1 de outubro de 2015

Capítulo 22

Quando eu comecei a falar de novo todos se calaram.
— Cada um de vocês que acredita que podemos melhorar os ideais das Filhas e Filhos Negros, e irá tentar o máximo para ser autêntico, fiel, sábio, compreensivo, e sincero – pode continuar sua ligação com o grupo. Mas quero que saibam que novos calouros vão se juntar a nós, e eles não serão julgados pela aparência ou por quem é seu melhor amigo. Tomem sua decisão, e falem comigo ou outro Prefeito para nos informar se você vai ficar no grupo. — Eu pus os olhos em alguns dos antigos valentões de Aphrodite e acrescentei, — não vamos colocar o passado contra você. Como você age daqui por diante é o que conta. — Algumas garotas olharam para o outro lado de forma culpada, e alguns outros estavam tentando não chorar. Eu fiquei especialmente feliz por ver Deino encontrar meu olhar firme e acenar tristemente – talvez ela não fosse tão “terrível” afinal de contas.
Eu soltei a vela púrpura e peguei a grande taça cerimonial cheia de vinho tinto. — E agora vamos beber em celebração a lua cheia, e a um fim que leva a um novo começo. — Enquanto andei pelo círculo oferecendo vinho para cada calouro, eu recitei a reza do Ritual da Lua Cheia que eu encontrei no velho Ritos Místicos e a Lua de Cristal por Fiona, a vampira poeta Laureathe do inicio dos 1800.

“Leve luz da lua
Mistério da profunda terra
Poder da água que flui
Calor da chama que queima
Em nome de Nyx te chamamos!”

Eu me foquei nas palavras do lindo antigo poema, e sinceramente esperei que hoje a noite fosse realmente o inicio de algo especial.

“Curando o doente
Corrigindo o errado
Limpando o impuro
Desejando a verdade
Em nome de Nyx te chamamos!
E pedimos e conosco você seja abençoada!”

Eu bebi o resto do vinho e coloquei a taça na mesa. Em ordem reversa, eu agradeci a cada um dos elementos e os mandei de volta enquanto virei para Stevie Rae, Erin, Shaunee, e finalmente Damien que apagaram suas velas. Então completei o ritual dizendo, — Esse Ritual da Lua Cheia acabou. Merry meet, merry part e merry meet again!
Os calouros responderam, — Merry meet, merry part e merry meet again!
E foi isso. Meu primeiro ritual como líder das Filhas das Trevas acabou.
Eu estava na verdade me sentindo um pouco vazia e quase triste – sabe, como o desapontamento que você tem quando está esperando pelas férias, e então chega e você percebe que não tem nada para fazer agora que não tem aula. Bem, honestamente eu só tinha um segundo para me sentir assim antes dos meus amigos virem até a mim, todos falando ao mesmo tempo sobre as impressões de mão e o cimento secando rápido demais.
— Por favor. Deixe minha Gêmea chamar um pouco de água agora para encharcar o cimento porque ele teve a coragem de secar antes de marcamos nossas mãos — Shaunee disse.
Erin acenou. — É para isso que estou aqui, Gêmea. Isso e ser um incrível exemplo de senso de moda.
— Os dois são muito importantes, Gêmea.
Damien deu uma grande e exagerada virada de olhos.
— Gente, vamos apenas fazer a impressão e sair daqui. Meu estômago está meio doendo e estou com uma dor de cabeça de matar — Stevie Rae disse.
Eu acenei em completo entendimento com Stevie Rae. Acordamos tão tarde que não tivemos tempo de comer nada. Eu também estava faminta. E eu provavelmente teria uma dor de cabeça devido a privação do café também se eu não comesse e bebesse algo logo.
— Eu concordo com Stevie Rae. Vamos nos apressar e fazer nossas impressões de mãos, e então podemos nos divertir na outra sala com comida.
— Neferet pediu as cozinheiras para fazerem algo especial. Eu enfiei a cabeça lá mais cedo e parecia tudo muito gostoso — Damien disse.
— Bem, então vamos. Parem de enrolar — Stevie Rae reclamou enquanto quase tropeçava por cima do cimento.
— Qual o problema com ela? — Damien sussurrou.
— Claramente ela está tendo problemas de TPM — Shaunee disse.
— Yeah, eu notei antes que ela estava meio pálida e inchada, mas eu não queria ser maldosa e dizer algo — Erin disse.
— Vamos apenas fazer as marcas e comer — eu disse, pegando meu próprio quadrado de cimento, feliz por Erik ter escolhido o que estava do meu lado. — Um, eu pus e peguei toalhas da cozinha para vocês limparem as mãos quando terminarem — disse Jack, que estava parecendo muito fofo e nervoso segurando um bando de toalhas brancas. Eu sorri para ele. — Isso é muito gentil da sua parte, Jack. Ok, vamos fazer isso!
Me aproximando eu percebi que o cimento tinha sido jogado no que parecia moldes de carbono, e achei que seria fácil tirar o carbono quando o cimento secasse. Eu ainda gostava da ideia de Damien de colocar nossas impressões no jardim do lado de fora do salão de jantar – como uma estranha calçada.
O cimento definitivamente ainda estava molhado, e havia muitas risadas acontecendo quando fizemos nossas impressões e usamos os galhos que Jack pegou (o garoto certamente era útil) para escrever nossos nomes.
Enquanto estávamos limpando nossas mãos com as toalhas e olhando nosso trabalho, Erik se inclinou perto de mim e disse, — Estou realmente feliz por Neferet ter me escolhido como Prefeito do Conselho.
Eu mantive a boca fechada e acenei. Se eu contasse a ele que na verdade eu tinha o escolhido, com Damien, Stevie Rae, e as Gêmeas concordando, eu provavelmente jogaria o ar diretamente na vela dele. Neferet era grande. E não machucaria ninguém (exceto meu ego) deixar ele pensar que foi ela que o escolheu. Eu estava pronta para mudar de assunto e chamar todos para ir a outra sala com comida quando ouvi um estranho som a minha direita. Quando eu percebi que som era aquele eu senti meu coração se apertar.
Stevie Rae estava tossindo.
Damien foi diretamente para minha direita. Então vieram as Gêmeas. Stevie Rae tinha escolhido um bloco de cimento bem no canto a direita, perto da entrada da sala com comida. Vários garotos já estavam comendo, mas alguns deles ficaram para nos ver marcar nossas mãos e falar, então haviam várias outras pessoas entre Stevie Rae e eu, mas eu pude ver que ela ainda estava de joelhos na frente do seu bloco de cimento. Ela deve ter sentido meus olhos porque ela sentou nos calcanhares e olhou para mim. Eu pude ouvir ela limpar a garganta. Ela me deu um sorriso cansado e eu vi ela se encolher e dizer as palavras, sapo na garganta. Então eu lembrei o que ela tinha dito durante as apresentações de monólogos. Ela estava tossindo lá também.
Sem olhar para ele eu disse a Erik, — Vá chamar Neferet. Rápido!
Eu levantei e comecei a me mover em direção a ela. Stevie Rae já tinha feito sua impressão e assinado, e estava limpando as mãos na toalha. Antes de eu poder chegar até ela um som de uma tosse dolorida saiu dela. Os ombros dela tremeram. Ela tinha a toalha pressionada contra a boca.
Então eu senti o cheiro, e foi como se eu tivesse batido numa parede invisível. O cheiro de sangue passou por mim, sedutor, atraente, e horrível. Eu parei e fechei os olhos. Talvez se eu ficasse bem parada e não abrisse os olhos eu pudesse me convencer que isso era só um sonho ruim, que eu podia acordar em algumas horas, ainda nervosa sobre o Ritual da Lua Cheia, com Nala roncando pacificamente no meu travesseiro e Stevie Rae roncando tão pacificamente quanto na cama ao meu lado.
Eu senti um braço se colocar ao meu redor, eu ainda sim não me mexi.
— Ela precisa de você, Zoey. — A voz de Damien tremeu só um pouco. Eu abri meus olhos e o encarei. Ele já estava chorando.
— Eu não acho que posso fazer isso.
Ele segurou meu ombro com força. — Sim, você pode. Você precisa.”
— Zoey! — Stevie Rae chorou.
Sem outro pensamento, eu me soltei de Damien e corri para minha melhor amiga. Ela estava de joelhos apertando a toalha encharcada de sangue no peito. Ela tossiu e vomitou de novo, e mais sangue saiu da boca e nariz dela.
— Pegue mais toalhas! — Eu disse a Erin, que estava sentada com o rosto branco do lado de Stevie Rae. Então eu me encolhi na frente de Stevie Rae. — Vai ficar tudo bem. Eu prometo. Vai ficar tudo bem.
Stevie Rae estava chorando, e suas lágrimas eram manchadas de vermelho. Ela balançou a cabeça. — Não vai. Não pode ser. Estou morrendo. — A voz dela era fraca e gaguejada enquanto ela tentava falar através da hemorragia em seus pulmões e garganta.
— Eu vou ficar com você. Eu não vou deixar você ficar sozinha — eu disse.
Ela pegou minha mão e eu estava chocada por ver o quão fria ela estava. — Estou com medo, Z.
— Eu sei, eu também estou com medo. Mas vamos passar por isso juntas. Eu prometo.
Erin me entregou uma pilha de toalhas. Eu tirei a toalha encharcada de sangue das mãos de Stevie Rae, e comecei a limpar o rosto e boca dela com uma limpa, mas ela continuou a tossir de novo e eu não consegui acompanhar. Tinha sangue demais. E agora Stevie Rae estava tremendo tanto que ela não conseguia segurar a toalha. Com um choro, eu pus as mãos dela no meu colo e enrolei meus braços ao redor dela, e como se ela fosse uma criança de novo, eu comecei a balançar ela, dizendo a ela de novo e de novo que tudo ficaria bem, que eu não iria deixar ela.
— Zoey, isso pode ajudar. — Eu esqueci que haviam outras pessoas na sala, então a voz de Damien me surpreendeu. Eu olhei para cima e vi que ele estava segurado a vela verde que representava a terra. Então de algum jeito, a onda de medo desapareceu, meus instintos assumiram e eu me senti muito calma.
— Vem aqui, Damien. Segure a vela perto dela.
Damien caiu de joelhos, e inconsciente da piscina de sangue que nos cercava e nos encharcava, ele ficou próximo de Stevie Rae, segurando a vela na frente do rosto dela. Eu me senti mais calma, então eu vi Erin e Shaunee se ajoelharem do meu lado, e eu tirei força da presença delas.
— Stevie Rae, abra seus olhos, querida — eu disse suavemente.
Com um horrível suspiro, os olhos de Stevie Rae se abriram. A parte branca dos olhos dela estava totalmente vermelha e mais lágrimas rosas caíram pelas bochechas sem cor dela, mas seus olhos viram a vela, e se mantiveram ali.
— Eu chamo o elemento terra para nós agora. — Minha voz ficou mais forte e mais alta enquanto eu falava. — E eu peço que a terra esteja com essa caloura especial, Stevie Rae Johnson, que foi dotada com a afinidade pelo elemento. A terra é nossa casa – nossa provedora – e é para a terra que algum dia voltaremos. Hoje eu pelo que a terra segure e conforte Stevie Rae, e faça ela voltar para casa pacificamente.
Com uma onda de ar todos nós de repente fomos envolvidos pelos cheiros e sons de um pomar. Eu senti o cheiro de maçãs e feno, e ouvi o cantarolar de pássaros e o zunido de abelhas.
Os lábios avermelhados de Stevie Rae se apertaram. Os olhos dela nunca deixaram a vela verde, mas ela sussurrou, — eu não estou mais com medo, Z.
Então eu ouvi a porta da frente abrir e Neferet estava abaixada ao meu lado. Ela começou a mover Demien e as Gêmeas para fora do caminho e pegou os braços de Stevie Rae.
Minha voz explodiu na sala com seu poder, e eu vi até Neferet se afastar surpresa. — Não! Vamos ficar com ela. Ela precisa do seu elemento e precisa de nós.
— Muito bem — Neferet disse. — Já está quase no final de qualquer forma. Me ajude a dar isso para ela beber para que possa ser sem dor.
Eu ia pegar o frasco cheio de um liquido branco quando Stevie Rae falou surpreendentemente claro. — Eu não preciso. Desde que a terra veio aqui eu não estou mais com dor.
— É claro que não está, criança. — Neferet tocou a bochecha ensanguentada de Stevie Rae e eu senti o corpo dela relaxar e parar de tremer completamente. Então a Alta Sacerdotisa olhou para cima. — Ajude Zoey a colocar ela na maca. Mantenham-se juntas. Vamos para a enfermaria. — Neferet me disse.
Eu acenei. Mãos fortes pegaram Stevie Rae e eu, e em segundos eu fui colocada na maca com Stevie Rae nos meus braços. Cercada por Damien, Shaunee, Erin, e Erik, fomos carregados para dentro da noite. Mais tarde, eu lembrei de tantas coisas estranhas sobre a viagem da sala de recreação até a enfermaria – como estava nevando muito, mas pareceu que nenhum floco nos tocou. E parecia quieto demais, como se a terra estivesse se segurando porque ela já estava lamentando. Eu continuei sussurrando para Stevie Rae, dizendo a ela que tudo ficaria bem, e que não tinha nada para se ter medo. Eu lembro dela se inclinando e vomitando sangue do lado da maca e como as gotas escarlates pareciam contra a neve branca que caia.
Então estávamos dentro da enfermaria, e fomos levantadas da maca e colocadas na cama. Neferet gesticulou para meus amigos se aproximarem. Damien foi para o lado de Stevie Rae. Ele ainda estava segurando a vela verde acessa, e ele a levantou para que se ela abrisse os olhos dele, Stevie Rae pudesse ver. Eu respirei fundo. O ar ao nosso redor estava cheio do cheiro de maçãs e pássaros cantando.
Então Stevie Rae abriu os olhos. Ela piscou algumas vezes, parecendo confusa, então ela olhou para mim e sorriu.
— Você vai dizer a minha mãe e ao meu pai que eu os amo? — Eu podia entender ela, mas ela soava fraca, e a voz dela estava cheia de uma terrível exaustão.
— É claro que eu vou — eu disse rapidamente.
— E faz outra coisa para mim?
— Qualquer coisa.
— Você não tem uma mãe ou um pai de verdade, então você diria a minha mãe que é filha dela agora? Eu acho que eu me preocuparia menos se eu soubesse que vocês tem uma a outra.
Lágrimas estavam rolando pelas minha bochechas e eu tive que respirar várias vezes antes de responder ela. — Não se preocupe com nada. Vou dizer a eles.
Os olhos dela brilharam e ela sorriu de novo. — Ótimo. Mamãe vai fazer biscoitos de chocolate para você. — Com um esforço óbvio, ela abriu os olhos de novo olhou para Damien, Shauneee, e Erin, — Fiquem com Zoey. Não deixem que os separem.
— Não se preocupe — Damien sussurrou através das lágrimas.
— Vamos cuidar dela para você — Shaunee conseguiu dizer. Erin estava apertando a mão de Shaunee e chorando muito, mas ela acenou em concordância e sorriu para Stevie Rae.
— Ótimo — Stevie Rae disse. Então ela fechou os olhos. — Z, eu acho que vou dormir um pouco agora, ok?
— Ok, querida — eu disse
Os olhos dela se abriram mais uma vez e ela olhou para mim. — Você vai ficar comigo?
Eu a abracei. — Eu não vou a lugar nenhum. Apenas descanse. Estaremos aqui com você.
— Ok... — ela disse suavemente.
Stevie Rae fechou os olhos. Ela respirou com dificuldade mais algumas vezes.
Então eu senti ela ficar completamente mole nos meus braços e ela não respirou mais. Os lábios dela se abriram só um pouco, como se ela estivesse sorrindo. Sangue saia da sua boca, olhos, nariz, ouvidos, mas eu não conseguia sentir o cheiro. Tudo que eu podia sentir era o cheiro da terra. Então, como uma onda de vento, a vela verde apagou, e minha melhor amiga morreu.

20 comentários:

  1. Chorando muuuuuuuuitooooooo gente. Estou sem palavras

    ResponderExcluir
  2. tinha certeza disso só não queria admitir.
    por que? por que? por que? :´-(

    ResponderExcluir
  3. Por que logo a Stevie Rae?
    <(Ώ.Ώ)>

    ResponderExcluir
  4. AAAAIIIIIII
    NÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOO
    Chorando rios </3

    ResponderExcluir
  5. DROGA,ELA PODRIA TER SOBREVIVIDO....u_u

    ResponderExcluir
  6. Algumas lagrimas deixaram meus olhos e os espaço delas foi preenchido com o sentimento de dor e medo

    ResponderExcluir
  7. tou chorando mt meu Deus vontade de matar esses autores q matam nossos personagens prediletos ;-; achoq esse liquido q Neferet dah tem alguma coisa a ver com essas "coisas" q esses dois calouros se tornaram...

    ResponderExcluir
  8. Imaginei q algo assim pudesse acontecer, mas nao com a Stevie... buaaaaaa
    Gi

    ResponderExcluir
  9. Chorando aq! Sem palavras.

    ASS:Vicry

    ResponderExcluir
  10. Suspeito que tenha algo com o fato dela ter sido usada por afrodite nos antigos rituais das filhas das trevas... afinal aconteceu com Elliot, não foi?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, isso é coisa da Neferet, não da Aphrodite, não viu que o Elliott foi se encontrar com a Neferet aquela noite?

      Excluir
  11. ACHO QUE TEM UM OLHO NAS MINHAS LAGRIMAS
    ASSI:LETICIA

    ResponderExcluir
  12. MATA NEFERET MAS NÃO MATA A STEVIE RAE!!! Não NÃO NAOOOOOO!! 😭😭😭😭😭😭

    ResponderExcluir
  13. Gente tanham esperança a sinpse do procimo livro diz que ela ainda ta viva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela pode até estar viva, mas vamos trocar que n seja viva igual aos dois últimos calouros!

      Excluir
  14. kkkkkkkkkkkkk foi so eu que ri? kkkkkkkkkkkk tadinha gente.. pizadaa kkkkkkkkkk acho q ja to acostumado com os autores fazerem isso aushusahhsauhushauhusahu

    ResponderExcluir
  15. Isso me lembrou da Penn :'( já imaginava, mas não queria acreditar. Que baque T-T

    ResponderExcluir
  16. É a segunda vez que leio esse livro e choro feito bebê.

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!