23 de outubro de 2015

Capítulo três - O jogo do brejo de Queerditch

Devemos o nosso conhecimento das rústicas origens do Quadribol aos escritos da bruxa Trude Keddle, que viveu às margens do brejo de Queerditch no século XI. Felizmente para nós, ela mantinha um diário, hoje no Museu de Quadribol em Londres. Os trechos citados a seguir foram traduzidos do original saxônio, repletos de erros de ortografia.

Terça-feira. Quente. Aqueles marginais da outra margem do brejo andaram aprontando outra vez.
Às voltas com aquele jogo idiota montado em vassouras.
Uma bola enorme de couro veio parar na minha horta de repolhos. Azarei o homem que veio buscá-la. Quero ver ele voar ajoelhado de trás para a frente, porcão peludo.

Terça- feira. Chuvoso. Entrei no brejo para colher urtigas. Os idiotas com vassouras jogavam outra vez.
Tem uma bola nova que eles atiram uma para os outros e tentam acertar em troncos de cada lado do brejo. Uma brincadeira inútil.

Terça-feira. Ventoso. Gwenog veio tomar chá de urtigas, depois me convidou para passear. Acabamos assistindo àqueles retardados jogando o tal jogo do brejo. O bruxo grandalhão que mora lá no alto do morro estava lá. Agora jogam com duas pedras pesadas que voam pelo ar e tentam derrubá-los das vassouras. Infelizmente isso não aconteceu enquanto eu estava assistindo. Gwenog me contou que, muitas vezes, até ele participa deste jogo. Voltei para casa chateada.

Estes excertos nos revelam muito mais do que Trude Keddle poderia ter imaginado, além do fato que ela só conhecia um dia da semana. Em primeiro lugar, a bola que caiu na horta de repolhos era feita de couro, como a moderna goles – com certeza era difícil atirar com precisão a vesícula cheia de ar usadas em outros jogos com vassouras da época, particularmente em dias ventosos. Em segundo lugar, Trude nos infirma que os homens “tentavam acertar as bolas em troncos em cada lado do brejo” – ao que parece uma forma primitiva de marcar gols. Em terceiro lugar, ela nos permite formar uma vaga ideia dos percursores dos balaços. É interessantíssimo que estivesse presente o tal “bruxo grandalhão escocês”. Teria sido um jogador de Rachacrânio? Seria ideia dele enfeitiçar pedras pesadas para fazê-las voar ameaçadoramente pelo campo, inspirado nos pedregulhos de sua terra natal?
Não encontramos outras menções do esporte praticado no brejo do Queerditch até um século mais tarde quando o bruxo Goodwin Kneen tomou a pena para escrever para seu primo norueguês, Olavo. Kneen vivia em Yorkshire, o que comprova a disseminação do esporte por toda a Grã-Bretanha nos cem anos que decorreram desde que Trude Keddle o assistia. A carta de Kneen encontra-se nos arquivos do Ministério da Magia Norueguês

Caro Olavo,
Como vai você? Eu estou bem, embora Gunhilda ande com uma cataporazinha de dragão.
Participamos de uma animada partida do jogo do brejo na noite de sábado, ainda que a coitada da Gunhilda não estivesse se sentindo em condições de jogar como pegadora e tivemos que substituí-la por Radulfo, o ferreiro. O time de Ilkley jogou ainda que não fosse páreo para nós, porque andamos praticando o mês inteiro e marcamos quarenta e dois gols. Radulfo levou um pedraço na testa por que o velho Ugga não foi bastante rápido com a maça. Os novos barris para marcação de gols funcionaram bem. Três na ponta de cada escada, doados pela Oona da estalagem. Ela nos serviu quentão de graça a noite inteira porque ganhamos a partida. Gunhilda ficou meio aborrecida porque voltei para casa tão tarde. Fui obrigado a me desviar de umas azarações bem ruinzinhas que ela me lançou, mas agora já recuperei meus dedos.
Estou despachando esta carta pela melhor coruja que eu tenho, na esperança de que ela chegue aí.
Seu primo,
Goodwin

Por esta carta podemos avaliar como o jogo havia progredido em um século. A mulher de Goodwin devia ter jogado de “pegadora” – provavelmente o nome antigo para artilheira. O “pedraço” (sem dúvida o balaço) que atingiu Radulfo, o ferreiro, deveria ter sido rebatido por Ugga, que obviamente devia estar jogando como batedor, pois usava um bastão. Os gols já não eram troncos, mas barris no alto de estacas. No entanto, continuava a faltar um elemento essencial ao jogo: o pomo de ouro. O acréscimo da quarta bola no jogo só foi ocorrer em meados do século XIII e de maneira curiosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!