3 de outubro de 2015

Capítulo 2

Ok, eu achei que ela tinha voltado a ser humana, mas mesmo de onde eu estava sentada eu podia ver que a Marca de Aphrodite tinha voltado. Os olhos azuis frios dela varreram o refeitório enquanto dava as pessoas que assistia um olhar metido antes de voltar sua atenção de volta a Darius e deixava a mão dela repousar no peito do guerreiro.
— Foi tão gentil da sua parte me trazer até o salão de jantar. Você tem razão. Eu deveria ter tirado dois dias para cortar minhas férias. Com toda essa loucura acontecendo por aqui, é melhor ficar no campus onde posso ser protegida. E já que você disse que vai ficar na porta do nosso dormitório, esse é definitivamente o lugar mais seguro e atraente para ficar. — Ela praticamente jogou nele. Jeesh, ela era uma vadia. Se eu não estivesse tão surpresa em vê-la, eu teria rido mais apropriadamente. Alto, e obviamente.
— E eu devo voltar para meu posto lá. Boa noite, minha senhora — Darius disse. Ele deu uma reverência afiada, o que o fez parecer com um daqueles românticos e lindos cavalheiros, tirando o cavalo e a brilhante armadura, de antigamente. — É um prazer servi-la. — Ele sorriu para Aphrodite mais uma vez antes de virar e sair do refeitório.
— E eu aposto que seria um prazer servir você — Aphrodite disse em sua voz mais nojenta assim que ele saiu de vista. Então ela virou para o salão que a encarava silenciosa. Ela ergueu uma sobrancelha e deu a todos aquele olhar de desprezo. — O que? Parece que vocês nunca viram nada lindo antes. Diabos, eu só sai por alguns dias. A memória fraca de vocês deveria ser melhor que vocês. Lembra? Eu sou a linda vadia que todos vocês odeiam. — Quando ninguém disse nada, ela virou os olhos. — Oh, tanto faz. — Ela foi até onde estava a salada e começou a encher seu prato quando o barulho finalmente começou e todos fizeram barulhos rudes quando voltaram para sua comida.
Para os desinformados, eu tenho certeza que Aphrodite parecia como sempre. Mas eu podia ver o quão nervosa e tensa ela estava. Diabos, eu entendia exatamente como ela se sentia - eu mesma tinha passado por isso. Na verdade, eu estava no meio dessa situação com ela.
— Eu achei que ela tinha voltado a ser humana — Damien disse para todos nós. — Mas a Marca dela voltou.
— Nyx sempre é misteriosa — eu disse, tentando soar mais como uma Alta Sacerdotisa em treinamento.
— Eu acho que o caminho de Nyx é outra palavra com M, Gêmea — Erin disse. — Você pode adivinhar?
— Muito confusa? — Shaunee disse.
— Exato — Erin disse.
— Essa é a palavra — Damien disse.
— Oh, não seja tão metido — Shaunee disse a ele. — Além do mais, o ponto é que Aphrodite é uma vadia, e estavamos esperando que Nyx tivesse largado ela quando a Marca desapareceu.
— Mais do que meio esperando, Gêmea — Erin disse.
Todos encaravam Aphrodite. Eu tentei forçar a salada garganta abaixo. Vê, esse é o problema: Aphrodite costumava ser muito popular, poderosa, e uma caloura nojenta da House of Night. Desde que ela cruzou o caminho da Alta Sacerdotisa, Neferet, e foi totalmente afastada, ela foi reduzida a simplesmente a maior vaca da House of Night.
É claro, estranhamente (e típico o bastante para mim), ela e eu meio que, acidentalmente nos tornamos amigas – ou pelo menos, aliadas. Não que a gente queira que as massas saibam disso. Ainda sim, estive preocupada com ela quando ela desapareceu, embora Stevie Rae a tenha perseguido. Eu quero dizer, eu não sei de nenhuma das duas em dois dias.
Naturalmente, meus outros amigos – Damien, Jack, e as Gêmeas – a odiavam. Então dizer que eles estavam chocados e não muito confortáveis quando Aphrodite andou diretamente para nós e sentou ao meu lado é não exagerar quase tanto quando aqueles cavalheiros do filme do Indiana Jones dizem “ele escolheu mal” quando o cara malvado pega a taça errada e bebe e o corpo dele desintegra.
— Encarar não é educado, mesmo alguém tão linda quanto eu — Aphrodite disse antes de morder a salada.
— O que diabos você está fazendo, Aphrodite? — Erin perguntou.
Aphrodite engoliu e então piscou com um falso ar de inocente para Erin. — Comendo, retardada. — Ela disse suavemente.
— Essa é uma zona longe de vadias — Shaunee disse, finalmente recuperando a habilidade de falar.
— Yeah, ela está montada aqui — Erin disse, apontando para a placa de mentira atrás do banco.
— Eu odeio repetir um sentimento que eu disse antes, mas nesse caso vou fazer uma exceção. Então de novo eu digo: Morram Gêmeas Nerds.
— É isso — Erin disse, mal sendo capaz de manter a voz baixa. — Gêmea e eu vamos quebrar a sua Marca do seu rosto.
— Yeah, talvez eu ajude dessa vez — Shaunee disse.
— Parem. — Eu disse. Quando as Gêmeas viraram seus olhares furiosos para mim, eu senti meu estômago se apertar. Elas me odiavam tanto para me olharem desse jeito? Fez o meu coração doer ao pensar nisso, mas eu ergui meu queixo e as encarei. Se eu completasse a Mudança como vampira, eu algum dia seria uma Alta Sacerdotisa, e isso significa que é melhor elas me ouvirem. — Já passamos por isso. Aphrodite é parte das Filhas das Trevas agora. Ela também é parte do nosso círculo, já que tem uma afinidade com a terra. — Eu hesitei, me perguntando se ela ainda tinha uma afinidade, ou se ela a tinha perdido quando foi de caloura para humana e então, aparentemente, voltado a ser caloura, mas tudo era muito confuso, então continuei. — Vocês sabem que concordamos em aceitar ela nessa posição, sem xingamentos e lembranças de ódio.
As Gêmeas não falaram nada, mas a voz de Damien, soando sem emoção. Veio do meu outro lado. — Concordamos com isso, mas não concordamos em ser amigos dela.
— Eu não disse que queria ser amiga de vocês — Aphrodite disse.
— Idem, vadia! — As Gêmeas falaram juntas.
— Tanto faz — Aphrodite disse, fazendo parecer que ia pegar a bandeja e sair.
Eu abri minha boca para dizer a Aphrodite para sentar e mandar as Gêmeas calarem a boca quando um bizarro barulho ecoou pelo corredor até as portas abertas do refeitório.
— O que...? — eu comecei, mas não terminei a pergunta pelo menos até uma dúzia de gatos entrarem na cafeteria, assoviando e babando feito loucos.
Ok, na House of Night, tem gatos em todos os lugares. Literalmente. Eles nos seguem, dormem com a gente, e no caso da minha gata, Nala, reclamam bastante para o calouro da sua escolha. Na aula de Sociologia Vampira, uma das primeiras coisas que aprendemos é que os gatos a muito tempo são familiares dos vampiros. Isso significa que estamos acostumados a ter gatos em todos os lugares. Mas eu nunca os vi tão malucos.
O enorme gato cinza das Gêmeas, Beelzebub, pulou entre elas. Ele estava duas vezes do seu tamanho, e ele encarava a porta aberta com olhos âmbares cheios de raiva.
— Beelzebub, baby, qual o problema? — Erin tentou acariciar ele.
Nala pulou no meu colo. Ela colocou as patinhas nos meus ombros e me deu um rosno assustador de gato maluco, enquanto ela, também, encarava a porta e para o barulho caótico que vinha do corredor.
— Hey — Jack disse. — Eu conheço esse som.
E me atingiu ao mesmo tempo. — É um cão latindo — eu disse.
Então algo que lembrava um enorme urso amarelo mais do que um cachorro entrou no refeitório. O cachorro-urso era seguido por um garoto que era seguido por vários professores parecendo cansados, incluindo nosso professor de esgrima, Dragon Lankford, e nossa professora de equitação, Lenobia, assim como vários guerreiros Filhos de Erebus.
— Te peguei — o garoto gritou assim que pegou o cachorro e parou não muito longe de nós enquanto ele olhava ao redor, colocava a coleira na besta (que eu notei era de couro rosa com pregos prateados ao redor), e colocava a guia nela. No instante que a coleira foi presa, o urso parou de latir, sentou no chão, e encarou, ofegando, para o garoto. — Yeah, ótimo. Agora você age certo — eu ouvi ele murmurar para o obviamente feliz cachorro.
Embora ele tivesse parado de latir, os gatos no refeitório definitivamente não tinham parado de surtar. Havia tanto som de assovios, que parecia que ar saia de um tubo de ar.
— Você vê, James, era o que eu estava tentando explicar para você mais cedo — Dragon Lankford disse enquanto começava a franzir para o cachorro. — Esse animal não pode ficar na House of Night.
— É Stark, e não James — o garoto disse. — E como eu estava tentando explicar a você antes – o cachorro tem que ficar comigo. É como é. Se você me quer – você também tem que ter ela.
Eu decidi que o novo garoto cachorro tinha um jeito diferente. Não era como se ele estivesse sendo abertamente rude e desrespeitoso com Dragon, mas ele também não estava falando com ele com respeito, e algum medo, que era o que acontecia quando um recém Marcado calouro falava com um vampiro. Eu olhei a frente da camiseta do Pink Floyd. Não havia nenhuma insígnia de ano ali, então eu não fazia ideia de que ano ele estava ou a quanto tempo ele tinha sido Marcado.
— Stark — Lenobia estava dizendo, obviamente tentando ser razoável com o garoto, — não é possível integrar um cachorro no campus. Você pode ver o quanto ele chateia os gatos.
— Eles vão se acostumar com ela. Eles se acostumaram na House of Night de Chicago. Ela normalmente se comporta e não os persegue, mas o gato cinza pediu quando assoviou e tentou arranhar ela.
— Uh, oh — Damien perguntou.
Eu não precisava olhar – eu podia sentir as Gêmeas bufando.
— Minha deusa, para que todo esse barulho? — Neferet entrou no salão, parecendo linda e poderosa e completamente em controle.
Eu vi os olhos do garoto novo se alargarem enquanto ele absorvia a beleza dela. Era tãããããããoooo irritante que todos ficassem automaticamente idiotas quando olhavam pela primeira vez para a nossa Alta Sacerdotisa e minha inimiga, Neferet.
— Neferet, desculpe pela interrupção. — Dragon colocou o pulso por cima do coração e se curvou respeitosamente para a Alta Sacerdotisa. — Esse é meu novo calouro. Ele chegou recentemente.
— Isso explica como o calouro chegou aqui. Não explica como isso chegou aqui. — Neferet apontou para o cachorro.
— Ela está comigo — o garoto disse. Quando Neferet virou seus olhos para ele, ele imitou a saudação e se curvou como Dragon. Quando ele se ajeitou, fiquei chocada por ver que ele deu a Neferet um sorriso que parecia mais do que um pouco convencido. — Ela é a minha versão de um gato.
— Verdade? — Neferet levantou uma sobrancelha. — E ainda sim ela parece estranhamente como um urso.
Há! Então eu não estava simplesmente exagerando na minha descrição.
— Bem, Sacerdotisa, ela é uma labradora, mas você não é a primeira pessoa a dizer que ela parece um urso. Olha isso — Não acreditando, eu observei quando o garoto virou completamente as costas para Neferet e disse o ao cachorro, — Me dá cinco, Duquesa. — O cachorro obedientemente ergueu a pata e bateu na mão de Stark. — Boa garota! — ele disse, coçando as orelhas dela.
Ok, eu tinha que admitir. Era um truque legal.
Ele voltou sua atenção a Neferet. — Mas cachorro ou urso, ela e eu estamos juntos desde que fui Marcado quatro anos atrás, então isso a faz um gato o bastante para mim.
— Um labrador? — Neferet andou ao redor do cachorro o estudando. — Ela é muito grande.
— Bem, yeah, Duque sempre foi uma garota grande, Sacerdotisa.
— Duque? Esse é o nome dela?
O garoto acenou e riu, e embora ele fosse um sextanista, eu de novo estava surpresa com o quão fácil ele falava com os vampiros adultos, especialmente uma poderosa Alta Sacerdotisa. — É apelido para Duquesa.
Neferet olhou para o cachorro e para o garoto, e os olhos dela se estreitaram. — Qual seu nome, criança?
— Stark — ele disse.
Eu me perguntei se mais alguém viu a mandíbula dela cerrar.
— James Stark? — Neferet disse.
— Alguns meses atrás larguei meu primeiro nome. É apenas Stark — ele disse.
Ela ignorou ele e virou para Dragon. — Ele é o aluno transferido que estávamos esperando da House of Night de Chicago?
— Sim, Sacerdotisa — Dragon disse.
Quando Neferet olhou de volta para Stark, eu vi os lábios dela se erguerem num sorriso calculado. — Eu ouvi bastante sobre você, Stark. Você e eu teremos uma longa conversa em breve. — Ainda estudando o calouro, Neferet falou com Dragon. — Se certifique que Stark tenha acesso 24 horas a qualquer equipamento de arco e flecha que ele possa querer.
Eu vi o corpo de Stark tremer. Obviamente Neferet viu também, porque o sorriso dela aumentou e ela disse, — É claro, as noticias do seu talento te precedem, Stark. Você não deve parar de praticar só porque mudou de escola.
Pela primeira vez Stark parecia inquieto. Na verdade, ele parecia mais do que inquieto. Ao mencionar arco e flecha, a expressão de Stark se transformou de fofa e um pouco sarcástica para fria e quase maldosa.
— Eu disse a eles quando eles me transferiram, que eu parei de competir. — A voz de Stark era rasa, e as palavras dele mal foram carregadas pela nossa mesa. — Mudar de escola não muda isso.
— Competir? Você diz aquela competição de Arco e Flecha entre as Houses of Night? — A risada de Neferet me arrepiou. — Importa pouco para mim se você compete ou não. Lembre-se, eu sou a porta voz de Nyx aqui, e o que eu digo é que é importante você não desperdiçar seu talento dado pela deusa. Nunca se sabe quando Nyx pode chamar você – e não vai ser para uma competição boba.
Meu estômago virou. Eu sabia do que Neferet estava falando, sobre a guerra contra os humanos. Mas Stark, sem ter noção, só pareceu aliviado sem ter que competir de novo, e a expressão dele voltou a ser indiferente e um pouco convencida.
— Sem problemas. Eu não me importo de praticar, Sacerdotisa — ele disse.
— Neferet, qual é o seu desejo em relação ao, uh, cachorro? — Dragon disse.
Neferet pausou por um momento; então se abaixou graciosamente na frente do labrador amarelo. As enormes orelhas do cachorro foram para frente. Ela ergueu o nariz vermelho, cheirando com curiosidade óbvia a mão erguida de Neferet. Na minha frente. Beelzebub assoviou ameaçador. Nala rosnou baixo. Os olhos de Neferet se ergueram e encontraram os meus.
Eu tentei manter meu rosto sem expressão, mas não sei o quão bem me sai. Eu não vejo Neferet a dois dias quando ela me seguiu para fora do auditório depois que ela anunciou que a guerra entre humanos e vampiros que ela queria começar devido ao assassinato de Loren. Naturalmente, nós conversamos. Ela era a amante de Loren. E eu também, mas isso não tinha sido sem consequência. Loren não me amava. Neferet tinha armado tudo entre Loren e eu, e ela sabia que eu sabia que ela tinha feito isso. Ela também sabia que eu sabia que Nyx não aprovava as coisas que ela estava fazendo.
Basicamente, ela machucou seriamente meu coração, e eu odiava Neferet quase tanto quando a temia. Eu esperei que nada disso se mostrasse no meu resto enquanto nossa Alta Sacerdotisa ia até nossa mesa. Com um gesto de mão, ela fez Stark e o cachorro seguirem atrás dela. O gato das Gêmeas deu mais um assovio antes de fugir. Eu freneticamente acariciei Nala, esperando que ela não perdesse a cabeça enquanto o cachorro se aproximava. Neferet parou quando chegou na nossa mesa. Os olhos dela passaram rapidamente de mim para Aphrodite antes de irem até Damien.
— Estou feliz que você esteja aqui, Damien. Eu gostaria que você mostrasse a Stark o quarto dele, e o ajudasse a não se perder no campus.
— Eu ficaria feliz, Neferet — Damien disse rapidamente, com os olhos brilhando quando Neferet deu a ele um sorriso enorme de agradecimento.
— Dragon vai te ajudar com os detalhes — ela disse. Então os olhos verdes dela se moveram para mim. Eu me segurei. — E Zoey, esse é Stark. Stark, essa é Zoey Redbird, a líder das Filhas das Trevas.
Ele e eu acenamos um para o outro.
— Zoey, como você é a Alta Sacerdotisa em treinamento, eu vou deixar o problema do cachorro de Stark com você. Eu confio que uma das muitas habilidades que Nyx deu a você te ajudará a acostumar Duquesa em nossa escola. — Os olhos frios dela nunca deixaram os meus. Eles contavam uma história completamente diferente do que a doce voz dela. Eles diziam, lembre-se que eu estou no comando aqui e você é apenas uma criança.
Eu propositalmente quebrei o contato visual com ela e dei a Stark um sorriso apertado.
— Vou ficar feliz em ajudar seu cachorro a se encaixar.
— Excelente — Neferet disse. — Oh, e Zoey, Damien, Shaunee, e Erin. — Ela sorriu para meus amigos, e meus amigos riram para ela como bobos. Ela ignorou Jack e Aphrodite completamente. — Eu chamei uma reunião especial do Conselho para hoje a noite as 10:30. — Ela olhou para seu relógio. — São quase 10 horas agora, então vocês precisam terminar de comer porque eu espero que os Prefeitos estejam lá também.
— Vamos! — Eles falaram como ridículos passarinhos.
— Oh, Neferet, isso me lembra — eu disse, erguendo a voz para passar pelo salão. — Aphrodite se juntou a nós. Já que ela recebeu um dom de Nyx, uma afinidade pela terra, todos concordamos que ela também deve ser uma Prefeita do Conselho — eu segurei o fôlego, esperando que meus amigos me ajudassem.
Graças a Deus, a não ser o baixo rugido de Nala para Duquesa, ninguém disse nada.
— Como Aphrodite pode ser uma Prefeita? Ela não é mais membro das Filhas das Trevas. — A voz de Neferet ficou fria.
Eu irradiei inocência. — Eu esqueci de te dizer? Eu sinto muito, Neferet! Deve ter sido por causa de todas as coisas horríveis que aconteceram recentemente. Aphrodite voltou para as Filhas das Trevas. Ela jurou para mim, e para Nyx, seguir nosso código de conduta, e eu permiti que ela voltasse. Quero dizer, eu achei que era o que você queria – fazer ela voltar a nossa deusa.
— É isso mesmo. — Aphrodite soava subjugada de uma maneira nada característica. — Eu concordei com as novas regras. Eu quero me redimir pelos erros do passado.
Eu sabia que Neferet ia parecer maldosa e rancorosa se ela publicamente rejeitasse Aphrodite depois dela deixar óbvio que queria mudar. E Neferet se importava com as aparências.
A Alta Sacerdotisa sorriu para todos, sem olhar para Aphrodite ou eu. — O quão generoso por parte de Zoey é aceitar Aphrodite de volta no seio das Filhas das Trevas, especialmente quando ela se responsabiliza pela conduta de Aphrodite. Mas nossa Zoey parece estar confortável tendo muitas responsabilidades. — Então ela olhou para mim, e o ódio no olhar dela me fez parar de respirar. — Tenha cuidado para não cair devido a tanta pressão, Zoey querida. — Então, como se tivesse ligado um botão, o rosto dela se encheu de doçura e luz de novo, que ela emitiu para o garoto novo.
— Bem-vindo a House of Night, Stark.

11 comentários:

  1. vaca!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Como odeio essa Neferet...

    ResponderExcluir
  3. e esse boy novo genteeeee ??????? sera que presta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ha! Esse sim! Mas ele vai ferrar com a vida de uma pessoa do grupo da Zoey... Mas depois vai explicar o acontecido e eles vão perdoar... Esse dai e Bovino! kkk

      Excluir
  4. UM CAPÍTULO E JÁ AMO ESSE STARK

    ResponderExcluir
  5. carne nova no pedaço.. sera o crush que zoey precisa?
    lanny

    ResponderExcluir
  6. BOY NOVOOOO! UHUUUUUUL <3

    Ah, e a Neferet é uma vaca.

    ResponderExcluir
  7. Podiiaaa ter um quadradinho (vacaaa) pra marcar tbm kkkkk

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!