
Ela assentiu com a cabeça.
— Além disso, vi sua mãe esta manhã. Ela está muito bem. Não vi qualquer um dos meninos.
— Boa sorte procurando por eles — eu disse com um sorriso. — Obrigada, Josie.
— É o mínimo que eu poderia fazer — ela deu de ombros. — Eu não estou ocupada, se precisar de mais ajuda.
— Neena?
Virei-me, e vi que ela ainda estava assimilando esta mudança.
— Como está a sua caligrafia? — ela perguntou.
— Excelente — Josie respondeu, sorrindo.
— Tudo bem, então.
E assim, eu tive uma adição inesperada para o escritório.


Fox estava calmo enquanto caminhávamos pelos corredores do palácio. Não foi o mais emocionante dos encontros, mas a nuvem constante de preocupação que pairava sobre a minha cabeça minou qualquer criatividade que eu tivesse. Ainda assim, enquanto o fotógrafo verificava as imagens na parte de trás de sua câmera, ele parecia satisfeito.
— É um pouco triste que não possamos ir a um restaurante ou fazer algo divertido como... a senhorita joga boliche? — perguntou Fox.
— Não — respondi com uma risada. — Calçar sapatos que milhares de outras pessoas já calçaram e colocar meus dedos conscientemente em um lugar no qual sabe-se lá quantos germes existem? — estalei a língua. — Não é para mim.
Ele sorriu.
— Mas é tão divertido! Como pode sequer pensar em germes?
— Osten uma vez pediu para jogar boliche no seu aniversário. Alugamos toda uma pista de boliche para a tarde. Depois que percebi que teríamos que usar sapatos usados, não consegui superar. Não importa a quantidade de desinfetante que tenham passado lá, eu não estava pronta para isso. Todo mundo jogou, mesmo a mamãe, mas eu só assisti.
— Isso é triste. A senhorita tem medo de germes? — Seu tom era quase zombeteiro.
Eu deixei o desprezo passar.
— Não. É apenas incrivelmente desagradável.
— Bem, isso resolve tudo — disse ele.
— Resolve o quê?
— Se a senhorita se casar comigo, a primeira ordem será instalar nossa própria pista de boliche pessoal.
Eu ri.
— Eu não estou brincando. Talvez pudéssemos acabar com o estúdio e colocá-la lá.
— Sem mais Jornais Oficias? — perguntei com alegria. — Ok, isso pode ser bom para mim. Estou dentro.
— Você poderia projetar seus próprios sapatos!
— Oooooh! — Eu já podia me imaginar pegando aqueles sapatos feios e tornando-os algo digno da realeza. Seria um projeto divertido. — Isso é algo que eu realmente gosto em você, Fox. Você é bom em aliviar o clima.
— Acho que já temos tudo, Majestade — o fotógrafo falou, recuando. — Obrigado.
— Obrigada — devolvi. — Me desculpe por isso. Com as coisas chegando ao final, as pessoas realmente querem uma espiada em tudo.
— Oh, eu não me importo — disse Fox. — Sinto-me com sorte, chegar até aqui, estando com a senhorita.
Esfreguei meu polegar em sua mão.
— Obrigada, Fox. Sei que tenho estado ocupada.
— Eu pareço triste? Estou no primeiro encontro com você como rainha. Quão incrível é isso?
Eu não tinha sequer considerado como isso podia ser compreendido. Eu estava esperando sugerir que ele pudesse sair em breve. Agora eu me sentia sem saída.
— Eu tenho sido tão rude. Como você vai? Como está sua família?
— Papai disse que está tudo bem. Ele vem se gabando, fazendo todos pararem e ouvirem. “Você viu que Fox está entre os quatro finalistas? Esse é o meu menino.” — Ele balançou a cabeça. — Acho que ele não teve muito o que comemorar por um tempo, por isso mesmo que eu meio que quero dizer-lhe para se acalmar, mas eu não posso. Pelo menos não tenho que vê-lo cara a cara.
Eu ri.
— Sei o que você quer dizer. Meu pai é bom em fotografia, e ele gosta de documentar cada pequena coisa. Por alguma razão, pode ser mais constrangedor quando é ele e não um jornalista, mesmo quando ambos fazem exatamente a mesma coisa.
— É o seu pai. É pessoal.
— Sim.
Ficamos em silêncio, e o palácio parecia vazio. Por um momento, eu me lembrei da aglomeração de rapazes que tinha invadido a minha vida apenas dois meses atrás. Eu me perguntava se continuaria pensando neles após tudo acabar.
— De qualquer forma, ele está indo bem, considerando tudo — disse Fox, preenchendo o silêncio. — Ele é muito orgulhoso, mas continua a me fazer perguntas que nunca tenho certeza de como responder.
— O que você quer dizer?
Assisti a mudança acontecer na expressão de Fox, de determinação à constrangimento.
— Ele fica me perguntando se eu a amo. Ou se você me ama. Eu disse a ele que não posso ir ao seu escritório exigindo uma declaração de amor. — ele sorriu, mostrando que entendia o quão pouco razoável o pedido era. — Eu nunca iria pedir-lhe para me dizer sobre os seus sentimentos. Não tenho a certeza de que seja justo. Mas pensei que a senhorita deveria saber que eu... eu...
— Não diga isso.
— Por que não? Me sinto assim faz um tempo, e agora, e eu queria te falar.
— Eu não estou pronta para ouvir.—
Eu me afastei, meu coração ecoando em meus ouvidos. Isto foi muito rápido, muito repentino. Eu mal tinha começado a falar com ele recentemente, e agora isso?
— Eadlyn. Eu quero que a senhorita, pelo menos, saiba como eu me sinto. Você vai ter que escolher alguém em breve, então não seria sábio ter essa informação?
Virei-me para ele. Se eu podia enfrentar repórteres e dignitários, podia enfrentar um garoto.
— Vá em frente, Fox.
Seu sorriso era pequeno, mas sincero.
— Acho que tenho sido um caso perdido para a senhorita desde a noite em que me deixou ficar. Você foi tão gentil comigo no meio da pior noite da minha vida, e estou desesperado para que conheça a minha família. Eu quero vê-la na praia de Clermont; quero que passe uma noite ao redor da mesa com a gente. De um milhão de maneiras, penso que a senhorita combina perfeitamente com os Wesley.
Ele fez uma pausa, balançando a cabeça como se não pudesse acreditar que falou isso.
— Eu quero ajudá-la. Quero estar lá para você de qualquer maneira que eu puder. E gostaria de pensar que a senhorita poderia estar lá para mim. Eu não sei quanto tempo mais tenho com o meu pai. Eu gostaria que ele soubesse que eu escolhi um caminho antes de morrer.
Fechei os olhos, sentindo-me sobrecarregada com a culpa. Não muito tempo atrás, minha mãe estava sobre o que eu achava que era seu leito de morte. Eu entendia o desejo.
— Mas isso não significa que eu posso torná-lo realidade — murmurei.
— O quê?
— Nada — respondi, balançando a cabeça. — Fox, estes são belos sentimentos. E eu admiro sua honestidade, mas não estou pronta para fazer promessas.
— Eu não estou lhe pedindo isso — ele se aproximou, pegando a minha mão. — Eu só precisava que você soubesse como eu me sentia.
— E agora que você falou, levarei em consideração, enquanto estiver fazendo a minha escolha. Que será em breve.
Ele esfregou minha mão, um gesto que foi menos reconfortante do que deveria.
— Estou falando sério com você, Eadlyn. Não duvide.
— Oh, eu não duvido — sussurrei. — Nem um pouco.

28 comentários:

  1. De 6 garotos. 5 estao disponíveis a ela. Adivinha qual ela fica afim? ? . Isso mesmo o que ela nao pode ficar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, eu queria q ela escolhesse o carinha óbvio (se nome pra n dar spoiler), mais ai tipo tbm o q cara errado só q tipo: Q se dane q é óbvio pq não escolheu ele como nao se apaixonar por ele???...

      Excluir
    2. Pior que é verdade...
      Triste realidade, ou ficção
      Rs rs

      Excluir
    3. Nem me fale. É muito sofrimento! Kkkk

      Excluir
    4. isso é igual ao ditado: O PROIBIDO É MAIS GOSTOSO!!

      Excluir
  2. Eadlyn foi mt dura com Fox agora >_>

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. # teamkiliiiiiiiiiiii amo você ..infelismente penso que não vá a contecer

      Excluir
  4. ela tem que ficar com o kile


    #TeamKile

    ResponderExcluir
  5. #teamEikko shippo fortemente

    ResponderExcluir
  6. #teamEikko shippo fortemente

    ResponderExcluir
  7. #TeamKile, Pra mim,Eadlyn deveria ficar com ele,acho os dois tão bonitos juntos... Não gosto de Eikko,acho ele mimizento de mais 😶😶. Ainda continuo lutando por Kile e Eadlyn... Morro de saudades de América e Maxon ❤️

    ResponderExcluir
  8. O Kile gosta dela mano, não é possível que a Kiera vá ser ruim assim 😂

    ResponderExcluir
  9. Eu dou uma olhada nos comentários, e é bem triste ver que nn existem as Team Henri ;-;
    Parece que a Kiera colocou ele ali só para o Eikko existir ;-;
    Parte o coração de uma Team Henri, como eu :v
    -A

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb sou #TeamHenri acho ele bem humilde fofinho e tals mas parece que ele foi descartado néh ;( então agora to apoiando o kile embora seja óbvio que ela vai ficar om o Erik não sei como mas algo me diz que vai dar certo.

      Excluir
  10. #TeamKile

    Minhas opiniões não vão ajudar a mudar nada caso ele não for escolhido, mais é um desejo profundo. Queria que fosse o filho do Aspen, mais quando descobri que ele não tinha, me apaixonei pelo Kile. Afinal, a America sempre tinha desejado a vitoria da Marlee, que é uma grande amiga dela, e isso me faz sentir muito feliz. Mais como a vida dele teve reviravoltas, tudo deu certo. Sou #TeamKile e isso não vai mudar. A Eadlyn é confusa, mais ela mudou, isso me faz gostar um pouco dela, mais assim que tiver o resultado da seleção e se ela não escolher o Kile, eu não leio mais. Só li o livro por causa do Maxon, a America, o Ahren, e o Kile, então, Kile, vença.

    ResponderExcluir
  11. As guria tudo shipando #TeamKile e #TeamEikko ai advinha a idiota aki shipa #TeamLeo kkkk

    ResponderExcluir
  12. 6 garotos,ela pode escolher entre 5,adivinha qual ela quer? Pse

    ResponderExcluir
  13. Poucas pessoas sao Teamkile mas acho q e melhor eu torcer TeamEikko q eu estou presentindo q vou ganhar ela tem q ficar com quem se apaixona e nao com o kile so pq eles se conhecem praticamente a vida todaa mas tbm n quero q ela a mande embora nao nao e nao gente respeita ela ta apaixonadaa ainda bem ne pq isso n estava nos planos dela desde o comeco
    va

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente tipo seria lindo ela com Kile só que eu acho que seria uma coisa forçada e óbvia de mais.Eu acho lindo esse envolvimento dela com Eikko. Só espero me surpreender no final.

      Excluir
  14. Acho que talvez o Fox fique revolts quando a Eadlyn não escolher ele!

    ResponderExcluir
  15. que merda ... to com odio da eadlyn nmrl

    ResponderExcluir
  16. Só eu que lembrei dos Weasley quando o Fox falou família Wesley?

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!