1 de outubro de 2015

Capítulo 20

— Shaunee, Erin, e Stevie Rae – vocês começam a acender as velas. Damien, se você colocar as velas coloridas em posição vou me certificar que tudo esteja pronto na mesa de Nyx.
— Fácil — Shaunee disse
— Fácil — Erin completou.
— Japonês — Stevie Rae acrescentou, fazendo as Gêmeas virarem os olhos.
— As velas de elementos ainda estão no depósito? — Damien perguntou.
— Yep — eu respondi enquanto ia para a cozinha. Eu estava feliz por já ter arrumado uma grande travessa de frutas, queijos, e carnes para a mesa de Nyx. Eu precisava apenas pegar uma garrafa de vinho do refrigerador, e arrumar o arranjo na mesa colocada no centro de um enorme círculo feito de velas brancas. A mesa tinha uma taça ornamentada, assim como uma linda estatueta da deusa, junto com, um elegante isqueiro, e a vela que representava espírito, o último elemento que eu ia chamar no círculo. A mesa simbolizava a riqueza das bênçãos que Nyx dá a seus filhos, vampiros e calouros. Eu gostei de arrumar a mesa da deusa. Me deixou calma, algo que eu precisava muito essa noite. Eu arranjei a comida e o vinho, e repassei na mente as palavras para o ritual que eu ia usar – olhei para o relógio e meu estômago se apertou – 15 minutos. Calouros já estavam começando a vir na sala de recreação, mas estão sendo submissos e esperam nos cantos da grande sala em grupos enquanto eles observam as Gêmeas e Stevie Rae acender as velas brancas que estavam na circunferência do círculo. Talvez eu não fosse a única nervosa por causa de hoje a noite. Era uma grande mudança liderar as Filhas das Trevas. Aphrodite era a líder a 2 anos, e nesse tem o grupo se tornou faccioso e esnobe, onde calouros que não faziam “parte” da multidão eram gozados.
Bem, as coisas mudaram hoje a noite.
Eu olhei para meus amigos. Todos nos apresamos para mudar de roupa antes de vir para a sala de recreação, e todos tinham escolhido usar preto para manter o tema do incrível vestido que Erik me deu. Eu me olhei um zilhão de vezes. O vestido era simples, mas perfeito. Tinha uma gola redonda que era baixa, mas não baixa do estilo vadio do vestido que Aphrodite usou no seu ritual. Era de manga comprida e marcava meu corpo até a cintura, e dali caia em grandes ondas até o chão. As partículas prateadas reluziam com a luz sempre que eu me mexia. O que também reluzia sempre que eu me mexia era o colar prateado ao redor do meu pescoço. Cada Filha e Filho Negro tinha um colar similar, com duas exceções – minhas três luas tinham granada incrustada, e o meu era o colar que foi exatamente o mesmo colar que foi encontrado no corpo de um adolescente humano. Ok, não era exatamente o meu colar que tinha sido encontrado. Era como o meu. Exatamente igual ao meu.
Não. Eu não ia pensar em coisas negativas hoje à noite. Eu iria me concentrar apenas em coisas boas, e em me preparar para liderar meu primeiro ritual público. Damien voltou para a sala principal com uma grande travessa em que ele balançava as quatro velas que representavam cada elemento: amarelo para ar, vermelho para o fogo, azul para água, e verde para terra. Eu já tinha posto a vela púrpura para o espírito em cima da mesa de Nyx. Eu sorri e pensei em quão maravilhosos meus amigos pareciam, vestidos de maneira chique em preto com seus colares prateados das Filhas das Trevas. Stevie Rae já tinha tomado seu lugar no círculo onde a terra deveria ficar. Damien entregou a ela a vela verde. Eu estava observando eles, então não houve erro no que eu vi. Quando Stevie Rae tocou sua vela, os olhos dela se alargaram e ela deixou escapar um estranho som que era uma mistura entre um grito e um engasgo. Damien deu um passo tão apressado que ele teve que equilibrar as outras velas para impedir ela de cair.
— Você sentiu? — A voz de Stevie Rae soava estranha, apresada e amplificada.
Damien parecia abalado, mas ele acenou e disse, — Yeah, e eu também senti o cheiro.
Os dois viraram para olhar para mim.
— Uh, Zoey, você pode vir aqui um segundo? — Damien perguntou. Ele soava normal de novo, e se eu não tivesse vendo o que tinha acontecido entre os dois eu teria achado que nada demais estava acontecendo a não ser que talvez eles precisassem de ajuda com as velas.
Mas eu tinha visto, que foi o porque de eu não ter gritado no centro do círculo para perguntar o que eles queriam. Ao invés disso eu me apressei até eles e mantive a voz baixa. — O que está acontecendo?
— Conte a ela — Damien disse para Stevie Rae.
Ainda com os olhos bem espantados, assustada, e mais do que um pouco pálida, Stevie Rae disse, — Você consegue sentir o cheiro?
Eu franzi. — Cheiro? O que — E então eu senti o cheiro – grama recém cortada, mel, e algo mais que eu juro me lembrava o cheiro da terra recém lavrada na fazenda da vovó.
— Eu sinto — eu disse hesitantemente, me sentindo confusa. — Mas eu não chamei a terra para o círculo. — Minha afinidade, ou poder, dada por Nyx me dava a habilidade de materializar os cinco elementos. Mesmo depois de um mês, eu não tinha certeza do que envolvia todo aquele poder, mas uma coisa que eu sabia era que quando eu lançava um círculo e chamava cada um dos elementos, todos se manifestavam de forma física. O vento me envolvia quando eu chamava o ar. Fogo fazia minha pele brilhar de calor (e, francamente, me fazia suar). Eu podia sentir a frieza do mar quando eu evocava a água. E quando eu chamava a terra para o círculo eu sentia o cheiro de coisas da terra e até mesmo grama de baixo dos meus pés (mesmo usando sapatos, o que era realmente estranho).
Mas, como eu disse, eu não tinha começado a lançar o círculo, então não tinha chamado nenhum elemento, ainda sim Stevie Rae, Damien, e eu estávamos claramente sentindo o cheiro de coisas da terra.
Então Damien sugou o ar e o rosto dele se tornou um enorme sorriso. — Stevie Rae tem uma afinidade pela terra!
— Huh? — eu disse brilhantemente.
— De jeito nenhum — Stevie Rae disse.
— Tente isso — Damien continuou, sua excitação crescendo a cada segundo. — Feche seus olhos, Stevie Rae, e pense sobre a terra. — Ele olhou para mim. — Você não pense.
— Ok — eu disse rapidamente. A excitação dele era contagiosa. Seria fantástico se Stevie Rae tivesse uma afinidade pela terra. Ter a afinidade com um elemento era um poderoso dom dado por Nyx, e eu definitivamente iria amar se minha melhor amiga fosse abençoada dessa forma por nossa deusa.
— Ok. — Stevie Rae soava sem fôlego, mas ela fechou os olhos.
— O que está acontecendo? — Erin disse.
— Porque ela está de olhos fechados? — Shaunee disse. Então ela cheirou o ar. — E porque está cheirando a feno por aqui? Stevie Rae, eu juro que se você estiver usando algum perfume rústico eu vou bater em você.
— Shhh! — Damien pôs o dedo nos lábios e a mandou se calar. — Achamos que Stevie Rae pode ter desenvolvido uma afinidade pela terra.
Shaunee piscou. — Nuh uh!
— Huh — Erin disse.
— Eu não consigo me concentrar com vocês falando — Stevie Rae disse, abrindo os olhos e encarando as Gêmeas.
— Desculpe — elas murmuram.
— Tente de novo — eu a encorajei.
Ela acenou. Então ela fechou os olhos e se enrugou se concentrado enquanto pensava sobre a terra. Eu não pensei sobre isso, o que foi difícil porque em alguns segundos o ar estava cheio com o cheiro de grama recém cortada, e flores, e eu até podia ouvir passaros cantando feito loucos e –
— Ohmeudeus! Stevie Rae tem uma afinidade pela terra! — eu gritei. Os olhos de Stevie Rae se abriram e ela cobriu a boca com as duas mãos, parecendo chocada e excitada.
— Stevie Rae, isso é incrível! — Damien disse, e em um segundo nós estavamos dando os parabéns e abraçando ela enquanto ela chorava lágrimas de alegria.
E então aconteceu. Eu tive um dos meus pressentimentos. E dessa vez (graças a Deus) era um bom.
— Damien, Shaunne, Erin – eu quero que vocês tomem seus lugares no círculo. — Eles me deram olhares questionadores, mas devem ter reconhecido meu tom de voz porque instantaneamente fizeram o que eu pedi. Eu não era a chefe deles exatamente, mas meus amigos respeitavam que eu estava treinando para algum dia ser a Alta Sacerdotisa, então eles obedientemente foram para seus lugares no círculo que eu tinha apontado para cada um deles quando só éramos nós cinco, e eu estava lançando um circulo para tentar descobrir se eu realmente tinha uma afinidade, ou se só tinha pouco senso e uma bela imaginação.
Quando eles tomaram seus lugares eu olhei ao redor para os garotos que já estavam na sala de recreação. Eu definitivamente ia precisar da ajuda de fora. Então Erik entrou na sala com Jack, e eu ri e fiz menção para eles virem até mim.
— O que foi, Z? Você parece que vai explodir — Erik disse, e então ele baixou a voz, e no meu ouvido disse, — E você está linda nesse vestido tanto quanto achei que ficaria.
— Obrigada, eu o adoro! — Então eu dei um rápido giro que era meio de flerte com Erik, e parcialmente pura felicidade pelo que eu tinha quase certeza que ia acontecer. — Jack, você por favor pode ir até Damien pegar a bandeja de velas que ele está segurando e trazer elas aqui no meio do círculo?”
— Yep — Jack disse e correu para fazer o que eu pedi. Ok, ele não correu de verdade, mas foi bem alegrinho.
— O que está acontecendo? — Erik perguntou.
— Você vai ver. — Eu ri, mal capaz de suprimir minha excitação.
Quando Jack voltou com as velas eu pus a bandeja na mesa de Nyx. Eu me concentrei por um segundo, e decidi que meus instintos diziam que fogo era a escolha certa. Então eu peguei a vela vermelha e a entreguei a Erik. — Ok, eu preciso que você entregue essa vela para Shaunee.
Erik enrugou a testa. — Só levar até ela?
— Yeah. Entregue para ela e preste atenção.
— No que?
— Eu prefiro não dizer.
Ele deu nos ombros e me deu um olhar que dizia que mesmo que ele me achasse gostosa ele também achava que eu tinha perdido a cabeça, mas ele fez o que eu pedi e andou até Shaunee que estava parada na parte sul do círculo – a área que eu chamava do elemento do fogo. Ele parou na frente dela. Shaunee olhou para mim.
— Pegue a vela dele — eu falei para ela, me concentrado em quão lindo Erik parecia para não pensar em fogo.
Shaunee deu nos ombros. — Ok — ela disse.
Ela pegou a vela vermelha de Erik. Eu estava observando ela atentamente, mas não era necessário. O que aconteceu foi tão obvio que vários garotos parados ao redor do lado de fora do círculo arfaram com Shaunee. No instante que a mão dela tocou a vela houve um barulho de whooosh. Seu longo cabelo preto começou a levantar e a se quebrar como se estivesse cheio de eletricidade estática, e sua linda pele chocolate brilhou como se tivesse sido acesa por dentro.
— Eu sabia! — eu disse, praticamente pulando pra cima e pra baixo de excitação.
Shaunee olhou para seu corpo brilhando e encontrou meus olhos. — Eu estou fazendo isso, não estou?
— Você está!
— Eu tenho uma afinidade pelo fogo!”
— Sim, você tem! — Eu gritei feliz.
Eu ouvi vários oohs e ahhs de todos parados na multidão, mas eu não tinha tempo para eles agora. Seguindo meu instinto eu apontei para Erik voltar para o centro do círculo, o que ele fez com um enorme sorriso no rosto.
— Essa pode ser a coisa mais legal que eu já vi — ele disse.
— Só espere. Se eu estiver certa, e eu acho que estou, tem mais. — Eu dei a ele a vela azul. — Agora leve essa para Erin.
— Seu desejo é uma ordem — ele disse com uma reverência. Se mais alguém se curvasse daquele jeito em público teria parecido idiota. Erik parecia super quente – parte cavalheiro, parte pirata bad boy. Eu estava pensando sobre o quão gostoso Erik era quando Erin e Shaunee fizeram dois guinchos gêmeos de felicidade quase ao mesmo tempo.
— Olhe para o chão! — Erin estava apontando para o chão de azulejo da sala de recreação. Em uma área circular ao redor dela estava se ondulando e parecia estar se enrolando contra os pés dela, embora nada realmente estivesse molhado, fazendo parecer que Erin estava parada no meio de uma costa oceânica fantasma. Então ela me olhou com seus olhos azuis que brilhavam . — Oh, Z! Água é minha afinidade!
Eu ri para ela. — Sim, é!
Erik voltou para mim. Dessa vez eu nem tive que pedir para ele pegar a vela amarela.
— Damien, certo? — ele disse.
— Totalmente certo.
Ele foi até Damien, que estava parado na parte leste do círculo onde o elemento do ar deveria se manifestar. Erik ofereceu a vela amarela para Damien. Damien não a tocou. Ao invés disso, ele olhou para mim por cima de Erik. O garoto parecia assustado.
— Está tudo bem, vá em frente e pegue — eu disse a ele.
— Tem certeza que vai ficar tudo bem? — Ele olhou nervoso ao redor para o que agora era uma enorme multidão de calouros que assistiam com expectativa.
Eu sabia o que estava errado. Damien estava com medo de falhar, que ele não receberia a mágica que estava acontecendo com as garotas. Na aula de sociologia aprendemos que é incomum um dom tão forte como uma afinidade por um elemento ser dada a um homem. Nyx dava dons a homens com uma força excepcional, e a afinidade deles normalmente tem a ver com o físico, como Dragon, nosso instrutor de esgrima, que tinha o dom de uma excepcional rapidez e uma visão precisa. Ar era definitivamente uma afinidade feminina, e não seria nada menor que incrível para Nyx dar o dom a Damien da afinidade com o ar. Mas eu tinha um calmo sentimento de felicidade dentro de mim. Eu acenei para Damien e tentei passar minha confiança para ele. — Tenho certeza. Ficarei ocupada pensando no quão fofo Erik é enquanto você chama o ar — eu disse.
Enquanto Erik ria por cima do ombro para mim Damien respirou fundo, e parecendo como se tivesse que agarrar uma bomba, ele pegou a vela de Erik.
— Soberbo! Glorioso! Fantástico! — Damien usava seu vocabulário enquanto seu cabelo marrom levantava e suas roupas voavam pelo vento repentino que o cercou. Quando ele me olhou de novo lágrimas de felicidade estavam caindo pelas bochechas dele. — Nyx me deu um dom. Eu — ele anunciou cuidadosamente, e eu sabia o que ele estava dizendo naquela palavra – que ele percebeu que Nyx o achava digno mesmo que seus pais não achassem, e mesmo que na maior parte da sua vida as pessoas tenham gozado dele porque ele gosta de caras. Eu tive que piscar com força para me impedir de chorar feito bebê.
— Sim, você — eu disse firmemente.
— Seus amigos são espetaculares, Zoey. — A voz de Neferet foi carregada pelo barulho de excitação dos garotos que agora estavam indo em direção aos quatro novos talentos descobertos.
A Alta Sacerdotisa estava parada dentro da entrada do salão de recreação, e eu me perguntei há quanto tempo ela estava ali. Eu pude ver que haviam alguns professores com ela, mas eles estavam nas sombras da porta e era difícil dizer quem eram exatamente. Ok. Você pode fazer isso. Você pode encarar ela. Eu engoli com força e forcei meus pensamentos a se focarem em meus amigos e o milagre que tinha acabado de acontecer com eles.
— Sim, meus amigos são espetaculares! — Eu concordei entusiasmada.
Neferet acenou. — É o certo que Nyx, com sua sabedoria, tenha te dado um dom, uma caloura com poderes tão incomuns, e para um grupo de amigos que também são abençoados com poderes impressionantes. — Ela dramaticamente ergueu os braços. — Eu prevejo que esse grupo de calouros irá fazer história. Nunca antes tanto foi dado para tantos ao mesmo tempo e lugar. — O sorriso dela incluiu todos nós e ela realmente parecia uma mãe amorosa. Eu teria sido pega como todos os outros pelo seu calor e beleza se não tivesse sido pela visão da fina linha vermelha no seu corte que ainda estava se curando que estava em seu antebraço. Eu tremi e forcei meus olhos e pensamentos da evidência de que o que eu tinha testemunhado definitivamente não tinha sido um fragmento da minha imaginação.
Uma boa coisa, também, porque Neferet virou sua atenção para mim.
— Zoey, eu acredito que essa é a hora perfeita para anunciar seu plano para as Filhas e Filhos Negros. — Eu abri minha boca para começar a explicar o que eu tinha em mente (embora eu tenha planejado anunciar as mudanças que eu queria fazer depois de lançar o circulo e dar aos ‘velhos’ membros algumas provas de que eu tinha recebido um dom de Nyx), mas ninguém prestou atenção em mim. A atenção de todos estavam em Neferet enquanto ela entrou na sala e parou não muito longe de Shaunne para que a manifestação da minha amiga do fogo acendesse a Alta Sacerdotisa como um holofote feito de chamas. Com a mesma poderosa e sedutora voz que ela usava durante os rituais, Neferet falou. Só que dessa vez ela estava usando minhas palavras – minhas ideias.
— Está na hora das Filhas das Trevas ter uma fundação. Foi decidido que Zoey Redbird irá começar uma era e uma nova tradição com sua liderança. Ela irá formar um Conselho de Prefeitos, composto por vários calouros, no qual ela seria a líder. Os outros membros do conselho serão Shaunee Cole, Erin Bates, Stevie Rae Johnson, Damien Maslin, e Erik Night. Haverá mais um Prefeito a ser escolhido do antigo círculo de amizade de Aphrodite para representar meu desejo por união entre os calouros.
O desejo dela? Eu cerrei os dentes e tentei encontrar meu lugar feliz enquanto Neferet parou para deixar morrer os sons gerais de felicidade (que incluíram as Gêmeas, Stevie Rae, Damien, Erik, e Jack, batendo palmas). Jessh. Ela estava fazendo parecer que ela era responsável pelas ideias que eu pesquisei por semanas!
— O Conselho de Prefeitos terá responsabilidade do novo grupo de Filhas e Filhos Negros, que inclui ter certeza de que desse dia em diante os membros terão de seguir as seguintes ideias: eles devem ser autênticos pelo ar, fiéis pelo fogo, sábios pela água, sensitivos pela terra, e sinceros pelo espírito. Se as Filhas e Filhos negros não seguirem esses novos ideais, será responsabilidade dos Prefeitos do Conselho decidir uma penalidade, que pode incluir expulsão do grupo. — Ela parou de novo, e eu percebi o quão sérios e prestando atenção todos estavam, que era a reação que eu esperava para quando eu fizesse esse anúncio durante o Ritual da Lua Cheia. — Eu também decidi que nossos calouros devem se envolver mais na comunidade. Afinal de contas, ignorância gera medo e ódio. Então eu quero que as Filhas e Filhos Negros comecem a trabalhar com caridade local. Depois de muita consideração eu decidi que a organização perfeita seria os Gatos de Rua, o resgate para gatos de rua.
Houve risadas por causa disso, que foi a reação que Neferet teve quando eu disse a ela minha decisão para fazer as Filhas das Trevas se envolverem com caridade. Eu não conseguia acreditar que Neferet estava pegando o crédito por tudo que eu tinha dito a ela na noite no jantar.
— Eu vou deixar vocês agora. Esse é o ritual de Zoey, e só estou aqui para mostrar meu apoio para meus calouros talentosos. — Ela me deu um sorriso gentil, que eu me fiz retornar. — Mas primeiro eu tenho um presente para o novo Prefeito do Conselho. Ela bateu as mãos e cinco vampiros homens que eu nunca vi antes saíram das sombras da entrada. Eles estavam carregando o que parecia um grosso azulejo retangular que devia ter 30 centímetros de largura e uns 10 centímetros de espessura. Eles o colocaram no chão perto dos pés dela e desapareceram pela porta. Eu encarei as coisas. Eram de uma cor creme e pareciam estar molhados. Eu não fazia ideia do que eram. A risada de Neferet passou ao nosso redor, fazendo meus dentes cerrarem. Mais ninguém achava que ela soava totalmente protetora?
— Zoey, estou chocada por não reconhecer sua própria ideia!
— Eu – não. Eu não sei o que são — eu disse.
— São quadrados de cimento molhado. Eu lembrei que você me disse que queria que cada membro do Conselho de Prefeitos tivesse uma impressão de sua mão para que a impressão seja preservada para sempre. Hoje seis ou sete membros do novo Conselho podem fazer isso.
Eu pisquei para ela. Ótimo. Ela finalmente me deu o crédito por algo, e isso era ideia de Damien. — Obrigado pelo presente — eu disse, e então adicionei rapidamente, — E foi ideia de Damien fazer as impressões das mãos, não minha.
O sorriso dela era cegante, e então ela virou para Damien e eu não tive que olhar para ele para saber que ele estava praticamente pulando de prazer. — E que ideia incrível Damien. — Então ela se dirigiu a sala toda de novo. — Eu estou satisfeita por Nyx ter dotado esse grupo tão completamente. E eu dou bênçãos para todos vocês, boa noite!
Ela foi para o chão com uma graciosa cortesia. Então, pelas palmas dos calouros, ela se ergueu e fez uma magnífica saída com a saia esvoaçando.
O que me deixou parada no meio do círculo me sentindo estar superarrumada e com nenhum lugar para ir.

15 comentários:

  1. Agora, eu definitivamente O-D-E-I-O essa vaca que se chama Neferet X¬/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com vc

      Excluir
    2. Nossa eu confiava tanto nela e agora isso?!?! Pqp que vadia

      Excluir
    3. Eu tambem!! Concordo comtigo karen Di Angelo.

      Excluir
  2. pela uniao dos seus poderes .....hiiii neferet estrago tudo kkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Agora eu sim , eu espero que Neferet tenha passe por muito e dps haja a exposição de verdadeira personalidade dela em PÚBLICO

    ResponderExcluir
  4. Agora ss eu desejo que neferet tenha um passe livre para o?? Inferno! :p. Juh

    ResponderExcluir
  5. Sinceramente? Zoey tem um problema com a palavra Vadia... Num pode!
    É sim! Neferet, sua cachorra! PQ xingar o q eu gostaria, sairia dos termos...

    ResponderExcluir
  6. karina deferia ter a opção "vadia do inferno" fica a dica
    bjs stefany

    ResponderExcluir
  7. kkkkkkkkkkkkkk essa Neferet kkkkkkkkkkkk .. eu continuo amando ela aushsauhushausahusa

    ResponderExcluir
  8. Coitada da Z, que piranha essa Neferet, não é possível, eu sabia que ela iria dar um jeito de colocar os holofotes nela mesma e tirá-los da Z, essa VADIA DO INFERNO!

    ResponderExcluir
  9. A Zoey e muito chata cruzes,e a Neferet e uma bruxa.

    ResponderExcluir
  10. Bem que a minha amiga avisou sobre ela. Essa Neferet não vale nada mesmo. Tomara que essa vaca morra.

    ResponderExcluir
  11. Eu odeio a Neferet.... Vaca 👌😶😲

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!