8 de fevereiro de 2016

Capítulo 32

Celaena acordou na própria cama, e soube que não haveria mais sedativos em sua água.
Não haveria mais conversas no café da manhã com Nehemia nem lições sobre as marcas de Wyrd. Não haveria mais amigas como ela.
Celaena soube, sem precisar olhar, que alguém a havia limpado. Ao piscar contra a claridade da luz do sol no quarto – a cabeça instantaneamente latejou depois de dias na escuridão da masmorra – encontrou Ligeirinha dormindo em seu corpo. A cadela ergueu a cabeça para lamber o braço de Celaena algumas vezes antes de voltar a dormir, o nariz aninhado entre o cotovelo e o tronco da dona. A assassina se perguntou se Ligeirinha conseguia sentir a perda também. Costumava imaginar se Ligeirinha amava a princesa mais do que ela.
Você não passa de uma covarde.
Celaena não podia culpar a cadela. Fora daquela corte e daquele reino pútridos, o restante do mundo amava Nehemia. Era difícil não amar. A assassina adorara a princesa desde o momento em que colocou os olhos nela, como se fossem almas gêmeas que, finalmente, haviam se encontrado.
Uma alma amiga. E agora Nehemia se fora.
Celaena levou a mão ao peito. Que absurdo – absurdo e inútil – o coração dela ainda bater e o de Nehemia não.
O Olho de Elena estava quente, como se tentasse oferecer algum conforto. Celaena deixou a mão voltar para o colchão.
Nem mesmo tentou sair da cama naquele dia, depois que Philippa a convenceu a comer e deixou escapar que ela havia perdido o funeral da princesa. Andava ocupada demais entornando sedativos e escondendo-se do luto na masmorra para estar presente quando puseram sua amiga na terra fria, tão longe do solo aquecido pelo sol de Eyllwe.
Você não passa de uma covarde.
Então Celaena não saiu da cama naquele dia. E não saiu no dia seguinte.
Ou no seguinte.
Ou no seguinte.

9 comentários:

  1. Ela ficou com depreção gente. Cootadimja da cel

    ResponderExcluir
  2. Gente q Bad,eu emm kkkk
    To adorando esse livro vllw por postar Karina

    ResponderExcluir
  3. EU QUE JÁ ESTOU COM DEPRESSÃO!

    ResponderExcluir
  4. Chorei agora com essa parte vei :'( "Celaena levou a mão ao peito. Que absurdo – absurdo e inútil – o coração dela ainda bater e o de Nehemia não." NÃO TÔ SABENDO LIDAR

    ResponderExcluir
  5. Ai que ódio..
    Se fosse minha melhor amiga que tivesse morrido teria um ataque igualzinho o da Celaena...

    Sann

    ResponderExcluir
  6. Sei lá, só eu pensei que essa pode ser uma farça de Nehemia e Elena?
    Me veio a mente a conversa delas em um dos capítulos anterior.

    Juh

    ResponderExcluir
  7. Não sou capaz de opinar.

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!