5 de outubro de 2015

Capítulo 29 - Zoey

— Oh, não seja tão odiosa, Aphrodite — Stevie Rae disse. — Você sabe que todos os calouros recebem passaportes assim que são Marcados. É parte de toda aquela coisa de ‘eu sou um adolescente emancipado’.
— Que bom que eu tenho um passaporte — Heath disse. — Embora eu não seja Marcado.
Para me impedir de gritar ‘você não vai – você vai ser morto com certeza’ para Heath e constranger ele pra caramba, eu me fiz focar na parte da logística. — Alguém sabe como vamos chegar a Itália?
— De primeira classe, eu espero — Aphrodite murmurou.
— Essa vai ser a parte simples. Simplesmente vamos pegar o jato da House of night — Lenobia disse. — Ou melhor, você e seu grupo vão. Eu vou autorizar, mas não vou.
— Você não vai conosco? — Meu estômago caiu. Lenobia era sábia e estimada na comunidade vampira, tanto que Shekinah respeitava ela. Precisávamos que ela fosse conosco. Eu precisava que ela fosse conosco!
— Ela não pode — Jack disse. Olhamos para ele surpresos. — Ela tem que ficar aqui com Dragon e se certificar que a escola não seja completamente tomada pelo lado negro, porque o que quer que seja que Kalona pode fazer, ele ainda estava fazendo, mesmo que não esteja aqui.
Lenobia sorriu para Jack. — Você está absolutamente certo. Não posso deixar a House of Night agora. — O olhar dela passou pelo quarto, tocando cada um de nós e finalmente indo parar em mim. — Você pode liderar eles. Você esteve liderando eles. Só continue fazendo o que quer que seja que você estava fazendo.
Mas eu fiz besteira! Mais de uma vez! E eu nem sei se posso confiar em mim mesma ao redor de Kalona! Eu queria gritar. Ao invés disso, eu tentei falar com uma voz adulta. — Mas alguém tem que dizer ao Alto Conselho o que realmente está acontecendo com Neferet e Kalona. Eu não posso fazer isso. Sou só uma caloura.
— Não, Zoey, você é nossa Alta Sacerdotisa, a primeira Alta Sacerdotisa caloura, e eles vão ouvir você porque Nyx está com você. É óbvio para mim. Era óbvio para Shekinah. Será óbvio para eles também.
Eu não tinha certeza, mas todo mundo estava me dando grandes sorrisos de encorajamento, o que realmente me fez querer vomitar as tripas para fora. Ao invés de vomitar, ou minha segunda opção, começar a chorar, eu disse, — Quando partimos?
— Assim que possível — Lenobia disse. — Não fazemos ideia de quanto dano Kalona está fazendo agora. Pense no desastre que ele causou aqui em apenas questão de dias.
— Está quase amanhecendo. Teremos que esperar o sol se por. — A voz de Stark era apertada de frustração. — Porque eu imagino que a tempestade de gelo acabou, e o sol vai estar visível, e isso significa que Stevie Rae e eu vamos fritar no avião.
— Vocês partem aqui no pôr do sol — Lenobia disse. — Até lá, arrumem as coisas, comam, e descansem. Eu vou cuidar do que precisa ser feito.
— Eu não acho que Zoey deveria ficar na ilha São Clemente — Stark disse. Ele virou para Darius buscando suporte. — Não concorda que é uma má ideia para ela ficar exatamente onde Aphrodite viu ela se afogar?
— Stark, ela também me viu ser decapitada bem aqui em Tulsa. Mas não aconteceu, porque meus amigos não deram suas costas para mim. Onde estou não é importante como o fato que eu sei que estou em perigo, e cercada por pessoas que vão me dar apoio.
— Mas ela me viu com você! Se eu não posso te proteger, quem pode?
— Eu posso — Darius disse.
— Ar pode também — Damien disse.
— Fogo pode chutar umas bundas — Shaunee disse.
— Eu tenho água, e eu com certeza não vou deixar Zoey se afogar — Erin disse indignada.
— Terra sempre vai proteger Zoey — Stevie Rae disse, embora a expressão em seus olhos parecesse triste.
— Eu sou uma humana irritante, mas ainda sou boa. Se alguém passar por Darius, você, e a horda de nerds, eles vão ter que passar por mim — disse Aphrodite.
— Acrescente mais um irritante a esse humano, calouro, e vampira a essa sopa — Heath disse.
— Viu — eu disse a Stark enquanto piscava com força para impedir que lágrimas enchessem meus olhos de transbordar. — Nem tudo é com você. Estamos nisso juntos. — O olhar de Stark segurou o meu, e eu podia ver o quão torturado ele estava. Ter um juramento com uma Alta Sacerdotisa que fosse morta, era o pesadelo de todo guerreiro. Só para mencionar isso Aphrodite tinha visto ele lá, e me viu ser morta, e isso foi o bastante para abalar completamente a confiança de Stark. — Eu realmente vou ficar bem. Prometo — eu disse. Ele acenou e então desviou o olhar, como se ele não pudesse suportar encontrar meu olhar por mais tempo.
— Muito bem. Vamos nos ocupar. Levem pouca coisa. Não vão ter tempo de carregar muita bagagem. Cada um de vocês deve levar uma mochila com o essencial — Lenobia disse. Eu vi Aphrodite ficar branca de horror e eu tive que tossir para esconder uma risada. — Encontro vocês no refeitório ao pôr do sol. — Ela começou a sair, então pausou na porta. — Zoey, se certifique de não dormir sozinha. Vamos manter Kalona fora da sua cabeça o máximo possível. Não queremos que ele tenha nem ideia de que você está indo atrás dele.
Eu engoli com força, mas acenei. — Yeah, ok.
— Abençoado seja — ela disse.
— Abençoado seja — todos falamos, até mesmo Heath. Lenobia fechou a porta, e ninguém disse nada por alguns momentos. Eu acho que estávamos todos um pouco atordoados e não tínhamos entendido bem o fato de que íamos para a Itália falar diante do Alto Conselho Vampiro. Ou pelo menos, eu ai falar. Ah, diabos. Eu ia ter que falar na frente do Alto Conselho Vampiro. Ou talvez eu iria até ele, na frente de todos aqueles vampiros velhos e poderosos e ter uma diarréia e me cagar. Yep. Isso certamente iria impressionar o Conselho. “Única” seria apenas uma das palavras que eles iam me chamar. A pergunta de Jack impediu minha mente semi-histérica de continuar a tagarelar.
— O que vamos fazer com Duquesa e os gatos?
Eu olhei para Nala, ronronando ao meu lado, e disse, — Uh-oh.
— Não podemos levar eles — Stark disse. — Não tem como. — Então soando mais como ele mesmo, — Mas eles vão ficar fulos quando voltarmos. Especialmente esses gatos. Gatos são rancorosos.
Aphrodite bufou. — E você está me dizendo. Você conheceu meu gato? Falando nisso, eu vou passar um tempo de qualidade com ela enquanto pego alguma coisa para comer e faço as malas. — Ela deu a Darius um sorriso modesto. — Se você quiser estar nesse tempo de qualidade, está convidado.
— Não tem que pedir duas vezes — ele disse. — Abençoado seja, Sacerdotisa — ele me disse antes de pegar a mão dela e ir para o quarto dela para fazer só-a-deusa-queria-saber o que.
— É melhor cuidarmos das nossas coisas também — Damien disse.
— Não acredito que devemos levar só uma mochila de roupas. Onde todos os meus sapatos vão caber? — Jack perguntou.
— Eu acho que só devemos levar um par de sapatos — Heath disse prestativo.
Jack ainda estava ofegando em horror enquanto ele e Damien saíam. Isso me deixou com Stark e Heath e Stevie Rae. Antes das coisas ficarem mega embaraçosas, Stark me surpreendeu dizendo, — Heath, você pode dormir com Zoey?
— Hey, cara, até onde eu sei, eu sempre dormi com Zoey. — Eu soquei ele no braço, mas ele ainda sorria como um nerd.
— O que você vai fazer? — eu perguntei a Stark. Ele não me olhava nos olhos.
— Eu quero checar o perímetro antes do amanhecer, e vou ver se Lenobia precisa de ajuda com os arranjos. Então vou pegar algo para comer.
— Onde você vai dormir?
— No escuro. — Ele virou para mim, fez uma reverência formal com o punho sobre o seu peito. — Abençoado seja, minha senhora. — Antes de eu poder dizer qualquer coisa a mais para ele, ele partiu. O silêncio ficou pesado.
— Ele surtou por causa da visão de Aphrodite — Stevie Rae disse, saindo da minha cama e foi mexer nas gavetas que costumavam ser dela antes dela morrer e voltar a vida. Eu estava feliz por ter feito Neferet e os vampiros me darem algumas coisas dela de volta, então ela tinha coisas pra remexer.
— Não deixe Stark te magoar, Zo — Heath disse. — Ele está irritado consigo mesmo, não com você.
— Heath, eu aprecio que você esteja tentando me fazendo se sentir melhor, mas é estranho demais que você esteja do lado de Stark.
— Hey, estou do seu lado, baby! — Ele me deu um encontrão no ombro, e então se esticou de forma óbvia antes de passar o braço ao meu redor.
— Uh, Heath, você pode me fazer um grande favor? — Stevie Rae perguntou.
— Claro!
— Você pode ir até a cozinha – que passa pelo salão e tem que virar a direita – e tentar pegar algo para nós comermos? Eles sempre tem vários sanduíches na geladeira. Você pode procurar batatinhas, mas o mais perto que você vai chegar provavelmente são pretzels ou aquelas batatinhas assadas saudáveis.
— Yuck — Heath e eu falamos ao mesmo tempo.
— Então está tudo bem? Você pode fazer isso?
— Yeah, Stevie Rae, sem problemas. — Heath me abraçou e me deu um beijo preguiçoso na testa antes de sair da cama. Na porta, ele sorriu para Stevie Rae e disse, — Mas da próxima vez que você quiser falar sozinha com Zo, você só precisa dizer. Sou um humano e jogo futebol, mas não sou idiota.
— Vou manter isso em mente para a próxima vez — ela disse. Ele piscou para mim e saiu.
— Deusa, ele tem muita energia — eu disse.
— Z, eu não posso ir com vocês para a Itália — Stevie Rae falou sem enrolar.
— O que? Você precisa! Você é a terra. Eu preciso de todo meu círculo lá.
— Você fez o círculo sem mim antes. Aphrodite pode dar uma mão se você ajudar ela.
— Ela não pode ser terra. Ela foi afastada — eu disse.
— Mas eu sei que você deu espírito para ela antes, e funcionou bem. Só dê espírito de novo.
— Stevie Rae, eu preciso de você. — Minha melhor amiga baixou a cabeça e pareceu completamente derrotada.
— Por favor, por favor não diga isso. Eu preciso ficar. Eu não tenho escolha. Os calouros vermelhos precisam mais de mim do que você.
— Eles não precisam mais — eu disse ansiosa. — Eles estão aqui na escola, com vários vampiros adultos. Mesmo que os vampiros adultos estejam agindo estranho, a presença deles será o bastante para impedir seu pessoal de rejeitar a mudança.
— Não é só isso. Não são só eles.
— Oh, não! Stevie Rae, você não continua a pensar naqueles calouros ruins.
— Sou a Alta Sacerdotisa deles — ela disse baixo, implorando com seus olhos para mim entender. — Eles são minha responsabilidade. Enquanto você não está, antes de você ter que descer lá e fazer algo horrível com eles, eu posso tentar mais uma vez alcançar eles – fazer eles recuperarem sua humanidade.
— Stevie Rae –
— Zoey! Me escute! É uma escolha. Eu fiz a certa. Stark fez a certa. Os garotos estão todos no caminho certo também, e nós costumávamos ser maus. Como eu disse, você sabe o quão horrível costumava ser para nós, mas isso mudou. Estamos diferente agora porque estamos escolhendo ser diferentes. Eu não posso me impedir de acreditar que aqueles outros garotos podem escolher o bem também. Só me deixe tentar.
— Talvez eles devessem ter morrido, e é por isso que não conseguem pegar sua humanidade de volta — eu disse suavemente.
— Eu não posso acreditar nisso, pelo menos não agora. — Stevie Rae foi para sua antiga cama do meu lado, como ela costumava fazer antes do nosso mundo começar a explodir diante de nós. — Eu quero ir com você. Realmente quero. Heck, Z, você está em mais perigo do que eu! Mas eu tenho que fazer o que é certo, e isso é tentar alcançar aqueles outros garotos e dar a eles mais uma chance. Você entende?
— Yeah, entendo. É só que eu vou realmente sentir sua falta e eu queria que você viesse comigo.
Lágrimas encheram os olhos de Stevie Rae. — Vou sentir sua falta também, Z. Tem sido horrível esconder coisas de você. Foi tão assustador que você não entenderia.
— Eu sei como é ter segredos. É uma droga.
— Sério, isso é falar o óbvio — ela disse. — Ainda seremos melhores amigas, certo?
— Sempre seremos melhores amigas — eu disse. Sorrindo, ela se lançou em mim e nós nos abraçamos com tanta força que Nala acordou, reclamando para nós como se ela fosse a mãe de alguém. Heath escolheu esse instante para entrar no quarto. Os braços cheio de comida, ele parou e encarou.
— Sim! Eu morri e fui para o céu de garota-com-garota!
— Ohminhadeusa! — eu disse.
— Heath, você é tão nojento quanto um animal morto na estrada – um animal morto, fedido, nojento, na estrada no meio do verão.
— Eesh, isso é nojento — eu disse.
— Bem, esse é seu namorado.
— Mas eu trouxe comida — ele disse.
— Tudo bem, você está perdoado — eu disse.
— Hey, só pra você saber, vou dormir bem aqui na minha velha cama. Então não vai ter ninguém se apalpando e se agarrando porque eu não estou legal com isso. — Stevie Rae estava falando com Heath, mas eu respondi.
— Uh, eu tenho três palavras para garotas que ficam com seus namorados com outras garotas no quarto: Não é certo. Então você não precisa se preocupar com o que acontece aqui. — Eu bati na minha cama. — Heath vai se comportar porque já conversamos em como nossa relação é baseada em mais do que sexo. Certo, Heath?
Stevie Rae e eu o espetamos com nossos olhos. — Certo. Triste e trágico, mas certo — ele admitiu relutante.
— Bom. Vamos comer, então eu vou ajudar Z a fazer as malas, e então podemos dormir. Finalmente — Stevie Rae disse.
Eu estava adormecendo, enrolada nos braços fortes e familiares de Heath, quando me atingiu que Heath realmente não podia vir conosco. — Heath — eu sussurrei. — Temos que conversar.
— Mudou sua vida sobre não ficar? — ele sussurrou em resposta. Eu acotovelei ele. — Ow, o que? — ele disse.
— Eu não quero que você fique bravo, mas você não pode ir comigo até a Itália.
— O diabo que eu não posso.
— Seus pais nunca vão te deixar perder tanta aula.
— Estamos nas férias de inverno.
— Não, você estava num feriado por causa da tempestade. A tempestade se foi. Você vai voltar para aula em um dia — eu disse.
— Então eu vou fazer meu dever quando voltar. — Eu tentei uma tática diferente.
— Você tem que ficar aqui e se concentrar nas suas notas. É seu último semestre antes de ir para a faculdade. Se você fizer besteira com suas notas agora, você vai fazer besteira com sua bolsa.
— Olha, é simples. Broken Arrow tem aquele negócio online de notas, lembra?
— Como eu podia esquecer algo totalmente irritante enquanto meus pais eram capazes de olhar minhas notas e deveres todo dia? — Então eu fechei minha boca porque tinha acabado de perceber o que eu disse.
— Viu! Eu posso pegar meus trabalhos online. Eu vou ficar ligado. Você pode até me ajudar. Ou, melhor ainda, Damien pode me ajudar. Sem querer ofender, Zo, mas eu acho que ele é um estudante melhor que você.
— Eu sei que ele é, mas essa não é a questão. Seus pais nunca vão deixar você ir.
— Eles não podem me impedir. Tenho 18 anos.
— Heath, por favor. Eu já me sinto mal o bastante com todo o cocô que eu trouxe a sua vida. Não me faça responsável por estragar seu último semestre na escola, te deixar de castigo antes de você partir para a faculdade, e colocar sua vida em perigo.
— Eu te disse antes que posso cuidar de mim mesmo — ele disse.
— Tudo bem, vamos fazer um acordo. Ligue para os seus pais quando acordarmos e peça permissão a eles para vir a Itália comigo. Se eles falarem sim, então você pode vir comigo. Se não, você fica aqui e volta sua bunda para a aula.
— Eu tenho que contar sobre Kalona e tudo mais?
— Eu não acho que é inteligente que o público em geral saiba que existe um imortal caído e uma ex-Alta Sacerdotisa maluca tentando dominar o mundo. Então, não, você não tem que dizer a eles essa parte. — Ele hesitou e então disse, — Ok, posso viver com isso.
— Promete?
— Prometo.
— Bom, porque eu vou ouvir a conversa toda para que você não seja capaz de me cocozar.
— Você sabe que essa palavra não existe, Zo.
— É minha palavra real. Vá dormir, Heath. — Ele apertou seus braços ao meu redor.
— Eu te amo, Zo.
— Eu te amo também.
— Eu vou te manter segura. — Eu adormeci com os braços de Heath ao meu redor e um sorriso no rosto, meu último pensamento consciente foi sobre o quão forte ele parecia e que eu tinha que dizer a ele que eu realmente apreciava o quão forte ele tem se mantido. Meu próximo pensamento não foi consciente e não foi calmo: O que diabos estou fazendo no telhado desse castelo de novo?

2 comentários:

  1. Tomara que nada de mal aconteça com a Stevie, ela vai ir sozinha até aqueles bostinhas de calouros que querem matá-la, quero nem ver

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!