1 de outubro de 2015

Capítulo 21

Demorou uma eternidade para todo mundo sentar para o ritual começar, especialmente porque eu não podia mostrar como eu realmente estava me sentindo – que era fula. Não só ninguém ia entender, mas também não acreditaria no que eu estava começando a ver: que tinha algo negro e errado sobre Neferet. E porque alguém iria entender ou acreditar em mim? Eu era, afinal de contas, só uma garota. Não importava que poderes Nyx tivesse me dado, eu totalmente não estava na mesma liga que a Alta Sacerdotisa. Além disso, ninguém além de mim testemunhou os pequenos pedaços que estavam se juntando para fazer uma terrível figura.
Aphrodite iria me entender e acreditar em mim. Eu odiava que essa ideia fosse verdade.
— Zoey, me diga quando estiver pronta para começar a musica — Jack falou do canto de trás da sala de recreação onde estava o equipamento de áudio. Aparentemente era bom com eletrônicos, então instantaneamente dei a ele a incumbência de cuidar da música para o ritual.
— Ok, só um segundo. Que tal eu acenar para você quando estiver pronta?
— Ótimo por mim! — ele disse com um sorriso.
Eu dei alguns passos para trás, percebendo que, ironicamente, eu estava parada quase exatamente onde Neferet tinha estado não muito tempo atrás. Eu tentei limpar minha mente da confusão e negatividade que eu estava cercada. Meus olhos viajaram ao redor do círculo. Tinha uma boa quantidade de gente presente – na verdade mais do que esperei que aparecesse. Eles tinham se aquietado, embora ainda tivesse um ar de excitação na sala. As velas brancas em suas vasilhas altas iluminavam o círculo em uma limpa e brilhosa luz. Eu podia ver meus quatro amigos parados em suas posições, esperando com expectativa para mim começar o ritual. Eu me foquei neles e no incrível dom que eles tinham recebido, e me aprontei para acenar a Jack.
— Eu pensei em voluntariar meus serviços para você.
A voz profunda de Loren me fez pular e fazer um barulho extremamente nada atraente. Ele estava parado atrás de mim na entrada.
— Merda, Loren! Você me assustou tanto que eu quase me mijei! — Eu disse antes de poder controlar minha boca de nerd. Mas eu estava falando a verdade, Loren me fez quase desmaiar de medo.
Aparentemente ele não se importou com a minha incapacidade de controlar minha boca. Ele me deu um longo sorriso sexy. — Eu pensei que você sabia que eu estava aqui.
— Não. Eu estava um pouco distraída.
— Estressada, eu aposto. — Ele tocou meu braço em um gesto que provavelmente parecia inocente. Sabe, amigável e profissional dando apoio. Mas parecia carinho, um carinho muito quente. O sorriso escondido dele me fez imaginar sobre a intuição dos vampiros. Se ele pudesse ler qualquer parte da minha mente eu iria morrer. — Bem, estou aqui para ajudar no seu estresse.
Ele estava brincando? Só a visão dele me fez perder a cabeça. Livre de estresse perto de Loren Blake? Dificilmente.
— Verdade? Como você vai fazer isso? — eu perguntei com a sombra de um sorriso de flerte, muito ciente que a sala toda estava nos observando e que a sala toda incluía meu namorado.
— Eu farei para você o que faço para Neferet.
O silêncio passou entre nós enquanto minha mente imaginava exatamente o que ele fazia para Neferet. Graças a Deus, ele não me deixou pensar muito.
— Toda Alta Sacerdotisa tem um poeta que recita antigos versos para evocar a presença de uma Musa quando ela entra no ritual. Hoje, estou me oferecendo para recitar para uma Alta Sacerdotisa em treinamento muito especial. Além do mais acredito que tem alguns mal entendido que temos que esclarecer.
Ele cruzou o seu punho no coração em um gesto de respeito que as pessoas geralmente usam quando complementam Neferet. Diferente de uma confiante e legal Alta Sacerdotisa, e muito como uma nerd, eu só fiquei parada ali olhando para ele. Quero dizer, eu não fazia ideia do que ele estava falando. Mal entendido? Como se alguém acreditasse que eu soubesse o que diabos ele estava fazendo?
— Mas preciso da sua permissão — ele continuou. — Eu não quero me intrometer no seu ritual.
— Oh, não! — Então eu percebi que ele deveria achar que meu silêncio e então meu oh, significasse não, e eu me segurei. — O que eu quero dizer é que não, você definitivamente não está se intrometendo, e sim, eu aceito sua oferta. Graciosamente — eu acrescentei, me perguntando como eu me senti adulta e sexy perto desse homem.
O sorriso dele me fez querer derreter numa piscina aos pés dele. — Excelente. Quando estiver pronta, me diga e vou começar a introdução. — Ele olhou para onde Jack estava rindo para nós. — Se importa se eu falar com o seu assistente sobre a breve mudança de planos?
— Não — eu disse, me sentindo surreal. Quando Loren passou por mim o braço dele tocou o meu intimamente. Eu estava imaginando o flerte que estava acontecendo entre nós? Eu olhei para o círculo e vi que todos estavam me encarando. Relutantemente, eu encontrei Erik onde ele estava parado perto de Stevie Rae. Ele sorriu para mim e piscou. Ok, não parecia que Erik tinha notado nada errado com o comportamento de Loren em relação a mim. Eu olhei para Shaunee e Erin. Elas estavam seguindo Loren com olhos de fome. Elas devem ter sentido eu olhar para elas, porque elas conseguiram tirar os olhos da bunda de Loren. Elas balançaram suas sobrancelhas para mim e riram. Elas também, estavam agindo completamente normal.
Era só eu que estava agindo estranha sobre Loren.
— Se controle! — Eu disse a mim mesma. Concentre-se... concentre-se... concentre-se...
— Zoey, estou pronto quando você estiver. — Loren se moveu para perto de mim.
Eu respirei fundo me acalmando e levantei a cabeça. — Estou pronta.
Os olhos escuros dele seguraram os meus. — Lembre-se, confie nos seus instintos. Nyx fala com o coração de suas sacerdotisas. — Então ele deu alguns passos na sala.
— É uma noite para alegria! — A voz de Loren não era só expressiva mas também era um comando. Ele tinha a mesma habilidade de Erik para cativar a sala usando apenas sua voz. Todos instantaneamente silenciaram, esperando ansioso por suas próximas palavras. — Mas devemos saber que a alegria desta noite é encontrada apenas nos dons que Nyx tão visivelmente permitiu que se manifestassem aqui. Uma parte da alegria de hoje a noite nasceu duas noites atrás quando nossa líder decidiu sobre o futuro que ela queria para as Filhas e Filhos Negros.
Eu senti uma onda de surpresa. Eu acho que mais ninguém sabia o que ele estava dizendo – que eu, e não Neferet, tinha criado a ideia para os novos padrões das Filhas das Trevas, mas eu gostei da tentativa dele de acertar as coisas.
— Em celebração de Zoey Redbird, e sua nova visão para as Filhas das Trevas, estou honrado para abrir seu primeiro ritual como a Prefeita Principal e Alta Sacerdotisa em treinamento com um poema clássico sobre alegria de ser um recém nascido, que foi escrito por meu xará de sobrenome o poeta William Blake. — Loren olhou para mim e murmurou — Sua vez! — Então ele acenou para Jack, que rapidamente ligou o som do equipamento.
O mágico som da musica de Enya “Aldebaran” encheu a sala. Eu engoli meu nervosismo, e comecei a andar para frente, fazendo um caminho do lado de fora do círculo, como eu vi Neferet e Aphrodite fazerem no ritual que elas lideraram. Como elas tinham feito, eu me movi com a música, fazendo pequenos giros e movimentos de dança. Eu estava surtando sobre essa parte do ritual – quero dizer, eu não sou desajeitada, mas eu também não sou a Sr. Lider de Torcida/Esquadrão pompom. Graças a Deus, foi muito mais fácil do que eu achei que seria. Eu escolhi essa música em particular porque é linda, com uma boa batida, e porque eu fiz uma pesquisa no Google por Aldebaran e descobri que era uma estrela gigante – e eu pensei que uma música que celebrava uma noite estrelada era apropriada. Era uma boa escolha, porque parecia que a música me carregava, movendo meu corpo graciosamente pela sala e superando meu nervosismo e estranheza. Quando a voz de Loren começou a recitar o poema, ele, também, ecoou no som da música, como o meu corpo estava fazendo, e eu senti como se estivéssemos fazendo mágica juntos.

“Eu não tenho nome,
Eu tenho dois dias.
Do que devo te chamar?
Eu sou um ser feliz,
Alegria é meu nome.
Doce alegria te sucede!”

As palavras do poema me animaram. Enquanto me movia em direção ao centro do círculo eu senti como se estivesse literalmente personificando a emoção.

“Linda alegria!
Doce alegria de dois dias de idade,
Doce alegria eu te chamo;
Vos faz sorrir...”

Ecoando as palavras do poema, eu sorri, amando o senso de mágica e mistério que pareceu me preencher junto com a música e a voz de Loren.

“Eu canto o tempo
Doce alegria te sucede!”

De alguma forma o timing do Loren foi perfeito, e seu poema terminou quando alcancei a mesa de Nyx no meio do círculo. Eu só estava um pouco sem ar enquanto sorria ao redor do circulo e dizia, — Bem vindos ao primeiro Ritual da Lua Cheia das novas Filhas e Filhos Negros!
— Merry meet! — todos responderam automaticamente.
Sem me dar a oportunidade de hesitar, eu peguei o isqueiro ornamentado e me movi propositalmente até Damien. Ar era o primeiro elemento a ser chamado no círculo, assim como o último a partir quando o círculo era fechado. Eu podia sentir a excitação de Damien e expectativa como se fosse uma força física.
Eu sorri para ele, engolindo com força para limpar a secura da minha garganta. Quando eu falei eu tentei projetar minha voz como Neferet. Eu não tenho certeza se fiz um bom trabalho. Vamos apenas dizer que fiquei feliz pelo círculo ser relativamente pequeno e a sala estar silenciosa.
— Eu chamo o elemento do ar para nosso círculo, e eu peço que ele nos guarde com seus ventos. Venha para mim, ar!
Eu toquei o isqueiro na vela de Damien e ela se acendeu, embora eu e ele estivéssemos de repente parados no meio de um vendaval que levantou nosso cabelo e passou brincando no meu lindo vestido. Damien riu e sussurrou, — Desculpe, é tudo novo para mim que é difícil para mim não ser um pouco exuberante.
— Eu entendo completamente — eu sussurrei em resposta. Então eu me virei para a direita e fui até Shaunee, que estava parecendo anormalmente séria, como se estivesse se aprontando para fazer uma prova de matemática. — Relaxe — eu sussurrei, tentando não mover os lábios.
Ela acenou, ainda parecendo assustada.
— Eu chamo o elemento do fogo para nosso círculo e peço que queime brilhantemente aqui com a luz da força e da paixão, trazendo guarda e nos cuidando. Venha até mim, fogo!
Eu comecei a tocar o isqueiro na vela vermelha de Shaunee, mas antes de eu chegar até lá ela se acendeu com uma luz branca que levantou e passou pela jarra que a segurava.
— Oopsie — Shaunne murmurou.
Eu tive que morder a bochecha para não rir, e me movi rapidamente para a minha direita onde Erin estava esperando com sua vela azul diante dela como se fosse um pássaro que voaria para longe se ela não o segurasse.
— Eu chamo a água para esse círculo e peço que você nos guarde com seu oceano de mistério e magestade, e nos nutra como sua chuva faz para a grama e as árvores. Venha até mim, água!
Eu acendi a vela de Erin, e foi a coisa mais estranha. Eu juro que foi como se eu repente fosse transportada para o meio de uma costa ou um lago. Eu podia sentir o cheiro da água e podia sentir ela contra a minha pele, embora eu soubesse que estivesse no meio de uma sala e não podia estar perto de água.
— Acho que deveria diminuir um pouquinho — Erin disse suavemente.
— Nah — eu sussurrei. Então fui até Stevie Rae. Eu achei que ela parecia meio pálida, mas ela tinha um grande sorriso no rosto quando me movi para o espaço perto dela.
— Estou pronta! — ela disse, tão alto que os garotos parados perto de nós riram suavemente.
— Ótimo — eu disse. — Então eu chamo a terra para o círculo, e peço que você nos guarde com sua força de pedra e a riqueza que enche seus campos. Venha para mim, terra! — Eu acendi a vela verde e fui lavada pelo cheiro da campina – cercada por canto de pássaros e flores.
— É tão legal! — Stevie Rae disse.
— Assim como isso. — A voz de Erik me surpreendeu quando olhei para ele e ele apontou o círculo. Confusa, eu segui a mão dele para ver um lindo fio de luz conectar todos os meus quatro amigos – as quatro personificações dos elementos – e fazendo uma ligação de poder em cada vela que já tinha acesso a circunferência.
— Como foi com a gente sozinhos, só que mais forte. — Stevie Rae sussurrou as palavras, mas eu pude ver pelos o olhar de assombro de Erik que ele a ouviu. Eu acho que tinha algumas explicações para fazer, mas agora definitivamente não era hora para me preocupar com isso.
Eu me movi rapidamente de volta a mesa de Nyx no centro do círculo para completar o ritual. Eu olhei para a vela púrpura que estava na mesa.
— Finalmente, eu chamo o espírito para o nosso circulo e peço que você se junte a nós trazendo sabedoria e verdade com você, para que as Filhas e Filhos Negros sejam guardados pela integridade. Venha até mim, espírito! — Eu acendi a vela. Eu brilhei ainda mais do que Shaunne, e o espaço ao meu redor foi preenchido com o cheiro e sons de todos os quatro elementos. Eles me preencheram, me fazendo sentir mais forte, calma e firme, enquanto me energizavam. Com mãos firmes eu peguei o galho de eucalipto e sálvia. Eu o acendi com a vela espiritual, deixei queimar por um tempo, e então o soprei para que a fragrância para que a fumaça viesse em ondas ao meu redor. Então eu olhei para o círculo e comecei meu discurso. Eu estava preocupada com o que ia fazer já que Neferet tinha aparecido e literalmente roubado grande parte do que eu planejava dizer. Mas agora, no meio do círculo lançado, cheia do poder dos cinco elementos, minha confiança tinha sido restaurada enquanto criava o que dizer na minha cabeça.
Eu passei o galho ao meu redor, enquanto andava pelo círculo, encontrando os olhos dos garotos tentado fazer todos se sentirem bem vindos.
— Hoje e quero mudar as coisas desde o tipo de incenso que queimamos, até o abuso de nossos colegas de aula.
Eu falei devagar, deixando minhas palavras e a fumaça se misturarem ao grupo que estava ouvindo. Todos eles sabiam que na liderança de Aphrodite o incenso usado durante o ritual das Filhas das Trevas tinha sido misturado com maconha, assim como sabiam que Aphrodite adorava sangrar um pobre garoto que eles chamavam de “refrigerador” e “lanchinho” e misturar seu sangue com o vinho que todos bebiam. Nenhum dos dois ia acontecer desde que eu fosse a líder.
— Eu escolhi queimar o eucalipto e a sálvia hoje a noite por causa das propriedades que as ervas contém. Por séculos o eucalipto tem sido usado pelos índios americanos para cura, proteção e purificação, assim como eles usam a sálvia para repelir espíritos negativos, energias e influências. Hoje à noite eu peço que os cinco elementos deem mais poder a essas ervas e aumente a energia delas.
De repente o ar ao meu redor se moveu, atraindo a fumaça do galho em ondulações e ondas carregados pelo círculo como se uma mão gigante tivesse passado pela corrente de ar. Os calouros no círculo murmuraram de medo, e eu mandei uma agradecida e silênciosa reza para Nyx, agradecendo a ela por permitir que o poder dos elementos se manifestasse tão claramente.
Quando o círculo se aquietou de novo eu continuei.
— A lua cheia é um tempo mágico quando o véu entre o conhecido e o desconhecido é fino, e podem até ser levantadas. Isso é misterioso e maravilhoso, mas hoje a noite eu quero me focar em outro aspecto da lua cheia – essa é uma excelente hora para completar, ou terminar as coisas.
“O que eu quero terminar hoje a noite é a antiga má reputação das Filhas e Filhos Negros. Como essa linda lua cheia que parte de nós terminou, e um novo tempo começa.”
Eu continuei andando me movendo ao redor do círculo na direção do relógio. Escolhendo minhas palavras com cuidado, eu disse:
— Daqui por diante as Filhas e Filhos Negros será um grupo cheio de integridade e propósito, e eu acredito que os calouros que Nyx escolheu para terem afinidades representando os ideais do nosso novo grupo. — Eu sorri para Damien. — Meu amigo Damien é a pessoa mais autêntica que eu conheço, mesmo que ser verdadeiro consigo mesmo seja uma coisa difícil de fazer. Ele representa bem o ar. — O vento ao redor de Damien aumentou quando ele sorriu para mim.
Eu me virei para Shaunne. — Minha amiga Shaunee é a pessoa mais fiel que eu conheço. Se ela estiver do seu lado, ela estará lá estando você errado ou certo – se você estiver errado ela vai te falar, mas ela não vai te abandonar. Ela representa o fogo bem. — A pele mocha de Shaunee brilhava e seu corpo brilhava como chama.
Eu fui para Erin. — Minha amiga Erin linda, às vezes engana as pessoas para que pensem que ela tem um ótimo cabelo, mas nenhum cérebro. Isso não é verdade. Ela é uma das pessoas mais sábias que eu conheço, e Nyx provou que ela olha para o interior quando escolheu Erin. Ela representa a água bem. — Quando eu passei por ela eu podia ouvir o som das ondas na costa.
Eu parei na frente de Stevie Rae. Ela estava parecendo cansada, com olheiras na pele pálida embaixo dos olhos, o que fazia sentido. Obviamente, ela estava se preocupando demais sobre mim – como sempre. — Minha amiga Stevie Rae sempre sabe quando estou feliz ou triste, estressada ou relaxada. Ela se preocupa comigo; ela se preocupa com todos os seus amigos, às vezes ela é empática e eu estou feliz por saber que ela tem a terra da onde ela pode tirar força. Ela representa a terra bem.”
Eu sorri para Stevie Rae, e ela sorriu para mim, piscando com tanta força para não chorar. Então andei para o centro do círculo quando soltei o galho com a fumaça e peguei a vela púrpura.
— Eu não sou perfeita, e não finjo ser. O que eu prometo eu sinceramente quero o melhor para as Filhas e Filhos Negros, e para todos os calouros da House of Night.
Eu estava me aprontado para dizer que eu esperava representar o espírito bem quando a voz de Erik passou pelo círculo.
— Ela representa o espírito bem! — Meus quatro amigos concordaram em voz alta, e eu fiquei satisfeita (e mais do que um pouco surpresa) por ouvir os outros calouros concordarem com eles.

10 comentários:

  1. esse mal estar da Stevie Rae esta me preocupando

    ResponderExcluir
  2. Stevieeeeee!!!
    MORRE NAUUUUMMM!!! </3
    :'( *chuif*

    ResponderExcluir
  3. opppsss famo acabar o livro nesse capitulo que o final fica feliz.

    ResponderExcluir
  4. PROVAVELMENTE ELA ESTA CEGANDO NA TRANSIÇÃO

    ResponderExcluir
  5. Eu to começando a ficar preocupada com Stevie Ray

    ResponderExcluir
  6. sinto q a Stevie Ray pode nn completar a transição ;-;

    ResponderExcluir
  7. Embora eu sinta que a Stevie Ray não está bem e que, talvez, ela fique "doente", espero que a afinidade dela com a Terra lhe dê força suficiente para ser curada.
    Que ela olhe para dentro de si e acredite que ela ficará bem!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Palavras sábias! Penso o mesmo. Tomara que nada de ruim aconteça com ela.

      Excluir
  8. Graças a Nyx que tudo correu bem nesse ritual. A Neferet tentou desestabilizar a Z pegando o discurso dela e a deixando sem ter o que falar, mas ainda bem que tudo de certo. Ela é poderosíssima, ela mesmo, Zoey Mello uahushuah

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!