7 de outubro de 2015

Capítulo 25 - Neferet

— Você não é Sylvia Redbird. — Neferet olhou para baixo de seu nariz com desdém para a mulher sem graça que atendeu a porta.
— Não, eu sou sua filha, Linda. Minha mãe não está no momento — disse ela, olhando em volta, nervosamente.
Neferet sabia o momento que os olhos da ser humana encontraram o touro branco, porque eles aumentaram em estado de choque e seu rosto foi drenado de todo a sua cor amarelada.
— Oh! É um... um... t-touro! Está fazendo o chão queimar? Depressa! Depressa! Venha para dentro, onde é seguro. Vou pegar um roupão para você se vestir e depois chamar o controle de animais ou a polícia ou alguém.
Neferet sorriu e virou a cabeça dela para que ela pudesse olhar para o touro, também. Ele estava em pé no meio do campo mais próximo de lavanda. Se alguém não o conhecesse melhor, pareceria como se ele estivesse queimando tudo à sua volta.
Neferet conhecia mais.
— Ele não está queimando o campo, ele está congelando. As plantas murcharam só parecem murchas. Na verdade, elas estão congeladas — Neferet disse na mesma tom-de-fato que ela muitas vezes utilizados em sala de aula.
— Eu nunca – eu nunca vi um touro fazer isso antes.
Neferet levantou uma sobrancelha para Linda. — Será que ele realmente parece um touro normal para você?
— Não — Linda sussurrou. Então, ela limpou sua garganta e, obviamente, tentando soar tranquila, disse a Neferet — Me desculpe. Estou confusa sobre o que está acontecendo aqui. Eu te conheço? Posso ajudar?
— Não há necessidade de você ficar confusa ou preocupada. Sou Neferet, Alta Sacerdotisa da House of Night de Tulsa, e eu certamente espero que você possa me ajudar. Primeiro, me diga quando você espera que sua mãe volte — Neferet manteve sua voz afável, embora sua mente fosse uma confusão de emoções: Irritação, raiva, e um arrepio de medo encantador.
— Oh, isso é porque você me parece familiar. Minha filha Zoey vai para aquela escola.
— Sim, eu conheço Zoey muito bem — Neferet sorriu suavemente. — Quando você disse que sua mãe iria voltar?
— Não até amanhã. Posso dar a ela sua mensagem? E você, uh, gostaria de um robe ou algo assim?
— Nenhuma mensagem e nenhum robe. — A máscara de Neferet caiu de afabilidade. Ela levantou a mão e levou vários fios da Escuridão das sombras em torno dela, então ela atirou-os para a mulher humana, ordenando: — Segurem-na e a tragam aqui.
Quando Neferet não sentiu nenhuma familiar, dor que era o pagamento para manipular os fios da Escuridão, ela sorriu para o grande touro e abaixou a cabeça em reconhecimento de seu favor, enquanto se aproximava dele.
Você terá de pagar-me mais tarde, minha sem coração, retumbou ele em sua mente.
Neferet tremeu com antecipação.
Então o ser humano estava dando patéticos gritos que invadiram seus pensamentos, e ela fez um movimento sobre o ombro, tirando o comando: — E amordace-a! Eu não posso suportar o barulho.
Os gritos de Linda pararam tão abruptamente como haviam começado. Neferet pisou nas lavandas congeladas que cercavam o animal, ignorando o frio em seus pés descalços contra sua pele nua enquanto ela caminhou diretamente até a sua cabeça e acariciou um dedo abaixo do comprimento de seu chifre antes que ela caísse para uma graciosa reverência diante dele. Quando ela se levantou, sorriu para a Escuridão completa de seus olhos e disse: — Eu tenho o seu sacrifício.
O touro pincelou seu olhar sobre o ombro.
Esta não é uma matriarca, velha poderosa. Esta é uma dona de casa patética cuja vida foi consumida por fraqueza.
— É verdade, mas sua mãe é uma mulher sábia Cherokee. Seu sangue corre nas veias dela.
Diluído.
— Será que ela vai servir como o sacrifício ou não? Você pode usá-la para fazer o meu recipiente?
Eu posso, mas o recipiente só será tão perfeito quanto o seu sacrifício, e essa mulher está longe de ser perfeita.
— Mas você vai investir-lo com poder que eu posso comandar?
Eu vou.
— Então, meu desejo é que você aceite este sacrifício. Eu não vou esperar pela mãe, quando eu posso ter a filha, e do mesmo sangue, agora.
Como quiser, minha sem coração. Eu cresci cansado disso. Mate-a rapidamente e passemos a outras coisas.
Neferet não falou. Ela se virou e caminhou para o ser humano. A mulher era patética. Ela nem estava lutando. Tudo o que ela fazia era chorar silenciosamente enquanto os fios da Escuridão cortavam trechos vermelhos através de sua boca e rosto, e todo o seu corpo onde eles a prendiam. — Eu preciso de uma lâmina. Agora. — Neferet estendeu a mão e imediatamente a dor e frio encheu-se na forma de uma adaga longa e obsidiana. Com um movimento rápido, Neferet cortou a garganta de Linda. Ela viu os olhos da mulher ampliarem e então rolar para mostrar apenas a parte branca com o sangue drenado de sua vida.
Pegue tudo. Que nenhum sangue seja desperdiçado.
Ao comando do touro os fios da Escuridão se contorceram todos em Linda, inerentes à sua garganta e de qualquer outra parte do corpo a partir da qual o sangue escoou, e começou a chupar.
Hipnotizada, Neferet viu que cada gavinha pulsando tinha um segmento que voltava para o touro, dissolvendo-se em seu corpo, dando-lhe o sangue humano.
O touro gemeu de prazer.
Quando o ser humano foi drenado a uma casca de si mesma, e o touro foi vibrando e inchado com a sua morte, Neferet entregou-se à Escuridão, total e completamente.


Heath

— Vá longe, Neal! — Heath recuou o braço e apontou para o receptor de colete do Golden Hurricane com o nome de Sweeney em letras garrafais nas costas.
Sweeney o capturou e, em seguida fintou e desviou de um bando de caras de uniformes vermelho e creme para fazer o touchdown.
— Yeah! — Heath ergueu o punho, rindo e gritando. — Sweeney poderia pegar um mosquito em pleno voo!
— Você está se divertindo, Heath Luck?
Ao som da voz da Deusa, Heath colocou seus punhos para trás e deu a Nyx um sorriso semi-culpado. — Uh, sim. É ótimo aqui. Há sempre um jogo que eu posso ser quarterback – receptores impressionantes, grandes fãs, e quando eu fico cansado do futebol há aquele lago, na mesma rua. É abastecido com peixes bass que faria um de pescador profissional gritar.
— E as meninas? Não vejo nenhuma líder de torcida, nem pescadoras.
O sorriso de Heath vacilou. — As meninas? Não. Bem. Eu só tenho uma menina e ela não está aqui. Você sabe disso, Nyx.
— Eu só estava checando. — O sorriso Nyx estava radiante. — Quer sentar e conversar comigo por um momento?
— Sim, claro — disse Heath. Nyx acenou com a mão e a réplica da velha escola de um estádio de futebol americano universitário desapareceu. De repente, Heath encontrou-se no precipício de um enorme cânion, tão profundo que o rio que rugia através do fundo do que parecia apenas um fino fio de prata. O sol estava nascendo ao longo da margem oposta da serra, e o céu estava sombreado com as violetas e rosas e azuis de um dia novo e bonito.
O movimento no ar chamou a atenção de Heath, e ele notou centenas, talvez milhares de globos cintilantes que estavam a desmoronar-se em um desfiladeiro.
Ele pensou que algumas delas pareciam pérolas, e outros outros como bolas de ametista, e ainda tinham cores fluorescentes tão brilhantes que quase machucavam seus olhos.
— Uau! É impressionante aqui! — Ele protegeu os olhos com a mão. — O que são essas coisinhas?
— Espíritos — disse Nyx.
— Verdade, como fantasmas ou algo assim?
— Mais ou menos. Principalmente como você ou algo assim — Nyx disse com um sorriso caloroso.
— Bem, isso é apenas estranho. Eu não pareço com aquilo. Eu pareço igual a mim mesmo.
— Agora você parece — disse Nyx.
Heath olhou para si mesmo, só para ter certeza de que ele ainda era bem, ele. Aliviado com o que viu, ele olhou para a Deusa. — Devo preparar-me para me mudar?
— Isso depende inteiramente de você — disse Nyx. — Como você diria que no seu mundo: Tenho uma proposta para você.
— Maravilha! É legal ser abordado por uma deusa! — disse Heath.
Nyx franziu o cenho para ele. — Não é esse tipo de proposta, Heath.
— Ah. Uh. Sinto muito. — Heath sentiu seu rosto ficando realmente quente. Jeesh, ele era um retardado. — Eu não quis dizer nada desrespeitoso. Eu só estava brincando... — Ele gaguejou a uma parada, enxugando o rosto com a mão. Quando ele olhou para a deusa novamente, ela estava sorrindo ironicamente para ele. — Ok — ele começou novamente, aliviado que ela não tinha explodido ele com um raio ou algo assim. — Uma proposta de que?
— Excelente. É bom saber que tenho sua atenção total. Minha proposta é esta: escolha.
Heath piscou. — A escolha? Entre o que?
— Estou tão contente que você perguntou — disse Nyx com apenas um pouco de sarcasmo provocante em sua voz divina. — Eu vou dar-lhe uma escolha entre três futuros. Você pode escolher um dos três, mas sei que antes de ouvir as escolhas uma vez que você decidir sobre um caminho, o resultado não está definido – é apenas a sua decisão que está definida. O que acontece depois é deixado ao acaso e destino e os recursos de sua alma.
— Ok, eu acho que eu entendo isso. Eu consigo pegar alguma coisa, mas quando eu pegar ela eu estarei sozinho?
— Com a minha bênção — acrescentou.
Heath sorriu. — Bem, eu espero que sim.
A Deusa não retornou o sorriso. Ao contrário, ela encontrou seu olhar, e viu todo o humor ir embora de sua expressão. — Eu lhe dou a minha bênção, mas só se você encontrar o meu caminho. Eu não posso abençoar um futuro em que você escolha Escuridão.
— Por que eu faria isso? Não faz muito sentido — disse Heath.
— Ouça-me, meu filho, e considere as escolhas que te oferecem, você vai entender depois.
— Tudo bem — disse ele, mas algo sobre o tom de sua voz fez seu estômago apertar.
— Uma opção é que você fique aqui neste reino. Você será contente, como tem sido. Você vai brincar eternamente com meus outros filhos cheios de alegria.
— Contente não significa feliz — disse Heath lentamente. — Sou um atleta, mas isso não significa que eu sou estúpido.
— Claro que não — disse a deusa. — Escolha dois: você cumpre a sua intenção original e renasce. Isso pode significar que você fique aqui e divirta-se durante um século ou mais, mas você acabará por saltar do precipício e fará seu regresso ao reino mortal para renascer como um ser humano que eventualmente encontrará sua alma gêmea de novo.
— Zoey! — Ele falou uma palavra que encheu sua mente, e enquanto ele falou o nome dela Heath perguntou por que tinha levado tanto tempo. O que estava errado com ele? Por que ele tinha esquecido dela? Por que ele não tinha – a mão de Nyx tocou em seu braço levemente.
— Não se puna. O Outromundo pode ser intoxicante. Você realmente não esquece o seu amor que você nunca pôde. Você simplesmente permitiu que a criança dentro de você decidisse por um tempo. Ele teria, eventualmente, dado lugar ao adulto, e você teria lembrado de Zoey e seu amor por ela. Em circunstâncias normais, esse é o caminho das coisas. Mas o mundo hoje não é normal, nem são as nossas circunstâncias. Então, eu vou pedir para a criança dentro de você para crescer um pouco mais rapidamente, se assim preferir.
— Se tem a ver com Zo, então eu digo sim.
— Então me escute, Heath Luck. Você pode encontrar a sua Zoey novamente se você optar por renascer como um ser humano, eu lhe dou minha promessa nesse sentido. Você e ela serão destinados a ficar juntos, seja como vampira e companheiro, ou vampiro e consorte. Vai acontecer, e você pode escolher que isso aconteça nesta vida.
— Então eu –
Sua mão erguida o silenciou. — Existe uma terceira opção a partir do qual você pode escolher. Como eu falei para você o mundo mortal está se deslocando e transformando. A grande sombra da Escuridão, sob a forma de um touro branco ganhou um ponto de apoio inesperado. O bem e o mal não estão mais equilibrados por causa disso.
— Bem, você não pode simplesmente eliminar algo e consertar isso?
— Eu poderia, se eu não tivesse dotado meus filhos com o livre arbítrio.
— Você sabe, às vezes as pessoas são estúpidas e precisam de ser dito o que fazer — disse Heath.
A expressão de Nyx permaneceu sério, mas seus olhos escuros brilharam. — Se eu começar a tirar o livre-arbítrio e controlar as decisões dos meus filhos e filhas, quando ela termina? Será que eu simplesmente não me torno o mestre de fantoches, marionetes e os meus filhos?
Heath suspirou. — Eu acho que você está certa. Quero dizer, você é uma deusa e, então eu tenho certeza que você sabe que você está falando, mas soa mais fácil.
— Mais fácil raramente é melhor — disse ela.
— Sim, eu sei. E isso é uma merda — disse Heath. — Assim qual a minha terceira escolha? Você está tentando me dizer que tem algo a ver com o bem e o mal?
— Eu estou. Neferet tornou-se uma imortal, uma criatura das trevas. Esta noite, ela aliou-se com o mais puro mal que pode se manifestar no reino mortal, o touro branco.
— Eu sei sobre isso. Eu vi algo parecido com que tentam chegar até nós quando eu era o primeiro morto.
Nyx assentiu. — Sim, o touro branco foi despertado pelas mudanças do bem e do mal no mundo mortal. Tem estado a eras vagando entre os reinos, como ele está fazendo hoje. — Heath estava perturbado de ver o arrepio da Deusa.
— O que está acontecendo? O que está acontecendo lá embaixo?
— Neferet está sendo dotada de um recipiente, uma criatura vazia tipo um humano-criado-artificialmente-sobrenaturalmente-e-dado-vida, criado pela Escuridão através de um sacrifício terrível e luxúria e ganância, ódio e dor – que ela pode controlar completamente. Ele será a sua grande arma, ou pelo menos é o que ela deseja. Se seu sacrifício fosse mais perfeito, o recipiente seria a arma perfeita da Escuridão, mas há uma falha na sua criação, e é aí que vem sua escolha, Heath.
— Eu não entendo — disse Heath.
— O recipiente é feito para ser uma máquina sem alma, mas porque o sacrifício que alimentou sua criação deu errado, eu sou capaz de tocá-lo.
— Como se ele tivesse um calcanhar de Aquiles?
— Sim, um pouco como isso. Se você escolher essa opção eu usaria a falha na criação da criatura, e através de sua fraqueza que eu iria inserir sua alma em um recipiente vazio.
Heath piscou, tentando tirar a enormidade do que a Deusa estava dizendo. — Será que eu saberei que sou eu?
— Você só sabe que todas as almas que renascem sabem – a essência mais refinada do que você é. Que nunca se desvanece, não importa quantas vidas você percorrer. — Nyx fez uma pausa, sorriu e acrescentou: — E, claro, se você escolher, você também vai conhecer o amor. Isso, também, nunca se desvanece. Só é suprimida ou não atendida ou deixada de lado para voltar círculo em voltas.
— Espere, espere. Esta criatura está no mundo de Zoey? Agora?
— Ele está sendo criado nesta noite no mundo moderno de Zoey, sim.
— Neferet,é inimiga de Zo?
— Sim.
— Então Neferet vai usar esse cara contra a minha Zo? — Heath sentiu-se totalmente chateado. 
— Estou certo de que é sua intenção — disse Nyx.
— Huh — ele bufou. — Comigo dentro dele, ela pode tentar, mas ela não vai chegar muito longe.
— Antes de fazer sua escolha final, você deve compreender: você não conhecerá a si mesmo. Heath será ido. Apenas sua essência permanecerá – não haverá suas memórias. E você estará morando dentro de um ser criado para destruir aquilo que você mais ama. Você pode muito bem sucumbir à Escuridão.
— Nyx, a linha de fundo: Zo precisa de mim?
— Ela precisa — disse a deusa.
— Então, eu escolho a terceira opção. Eu quero ser colocado no recipiente — disse Heath.
O sorriso de Nyx era radiante. — Estou orgulhoso de você, meu filho. Saiba que você voltará para o mundo moderno com a minha bênção muito especial.
Do ar acima dela, a Deusa arrancou um único fio de algo que Heath achou que parecia um fio de prata cintilante tão brilhante e belo e brilhante que o fez ofegar. Ela circulou os dedos, de modo que a vertente cresceu quatro vezes o tamanho da esfera que brilhava e brilhava com uma luz, antiga e especial, como uma pedra da lua iluminada de dentro.
— Isso é muito, muito legal! O que é isso?
— Magia da mais antiga espécie. Ele raramente está presente no mundo moderno, que não suporta bem a civilização. Mas a magia antiga do touro branco criou o recipiente, por isso é justo que a minha antiga magia esteja lá também.
Como Nyx continuou a falar, sua voz assumiu um tom cantante que parecia misturar-se com e complementam a beleza do globo.

Uma janela dentro da alma para ver
Luz e Magia envio contigo
Seja forte, seja corajoso, faça a escolha certa
Embora a Escuridão grite com uma voz terrível
Saiba que eu estou vendo de cima
E que sempre, sempre, a resposta é amor!

A Deusa arremessou o globo brilhante para ele e encheu os olhos de Heath, cegando-o com sua luz de magia e fazendo com que ele a cambaleasse para trás de modo que ele se sentiu tombar sobre a borda do desfiladeiro e foi caindo, caindo...

7 comentários:

  1. Amor..... lindo! Espero que o amor dele seja forte o bastante! ❤

    ResponderExcluir
  2. OUNT´ESSE É MEU HEATH...
    LANNY

    ResponderExcluir
  3. Aff...
    Ele tinha que voltar? É sério isso produção?

    ResponderExcluir
  4. Que bom que ele voltou

    ResponderExcluir
  5. AH lá vamos nós de novo com esse clichê de triângulo amoroso......

    ResponderExcluir
  6. ta, mas ele vai ser uma arma da neferet isso não vai ser bom :(

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Boa leitura :)