30 de outubro de 2015

Quarenta e três

Eu fui pelo corredor, até a cozinha, meu coração pesado, minhas pernas fraquejando, e cada passo para longe de Damen, só piorava.
— Você está bem? — Ava perguntou, parada em frente ao fogão, fazendo um pouco de chá.
Como se essas horas não pudessem apenas passar.
Eu balancei a cabeça e me apoiei na parede, sem ter certeza de como responder a isso, sem conseguir falar. Porque a verdade é. Bem, é parecido com a última coisa que eu sentia. Vazia, horrível, depressiva – sim. Mas, bem? Não tanto. Mais isso é porque eu sou uma criminosa.
Uma traidora. Eu sou o pior tipo de pessoa que você poderia conhecer. Todo esse tempo eu tentava imaginar meu último momento com Damen. Eu nunca pensei que acabaria assim. Eu nunca pensei que seria acusada, mesmo que eu mereça ser.
— Você não tem muito tempo — ela diz, olhando para o relógio na parede então para mim. — Você gostaria de um pouco de chá antes de ir?
Eu balanço a cabeça, sabendo que eu ainda tenho algumas coisas para falar pra ela, e mais alguns lugares para parar antes de ir para o bem.
— Então, você sabe o que fazer? — Eu perguntei, vendo-a acenar e levar a xícara até a boca. — Porque eu estou confiando em você Ava. Se não acontecer do jeito que eu acho, se a única coisa que voltar for eu, então você é a minha única esperança. — Eu firmei meu olhar nela, precisando que ela entendesse o quão sério isso é. — Você tem que tomar conta de Damen, ele é – ele não merece nada disso, e — Minha voz quebra, e eu pressiono meus lábios juntos e desvio o meu olhar, sabendo que eu tenho que continuar, que ainda tenho coisas a dizer, mais precisando de um momento antes de fazer. — E, mantenha um olho em Roman. Ele tem uma boa aparência, mais ainda é uma fachada. Por dentro ele é ruim, ele tentou matar Damen, ele é responsável pelo o que ele se tornou.
— Não se preocupe. — Ela veio para perto de mim. — Não se preocupe com nada, eu tenho tudo na minha cabeça. O antídoto está no armário da cozinha, o suco está – fermentando, e eu vou adicionar a erva no terceiro dia, como você disse. Não que eu precise, porque tudo vai acontecer exatamente como você planejou. — Eu olho para ela, vendo a sinceridade nos seus olhos, aliviada de que eu pelo menos posso deixar as coisas em suas mãos. — Então você só vá a Summerland, e eu vou tomar conta do resto — ela me diz, me colocando nos seus brancos e me abraçando perto do seu peito. — E quem sabe, talvez um dia você se descubra em Laguna Beach e nós vamos nos conhecer de novo?
Ela riu quando disse isso, e eu gostaria que eu pudesse rir junto com ela, mais eu não posso. Uma coisa estranha sobra falar adeus, é que nunca fica mais fácil.
Eu saio de perto dela, gaguejando ao invés de falar, sabendo que se eu falar algo mais, eu vou me despedaçar completamente. Só consigo dizer um:
— Obrigada — quando eu estou na porta.
— Você não tem que me agradecer por nada. — Ela disse me seguindo. — Mas, Ever, você tem certeza que não quer dar uma última espiada em Damen?
Eu viro, minha mão na maçaneta, considerando isso, mais só para um momento depois balançar a cabeça. Sabendo que não tem sentido prolongar o inevitável, e não querendo também ver a acusação no seu rosto.
— Nós já nos despedimos. — Eu disse, dando um passo em direção a varanda, e indo em direção ao meu carro. — Além disso, eu não tenho muito tempo, e ainda tenho uma última parada a fazer.

5 comentários:

  1. Chorando aqui. sinceramente... nao acredito q isso vai acontecer, ela nao pode deixar ele! gente, se ela vai voltar no passado, nao é obvio q ela vai morrer de novo? pq, tipo, a Drina vai voltar a existir e cm certeza vai querer matar ela.
    -Jenny

    ResponderExcluir
  2. E com certeza ela não vai lembrar de nd e repitir td de novo 😢

    ResponderExcluir
  3. Acho que alguma coisa vai dar errado...

    ResponderExcluir
  4. acho que essa ultima parada dela é na casa do Roman

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!