11 de outubro de 2015

Capítulo 26 - Zoey

O comando de Neferet libertou o caos total. Filamentos das Trevas moveram-se numa onda de dentes e ondulações, corpos musculosos em direção às escadas de pedra.
Houve um rugido ensurdecedor e Aurox saiu detrás das rochas que o escondiam. Ele não hesitou. Correu direto para o meio deles, atacando várias vezes com seus chifres, rasgando e pisando com seus cascos fendidos.
Ele era tão aterrorizante quanto magnífico.
— O receptáculo traidor! — Neferet gritou para ele. — Imperfeito! Você sempre será imperfeito!
Incapaz de falar, a única resposta de Aurox foi um rugido, enquanto ele continuava espalhando carnificina ao redor dele.
Foi difícil desviar o olhar dele. Enquanto eu assistia, percebi que ele também havia mudado.
— Os chifres dele — gritei para Stark. — Eles não são mais repugnantemente brancos!
— Não — Stark reparou. — Eles são negros, como a noite de Nyx.
— E como o outro Touro. O bom.
— Fique atenta, Z. Touro bom ou não, aquelas coisas estão passando por ele — Stark me disse. — Mantenha um olho em Neferet. No segundo em que ela estiver perto o suficiente, forme o círculo — então Stark ergueu seu arco e disse: — Mate aqueles bastardos das Trevas!
Flechas choveram sobre eles, em torno de Aurox. Mas o objetivo de Stark era real. O Touro não foi perfurado por elas, contudo os filamentos das Trevas ao redor dele foram espetados no chão.
— Mais! — Neferet chamou para a noite. — Preciso de mais dos meus filhos!
Parecia que as sombras vomitaram Trevas. As coisas surgiam de todos os lugares. E Neferet ainda não estava perto o suficiente.
— O rosto dela! Faça-o! — eu disse a ele.
— Atinjam a vaidade de Neferet! — Stark comandou quando tencionou seu arco e deixou duas flechas voarem ao mesmo tempo.
Ambas voaram em um belo arco, caindo em sincronia perfeita. Juntas, elas cortaram as bochechas de Neferet, abrindo feridas sangrentas em suas tatuagens de safira.
Gritando mais, Neferet cambaleou, segurando o rosto com as mãos, tentando segurar a pele do seu rosto para que não ficassem abertas.
Pensei que ela ser ferida pelo menos confundiria seus filamentos das Trevas, fazendo-os parar se ela não fosse capaz de enviar comandos.
Eu estava errada.
Feri-la fez com que eles agissem como esporas em um cavalo. De repente, eles estavam por toda parte, e o rugido de Aurox não era mais de desafio, mas de dor.
— Zoey! Volte para o Hummer! Fique trancada lá! — Stark gritou para mim quando atirou sua última flecha. — Eu vou segui-la!
— Eu não vou a lugar nenhum.
Ele olhou para mim e sorriu sombriamente.
— Então eu também não irei.
Stark fixou os pés no chão, afastados, e segurou os punhos para cima, pronto para combater os filamentos com as próprias mãos. Instantaneamente, uma longa espada se materializou diante dele, brilhando com uma beleza mortal.
A mão de Stark se fechou no punho da espada de Guardião e com um grito triunfante, ele começou a cortar os filamentos das trevas que ousavam tentar passar por ele.
E Neferet ainda não estava perto o suficiente.
Sombriamente, cortei minha outra palma com a ponta da seta. Desta vez mais profundo, fazendo com que meu sangue se apressasse em sair. Eu ergui a pedra da vidência.
— Espíritos do ar, do fogo, da água e da terra, venham a mim! — derramei meu sangue através do centro da pedra, e os serem místicos apareceram à minha volta na forma de pássaros e fadas, tritões e ninfas da floresta. — Não importa o preço, eu vou pagar. Apenas me levem para Neferet.

“Será o favor,
Seu verdadeiro amor”

Eu não tive escolha. Ou Stark ou o mundo como eu conhecia morrerá.
— Você tem meu juramento. E concordo! — respondi, prometendo silenciosamente para mim mesma que quando isso acabasse, eu seguiria Stark. E eu saberia onde encontrá-lo. Sob a árvore de pendurar...
Os duendes inclinaram suas cabeças brilhantes brevemente em reconhecimento ao meu juramento, em seguida, formaram um círculo em torno de mim.
Vá para a Deusa das Trevas.
Fiz o que mandaram, passando por Stark.
— Zoey? Que diabos você está fazendo?
— Fique aí, Stark! Continue lutando contra eles. Eu estou indo até ela — eu não podia olhar para Stark. Sabia que ele não iria me ouvir. Sabia que ele não ficaria na escada, onde tinha uma chance contra os filamentos. — James Stark, eu sempre vou te amar! — gritei.
Então eu corri. Os duendes me cercaram e moveram-se comigo, um escudo sólido de poder antigo, repelindo qualquer filamento que se aproximasse. Eu circulei por trás Neferet. E, em seguida, usando o meu escudo formado como um aríete, eu me atirei para ela.
Os duendes a acertaram por trás. Cega pelo sangue e pela dor, ela não nos viu chegando. Eu a arremessei em direção à gruta. Um passo, depois outro.
Assobiando para mim como se fosse uma cobra, ela se virou e seus longos e terríveis dedos cortaram os espíritos mais próximos a ela. Eram uma fada d’água, uma sereia e belo duende azul, que deram um grito horrível e desumano de dor e dissolveram-se no chão.
Cerrei os dentes e dei mais um passo na direção dela.
— Você! Pequena vadia! Isso é o que é você por dentro. Acha que Magia Antiga vai me impedir de te matar? Eu comando a Magia Antiga de verdade! Um mortal não pode me derrotar!
Ela atacou novamente, e um espírito de fogo explodiu.
Eu a empurrei para trás mais um passo, e ela golpeou através de uma fada que tinha forma de uma garça graciosa. Com apenas uma ninfa da floresta entre mim e Neferet, eu corri até ela. Neferet cravou suas garras no duende, que gritou e desapareceu, mas a Deusa das Trevas se desequilibrou nos arenitos irregulares de Oklahoma sob seus pés e caiu.
Finalmente! Perto o suficiente!
— Damien, onde está você? — gritei.
— Aqui!
Sua cabeça apareceu por trás de uma moita de azaleias à minha esquerda.
— Ar, eu o chamo para o nosso círculo! — gritei, e o vento soprou em torno de nós.
— Eu estou aqui! — Shaunee anunciou, saindo de trás de uma árvore enegrecida pelo fogo.
— Fogo, eu o chamo para o nosso círculo! — senti o calor de seu elemento.
— Crianças! Detenham-na! Matem-na! — Neferet ordenou.
Eu mantive minha posição quando senti uma gavinha das Trevas cortar minha perna.
— Shaylin!
— Aqui! — ela saltou e acenou do topo do cume à minha direita.
— Água, eu a chamo para o nosso círculo!
— Stevie Rae! — gritei quando peguei uma daquelas criaturas enquanto ela se atirava em direção a minha garganta e a joguei contra uma rocha.
— Eu estou bem atrás de você, Z, é só você virar!
Eu me virei. A espada de Rephaim cantou em um arco em torno de nós, quando eu chamei:
— Terra, eu a chamo para o nosso círculo! — respirei os aromas de um prado quando completei meu círculo, chamando: — Espírito, eu o chamo para o nosso círculo!
Uma ampla linha prateada de luz crepitava à nossa volta, conectando nós cinco e cercando Neferet completamente.
— Você acha que um círculo vai me prender? — Neferet estava com suas mãos no chão, de joelhos. Seu rosto ainda sangrava, mas já estava se curando. Ela olhou para mim e riu. — Você acabou de tornar as coisas mais fáceis. Eu destruirei este círculo, e vou destruí-la. Venham a mim, crianças! Todos vocês venham a mim!
Suas criaturas a obedeceram. Elas deslizaram de todas as sombras para dentro do parque, uma maré escura subindo ao redor dela.
Eu a ignorei e às criaturas que ela chamou para me executar. Ergui meus braços.
— Ar, fogo, água, terra e espírito, ouçam-me! Eu sou Zoey Redbird. Meus antepassados dançaram sob o céu, evocando-os em nome da Grande Mãe Terra, em respeito e amor, os próprios protetores desta terra, detentores do equilíbrio do reino mortal entre Luz e Trevas. Esta noite eu invoco a sua ajuda como uma filha desses protetores antigos. Esta Tsi Sgili e suas criaturas contaminaram a todos nós e criaram desequilíbrio. Assim como as mulheres sábias antes de mim fizeram, eu imploro à Grande Mãe Terra e aos poderes da Magia Antiga, prendam Neferet e seus filhos! — imaginando-me como uma fonte e os elementos em forma de fluxos de poder surgindo das entranhas da terra e através de mim, lancei o ar, o fogo, a água, a terra e o espírito em Neferet.
A linha de prata que me ligava ao círculo saiu de mim, fechando como um laço em torno de Neferet e seus filamentos das Trevas, e atraindo-os para trás, em conjunto, para a boca aberta da gruta.
— Stevie Rae, me ajude!
Imediatamente ela estava ao meu lado, segurando minha mão.
— Terra — ela ordenou. — Prenda-a lá dentro!
Um brilho verde iluminou as rochas ao redor da gruta. A terra sob os nossos pés começou a tremer, mais e mais forte, até as pedras caírem livres, numa avalanche para selar a boca da gruta.
O silêncio que se seguiu foi incrível. Eu me senti balançar. Meus joelhos estavam fracos. Stevie Rae e eu ainda estávamos de mãos dadas.
— Stark! — chamei. — Onde você está?
Meus olhos já começavam a arder com as lágrimas que queriam sair. Eu sabia que ele não iria responder. Cambaleei, e Aurox me pegou.
Ele era um garoto novamente, sangrando, mas vivo.
— Acalme-se — disse ele, enquanto ele e Stevie Rae me ajudavam a sentar. — Tudo vai ficar bem.
Não, nada vai ficar bem.
— Respire profundamente algumas vezes, e antes de fechar o círculo, pegue um pouco de energia do espírito — recomendou Aurox.
Balancei a cabeça atordoada, olhando para a linha prateada que ainda me circulava.
— Z! Nós conseguimos! — Damien gritou enquanto se apressava até nós.
— Isso foi superassustador — disse Shaylin.
— Mas impressionante — Shaunee concordou.
Estavam todos em volta de mim, todo o meu círculo. E nós tínhamos conseguido. Nós tínhamos prendido Neferet. Eu era a única que sabia o custo, no entanto.
— Sim, foi incrível, mas doloroso — ele falou.
Olhei para cima, e através das minhas lágrimas, vi Stark. Ele estava ali, sorrindo para mim. Tinha um monte de cortes em seus braços e pernas, e sangrava como louco, mas ele estava vivo!
— Stark! Ohminhadeusa! — eu estava tentando me lançar em seus braços quando o monte de pedras que deveria vedar Neferet dentro da gruta começou a se mover.
— Oh, merda! — Stark praguejou. — As gavinhas, elas estão abrindo buracos através das rochas.
Eu estava de pé, no centro do meu círculo, e ergui minhas mãos novamente. Notei que havia sangue por toda parte delas. Eu não me importava. Stark estava vivo!
“Será o favor,
Seu verdadeiro amor”
As vozes dos duendes ecoavam em minha mente, e percebi porque Stark estava vivo. Eles não queriam dizer que eles levariam Stark para longe de mim. Queriam dizer que eu seria levada. Era a minha vez. Desta vez eu teria que amar meus amigos e meu mundo o suficiente para que eu fosse o sacrifício que consertaria tudo. Eu teria que trocar a minha vida pelo confinamento de Neferet.
— Você jurou que se certificaria de que eles ficassem seguros — falei para Stark.
Ele estreitou os olhos.
— Z, o que você está fazendo?
Eu respirei fundo, preparando-me. Ergui a pedra da vidência e comecei a andar para frente.
Vovó disse isso. Sgiach também. E, mais importante, Nyx falou. Meu sangue é especial. Há poder antigo nele, vivendo no mundo moderno. E eu vou usar o meu sangue para selar essa tumba.
— Não vai dar certo — Aurox de repente estava ali na minha frente, bloqueando o meu caminho.
— Saia da minha frente. E mantenha Stark afastado também. Eu sei o que estou fazendo. Você estava certo. Tudo vai ficar bem.
— Não, Zoey. Você é forte e sábia, mas está errada sobre isso. Você não é imortal. Não importa o que você faça. Não importa o que você esteja disposta a sacrificar, você não tem energia suficiente para segurá-la. Mas eu sim. Eu fui criado à partir de Magia Antiga como uma ferramenta das Trevas.
— Mas você escolheu a Luz. Você mudou.
— Porque o espírito de Heath dentro de mim me deu uma escolha. Eu estou fazendo essa escolha agora, por amor. Não só por você, Zo, mas por todos vocês. Esta é a coisa certa a fazer. Eu sei que estou certo. Zo, peça para Stark cuidar de Skylar para mim, ok? — ele sorriu, e eu vi Heath dentro de seus olhos de pedra da lua. — Ah, lembra-se das duas coisas que eu queria? Eu tive uma delas esta noite. Nyx falou comigo através de você — ele estendeu a mão e tomou a pedra da vidência de mim, colocando-a sobre a cabeça se modo que ela pendia sob seu peito, piscando em prata. — Eu sou a Magia Antiga que você tinha que exercer.
— E o que acontece com a segunda coisa que você queria? E sobre a garota? — perguntei, meus olhos se enchendo de lágrimas.
— Da próxima vez, Zo. Que tal você e eu marcarmos um encontro para a minha próxima vez? Porque é verdade. A única coisa que nunca morre é o amor, sempre o amor!
Então Heath desapareceu dentro dos doces olhos sérios de Aurox. Ele virou-se, abaixou a cabeça e rugiu um desafio antigo. Quando Aurox atingiu a gruta, seu corpo convulsionou, mudou e se transformou de modo que no momento em que ele alcançou as pedras e os filamentos que tentavam deslizar para fora, ele havia tomado a forma de um poderoso e belo Touro Negro. Ele chifrou as rochas, e seu corpo mudou novamente, ampliando em um enorme escudo negro que se dobrou sobre a gruta, fechando-a, selando-a para sempre com Neferet dentro.
Houve um estrondo terrível que se tornou um trovão ensurdecedor, vindo do leste e do oeste.
— O que é isso? — Stark gritou.
Comecei a dizer que eu não sabia, e então vi a sombra. Espalhou-se a partir do leste como uma enorme nuvem negra, tomando forma à medida que chifres, um poderoso peito e cascos fendidos cresciam.
— O oeste! Olhem para o oeste! — Shaunee berrou.
Meu olhar foi até lá, e vi a forma gêmea do Touro formada, só que este era o branco da geada, da morte, do túmulo.
Os dois touros se encontraram no céu acima de nós com um estrondo que nos fez cobrir nossos ouvidos, mesmo que o som não pudesse ser abafado. A dor passou pela minha testa, e ouvi meus amigos gritarem comigo. Eu caí no chão, sentindo como se minha cabeça fosse explodir. Stark estava me segurando. Olhei em volta descontroladamente, e pude ver que Rephaim tinha ido para Shaylin, e Stevie Rae corria de Damien para Shaunee.
Todos eles estavam desabando em dor comigo.
O que está acontecendo com a gente? Ohminhadeusa, e agora?
Apenas quando pensei que eu não poderia aguentar mais nenhuma dor, o céu brilhou com uma luz ofuscante e ambos os touros desapareceram juntos, levando com eles a terrível agonia na minha cabeça.
Trêmula, eu me sentei.
— Z, você está bem? O que aconteceu... — seu sorriso interrompeu suas palavras. — Oh, isso aconteceu!
Fiz uma careta. Do que ele estava falando? Esfreguei meu rosto. Cara, minha testa doía.
— Ohminhadeusa! Essa é a coisa mais legal que eu já vi! — Stevie Rae praticamente gritou.
Ainda confusa, olhei para onde ela estava ajoelhada ao lado Shaunee. Shaunee parecia atordoada como eu. Piscando, ela virou a cabeça para mim, e eu entendi.
Meu olhar foi dela para Damien e de Damien para Shaylin.
— Todos eles! — falei. — Todos eles passaram pela Transformação!
— Todos vocês. Vocês se Transformaram totalmente, Z. Até mesmo você!
Stark parou na minha frente e traçou um delicado padrão de filigranas que agora se espalhava em torno de minhas maçãs do rosto. A Marca verdadeira para um vampiro de verdade.
Olhei para cima, com os olhos cheios e transbordando de lágrimas de gratidão, e vi a lua brilhando cheia e gloriosa sobre nós.
— Obrigada, Nyx. Oh, muito obrigada! — exclamei para a lua.
Zoey Redbird, que você e seus amigos fiéis, eternamente abençoados sejam...

Fim. Realmente.

13 comentários:

  1. Chorando litrooos
    Estava louca para ler o final mas agr queria que não tivesse chegado ao fim.
    Amei os Livros, Conceteza House of Night é uma das melhores História que eu ja li.

    Obrigada Karina.

    ResponderExcluir
  2. Amei, amei, amei. Vou sentir saudades dos meu vampiros.

    ResponderExcluir
  3. NÃO ACREDITO QUE ACABOU, ALGUÉM AJUDA? N TO SABENDO LIDARRRR

    ResponderExcluir
  4. SERIO ESSE É O FIM???!!! Fala serio, a serie foi bom mas o fim foi tão pouco glorioso que deu pena.

    ResponderExcluir
  5. os 2 ultimos capitulos matarm a serie afffffffffff

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo totalmente aff foi ate decepcionante...

      Excluir
  6. O melhor livro meu deus eu estou chorando muito deveria ter lido mais devagar😭😭😭😭😭😭😫

    ResponderExcluir
  7. Adorei a seria chorando demais, vou sentir saudades dos personagens, mais acho q o final pode ser mais emocionante e entusiasmante.
    Li tao rápido a serie q nem sei mais oq vou fazer agora pra passar o tempo :'(
    A autora esta de parabéns, ela conseguiu passar toda emoção q cada personagem sentia, não tinha lido uma historia tao boa assim. Parabens ao blog por nos proporcionar a chance de ler toda essa trama.

    ResponderExcluir
  8. Na boa esperava um final muitooooo melhor que esse. Deixou a desejar um cadinho na reta final.
    Mesmo assim nao me arrependo de ter lido essa série de livros F****

    ResponderExcluir
  9. E agora oq vou fazer de minha vida??
    Chorando litros aki
    Que F****

    ResponderExcluir
  10. Não to acreditando que a série terminou assim. Isso é realmente sério? Nada a ver. Espera um final mais completo. Não entendi o porque "da briga" entre os touros. Foi o equilibrio da Antiga Magia? Sei lá, eu esperava um final mais completo, entretanto, foi muito bom. Podiam lançar mais um livro haha

    ResponderExcluir
  11. Nossa esse fim foi pouco criativo,pensei Hearth era o amor verdadeiro de zoeh,ue ele iria se libertar do touco e voltar pra ela,esse sim seria o final perfeito. <3

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!