28 de fevereiro de 2016

Capítulo 45

O homem amarrado à mesa gritava quando o demônio correu suas mãos pelo seu peito nu, suas unhas tirando sangue e deixando linhas vermelhas.
Escute-o, o príncipe demônio sussurrou. Ouça a música que ele faz.
Além da mesa, o homem que costumava se sentar no trono de vidro perguntou:
— Onde os rebeldes estão se escondendo?
— Eu não sei, eu não sei! — o homem gritou.
O demônio correu uma segunda unha no peito do homem. Havia sangue por toda parte. Não se encolha, animal covardeAssista, saboreie.
O corpo – o corpo que podia ter tido uma vez – o traiu por completo. O demônio agarrou-o com força, obrigando-o a assistir quando suas próprias mãos agarraram um dispositivo de aparência cruel, encaixando-o no rosto do homem, e começou a apertar.
— Responda-me, rebelde — ordenou o homem coroado.
O homem gritou quando a máscara apertou.
Ele poderia ter começado a gritar, também, podia ter começado implorando ao demônio para parar.
Covarde – humano covarde. Você não gosta da dor dele, seu medo?
Ele poderia, e o demônio empurrou cada prazer que sentia para ele.
Se ele fosse capaz de vomitar, teria feito isso. Ali não havia tal coisa. Ali não havia escapatória.
— Por favor — o homem em cima da mesa implorou. — Por favor!
Mas suas mãos não pararam.
E o homem continuou gritando.

8 comentários:

  1. Eu tento n pensar muito no quanto o Dorian tá sofrendo pq dá uma vontade de chorar...

    ResponderExcluir
  2. no começo estava triste pelo doriam agora to morrendo de raiva dele pô ele nem tenta resistir!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Sinto que eh o nosso querido ress ali ;(

    ResponderExcluir
  4. NAO GOSTO DE SOFRER ASSIM JA PENSO ALA COMO SOFRE DORIAM

    ResponderExcluir
  5. eu achando q esse cap continuaria com lyssandra...

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!