30 de outubro de 2015

Dezesseis

Eu sinto falta de Riley.
A falta que eu sito dela é como uma dor física. Porque no segundo eu percebi que não tinha escolha a não ser informar Sabine que Damen não viria para jantar (o que eu esperava para fazer até dez minutos depois de oito anos quando ficou claro que ele não iria aparecer), as perguntas começaram. E elas praticamente se manteram no resto do fim de semana, com ela perguntando coisas como: O que há de errado? Eu sei que algo está errado. Eu gostaria que você falasse comigo. Por que você não vai me dizer? É algo com Damen? Vocês dois estão em uma briga? E mesmo eu falando para ela (durante o jantar, quando de alguma forma consegui comer o suficiente para convencê-la de que eu realmente, realmente não tenho um distúrbio alimentar), tentando lhe garantir que tudo era bem, que apenas Damen estava ocupado, e que eu estava muito cansada depois de passar uma noite tão longa, cheia-de-diversão na Haven – estava claro que ela não acreditou em mim. Ou pelo menos não sobre a parte sobre eu estar bem. Ela acreditou totalmente na parte sobre eu ficar com a Haven.
Em vez disso, ela insistia que tinha de haver uma explicação melhor para os meus constantes suspiros e oscilação de humor, a maneira como eu fui de rabugenta a melancólica. Mas mesmo que eu me sentisse mal por ter mentido para ela – eu segui com minha história. Eu acho que parecia mais fácil desde que mentir para Sabine tornava mais fácil mentir para mim mesma. Temendo que recontar a história, explicando como, embora o meu coração se recusasse a acreditar, minha cabeça não podia ajudar, mas me pergunto se ele poderia ter me abandonado propositalmente – de alguma forma tornando-se realidade. Se Riley estivesse aqui, as coisas seriam diferentes. Eu poderia falar com ela. Eu poderia lhe dizer sobre todo o surdido conto do começo ao fim. Sabendo que ela não apenas iria compreender, mas que ela teria as respostas também.
Ela estar morta é como um total-acesso livre. Permitindo a ela para ir a qualquer lugar que ela quisesse apenas pensando sobre ele. Não fazendo isso para qualquer lugar fora dos limites – todo o planeta é o jogo justo. E eu não tenho nenhuma dúvida de que ela seria muito mais eficaz do que todos os meus telefonemas frenéticos e percursos combinados.
Porque no final, todos as minhas desconexas, desajeitadas, ineficazes investigações realmente significam:__NADA______
Deixando-me tão sem pistas nessa manhã de segunda-feira como eu estava na noite de sexta-feira quando ocorreu. E não importa quantas vezes eu chame de Miles ou Haven, a resposta é sempre a mesma – nada a dizer, mas vamos te ligar se qualquer coisa mudar.
Mas se Riley estivesse aqui, ela iria fechar este caso sem nenhum tempo. Ter resultados rápidos e respostas profundas – ela seria capaz de me dizer exatamente com o que estou lidando, e como proceder. Mas o fato é, Riley não está aqui. E apesar de sua promessa de me dar um sinal, um segundo antes de ela sair, eu estou começando a duvidar que vai acontecer.
E talvez, só talvez, é hora de eu parar de olhar e seguir com minha vida. Eu deslizo em algum jeans, deslizo os pés em alguma sandália, puxo um top, e caço uma camiseta de mangas compridas – e assim que eu estou prestes a sair pela porta e de cabeça para a escola, eu viro à direita ao redor e pego o meu iPod, capuz e óculos de sol, sabendo que seria melhor me preparar para o pior desde que eu não tenho nenhuma ideia do que vou encontrar.
— Você o encontrou?
Balanço a cabeça, vendo como Miles sobe em meu carro, joga sua bolsa no chão e me joga um olhar cheio de piedade.
— Eu tentei ligar — diz ele, escovando o cabelo de seu rosto, suas unhas ainda ostentando um lampejo de rosa brilhante. — Ainda tentei ir até a sua casa, mas não passei do portão da frente. E confie em mim, você não quer mexer com a grande Sheila. Ela leva seu trabalho muito a sério. — Ele ri, na esperança de aliviar o clima.
Mas eu simplesmente dou de ombros, desejando que eu pudesse rir junto com ele, mas sabendo que eu não posso. Eu estou destroçada desde sexta-feira e a única cura é ver Damen novamente.
— Você não deve se preocupar tanto — diz Miles, voltando-se para mim. — Tenho certeza que ele está bem. Quero dizer, não é como se fosse a primeira vez que ele desaparece.
Eu olho para ele, percebendo os seus pensamentos antes das palavras deixarem seus lábios.
Sabendo que ele está se referindo à última vez que Damen desapareceu, o tempo em que eu o mandei ir embora.
— Mas aquela vez era diferente — eu digo a ele. — Confie em mim, não era nada assim.
— Como você pode ter tanta certeza? — Sua voz era cuidadosa, medida, os olhos ainda em mim.
Eu respiro fundo e olho para a estrada, querendo estimular ela ou eu não deveria dizer a ele que eu quero dizer, eu realmente não falo com ninguém há tanto tempo, não confiei em um amigo desde muito antes do acidente – antes de tudo mudar. E às vezes, ter que guardar todos estes segredos pode realmente fazer se sentir sozinho. Eu demoro para sair sob o seu peso e fofocar como uma garota normal novamente.
Eu olho para Miles, certa de que posso confiar nele, mas não tenho total certeza se ele pode confiar em mim. Eu sou como uma lata de refrigerante que foi descartada e agitada, e agora todos os meus segredos estão se apressam para o alto.
— Você está bem? — Pergunta ele, olhando-me atentamente.
Engulo rigidamente.
— Sexta à noite? Após a apresentação? — Eu pauso, sabendo que eu tenho sua atenção total. — Bem... Nós, hum... Tínhamos planos feitos.
— Planos? — Ele se inclina em minha direção.
— Grandes planos. — Eu aceno, um sorriso no canto dos meus lábios, desaparecendo em seguida, de imediato, quando eu me lembro como eu fui tão tragicamente na altura errada.
— Quão grande? — Pergunta ele, olhos nos meus.
Balanço a cabeça, olhando para a estrada à frente, quando eu digo:
— Oh, apenas a sua noite de sexta-feira normalmente. Sabe, quarto do Montage, lingerie nova, morangos mergulhados no chocolate, e duas taças de champanhe...
— Ai meu Deus, você não fez! — Ele grita.
Eu olho para ele, observando como seu rosto cai quando ele percebe a verdade.
— Oh Deus, eu quero dizer, você realmente não fez. Você não teve a chance, já que ele... — Ele olha para mim. — Oh Ever, eu sinto muito.
Eu dou de ombros, vendo a devastação que eu sinto tão claramente visível em seu rosto.
— Escute — diz ele, pegando o meu braço quando eu parar de descer, em seguida, afastando, quando ele se lembra de como eu não gostaria de ser tocada por qualquer outra pessoa além de Damen, não soprando que é só porque eu saio do meu caminho para totalmente vazio e qualquer troca de energia não é solicitada.
— Ever, você é linda, é sério. Quero dizer, especialmente agora que você parou de usar aquelas roupas largas folgadas e deprimentes — ele balança a cabeça. — De qualquer modo, eu tenho que dizer que é seguro dizer que não há nenhuma maneira de Damen ter saído de bom grado para longe de você. Quero dizer, vamos enfrentar isso, o cara esta totalmente apaixonado, qualquer um pode ver. E acredite em mim, a forma como vocês dois estão indo constantemente para isso, todo mundo já viu. Só há nenhuma maneira possível de ele ter te deixado!
Eu olho para ele, querendo lembrá-lo do que Roman disse sobre a pressa de Damen de se distanciar, e como eu tenho esse sentimento terrível que ele está ligado de alguma forma, talvez até mesmo seja responsável, mas como eu estou a ponto de fazer, eu percebo que não posso. Eu não tenho evidências para isso, nada para provar.
— Você ligou para polícia? — Pergunta ele, sua expressão parecendo grave.
Eu pressiono os meus lábios juntos e olho na luz em direção a uma cabeça, odiando o fato de que eu realmente não liguei para a polícia.
Sabendo que, se tudo acabar bem, e Damen se mostrar ileso, ele vai ficar muito feliz com o meu desenho do tipo de atenção em seu caminho.
Mas o que eu deveria fazer? Quero dizer, se ele teve um acidente ou algo assim, eu imaginei que seria a primeira a saber. Então, domingo de manhã, fui até a delegacia e apresentei um relatório, respondendo todas as perguntas habituais, como: alto, branco, olhos castanhos, cabelo castanho... Até que chegamos à sua idade e eu quase engasguei quando eu quase disse: um... Ele tem aproximadamente seiscentos e dezessete anos...
— Sim, eu apresentei um relatório — eu finalmente disse, pressionando fortemente sobre o gás no segundo em que a luz o ficou verde e observando o aumento do velocímetro. — Eles tomaram as informações e disseram que iriam olhar para ele.
— O que é isso? Você está brincando? Ele é menor de idade, ele não é o mesmo que um adulto!
— Sim, mas ele também é emancipado. Que é como um conjunto de outras circunstâncias, fazendo-o legalmente responsável por si mesmo, e outras coisas que eu não entendo muito bem. Enfim, não é como se eu estivesse a par de suas técnicas de investigação, não é como se eles tivessem me enchido sobre o grande plano — digo, retardando a uma velocidade mais normal, agora que já entrei na zona da escola.
— Você acha que devemos voar por fora? Ou realizar uma vigília à luz de velas, como você vê no noticiário?
Meu estômago se curvou quando ele disse isso, embora eu sei que ele está apenas sendo o seu habitual excessivamente dramático, embora bem-intencionado. Mas até agora, eu não tinha imaginado que nunca chegaria a esse ponto. Quero dizer, Damen, certamente vai aparecer em breve. Ele tinha. Ele é imortal! O que poderia acontecer com ele?
Mas assim que eu penso, quando eu entro no estacionamento e o vejo escalando fora de seu carro. Parecendo tão elegante, tão sexy, tão lindo – você pensa que tudo está perfeitamente normal. Que os últimos dias nunca tivessem ocorrido.
Eu piso no freio, o meu carro cambaleando para a frente e para trás, fazendo com que o piloto atrás de mim para bata em seus freios também. Meu coração acelerado, minhas mãos tremiam, e vejo meu completamente lindo, até agora MEU namorado, correr a mão pelo cabelo tão deliberadamente, tão insistentemente, e com tanta concentração focada que você acha que esta preocupado. Isto não é o que eu esperava.
— Que droga! — Miles grita, boquiaberto em Damen com uma enorme quantidade de carros buzinando atrás de nós. — E o que ele está fazendo estacionando todo o caminho até lá? Por que ele não esta no segundo melhor local, conservando o melhor para nós?
E já que eu não sei a resposta a qualquer destas questões, eu estaciono ao lado de Damen, pensando que ele poderia. Eu abaixo a minha janela, sentindo-me inexplicavelmente, tímida e desajeitada, quando ele apenas olha para mim antes de olhar longe.
— Está tudo bem? — Eu pergunto, estremecendo quando ele apenas mal-assente, que é muito mais imperceptível do reconhecimento da minha presença que ele poderia dar. Ele chega em seu carro e pega sua bolsa, tendo a oportunidade de admirar-se na janela do lado do condutor quando eu engulo duro e digo: — Porque você teve um tipo de saída na sexta à noite... E eu não pude te encontrar ou te alcançar todo o fim de semana... E eu tenho estado preocupada... Eu até deixei algumas mensagens... Você recebeu elas? — Eu pressionei os meus lábios juntos e me aninhei no meu patético, ineficaz, inquérito de carga. Você teve um tipo de saída? Eu tenho estado preocupada? Quando o que eu realmente quero gritar é: HEY VOCÊ NO CONJUNTO SUPERLISO TODO-PRETO O QUE ACONTECEU?
Observando como ele desliza sua mochila e em seu ombro e olha para mim, seu passo rápido poderoso fechando a distância entre nós, em um punhado de segundos. Mas só a distância física, não a emocional, porque quando eu olho em seus olhos parecem quilômetros de distância.
E apenas quando eu percebo que eu tenho prendido minha respiração, ele se inclina para a janela, seu rosto perto do meu, quando ele diz:
— Yeah. Eu recebi as suas mensagens. Todas as cinquenta e nove delas.
Eu posso sentir seu hálito quente na minha bochecha, como minha boca se abre e eu procuro a dele, buscando o que seu olhar sempre proporciona, e tremendo quando eu chego longe do frio, escuro e vazio. Embora não há nada como a falta de reconhecimento que eu vislumbrei outro dia. Não, isso é muito pior.
Porque agora quando eu olho em seus olhos – está claro que ele me conhece – ele apenas deseja que não o faça.
— Damen, Eu — minha voz se quebra com o barulho de um carro e atrás de mim Miles murmura algo ininteligível dentro de sua respiração.
E antes de eu ter a chance de limpar a minha garganta e começar de novo, Damen balançando a cabeça e se vai.

15 comentários:

  1. Gente, eu não estou entendendo nada!
    Ass: Bina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda Boaventura10 de novembro de 2015 12:46

      Nem eu!

      Excluir
    2. Dyana_Allen_Queen Deusa dos ventos24 de outubro de 2016 18:37

      Somos 3

      Excluir
  2. Ah meu, ela tem é que dar um pé na bunda desse cara... eu heinnn burra pra #%@!€ho...

    ResponderExcluir
  3. Gente, não sei se vcs leem a sinopse contida no próprio livro, mas ele está perdendo seus poderes, perdendo sua memória, isto é, se esquecendo de Ever, e tenho certeza de quem tem dedo de Ramon aí.
    Creio que não seja spoiler, visto que dos poderes e memória tem no próprio livro e de Ramon eu estou supondo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada achei que só eu lia a sinopse kkkkkk

      Excluir
    2. nao vi nada sobre perder a memoria na sinopse apenas perda de poderes...

      Excluir
  4. Pse,Isso ta mt estranho vey :/

    ResponderExcluir
  5. tbm lii a sinopse estou desconfiada e tem dedo dele no meio aaaaaaaa chatoo kkkkk

    ResponderExcluir
  6. Que tradução é essa? Estraga toda leitura! desanimei total

    ResponderExcluir
  7. Eu vou começar a ler as sinopses daqui pra frente.

    ResponderExcluir
  8. A sinopses esplicam mais ou menos o que se vai passar para nos termos mais ou menos a ideia do que se passa.
    Nese caso ela e muito bem vinda!!

    ResponderExcluir
  9. Porque ele está agindo como um idiota?
    Não estou entendendo mais nada😕😕😕😕

    ResponderExcluir
  10. KKK eu também li a sinopse e lá explica o que se passará no livro o que fica muito mais fácil interpreta-lo!! mas deixa o quandre mistério no ar kkk

    assinado: synthia

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!