23 de outubro de 2015

Capítulo sete - Times de Quadribol da Grã-Bretanha e da Irlanda

A necessidade de manter o jogo de Quadribol secreto para trouxas significa que o Departamento de Jogos e Esportes Mágicos precisou limitar o número de partidas jogadas a cada ano. Embora os jogos amadores sejam permitidos, desde que as diretrizes estabelecidas sejam cumpridas, o número de times de Quadribol profissional foi limitado a partir de 1674 quando foi organizada a Liga de Quadribol. À época, o Departamento selecionou os treze melhores times de Quadribol da Grã-Bretanha e da Irlanda para tomarem parte da Liga e solicitou que todos os outros se dispensassem. Os treze times continuam a competir todos os anos pela Taça da Liga.

Appleby Arrows (Flechas de Appleby)
Esse time do norte da Inglaterra foi fundado em 1612. Eles usavam vestes azul-claras com o brasão de uma flecha prateada. Os fãs dos Flechas irão concordar que a hora mais gloriosa do time foi aquela em que derrotaram, em 1932, o time campeão da Europa, os Abutres de Vratsa, em uma partida que durou dezesseis dias sob chuva e denso nevoeiro. O velho hábito dos torcedores de clube de atirar flechas para o auto com suas varinhas, todas as vezes que seus artilheiros marcavam um gol, foi proibido pelo Departamento de Jogos e Esportes Mágicos em 1894 quando um desses artefatos perfurou o nariz do juiz Nugento Potts. Há uma rivalidade tradicional entre os Flechas e as Vespas de Wimbourne, como veremos mais adiante.

Ballycastle Bats (Morcegos de Ballycastle)
Até o momento, o time de Quadribol mais famoso da Irlanda do Norte ganhou a Taça da Liga um total de vinte e sete vezes, e se tornou o segundo time mais bem sucedido na historia da Liga. Os Morcegos usam vestes pretas com um morcego vermelho estampado no peito. Sua mascote famosa, um morcego frutívoro de nome Barny, é também muito conhecida por aparecer nos anúncios de cerveja amanteigada (Barny diz: Morcegar só com cerveja amanteigada!)

Caerphilly Catapults (Catapultas de Caerphilly)
O Catapultas do País de Gales, que se formou em 1402, usa vestes com listras verde-claras e vermelhas. A respeitável história do clube inclui dezoito vitórias em campeonatos da Liga e um famoso triunfo na final da Taça Europeia, em 1956, quando derrotou o time norueguês dos Papagaios de Karasjok. A trágica perda de seu jogador mais famoso, “Daí” Llewellyn, o Perigoso, devorado por uma Quimera quando passava as férias em Mykonos, na Grécia, levou à decretação de um dia de luto nacional entre os bruxos e bruxas galesas.
A Medalha Comemorativa de Daí, o Perigoso, é atualmente concedida no fim da temporada ao jogador da Liga que tiver se exposto aos riscos maiores e mais eletrizantes durante uma partida.

Chudley Cannons (Canhões de Chudley)
Muitos consideram que os dias de gloria dos Canhões de Chudley já terminaram, mas seus leais fãs vivem na esperança de renascimento. O Canhões ganhou a Taça da Liga vinte e uma vezes, a última em 1892, e seu desempenho no ultimo século foi totalmente medíocre.
O Canhões de Chudley usa vestes laranja vivo com um brasão em que há uma bala de canhão em movimento e um “C” preto duplo. O lema do clube foi mudado em 1972 de “Nós venceremos” para “Vamos fazer figa e esperar o melhor”.

Falmouth Falcons (Falcões de Falmouth)
O Falmouth Falcons (Falcões de Falmouth) usa vestes nas cores branco e cinza-chumbo com a cabeça de um falcão estampado no peito. O time é conhecido pelo jogo duro, uma reputação consolidada por seus batedores mundialmente famosos, Kevin e Carlos Broadmoor. Os dois jogaram pelo clube de 1958 a 1969 e suas faltas resultaram em nada menos que catorze suspensões aplicadas pelo Departamento de Jogos e Esportes Mágicos. O lema do clube: “Vamos vencer, mas se não pudermos, arrebentaremos o adversário!”

Holyhead Harpies (Harpias de Holyhead)
O Holyhead Harpies (Harpias de Holyhead) é um time galês muito antigo (fundado em 1203), único entre os times de Quadribol do mundo, porque sempre foi formado apenas por bruxas. As vestes do Harpias são verde-escuras e têm uma garra dourada no peito. A derrota infligida pelo Harpias aos Gaviões de Heidelberg em 1953 é considerada, pela maioria dos entendidos, um das melhores partidas de Quadribol a que já se assistiu. Com a duração de sete dias, o jogo foi encerrado com a espetacular captura do pomo pela apanhadora do Harpias, Dulce Griffiths. O capitão do Gaviões, Rodolfo Brand, num gesto que se tornou famoso, desmontou da vassoura no final da partida e pediu em casamento a capitã do time adversário, Gwendolyn Morgan, que o surrou com a sua Cleansweep 5.

Kenmare Kestrels (Francelhos de Kenmare)
Esse time irlandês foi fundado em 1291 e é mundialmente aplaudido pelas exibições animadas de suas mascotes leprechauns (duendes irlandeses) e pelas excelentes audições de harpa dos seus torcedores. Os Francelhos usa vestes verde-esmeralda com um “F” e um “K” amarelos rebatidos sobre o peito. Darrem O'Hare, goleiro do Francelhos de 1947 a 1960, foi capitão da equipe nacional irlandesa três vezes e é considerado o inventor da Formação Ataque Cabeça-de-falcão para artilheiros (veja Capítulo 10).

Montrose Magpies (Pegas de Montrose)
O Magpies (Pegas) é o time de maior sucesso na história da Liga Britânica e Irlandesa, cuja taça eles ganharam trinta e duas vezes. Duas vezes campeão europeu, o Pegas tem fãs no mundo inteiro. Seus muitos jogadores excepcionais incluem a apanhadora Eunice Murray (falecida em 1942), que certa ocasião pediu que inventassem “um Pomo de Ouro mais veloz porque o que existe é fácil demais”, e Hamish MacFarlan (capitão de 1957-68), que continuou a sua bem-sucedida carreira no Quadribol como chefe do Departamento de Jogos e Esportes Mágicos, função que desempenhou brilhantemente. O Pegas usa vestes nas cores preta e branca com uma pega estampada no peito e outra nas costas.

Pride of Portree (Orgulho de Portree)
Este time tem origem na Ilha de Skye onde foi fundado em 1292. O “Orgulho”, como é conhecido por seus fãs, usa vestes roxo-escuras com uma estrela dourada no peito. Sua mais famosa artilheira, Catarina McCormack, capitaneou o time na conquista de duas Taças da Liga na década de 1960 e jogou pela Escócia trinta e seis vezes. Sua filha Meaghan joga atualmente como goleira no Orgulho. (Seu filho Kirley é o principal guitarrista na popular banda bruxa As Esquisitonas.)

Puddlemere United (União de Puddlemere)
Fundado em 1163, o Puddlemere United (União de Puddlemere) é o time mais velho da Liga. Puddlemere tem a seu crédito vinte e dois campeonatos da Liga e duas Taças Europeias. O hino do time, “Rebatam esses balaços, rapazes, e jogue essa goles para cá”, foi recentemente gravado pela cantora bruxa Celestina Warbeck para angariar fundos para o Hospital St. Mungus para Doenças e Acidentes Mágicos. Os jogadores do Puddlemere usam vestes azul-marinho com o emblema do clube, dois juncos dourados cruzados sobre o peito.

Tutshill Tornados (Tornados de Tutshill)
O Tornado usa vestes azul-celeste com um “T” duplo, azul-escuro, no peito e nas costas.
Fundado em 1520, o Tornados teve o seu período de maior sucesso do inicio do século XX quando, capitaneado pelo apanhador Rodrigo Plumpton, ganhou a Taça da Liga cinco vezes seguidas, um recorde britânico e irlandês. Rodrigo Plumpton jogou como apanhador pela Inglaterra vinte e duas vezes e detém o recorde britânico pela captura mais rápida de um Pomo de Ouro em uma Partida (três segundos e meio contra o Catapultas de Caerphilly em 1921).

Wigtown Wanderes (Vagamundos de Wigtown)
Esse clube de Borders foi fundado, em 1422, pelos sete filhos e um açougueiro bruxo chamado Válter Parkin. Os quatro irmãos e três irmãs formavam em todos os sentidos um time fantástico que raramente perdia um jogo, dizia-se que, em parte, pela intimidação que o time adversário sofria ao ver Válter postado a um lado do campo com uma varinha em uma das mãos e o cutelo de açougueiro na outra. Através dos séculos há um descendente dos Parkin no time de Wigtown, cujos jogadores usam veste vermelho-sangue com um cutelo prateado no peito.

Wimbourne Wasps (Vespas de Wimbourne)
O Wimbourne Wasps (Vespas de Wimbourne) usa vestes com listras horizontais amarelas e pretas com uma vespa no peito. Fundado em 1312, o Vespas venceu dezoito vezes o campeonato da Liga e foi duas vezes semifinalista da Taça da Europa. Acredita-se que seu nome vem de um incidente desagradável que ocorreu durante uma partida contra o Flechas de Appleby em meados do século XVII na qual um batedor, ao passar voando por uma árvore no perímetro do campo, notou um ninho de vespas entre os galhos e arremessou-o com uma bastonada em direção ao apanhador do Flechas; este teve mordidas tão numerosas que precisou se retirar da partida. Wimbourne venceu e dali em diante adotou a vespa como seu emblema de sorte. Os fãs do Vespas (também conhecidos como “ferrões”) tradicionalmente zumbem alto para distrair os artilheiros adversários que estão cobrando faltas.

Um comentário:

  1. ''ao passar voando por uma árvore no perímetro do campo, notou um ninho de vespas entre os galhos e arremessou-o com uma bastonada em direção ao apanhador do Flechas; este teve mordidas tão numerosas que precisou se retirar da partida.''
    Bela maneira de ganhar, hein (๑•ั็ω•็ั๑)

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!