31 de outubro de 2015

Vinte e oito

Abro a gaveta deslizando-o, empurrando freneticamente o livro para dentro enquanto o ruído surdo de passos abre caminho pelo corredor.
Apenas o tinha fechado quando Jude aparece e diz:
― Trabalhando até tarde?
Entra no quarto e oferece a mão para Damen que, em dúvida, espera um momento para avaliá-lo, antes de lhe oferecer a sua. Inclusive depois de ter soltado sua mão, seu olhar permanece focado, imóvel, sua mente longe.
― Então o que está acontecendo aqui? Hoje é dia de levar sua família ao trabalho? — Jude sorri, embora não veja exatamente seus olhos.
― Não! Só estávamos... — Engulo a seco, sem ter ideia do que vem depois, olhando seu profundo e conhecido olhar e, rapidamente, desviando a vista.
― Estávamos olhando seu Livro das Sombras — diz Rayne, com os braços cruzados e os olhos entreabertos. ― E nós estávamos perguntando de onde o tinha tirado?
Jude assente, levantando os cantos de seus lábios quando diz:
― E vocês são...?
― Romy e Rayne — digo ― Elas são minhas... — Olho-as, me perguntando como explicar.
― Sobrinhas — diz Damen, com o olhar fixo em Jude. ― Estão ficando comigo por um tempo.
Jude assente, olhando brevemente para Damen antes de voltar-se para mim. Move-se apenas evitando o escritório enquanto diz:
― Bom, se alguem podia encontrá-lo, era você.
Engulo em seco, olhando para Damen que continua com os olhos em Jude de uma maneira que nunca vi antes nele. Como se todo seu ser estivesse em uma postura rígida, os gestos controlados, olhos entreabertos, mais profundos e escuros e alertas todo o tempo.
― Estou despedida? — Pergunto, rindo um pouco, mas principalmente séria.
Jude sacode a cabeça.
― Por que despediria minha melhor vidente? Minha única vidente! — Ele sorri.
― Que estranho, esse livro esteve na gaveta no verão passado e entretanto ninguém o encontrou até agora. — Encolhe os ombros. ― Qual é seu interesse nele? Pensei que não estavam metidos com magia e essas coisas.
Sinto-me incomodada, inquieta, especialmente pela forma que Damen segue olhando-o.
― Não estou, mas as gêmeas estão muito metidas em...
― Wicca — diz Damen, colocando uma mão protetora em cada um de seus ombros. ― Estão interessadas em aprender mais a respeito da Wicca, e Ever pensou que este livro poderia ajudar. Embora, obviamente, é de longe muito avançado.
Jude olha Damen, assimilando-o lentamente.
― Parece que acabo de obter minha segunda e terceira inscrição nas aulas.
― Há outra? — Digo, rápido, sem pensar, olhando brevemente para Damen e sentindo um inexplicável rubor subindo por minhas bochechas.
Jude encolhe os ombros.
― Se ela vir... Embora parecesse muito interessada.
Honor. Sei sem nem sequer tentar ver dentro de sua mente. Honor é a primeira inscrição, e não tenho dúvidas que ela virá.
― Aula? — Pergunta Damen, ainda com as mãos nas gêmeas, e lançando o olhar entre Jude e eu.
― Desenvolvimento Psíquico nível um. — Encolhe os ombros. ― Com uma pequena ênfase em outorga de poderes e magia. Penso que deveríamos começar logo, talvez amanhã. Por que esperar?
Romy e Rayne se olham uma à outra, com os olhos brilhantes de emoção. Mas Damen sacode a cabeça dizendo:
― Não.
Jude o olha, com o rosto tranquilo, depravado, sem intimidação.
―Ah vamos, nem sequer cobrarei. Sou novo nisto de todas as formas, assim é uma boa oportunidade para mim de provar e ver o que funciona e o que não. Além disso, é somente um simples curso de introdução, nada duro, se isso for o que te preocupa.
Seus olhos se encontram, e embora saiba que a parte dura é mais ou menos a preocupação número um de Damen, claramente não é sua única preocupação.
Não, esta irritabilidade repentina, é incomum, tem algo a ver com Jude. E comigo. Jude e eu juntos. E se não o conhecesse tão bem, pensaria que estava com ciúmes. Mas eu sei que, infelizmente esse comportamento é só meu.
As gêmeas tentam convencê-lo, grandes olhos marrons olhando os seus.
― Por favor! — Dizem, as vozes em tom alto, entrecruzando-se. ― Nós realmente, realmente, realmente queremos assistir estas aulas.
― Nos ajudará com nossa magia! — Assente Romy, sorrindo enquanto solta-se da mão dele.
― E nos tirará de casa. Assim Ever não poderá queixar-se de sua falta de privacidade! — Conclui Rayne, aproveitando-se para me insultar inclusive quando pretende convencê-lo.
Jude me olha, com as sobrancelhas arqueadas com diversão, mas rapidamente desvia a vista, contendo a respiração até que escuto Damen dizer:
— Vamos chegar lá por nossa própria conta. Precisam ser pacientes. — Sua palavra é definitiva, não deixando lugar à negociação.
Jude assente, enfiando as mãos nos bolsos enquanto olha para nós.
― Sem problema. Se mudarem de opinião, ou quiserem observar, sintam-se livres. Quem sabe, talvez aprendam algo?
Os olhos de Damen se entreabrem muito ligeiramente, mas ainda assim é suficiente para me persuadir de parar de pedir e dizer:
― Então, ainda estou no programa de amanhã?
― Amanhã cedo — estuda-me de perto enquanto me movo ao redor do dos acolhedores braços de Damen. ― Não estarei aqui até mais tarde — adiciona, movendo-se para o assento que acabo de deixar e acomodando-se. ― Então se essa garota... — entrecerra os olhos, me olhando.
― Honor. — Aceno.
Vejo Damen ofegar com surpresa enquanto Jude ri e diz:
— Wow, você é realmente vidente. De todo o modo, se ela vier, lhe diga que começaremos na próxima semana.

4 comentários:

  1. Damen com ciúme! Que coisa fofa!
    ass> Bina.

    ResponderExcluir
  2. Ai, que lindo!!! Damen com ciúmes... 💖💖💖♡♡♡♡

    ResponderExcluir
  3. Nao sei nao..isso nao parece ciumes..o Damen sabe ou sente alguma coisa de errado nesse Jude..nao confio nele

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!