5 de outubro de 2015

Capítulo 41 - Stark

— Eu sou um idiota. — Stark murmurou para si mesmo, enquanto passava pela grande entrada do palácio.
— Senhor, você precisa de direções? — perguntou um guerreiro que estava do lado de dentro.
— Yeah, eu preciso saber onde é o quarto de Aphrodite. Sabe, a profetisa que veio conosco hoje? Oh, eu sou Stark. Guerreiro da Alta Sacerdotisa Zoey Redbird.
— Sabemos quem você é — o vampiro disse. Seus olhos se moveram para as tatuagens vermelhas de Stark. — É muito fascinante.
— Yeah, bem, ‘fascinante’ não é a palavra que eu uso.
O guerreiro sorriu. — Você não está ligado a ela há muito tempo, está?
— Não. Só alguns dias.
— Melhora – e piora.
— Obrigado. Eu acho. — Stark soltou um longo suspiro. Embora Zoey o deixasse louco, ele sabia que ele não podia sair do lado dela nunca mais. Ele era o guerreiro dela. Seu lugar, não importava o quão duro fosse, era ao lado dela. O guerreiro riu.
— O quarto que você busca é na ala norte do palácio. Vá a esquerda aqui, então suba a primeira escadaria a sua direita. No segundo andar, todo aquele andar foi dado há seu grupo. Você encontrará seus amigos lá.
— Obrigado de novo. — Stark encarou a direção que o guerreiro tinha mandado ele, andando rapidamente. Ele tinha uma sensação atrás da nuca. Ele odiava quando tinha essa sensação. Significava que algo estava errado, e isso significava que não era a hora idiota para ele ficar bravo com Zoey. Só que era muito difícil. Ele sentiu a atração dela por Kalona! Porque diabos ela não podia ver que aquele cara era mau? Não havia nada nele sobrando para salvar – provavelmente nunca teve nada que valia a pena salvar dentro dele. Stark tinha convencido ela que ele tinha razão. E para fazer isso ele teve que parar de deixar seus sentimentos por ela confundirem sua cabeça. Zoey era inteligente. Ele tinha conversado com ela. Calmamente. Ela o ouviu. Pela primeira vez desde que se conheceram, antes de terem qualquer coisa juntos, ela o escutou. Ele sabia que ele não podia fazer ela ouvir de novo. Stark subiu as escadas três degraus por vez. A primeira porta a esquerda estava parcialmente aberta, e ele podia ver um quarto rico que tinha alguns daqueles sofás que eram muito pequenos e várias cadeiras desconfortáveis – tudo feito em dourado e creme. Como se isso não fosse ficar sujo? Ele ouviu o murmúrio de vozes e estava abrindo a porta quando as emoções de Zoey atingiram ele como um maremoto. Medo! Raiva! Confusão!
O que estava passando pela cabeça dela era tamanha confusão que ele não conseguia distinguir nada a não ser os sentimentos básicos.
— Stark? O que foi? — Darius estava na frente dele.
— Zoey! — ele conseguiu falar. — Ela está com problemas! — E então a força daquilo fez ele literalmente tremer. Ele teria caído se Darius não tivesse agarrado ele.
— Se contenha! Onde ela está? — Darius tinha pego ele pelos ombros e estava chacoalhando ele. Stark olhou para cima e viu os rostos preocupados de todos os amigos de Zoey encarando ele. Ele balançou sua cabeça, tentando pensar através do terror em sua mente.
— Eu não posso – eu –
— Você deve! Não tente pensar. Só deixe seus instintos assumirem. Um guerreiro sempre pode encontrar sua senhora. Sempre.
Seu corpo estava tremendo, mas Stark acenou, virou, respirou fundo três vezes e então disse uma palavra, — Zoey!
O nome dela pareceu ecoar no ar ao redor dele. Ele se concentrou nisso – não no caos na sua mente. Ele pensou apenas, Zoey Redbird, minha senhora. E como se as palavras tivessem se tornado uma linha, elas começaram a puxar ele para frente. Stark correu. Ele podia sentir Darius e os outros atrás dele. Ele mal viu o olhar de surpresa no rosto do guerreiro que ele tinha acabado de falar, mas ele ignorou tudo. Ele só pensou em Zoey e deixou a força do seu juramento atrair ele até ela. Parecia que ele estava voando. Ele não lembrou de encontrar o caminho pela labirinto, mas mais tarde ele lembrou de esmagar as pedras sobre seus pés enquanto ele se afastava em sua velocidade dirigida por seu juramento até mesmo de Darius.
Ainda sim, ele chegou tarde demais. Se Stark vivesse centenas de anos ele nunca iria esquecer o que ele viu quando ele passou pelo canto do caminho para dentro da pequena clareira. A visão ficaria para sempre queimada em sua alma. Kalona e Heath estavam mais distantes dele. Os dois estavam parados na frente da parede exterior que fechava a ilha e a protegia dos olhos dos humanos venezianos. Zoey estava perto dele. Só alguns metros de distância, mas como ele, ela também, estava correndo. Stark observou ela erguer suas mãos. E no mesmo instante ela comandou, — Espírito! Venha até mim!
Kalona ergueu suas mãos também, segurando o rosto de Heath quase como se estivesse acariciando ele. Então em um movimento duro e impossível de ser parado, o anjo imortal virou a cabeça de Heath, quebrando seu pescoço e o matando instantaneamente. Em uma voz rasgada até sua alma, e tão cheia de angústia que Stark mal conseguiu reconhecer ela, Zoey gritou, — Não! — e jogou a bola brilhante de espírito em Kalona. Kalona derrubou Heath e virou para encarar ela, sua expressão chocada. O poder do elemento atingiu ele, o levantando no ar e o jogando por cima do muro para dentro do oceano onde, com um grito de desespero, as asas enormes de Kalona o ergueram da água e o carregaram pela fria noite. Mas Stark não se importou com Kalona ou até mesmo Heath. Foi para Zoey que ele correu. Ela estava no chão não muito longe do corpo de Heath. Ela estava com o rosto virado para baixo, e Stark sabia a terrível verdade antes de alcançar ela. Ainda sim, ele caiu de joelhos e a virou gentilmente. Os olhos dela estavam abertos e fixos, mas vagos. Fora o contorno da Marca normal dos calouros, todas as suas tatuagens tinham sumido.
Darius alcançou eles primeiro. Ele caiu ao lado de Zoey, sentindo sua pulsação. — Ela está viva — Darius disse. Então ele processou o que viu e ofegou, — Deusa! As tatuagens dela. — Ele tocou o rosto de Zoey gentilmente. — Eu não entendo. — Balançando sua cabeça em confusão, ele olhou para Heath. — O garoto –
— Ele está morto — Stark disse, surpreso por sua voz soar tão normal mesmo quando tudo dentro dele estava gritando. Aphrodite e Damien chegaram.
— Oh, Deusa! — Aphrodite disse, se abaixando ao lado da cabeça de Zoey. — As tatuagens dela!
— Zoey! — Damien gritou.
Stark ouviu Jack e as Gêmeas se juntarem a eles. Eles estavam chorando. Mas tudo o que ele pode fazer foi colocar ela mais apertada contra seus braços e a segurar. Ele tinha que proteger ela. Ele tinha. Foi a voz de Aphrodite que finalmente penetrou pelo pesar dele e através dele.
— Stark! Temos que levar Zoey de volta para o palácio. Para alguém que possa ajudar ela. Ela ainda está viva. — Stark encontrou o olhar de Aphrodite.
— O corpo dela respira por enquanto, mas é só isso.
— Do que você está falando? Ela ainda está viva — Aphrodite repetiu teimosamente.
— Zoey viu Kalona matar Heath e ela chamou espírito para tentar impedir ele, mas ela chegou tarde demais para salvar ele. Como eu cheguei tarde demais para salvar ela — a mente de Stark tremeu. Mas em uma voz calma de um estranho, ele continuou a explicar. — Quando ela jogou espírito em Kalona, Zoey sabia que era tarde demais, e sua alma se despedaçou. Eu sei porque estou ligado a alma dela e eu senti ela se despedaçar. Zoey não está mais aqui. Isso é apenas uma casca vazia.
Então James Stark, o guerreiro de Zoey Redbird, baixou sua cabeça e começou a chorar.

14 comentários:

  1. Eita... muita coisa...
    Ana.

    ResponderExcluir
  2. Não esperava por isso O.O

    ResponderExcluir
  3. Pq meu Heath tinha que morrer???? Pq deusa????? :'(

    ResponderExcluir
  4. Inferno!!!!!Kalona seu filho da puta o que VC fez?Zoey oh zoey estou tao mal quanto VC querida entendo sua dor.

    ResponderExcluir
  5. Secando de tanto chora.. Ai heart..

    ResponderExcluir
  6. a naooooooooooooooooooooooooooooo porque o heath?????????? naooo naoo, to chorando rios
    ass:leticia

    ResponderExcluir
  7. Tudo culpa de Zoey affffff, irritante ela ser enfeitiçada por Kalona

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi culpa da Zoey! O Heath estava atrás do Stark, foi um acidente ele ter encontrado o Kalona e a Neferet. Vamos parar de culpar a vítima e focar a raiva no verdadeiro monstro: o Kalona.

      Excluir
    2. Eu sei, só que ela foi fraca ué

      Excluir
  8. Eh essa é a primeira vez que um livro me faz chorar
    #LutoHearh
    #LutoZoey

    ResponderExcluir
  9. pra mim ja deu... :´(
    #lutoheath
    lanny

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!